sexta-feira, 24 de setembro de 2021

Deus colocou você exatamente onde deve estar. Não se apresse, tudo ficará bem!


Nada em nossa vida foge do controle de Deus, é Ele quem define o melhor momento para realizar nossos sonhos.


A nossa vida não segue um manual de boas condutas, onde tudo ocorre exatamente como o esperado. Às vezes, é bastante confusa, por sinal. Nós nos vemos apegados a hábitos que jamais imaginaríamos, a relacionamentos que duram mais do que o esperado ou seguimos por caminhos completamente diferentes do que esperávamos.


Por exemplo, quem nunca se viu tendo sucesso numa área profissional que jamais pensou em seguir ou teve de se afastar daquele amigo, cuja amizade um dia você ousou achar que duraria para sempre? Pois é, a vida tem dessas coisas! Em alguns momentos, é até natural ficarmos frustrados ao ver que nem tudo tem saído como planejado.


Somos ansiosos por natureza, queremos tudo para ontem e ignoramos o fato de que Deus faz com que tudo ocorra no tempo certo em nossa vida. Neste momento, você está exatamente onde Ele gostaria que estivesse. Aqui, no agora, Ele está lhe transmitindo uma série de aprendizados, enquanto você enfrenta situações que o tiram de um lugar comum, da mesmice.

 

Nunca é cedo ou tarde demais para nada em nossa vida. Lembre-se, Deus escreve certo através de linhas tortuosas. Mesmo quando achamos que não vamos aguentar as novas provações ou dificuldades, Ele nos instrui.


Nosso Senhor nunca dá aos Seus filhos um fardo maior do que eles possam carregar. Enquanto você enfrenta uma dificuldade ou desafio que até então achava intransponível, Deus também o está livrando de muitas outras maldades. A todo tempo, Ele também está travando batalhas por você que muito provavelmente você nem imagina e fechando portas que não o levarão pelo belo caminho que Ele abriu para você.


Quem crê nas graças do Nosso Senhor não pode duvidar no lado bom de todas as provações, desafios ou dificuldades. Deus está a todo momento nos preparando para seguir na direção de Seus braços amorosos. Talvez você esteja tendo uma vida diferente da que planejou para si mesmo, por isso tenha medo do que está por vir, mas não se desespere.


Deus está sorrindo para você, segurando você pela mão enquanto o guia por todos esses novos caminhos. Ele não se esqueceu de você nem jamais esquecerá, e está apenas fazendo-o enxergar que o que você quer nem sempre é o melhor para a sua alma e o seu coração. Com o tempo, você vai conseguir entender que está exatamente onde Deus quis que você estivesse.

 

Todo erro, sucesso e tentativa fracassada fazem parte da sua história, fazem parte de quem você é e estão lhe preparando para um futuro de muitas conquistas. Portanto, mesmo nos momentos de desespero, erga as mãos para o céu com confiança e agradeça a Deus por tê-lo trazido até aqui, e Ele, mais uma vez, vai ajudá-lo a superar esse obstáculo. O Rei da vida é o seu aliado fiel e nunca vai abandoná-lo.


*Adriano Fernandes

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Sobre assuntos mal resolvidos…


Todo mundo tem assuntos mal resolvidos. Aqueles assuntos que a gente prefere deixar para lá do que ficar frente a frente. Talvez pelo medo de encarar a situação, óbvio. Por outro lado, existe o medo da resolução. Como é que vai ser depois? Nada do que foi será do jeito que já foi um dia – e aquele Salve para Lulu.


Nos apegamos a assuntos, coisas e pessoas com medo de uma resolução, ponto final ou vírgula, não importa na verdade. A grande questão é essa coisa que sentimos aqui dentro: como é que vai ser? É preciso ser muito corajoso para resolver aquilo que serve como pedra no sapato. Não sabemos o quanto aquela pedra é importante, apesar do aparente incômodo.

 

Pensando com a razão, concordo com você, somos loucos de deixar essas coisas tomarem conta da nossa vida. Mas elas tomam, e numa proporção que provavelmente nem eu e nem você temos controle. Colocamos o assunto dentro de um saco e vamos em frente, até que rola a vontade de abandonar o saco em qualquer lugar e continuar. O assunto passa de mal resolvido a abandonado, até que chega uma hora que somos cobrados por aquele abandono.


A vida não manda aviso de cobrança, simplesmente joga na sua cara aquela conta e diz que existem juros e correções. E a partir daí a gente entende que todo mundo pratica o assunto mal resolvido, do cara que desapareceu ao seu pai, da amiga que te decepcionou à sua mãe. Sim, gente próxima e que convive aí do seu lado.


Temos medo. Medo de assumir uma posição política, uma opinião, fazer uma escolha, terminar um relacionamento que já está ruim, mudar de país, correr atrás de um sonho, entre tantas outras coisas. Não é errado, só é preciso ter um pouco mais de coragem do que o comum. E mesmo com o peito estufado de coragem, preferimos o conforto da parte de cima do muro, engolir o sapo que desce seco e nem vem com copo gelado de cerveja.


Não acho que devemos sair por aí dizendo que somos resolvidos, quando na verdade somos infinitos como números e não exatos como uma fórmula matemática. É bonito assumir imperfeição e tentar melhorar todo santo dia. Acho também que se a vida cobra resolução de assuntos mal resolvidos, que a gente tenha sabedoria suficiente para encarar e resolver tal situação da melhor maneira possível. Não pela situação em si, mas pelo coração tranquilo depois. Menos uma dívida, menos um saco abandonado sem sentido, menos uma coisa para pensar quando encostar a cabeça no travesseiro.

 

Para ser realmente leve, é preciso entender a perda de peso. Afinal, nunca vamos saber se aquele “peso” perdido tinha importância ou se dávamos importância demais a ele. Dois pesos, duas medidas e um coração para dizer o que realmente é importante diante dos olhos.


*Juliana Manzato

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Seu relacionamento é como uma cesta


Um relacionamento saudável deve ser justo, e para tanto, ambos devem dar e receber.


É muito linda a teoria do “dar sem pedir nada em troca”, mas aqui a coisa não funciona bem assim. Aquele que se doa sem nada receber, está fadado ao sofrimento, é certeza!


Uma vez li em um site (não lembro qual) algo mais ou menos assim: Faça de conta que no início de seu relacionamento, você e seu companheiro têm uma cesta repleta de vários potinhos: amor, amizade, cumplicidade, carinho, etc. Logo, você deve atentar para o essencial: nunca deixe sua cesta vazia! Sua função é manter sempre um balanceamento entre aquilo que dá e o que recebe.


Todas as vezes que você der um potinho para ele, deverá receber outro em troca, assim o equilíbrio permanecerá: Dê um pote de cumplicidade e receba um pote de carinho.

 

O que acontece com aquele que sempre doa seus potinhos e nada recebe? Acaba ficando com sua cesta vazia! Enquanto o outro está com a cesta lotada. É o que acontece com muitas mulheres que dão tudo de si, e acabam se tornando vazias, necessitando do outro para preenchê-las, sustentando o peso de uma relação unilateral. Procuram algo a mais que possam doar para sustentar a relação, mas já não há, doaram tudo que podiam.


Ele, consequentemente, cheio de si, com tudo em abundância, começa a desmerecer todo o seu esforço e dedicação, e com o tempo a relação começa a se degradar, aos poucos, estando fadada ao fracasso. E de quem é a culpa? Dele, é claro! Lógico que não! A culpa é sua! Ele não te obrigou a dar seus potinhos para ele. Ambos tinham a mesma quantidade em cada cesta, você, bobinha, foi quem acabou entregando tudo; enquanto ele, óbvio, cuidou bem da cesta dele e se aproveitou da sua.


Não permita que isso aconteça com você! Observe sempre sua cesta, esteja sempre alerta: Você anda doando mais do que recebendo? Como está o equilíbrio dos seus relacionamentos? O que ele tem te dado em troca? NÃO DEIXE SUA CESTA VAZIA! Tem doado muito de si e não recebeu nada em troca? Um elogio, um agrado, um obrigada, um convite? Hora de colocar um cadeado nesta cesta e controlar as coisas.

 

Todos precisam de reconhecimento, carinho, afeto, atenção… Apenas saiba balancear esta equação, sem pedir muito e sem doar em excesso. Como diz a frase: “Não procure alguém que te complete. Preencha a si mesmo e procure alguém que te transborde!”.


Tudo depende do equilíbrio. Esta é a base!


*Deborah Furtado

terça-feira, 21 de setembro de 2021

5 arrependimentos de pessoas no leito de morte, revelados por uma enfermeira


É sombria e assustadora, mas a morte também é inevitável. Tudo o que podemos esperar é estarmos em paz com nós mesmos e com a maneira como gastamos nosso tempo. Nesta maravilhosa peça escrita por Bronnie Ware, descobrimos os verdadeiros arrependimentos que aqueles prestes a terminarem suas jornadas, têm.


Enfermeira revela os 5 maiores arrependimentos das pessoas no leito de morte.


Por muitos anos eu trabalhei em cuidados paliativos. Meus pacientes eram aqueles que tinham ido para casa para morrer. Momentos incríveis foram compartilhados com eles. Eu estive com das 3 às 12 últimas semanas de suas vidas.


As pessoas crescem muito quando são confrontadas com sua própria mortalidade. Eu aprendi a nunca subestimar a capacidade de crescimento de alguém. Algumas mudanças foram fenomenais. Cada um experimentou uma variedade de emoções, como negação, medo, raiva, remorso, mais negação e, eventualmente, aceitação. Todos os pacientes encontraram sua paz antes de partir, cada um deles.


Quando questionados sobre os arrependimentos que tinham ou coisas que fariam de forma diferente, temas comuns surgiram à tona. Aqui estão os mais comuns:


1. Eu gostaria de ter tido a coragem de viver uma vida fiel a mim mesmo, não a vida que os outros quiseram que eu tivesse.

Este é o arrependimento mais comum de todos. Quando as pessoas percebem que suas vidas estão quase no fim e olham para trás, fica fácil ver quantos sonhos não foram cumpridos. A maioria das pessoas não tinha honrado a metade de seus sonhos e teve que morrer conformada com isso.


É muito importante tentar honrar, pelo menos, alguns dos seus sonhos ao longo do caminho. A partir do momento em que você perde a sua saúde, é tarde demais. Saúde traz uma liberdade que poucos percebem, até que já não tenham.

 

2. Eu gostaria de não ter trabalhado tanto.

Ouvi esse arrependimento de todos os pacientes do sexo masculino que cuidei. Eles perderam a juventude de seus filhos e a companhia da parceira. As mulheres também falaram sobre esse arrependimento. Mas como a maioria era de uma geração mais velha, muitas das pacientes do sexo feminino não tinham sido provedoras.


Ao simplificar seu estilo de vida e fazer escolhas conscientes ao longo do caminho, é possível não precisar da renda que você acha que precisa. E através da criação de mais espaço em sua vida, você se torna mais feliz e aberto a novas oportunidades, às mais adequadas ao seu novo estilo de vida.


3. Eu gostaria de ter tido coragem de expressar meus sentimentos.

Muitas pessoas interiorizaram seus sentimentos a fim de manter a paz com os outros. Como resultado, tiveram uma existência medíocre e nunca se tornaram quem eram verdadeiramente eram capazes de se tornar. Como resultado, carregavam muitas doenças desenvolvidas à partir da amargura e ressentimento que sentiam.


Nós não podemos controlar as reações dos outros. No entanto, as pessoas podem inicialmente reagir quando você muda sua maneira de ser, e, no final, isso leva a relação a um nível totalmente novo e mais saudável. Ou elas mudarão, ou te libertarão de um relacionamento doentio. De qualquer maneira, você ganha.


4. Eu gostaria de ter mantido contato com meus amigos.

Muitas vezes, eles não perceberam a importância de velhos amigos até que eles estivessem mortos e impossíveis de contatar. Muitos tinham se tornado tão dedicados a apenas suas próprias vidas, que permitiram amizades de ouro se perderem ao longo dos anos. Havia muitos arrependimentos profundos sobre não dedicar à amizades o tempo e esforço que mereciam. Todo mundo sente falta de seus amigos quando eles estão morrendo.


É comum para qualquer um em um estilo de vida agitado, deixar amizades escorregar. Mas quando você se depara com sua morte se aproximando, os detalhes físicos da vida vão embora. As pessoas querem ter em suas finanças em ordem, se possível. Mas não é dinheiro ou status que detém a verdadeira importância para eles. Eles querem fazer as coisas de modo a beneficiar quem amam. Normalmente, porém, estão muito doentes e cansados para gerenciar esta tarefa. É tudo se resume a amor e relacionamentos no final. Isso é tudo o que permanece na etapa final, amor e relacionamentos.


5. Eu gostaria de ter me permitido ser mais feliz.

Este é um arrependimento surpreendentemente comum. Muitos não percebem até o fim que a felicidade é uma escolha. Tinham permanecido presos em velhos padrões e hábitos. O chamado “conforto” de familiaridade transbordou para as suas emoções, bem como para suas vidas físicas. O medo da mudança fez com que eles fingissem para os outros e para si próprios que estavam contentes. Quando lá no fundo, desejavam viver suas vidas novamente.


Quando você está no seu leito de morte, o que os outros pensam de você é um longo caminho em sua mente. Como é maravilhoso ser capaz de se libertar e voltar a sorrir muito antes de estar morrendo.

 

A vida é uma escolha. É a sua vida. Escolha conscientemente, escolha sabiamente, escolha honestamente. Escolha felicidade.


 *Luiza Fletcher


segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Antes de desistir, tente. Mesmo que já tenha tentado muito, persista!


Imagina se a cada dificuldade que aparecesse em nossas vidas nós parássemos e desistíssemos?


Até onde você acha que chegaria agindo assim? Reiteradas vezes partindo do zero e começando de novo uma jornada? Provavelmente, não muito longe. Até porque é muito desgastante ter que ficar reescrevendo a nossa história a todo momento.


Por isso, às vezes, é preciso seguir em frente, enfrentar os obstáculos e provar para si mesmo que você é capaz de se superar.


NUNCA DESISTIR É UMA ESCOLHA QUE TODOS NÓS DEVEMOS FAZER.

ELA, COM CERTEZA, NÃO É A DECISÃO MAIS FÁCIL A SE TOMAR.


Jogar tudo para o alto e inventar desculpas para o seu insucesso, certamente, representam o caminho mais cômodo a se seguir.


No entanto, a vida não deve ser sinônimo de comodidade e sim de aprendizado e experiência.


E nós só conseguimos aprender quando nos desafiamos e não nos resignamos a realidade que nos é imposta.


Você pode não ter descoberto ainda, mas existem inúmeras razões no seu interior para acreditar sempre e nunca cair na tentação de desistir.


Desistir é motivo de frustração para todos aqueles que decidem parar de tentar, nunca saberemos se iriamos acertar a “tacada”, na próxima tentativa, se desistirmos de tentar, portanto, se o seu objetivo é nobre e a sua intenção é positiva, não desista, você poderá encontrar muito “ouro na próxima escavação”.


A gente só descobre a mina de ouro quando acreditamos que uma hora vamos encontrar. Se a nossa fé se perde e desistimos, nunca saberemos se conseguiríamos se tivéssemos tentado um pouco mais.



*Robson Hamuche 


Para ajudar você nessa missão de autoconhecimento, mande um direct @rhamuche que te envio motivos para serem levados em conta quando pensar em desistir.



*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

sexta-feira, 17 de setembro de 2021

Talvez você esteja exigindo demais


Querer é um direito seu, ter é um privilégio. Até que ponto vale a pena fazer a vida parar só para que ela aconteça exatamente do jeito que deseja? “Queria outra coisa”, “queria de outra forma”, “queria outra pessoa”. E quem somos nós para nos atrevermos a esperar que a vida seja exatamente do jeito que desejamos?


A vontade de ser feliz é a mesma que pode nos deixar mais tristes. Isso tem a ver com a frustração que sentimos através das expectativas que alimentamos. A busca pela “pessoa ideal” – aliás, ela existe? – e a espera para que apareça alguém do jeitinho que você sempre quis são só armas contra a sua própria vida.


Na espera de uma boa oportunidade nós perdemos as melhores possibilidades. É louco como os padrões e os clichês nos cegam. Gostamos de compartilhar frases sobre “o que realmente importa na vida” mas quando a vida é a nossa, queremos mesmo é que ela aconteça do jeito que desejamos, ignorando o jeito que merecemos e que precisamos.


Sabe, é que talvez ele não tenha um corpo de invejar quando fica sem camiseta na praia, mas, exatamente ele, possa ser quem não liga pra sua estria ou pra sua celulite em que gasta 70% do salário para eliminar. Talvez ele nem saiba exatamente o que é isso. Mas você prefere colocá-lo num perfil que não faz o seu tipo, então o descarta. Talvez ele não seja tão bom com palavras e tenha uma certa dificuldade em organizar pensamentos que resultem em frases bonitas, mas sabe, talvez ele seja quem se importa em te mandar mensagens surpresas durante o seu dia, ainda que não tenha nada de diferente para contar além de te lembrar como gosta de você.

 

Talvez você esteja exigindo demais. Talvez você esteja se colocando num patamar alto demais pra ficar. Talvez você não esteja se enxergando o bastante para valorizar quem consegue te valorizar mesmo você fazendo questão de mostrar seus defeitos. Você sabe como é difícil ter alguém? Você lembra como foi quando gostou sem que gostassem de você?


Do que você precisa? De uma foto a dois com mil curtidas ou de um dia com mil risadas?O que te faz bem? Porque se emociona com os filmes? Porque torce para o mocinho na novela?


Talvez você esteja exigindo demais. E entenda, é claro que não é para se obrigar a sentir o que não consegue, mas bem que você pode direcionar sua energia para quem te dedica parte da própria vida. Não seja mais uma pessoa entre tantas outras que ignoram quando lhe são reveladas amor. Não seja também quem mente dizendo “eu também”, seja apenas quem você gostaria que fossem com você, goste como gostaria que gostassem de você.


Presta atenção em quem te dá atenção sem que você precise clamar por atenção.

 

Querer é um direito, ter é um privilégio e aceitar é o caminho.


*Luiza Fletcher

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Já passou


Ainda bem que a gente não perde nunca essa mania de acreditar. Que amanhã vai ser melhor. Que o próximo amor virá para ficar. Que essa aflição um dia vai passar. Que a distância não pode nos impedir de sonhar. Que o nosso coração errante ainda toma jeito. No fundo a gente acaba acreditando. Por algo ou por alguém. É o que costumamos chamar de fé.


Essa certeza de que o pior ficou para trás. Essa confiança de que existe alguém lá em cima observando nossa luta e preparando um belo prêmio. Essa crença de que a vida vai dar certo. E vai mesmo. Porque a mente atrai o clamor da alma. Porque quando a gente acredita, de verdade, as coisas acontecem. Porque o coração é uma fênix que não se cansa de renascer.


E o amor não é uma invenção humana. E o bem há de prevalecer. A escuridão da madrugada assusta a tristeza. E amanhã o Sol estará mais uma vez no céu a brilhar. É a vida lhe dizendo na forma de luzes e cores que mais uma chance lhe foi dada. Enxugue o rosto, abra o armário e escolha o seu melhor sorriso. Confie em mim. Não é uma vida ruim. Foi só um dia difícil. E já passou.


*Luiza Fletcher 

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Porque eu não posso me apaixonar por você…


Como se possível fosse mandar no próprio coração!


Coração é bichinho danado, você o tem, você sabe do que estou falando. Coração não escolhe, não te avisa com antecedência e nem tem controle. Uma hora ele está mansinho em sua cama curtindo um soninho, isolado, confortável… Até ser despertado pelo encanto de outro coração.


Ele não escolheu, ele foi escolhido. É movido por emoções e por céus e terras quando encontra o ser que o faz disparar! E daí ele ser correspondido, tem um longo caminho.


Por que não posso me apaixonar por você?


Porque talvez ele/ela seja casado(a).

Porque talvez não goste da pessoa que sou.

Porque talvez não me veja com os olhos que olha pra outra pessoa.

Porque talvez pense não ser o tempo certo para nossos corações se unirem.

Porque talvez EU tenha um relacionamento e não esteja disponível.

Porque talvez me veja como amiga(o).

Porque talvez me evita e nem faça ideia do motivo…


ou talvez eu não seja a pessoa que você sonhou ou porque eu sinta, dentro de mim, que por mais que eu queira, não posso me apaixonar por você!

 

São muitos os motivos e eu acredito, que você tenha algum outro que não consegui me lembrar de citar. Pois tudo bem! Eu amo, mas não posso amar! Eu quero e não posso querer, desejo e não posso desejar, simplesmente porque há um motivo qualquer, fora ou dentro de nós, que nos impede de viver esse amor. O que devo fazer?


Tenho de admitir, é terrível se apaixonar por alguém que tem outra pessoa e que, de certo, não pode corresponder aos nossos sentimentos. Ah, como é doloroso! Parece que tem uma bomba relógio pronta pra explodir a qualquer momento cá dentro do peito e você não sabe como lidar com isso, como esquecer isso e arrancar essa dor fora.


Então, ouça: Você pode se apaixonar por quem quiser, sabe disso!


Como já disse, coração é um tolo, muitas vezes nem escolhe direito e o destino ainda nos mete em muitas enrascadas… No entanto, ser correspondido é outra história! Então, caso não seja amado também e o motivo pelo qual não possa se apaixonar pelo outro seja muito sério, repense. Não estou dizendo que deva calar seu coração que, como uma criança, só deseja amar! É que, muitas vezes, escolhemos seguir caminhos que ao final não dão em nada e que de uma forma ou de outra, nos farão sofrer mais do que imaginamos.

 

Olha, nosso coração pode sentir o que quiser, quantas vezes quiser e por quem quiser. E mesmo que seja um amor não pronto pra você viver naquele momento, quem sabe, mais tarde? A vida tem muitas surpresas, não é mesmo?


Sei que pode estar nesse momento, lutando contra o sentimento que sente por alguém por não poder senti-lo. Será que realmente não pode? Onde está o mal em sentir o amor? Desde que não prejudique outra pessoa, amar é válido, minha gente!


Mas, criatura, se depois de um tempo perceber que não haverá frutos nessa árvore, vire-se e caminhe em outra direção. Tens um coração grande demais, bonito demais e uma hora, encontrará alguém que estará na mesma busca que você e seus corações se amarão sem impedimentos e sem dores.


Pensa nisso.


*Cris Souza Fontês

terça-feira, 14 de setembro de 2021

Deus tem as próprias razões e os melhores planos, confie nele


Ainda que nem sempre consigamos entendê-los, os planos de Deus são os melhores. Eles nos direcionam a vidas mais felizes, prósperas e conscientes, e nos fortalecem, para que sejamos capazes de testemunhar todas as maravilhas que ele criou pensando em nós.


Deus prepara todos os detalhes de nossas vidas de maneira que possamos aprender e crescer com cada experiência que vivemos.


Tudo acontece no momento exato, as conquistas, as perdas, as lições importantes. Podemos não concordar no começo, mas conforme a vida segue, entendemos que sua vontade é sempre muito melhor do que a nossa.


Quando as coisas não acontecem de acordo com a nossa vontade, podemos ficar revoltados, reclamar com Deus e até mesmos deixá-lo de lado por um tempo. No entanto, precisamos ter a sabedoria de entender que, quando as coisas não saem como o planejado, é porque os planos de Deus para nós são ainda maiores. Deus tem motivos para agir da forma como age.

 

Os planos não vão do jeito que planejamos, porque Ele tem motivos.


Ele pode estar querendo nos ensinar mais sobre humildade, amor, paciência, autocontrole, respeito. Cada “desvio do nosso caminho” é uma maneira de Deus nos mostrar que aprendemos mais quando as coisas não acontecem de acordo com a nossa vontade.


Não teríamos aprendido as mesmas lições e não seríamos as mesmas pessoas que somos hoje, se Deus não tivesse redirecionado nossas vidas quando estávamos perdidos.

As lições que aprendemos cada vez que devemos encarar uma realidade que não corresponde às nossas expectativas permanecem conosco por todas as nossas vidas e nos ajudam a tornar-nos pessoas melhores.

 

Os planos de Deus sempre incluem fazer de você o melhor que puder ser. Aprenda a reconhecer o seu amor e preocupação em cada uma de suas ações e comunique-se com ele através de orações.


Deus é o autor de nossas vidas e não existe ninguém que nos ame mais do que aquele que nos criou.


Aprendamos a confiar em seu amor, e saibamos que, quando estamos com ele, nossas vidas seguem o melhor caminho que existe, o caminho do amor incondicional.


*Luiza Fletcher

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

“Estamos todos na fila...


Percebemos que, na delicadeza da lagarta dentro de seu casulo, se esconde a força e o potencial de renovação, daí nascendo cores e beleza incomparáveis da borboleta, e voos maravilhosos nas flores e no espaço. O nosso corpo é um casulo que nos abriga a alma, um dia nos obriga a voar em espírito para um mundo mais perfeito e mais colorido, junto de muitos que nos amam.

 

A escritora Lya Luft, com o título de estamos todos na fila…, escreveu uma mensagem positiva e realista para nós que estagiamos na carne, visto que estamos em viagem de aprendizado; mais dia ou menos dia, com pandemia ou sem, retornaremos para a Vida Eterna – a morada do espírito, de onde viemos.


“A cada minuto alguém deixa este mundo pra trás. Não sabemos quantas pessoas estão na nossa frente. Não dá pra voltar pro ‘fim da fila’. Não dá pra sair da fila. Nem evitar essa fila.


“Então, enquanto esperamos a nossa vez, faça valer a pena cada momento vivido aqui na Terra.



“Estamos todos na fila...



A cada minuto alguém deixa esse mundo pra trás. Não sabemos quantas pessoas estão na nossa frente.


Não dá pra voltar pro “fim da fila”. Não dá pra sair da fila. Nem evitar essa fila.


Então, enquanto esperamos a nossa vez:-


Faça valer a pena cada momento vivido aqui na Terra.


Tenha um propósito.


Motive pessoas !!


Elogie mais, critique menos.


Faça um “ninguém” se sentir um alguém do seu lado.


Faça alguém sorrir.


Faça a diferença.


Faça amor.


Faça as pazes.


Faça com que as pessoas se sintam amadas.


Tenha tempo pra você.


Faça pequenos momentos serem grandes.


Faça tudo que tiver que fazer e vá além.


Viva novas experiências.


Prove novos sabores.


Não tenha arrependimentos por ter tentado além do que devia, por ter valorizado alguém mais do que deveria, por ter feito mais ou menos do que podia.


Tudo está no lugar certo.


As coisas só acontecem quando têm quem acontecer.


Releve.


Não guarde mágoas.


Guarde apenas os aprendizados.


Liberte o rancor.


Transborde o amor.


Doe amor.


Ame, mesmo quem não merece.


Ame, sem querer receber nada em troca.


Ame, pelo simples fato de vc vibrar amor e ser amor.


Mas sempre, ame a si mesmo antes de qualquer coisa.” Esteja preparado para partir a qualquer momento. Vc não sabe seu lugar na Fila, então se prepare prá deixar aqui apenas boas lembranças.


Suas mãos vão embora vazias.


Não dá pra levar malas, nem bens...


Se prepare DIARIAMENTE prá levar consigo, somente aquilo que tens guardado no coração.”


Lya Luft

 

sexta-feira, 10 de setembro de 2021

Antes de rezar, acredite! Quem crê na vida, alcança os milagres!


Será que milagres existem mesmo? Se você não acredita neles, provavelmente não crê na vida e também nos milagres que acontecem a cada minuto por aí.


Quando falamos de um milagre, associamos a fatos extraordinários em nossas vidas ligados a uma religião.


Ele ocorre quando se há fé ou acontece quando acreditamos que uma força superior, divina ou extraordinária, interfere numa situação que pedimos ou precisamos.


Temos que acreditar que o milagre existe, mesmo que seja uma fagulha de esperança, temos que acreditar! O milagre faz a vida das pessoas mudarem e ter grandes movimentos.


Mas, além de acreditar, temos que fazer nossa parte: pedir pelo milagre e agir para que ele ocorra.


Fazer as mudanças que a Infinita Intuição, a Divindade Superior ou Deus intuir a você. Ou seja, para ocorrer um milagre temos que pedir, trabalhar e acreditar no milagre.


O milagre para ocorrer dá trabalho para quem pede. Mas, com certeza, ele existe e acontece aos que têm fé, acreditam, pedem e se mexem ou fazem sua parte na história.


Por que estou escrevendo tudo isso?


Para responder a muitas pessoas no mundo que reclamam que a vida sentimental, profissional, financeira, familiar ou pessoal não está bem e querem mudar tudo, sem se mexer.


Querem que ocorra um “milagre” na vida de uma hora para outra. Mas, não mostram em nenhum momento o que estão fazendo para mudar a situação ou não se nota nenhuma motivação para mudar.


Ou, quando mandamos se mexer, vêm com várias desculpas prontas.


Parece que é mais fácil sofrer e querer que o mundo tenha pena, do que fazer algo para mudar a situação.


Para você que deseja um milagre para melhorar uma situação na vida, comece a pensar nisso: O que você está fazendo de verdade para mudar essa situação?


Só reclamando?


PEDIR A MUDANÇA É IMPORTANTE. AJUDAR PARA QUE ELA OCORRA É MAIS AINDA! ESCUTE AS SOLUÇÕES QUE A VIDA VAI LHE PROPOR. MEXA-SE E VERÁ O MILAGRE ACONTECER.


*Robson Hamuche 

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

“quem insiste em julgar os outros sempre tem alguma coisa para esconder.”


A máxima bíblica “não julgueis para não serdes julgados” parece não encontrar o seu lugar. Nem o corre-corre da vida moderna é capaz de evitar esse desperdício de tempo. Ele ainda é gasto com a mania de falar da vida alheia e repreender as escolhas e caminhos dos outros, como se fossem propriedade pública e disponível.


Chico Xavier revelou ter aprendido a importância e a beleza de não julgar, dizendo: “Uma das mais belas lições que aprendi com o sofrimento: não julgar, definitivamente não julgar a quem quer que seja.”


Acontece que o julgamento costuma ser atrelado à maledicência, ao saber tudo sobre todos, e isso é uma inverdade absoluta. Mesmo acompanhando uma pessoa de perto, na convivência, não é possível conhecer todos os desejos, motivos e motivações do coração de alguém.


“O coração dos outros é terra onde ninguém vai”, assegura um ditado antigo. E é exatamente disso que se trata. Ninguém sabe o suficiente sobre alguém ao ponto de possuir poder ou conhecimento de causa para julgá-lo.

 

É impossível conhecer todas as verdades contidas dentro do coração de uma pessoa. Da mesma forma, não é dada a ninguém a capacidade de compreender todas as emoções e sentimentos que essa pessoa já viveu; todas as dores, incertezas e angústias que ela já experimentou. Isso é motivo claro, e suficiente, para afirmar que ninguém deve julgar outrem por atos ou escolhas que tenham sido adotados.


De outro lado, e com base nesses mesmos argumentos, ninguém deve se intimidar pelos dedos indicadores que lhe são apontados, se o que levar a isso for apenas um julgamento.


É sabedoria conseguir concentrar-se nos valores que regem os atos e na consciência tranquila. Se ao término de um dia eles não acusam nem condenam, não há o que temer.


Não podemos nos tornar reféns do que pensam sobre nós. Madre Teresa de Calcutá afirmou: “Quem julga as pessoas, não tem tempo para amá-las.” E vê-se claramente que o amor tem se tornado cada vez mais condicional. Há amor enquanto cabemos em uma determinada medida, somos de determinado jeito, pensamos de determinada forma. Fora de certo padrão não servimos bem, incomodamos, somos julgados. E julgados por pesos e medidas particulares, baseados em convicções e perspectivas pouco amplas. Somos comparados às expectativas que tinham sobre nós e, quando elas não se realizam, pronto: há um julgamento instantâneo e pouco misericordioso.

 

Cada pessoa tem uma história que foi feita por erros e acertos, e que merece ser respeitada.  Tentar, acertar e errar faz parte da vida de cada um de nós, julgar é que não precisamos fazer. É perfeitamente dispensável.


A isso acrescenta-se o fato de que cada sentença pode dizer mais sobre quem a proferiu do que sobre a quem ela se refere. Renato Russo repetiria que “quem insiste em julgar os outros, sempre tem alguma coisa para esconder”.


Há sempre vidro rondando nossos telhados, afinal. Sendo assim, nenhum de nós está apto a julgar, não é mesmo?


*Alessandra Ferrari 

quarta-feira, 8 de setembro de 2021

A paixão não é premeditada, é praticamente instintiva – simplesmente acontece. O amor, não.⁣


Nossas emoções se elevam quando alguém nos considera ideal e se dispõe a dedicar tempo e energia exclusivamente ao se relacionar conosco.⁣

Conforme você vai conhecendo a outra pessoa, você começa a entender as intenções que ela tem com você, suas necessidades e o que ela espera de você. Com o convívio, você começa a ver de forma mais clara a possibilidade de amar e percebe que a distância entre vocês não é uma distância de inalcançável - há muitos passos a serem dados, mas você gostaria de dar esses passos. E conforme você vai dando esses passos, as razões para amar essa pessoa vão se consolidando, e a certeza de que essa é a "pessoa certa" vai se concretizando.⁣

Você entende que as razões para amar aquela pessoa não são inventadas ou idealizadas, mas encontradas, quase que como algo que você sempre procurou. Como se fosse algo que você sempre tivesse se preparando e esperando. Você vai sentir que essa pessoa cabe em um lugar único na sua vida.⁣

Ninguém quer alguém que ama só o seu corpo, só os seus olhos ou só o seu sorriso. O amor exige que se ame a totalidade do ser. Da mesma forma, ninguém quer alguém que prometa "amar até mês que vem" ou "amar por três anos". O amor exige a totalidade e que se ame até o fim da existência ou não é verdadeiro; pelo contrário, é inaceitável e ofensivo.⁣

Amar também exige lealdade. Para ser leal é preciso respeitar, perdoar erros, ser cúmplice e confiar no outro até que ele se mostre indigno de confiança. É um pacto implícito que você estabelece com seu par.⁣

Amar é ter por alguém o afeto mais lindo que encontramos no coração; é quando pegamos o desejo natural de suprir nossas necessidades e o voltamos para o outro, nos esforçando para suprir suas necessidades - é algo que fazemos pelo outro, e não por nós mesmos.⁣

Quando sentimos do fundo do nosso coração que encontramos a "pessoa certa", percebemos que devemos agirmos para ela faça parte da nossa vida.


*Thiago Sian Andriolo

terça-feira, 7 de setembro de 2021

Não adianta reclamar do mundo. O que precisamos é mudar esse mundo


Não adianta a gente ficar reclamando que o mundo está de cabeça pra baixo, a gente tem que mudar esse mundo!


Dia desses parei para pensar em tudo e não tirei conclusões sobre nada. Mas uma coisa ficou certa nesse amontoado de pensamentos: não adianta a gente ficar reclamando que o mundo está de cabeça pra baixo, a gente tem que mudar esse mundo. Se não dá para mudar a cidade, mude o bairro. Se não dá para mudar o bairro, mude a sua casa, plante uma florzinha no jardim, deixe um pote d’água para o cachorro que passar por lá matar a sede, distribua mensagens de carinho entre a vizinhança. Pode parecer pouco ou quase nada, mas é “só” o primeiro passo para uma mudança maior, aquela que começa dentro da gente.


É que para mudar um mundo inteiro feito de tantas e tantas vidas, é preciso, antes de qualquer coisa, mudar o que mora dentro da gente.


Trata-se de romper velhos hábitos, quebrar tabus, sair da zona de conforto, jogar fora velhos discursos. Chega de dizer às mulheres que elas são frágeis, chega de dizer aos meninos que chorar não é coisa de homem, chega de construir seres humanos que não podem sentir. Somos vidas, não máquinas. Tudo bem se a gente errar. Faz parte do caminho e o caminho é longo, talvez infinito.


Tudo isso parece utópico, mas não é. Se for tão inalcançável para você, que pena! Mas tente encontrar um espacinho na sua agenda para visitar um abrigo infantil, um asilo, uma ONG com cachorros e gatinhos abandonados. Vá ser útil (não somente produtivo para o capitalismo), vá espalhar o bem que isso é um gole (quase uma overdose) de esperança. Porque quando a gente vê que há pessoas que sofrem tanto e, ainda assim, conseguem sorrir, conseguem acreditar em milagres, que ainda pensam no outro, que ainda têm sonhos, aí a gente se dá conta de que a simplicidade é a alma da vida e que o bem tem que se espalhar por aí feito os memes que viralizam na internet!


Que, se não dá para continuar como está, a gente tem que fazer alguma coisa! Aqui e agora. Com generosidade. Com amor. Com carinho. Com fé.


Às vezes vai parecer que não dá pé. Às vezes, o trabalho vai sugar seu tempo, às vezes seu filho vai ter febre, não vai poder ir para a escolinha e você vai pensar que é o fim do mundo, às vezes sua conta no banco vai parecer meio vazia e você vai sofrer. Às vezes, você vai pensar que não está onde e como gostaria de estar. Às vezes, você vai se sentir longe dos planos que tinha para si mesmo. Mas isso é só às vezes, não todo dia.


Nos outros dias, você vai agradecer a Deus pelo seu trabalho, você vai admirar as descobertas do seu filho, você vai conseguir guardar um dinheirinho no final do mês para ajudar alguém que precisa mais do que você.

 

E aí você vai entender que os problemas têm o tamanho que a gente dá. Que o mundo lá fora não para porque a gente não tem o carro dos sonhos.


E que o sol vai continuar acordando e dormindo mesmo se a sua conta não é tão recheada quanto você gostaria. E isso não significa que o universo é indiferente à sua vida! Não, muito pelo contrário. Isso significa que os presentes de Deus para nós – esses milagres diários que quase passam despercebidos – continuam sempre prontos, esperando que a gente pare de somente ver e comece a, finalmente, enxergar.


Então, o negócio é que as coisas só vão mudar se a gente aprender que esse jogo vale muito mais que uma casa enorme com suítes avarandadas. Vale muito mais que títulos, diplomas, prêmios e fama. Vale algo que o dinheiro não compra: a paz! Só que dá para ter paz sabendo que há pessoas sem ter o que comer? Talvez a tarefa pareça muito mais difícil do que passar no vestibular, mas não é. É muito mais simples!


É que quando cada um faz um pouquinho para melhorar a vida do outro, o universo sorri e a gente sente uma plenitude de dar paz. Não porque a gente é melhor do que ninguém. Mas porque a gente é igual a todo mundo!


*Ana Helena Lopes

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: tverdohlib / 123RF Imagens

segunda-feira, 6 de setembro de 2021

Virar a página, às vezes, é fundamental!


Sabe aquele momento da sua vida que você se sente obrigada a virar a página, e começar um novo capítulo? Ou, em alguns casos, até mesmo um novo livro? Com novas tramas, mistérios, sonhos, descobertas e personagens?


É preciso um pouco mais do que coragem para isso, aprendi. Talvez, um pouco de ousadia. Por que, de repente, sua rotina é reestruturada. Você se vê diante de uma realidade que, ainda muito recente, nem parece que é a sua. Você vive como se estivesse assistindo, de camarote, toda sua vida sendo modificada sem que você possa nem ao menos gritar.


Não é permitido perder a compostura. Todo mundo passa por mudanças e você não é diferente de ninguém. Então, engole o choro e segue. Como se todo seu passado agora estivesse justamente lá. Pessoas, coisas e sentimentos, num passado não tão longe, mas que precisa ser deixado um pouco de lado. Se não, minha amiga, você pira.


Às vezes, é preciso deixar ir ou, ainda mais importante, saber ir. Ir, sem olhar para aquilo que já foi um dia, com a certeza de que o futuro te reserva uma vida repleta de sonhos e realizações. Um pouco de fé vai bem aqui.


E é isso, a vida é uma eterna mudança. Não tenha a ilusão de que será sempre a mesma pessoa, com os mesmos medos e gostos e, principalmente, que você viverá para sempre com o mesmo círculo de pessoas ao seu redor. Uma hora, de uma hora para outra, eu diria, o círculo se abrirá e você precisará aprender uma nova direção, que te levará a descobrir uma nova versão de si mesma. Mais aprimorada, mais adulta e, por que não, muito mais feliz.


Afinal, descobri que nem toda mudança é ruim. Mesmo que ela pareça verdadeiramente ruim. Com isso, relaxei um pouco, e resolvi aceitar o que a vida me propõe com mais vontade de crescer, evoluir.


Mudanças não mais me assustam.


Acredite, de tudo você poderá retirar algo de muito bom, basta que esteja aberto a isso. Um aprendizado, novas amizades, novos amores, novos humores, novas expectativas. E isso te transformará para sempre em uma nova pessoa, muito mais forte e segura de si. Mesmo que aquele friozinho na barriga não te abandone nunca.

 

Aprendi, com as tantas reviravoltas da vida, que precisamos estar atentas a nós mesmas, as nossas reações diante dos problemas e desafios. Precisamos, de fato, encarar a vida de frente, como quem não desiste fácil, ou não desiste nunca. Isso nos fará verdadeiras vencedoras.


*Keissy Kelly

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Não há barreiras que possam ser maiores do que os planos que Deus tem para nós


Não há barreiras que possam ser maiores do que os planos que Deus tem para nós, mas alcançá-los demanda garra da nossa parte…


Sabe quando bate aquela incerteza ou a vontade de parar e desistir no meio do caminho? Isso acontece várias vezes, principalmente quando a carga pesa e nossos ombros parecem querer ceder, mas a nossa mente deve estar alicerçada na certeza de que, embora existam caminhos que sejam mais árduos ou íngremes, sempre haverá um Deus cuidando de nós e nos fortalecendo a cada passo.


Quando você estiver pensando em desistir, lembre-se de que Deus cuidou em mantê-lo forte até aqui e não o abandonará no restante do caminho.


Existem, sim, dias difíceis para todos, mas o que pode nos manter sempre fortes é a confiança que Deus está sempre cuidando de nós e Se preocupando conosco, mesmo que não mereçamos.

 

O Seu amor é infinito e a sua luz pode nos fortalecer sempre e quando precisarmos. Não há barreiras que possam ser maiores do que os planos que Deus tem para nós, mas alcançá-los demanda garra da nossa parte.


Dessa maneira, não desista e deixe de lado essa ideia de reclamar, porque problemas todos nós temos e sempre teremos. O que nos faz diferentes é a maneira como resolvemos encará-los.


Se depositarmos toda a nossa confiança em Deus, tenha a certeza de que tudo estará sob o Seu controle.


Bateu o desespero e seus pés se cansaram de caminhar? Então, jogue-se aos pés de Deus e entregue a Ele as suas angústias, peça força para prosseguir.

 

Muitos lhe disseram que o seu sonho é impossível? Não desanime, porque tudo é possível para o Deus que tudo pode.


Você está em busca de respostas? Só Deus tem as melhores e sempre estará disposto a lhe responder.


Por isso, não há desculpas e nem argumentos para deixar Deus em segundo plano, Ele deve ser sempre a nossa prioridade porque, quando mais precisarmos, é Ele quem estará do nosso lado e não se cansa de olhar por nós.


Ele é fiel e nós devemos ser gratos pelo seu cuidado e por ser o companheiro que, mesmo que não mereçamos, estará sempre ao nosso lado nos mostrando os caminhos que devemos seguir e nos moldando de acordo com o que cada um desses caminhos requer de nós.

 

Levante-se todos os dias sorrindo, mesmo que o dia não seja dos melhores, porque basta-nos ter a certeza de que Deus estará cuidando de nós e isso já nos faz os mais afortunados de todos, porque o cuidado de Deus é como uma riqueza impagável.


Que sejamos sempre gratos pela misericórdia de Deus porque é isso o que nos torna diferentes.


Ter fé é a diferença que faz o nosso sorriso brilhar a cada nova manhã e que faz o nosso coração descansar, certo de que nada nos faltará em momento algum, pois temos ao nosso lado Aquele que é dono de tudo.


*Patrícia Regina de Souza


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: nanobey / 123RF Imagens 

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Nossa Senhora, eu entrego meu dia em Suas mãos. Proteja e guarde-me!


Cuide mim neste dia, Nossa Senhora, abra o caminho para a paz e felicidade entrarem em minha vida e livre-me de todo mal.


Querida Nossa Senhora, que sempre está ao meu lado nos momentos bons e ruins, eu Lhe peço para me acompanhar neste novo dia que está começando e me abençoar com o Seu santo amor.


Permita-me conduzir o meu dia com alegria e bom ânimo, auxiliando-me a realizar todas as minhas obrigações com muito amor e dedicação, para que a vida de alguma pessoa possa ser melhorada através de meu trabalho.


Concentre a minha atenção naquilo que está dando certo e afaste os meus olhos e ouvidos das pessoas negativas, que sempre têm algo de ruim para dizer sobre mim e todos aqueles à sua volta.

 

Nossa Senhora, ajude-me a reconhecer e expressar gratidão pelas pequenas coisas que tornam o meu dia melhor: o abraço de meus familiares, o elogio de um desconhecido e uma oportunidade no trabalho.


Mostre-me boas notícias, que me inspirem e despertem o desejo de continuar trabalhando por tudo em que acredito e para que o mundo possa se tornar um lugar melhor. Permita-me ter encontros especiais e envie em minha direção muita alegria para que eu aproveite tudo aquilo que chegar até mim com bom ânimo e disposição.


Nossa Senhora, acompanhe-me a cada passo do caminho neste dia e livre-me de todo mal que deseja me atingir.

Afaste as energias negativas, pessoas mal-intencionadas e dramas desnecessários de meu caminho. Mostre-me como ignorar as vozes negativas em minha cabeça e permitir que a minha intuição, que é abençoada por Deus, indique-me a direção certa a seguir.

 

Esteja comigo do momento em que eu me levantar da cama até quando voltar a deitar nela, Mãezinha, e faça com que este dia seja um marco positivo em minha vida e um degrau a mais na escada rumo à vida que eu desejo viver.


Preencha o meu coração com muita paz e felicidade para que eu me sinta bem comigo mesmo e deixe um sentimento positivo em todos aqueles que cruzarem o meu caminho.


Nossa Senhora, sei que nem todas as coisas podem acontecer como eu desejo, e que nem todos os dias podem ser simples e fáceis, mas eu Lhe peço para continuar segurando a minha mão para eu ser capaz de enfrentar qualquer situação em meu caminho com muita fé e um poderoso sorriso no rosto.


Eu entrego o meu dia em Suas mãos, Mãezinha, pois sei que tem o melhor para mim. Amém!



*Luiza Fletche

quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Infelizmente, muitas pessoas aprendem a dar valor depois que perdem…


Muitas vezes, vamos perceber a quantidade de coisas maravilhosas que temos na vida quando as perdemos.


Sim, infelizmente, muitas pessoas aprendem a dar valor a alguma coisa ou a alguém depois que a perdem. Tendemos a notar apenas aquilo que nos falta e negligenciamos aquilo que possuímos. Quem tem boa saúde, muitas vezes, não pensa o quanto é importante ser saudável. Quem tem uma vida financeiramente confortável, minimiza o poder do dinheiro. Quem tem amor, não sabe o quanto é doloroso estar sozinho.


Estamos sempre de olho nos tesouros alheios. Como diz a sabedoria popular, “a grama do vizinho é sempre mais verde e a galinha do vizinho é sempre mais gorda”. Sim, a comida do vizinho cheira melhor, o parceiro da vizinha é mais gentil, a parceira do vizinho é mais atraente, o filho do vizinho é mais educado e por aí vai…


Muitas vezes, vamos perceber a quantidade de coisas maravilhosas que temos na vida quando as perdemos.

 

Sim, vamos perceber o quanto é bom poder comer o que quiser quando passarmos a sofrer com problemas digestivos. Vamos perceber o quanto é bom não sentir dores no corpo, quando começarmos a sentir dores generalizadas, cansaço excessivo. Vamos perceber o quanto é revigorante dormir 8 horas por noite, quando passarmos a sofrer de insônia.


Vamos perceber o quanto é tranquilizante não precisar fazer contas o tempo todo para comprar uma garrafa de vinho ou almoçar num restaurante quando precisarmos escolher entre a garrafa de vinho e o queijo parmesão, quando precisarmos escolher entre a ida ao restaurante e um utensílio de cozinha, o plano dentário e a terapia.


Vamos perceber o quanto uma vida com amor é muito mais significativa quando perdermos a pessoa amada por descaso, por negligência.

Sim, muitas vezes, atolados de problemas práticos, como falta de dinheiro, poucas perspectivas profissionais, conflitos familiares, acabamos deixando de lado e dando pouco valor à pessoa amada. Acabamos afundando num mar de autopiedade e deixamos de ver que a pessoa amada também sofre, também têm problemas, também enfrenta dificuldades. Muitas vezes acabamos descontando em quem amamos e em quem nos ama as nossas frustrações.

 

Quem ama aguenta muitas coisas, mas chega uma hora em que todo mundo cansa, mesmo amando. Pois além de amar, precisamos nos sentir amados. E é aí, que muitos desistem de relações que aparentemente tinham tudo para dar certo. Infelizmente, muitas pessoas que deixaram o amor em segundo plano vão perceber o quanto ele é importante e especial depois que a pessoa amada diz adeus e não um simples tchau.


De duas uma: se o amor não for verdadeiro das duas partes, provavelmente o casal não vai se reconciliar. Se o amor for verdadeiro, as duas partes vão se acertar sobre bases bem mais sólidas.


*Silvia Marques

terça-feira, 31 de agosto de 2021

“A fé em Deus nos faz crer no incrível, ver o invisível e realizar o impossível” (padre Marcelo Rossi)


Leia esta poderosa reflexão inspirada na frase do padre!


Padre Marcelo Rossi é um dos grandes representantes do catolicismo em nosso país. Sacerdote, escritor e cantor, Marcelo está há décadas fazendo parte da rotina de muitas famílias cristãs, na televisão e nos sermões, e tem uma estrada muita longa na fé, sendo reconhecido até mesmo por pessoas que seguem outras religiões.


Provavelmente todos nós já vimos pelo menos algum familiar ou conhecido assistindo ou escutando suas pregações, ou tenhamos nós mesmos o hábito de acompanhar as suas celebrações, pois sabemos que ele sempre tem algo positivo para acrescentar a nossas vidas.


Com o advento das redes sociais, o sacerdote viu na web uma maneira especial de estar perto do seu público, e está constantemente compartilhando frases e mensagens de sua autoria como forma de reforçar a fé dos internautas.

 

Há algum tempo, padre Marcelo compartilhou uma frase impactante nas redes, que com certeza nos traz uma dose de motivação nos momentos em que sentimos que as nossas forças estão se acabando: “A fé em Deus nos faz crer no incrível, ver o invisível e realizar o impossível”.


Na vida, todos passamos por caminhos tortuosos e momentos de insegurança e medo, que nos abalam e podem nos fazer desviar da rota da felicidade e plenitude. No entanto, nunca podemos deixar que os problemas nos afastem da fé em Deus, pois é ela que nos sustenta quando as coisas não estão seguindo o nosso caminho.


A fé em Deus nos fortalece, nos ajuda a caminhar com a cabeça erguida e nos mostra que somos vencedores, e plenamente capazes de realizar os sonhos mais verdadeiros dos nossos corações.


Ela nos capacita para vencer qualquer obstáculo que se coloque em nosso caminho e nos preenche com segurança e coragem, para que não permitamos que um momento de fraqueza sabote o futuro lindo que temos pela frente.

 

A fé em Deus nos mostra que há mais coisas reservadas para nós do que podemos imaginar, e nos deixa claro que não há “impossível” para aqueles que escolhem confiar n’Ele com todo o coração, pois Deus sempre sabe o que é melhor para nós, e responde às nossas orações no momento certo.


Ter fé em Deus nos torna muito mais fortes diante da vida e nos abre as portas para uma realidade de prosperidade e vitórias infinitas. Guarde a mensagem do padre Marcelo Rossi em seu coração e nunca deixe de confiar em Deus, pois Ele tem o melhor para a sua vida.



*Luiza Fletcher

segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Quantas vezes nessa vida a gente se atropela…


Quantas vezes nessa vida a gente se atropela! Atropela o corpo, atropela a alma, atropela o tempo de maturação de uma experiência, de uma sensação.


A gente atropela os dias, com todas as tarefas que temos, com os deveres mais importantes, com as coisas mais relevantes, a gente não guarda 10 minutos para sentar, respirar e pensar nos passos dados, na direção dos voos. Não dá tempo de parar o atropelo para meditar sobre nós mesmos.


A gente atropela os sinais do corpo, coloca mais um antiácido no estômago, deixa as necessidades básicas para depois, melhor responder a emergência dos e-mails primeiro. A gente atropela a mastigação do almoço com digitações no celular. A gente atropela o momento de conversa com o parceiro por coisas que temos que postar. A gente atropela um olhar, uma flor, um filosofar mais profundo com um vomitar nossas dores e falar sobre a vida dos outros.


A gente atropela nossos aprendizados diários com pensamentos que não vêm ao caso, a gente atropela a possibilidade de outros entendimentos, de outras interpretações com a nossa raiva instaurada, com a nossa dor pré-concebida, com os nossos vícios de ser o que já sabemos ser.

 

A gente se atropela dando ouvidos demais ao que, no fim das contas, não interessa nada na nossa estrada.


A gente atropela um olhar bonito, um cheiro bom, um momento único com a vontade de que as coisas cresçam e vinguem no momento seguinte.

A gente atropela um momento de chegada, uma fase de alívio, uma veia rasgada, um coração rompido. A gente atropela o luto e o sentimento recém-nascido.


A gente atropela um abraço de uma criança, a gente atropela tantas árvores todos os dias, a gente atropela as boas ideias, a poesia falando mal do vizinho. A gente atropela as soluções com um excesso de problemas, a gente atropela a maré mansa de dentro com imposições e expectativas. A gente atropela quem não se atropela e senta um pouco todos os dias teimosamente no meio da estrada dos atropelados.

 

A gente atropela os dias, a geografia, a nossa história de vida. A gente atropela o eu te amo da mãe no telefone, a gente atropela as presenças com a nosso constante foco na falta, a gente atropela os pequenos significados com expressões gigantes que vivemos esperando aterrissar na nossa janela.


A gente atropela o silêncio, o nosso e o dos outros, atropela o futuro com nossos medos bobos, atropela o passado, manchando com nossos apegos e desgostos… atropela o presente com a acidez do desconforto de não saber mais estar na própria pele.


A gente se atropela.


*Clara Baccarin 

sexta-feira, 27 de agosto de 2021

Às vezes tudo o que a gente precisa é abandonar a causa…


Sabe aquele dia que parece que a vida se tornou um emaranhado de fios de alta tensão?


Por onde quer que você tente desfazer os nós, enfiar as mãos, encontrar soluções, os outros lados se embolam mais. É que nem bijuteria antiga enferrujada, aquelas correntinhas guardadas juntas num porta-joias antigo e você pode ficar horas na frente da TV, esticando as linhas nos joelhos, e a coisa não desenrola: desfaz um nó aqui e cria outro acolá.


Sabe quando parece que a vida se tornou aquele bendito cubo mágico, que você quebra a cabeça resolvendo um dos lados, alinhando a mesma cor, e quando vai trabalhar na outra face, bagunça tudo o que já tinha conseguido?


Você já teve essa sensação de que algumas situações quanto mais mexe mais fede?


De que aquela repetição de atos e conversas além de não estar levando a lugar nenhum, muito menos dissolvendo os problemas, está causando dores de estômago, esgotamento emocional, enjoo em todas as partes do corpo, pois é como ouvir a estridência de uma mesma música 521 vezes, ou engolir pelos ouvidos aquelas mesmas falas.


É como estar viciado em jogar na cara verdades que vêm de dores, é como querer resolver os dramas trazendo ele à tona a cada 5 minutos. É como querer fechar as feridas cutucando-as sem parar. É como querer lavar a alma, resolver a vida, limpar a casa, mas jogando as merdas todas no ventilador.


E depois de tantos nós desfeitos e refeitos, depois dos bolos todos no estômago, depois da exaustão dos dias, você pensa: e se eu simplesmente desistir dessa luta insana? E se eu seguir o conselho de minha avó ‘o que não tem remédio, remediado está! ’?


E se você perceber que pode simplesmente abandonar uma discussão no meio, pode jogar aqueles colares enroscados no lixo, pode dar um chute metafórico em tudo, porque tudo isso está sim ‘macumbando’ seu coração, amargando sua alma e atrasando sua vida?


Há sempre a opção eject, pedir pra sair, pular do trem em movimento, desligar telefone na cara, sair andando sem mais nem menos. Fechar a boca e não engolir mais nenhum sapo.


Há sempre a opção de não participar da fervura do momento, de não ter as respostas na ponta da língua, de não querer falar mais para não deixar as emoções mentirem pela sua própria boca. Porque às vezes a gente é caldeirão em ebulição e está precisando apenas de um tempo quieto, de decantação para as coisas começarem a fazer mais sentido.


Porque a vida parece não parar, mas a gente pode sim escolher a paz sem razão, abandonar o sem solução, aceitar não ter decisões, viver um dia de cada vez, sem medo do que vier, ou não vier, porque o que importa é o agora.


Importa é conseguir respirar, conseguir se desenterrar e se resgatar no meio de tudo isso.

Importa é deixar a vida agir em nós com seu tempo e razão e sorrir tranquilos sabendo que tudo o que vem de um não atropelo e sim de uma fluidez de dentro é o que realmente faz sentido.


Às vezes tudo o que a gente precisa é abandonar a causa.


*Clara Baccarin  

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Ninguém chega em nossa vida por acaso…

Ninguém chega até nós… E ninguém permanece em nossa vida por um simples acaso.


Pessoas nos encontram ou nós as encontramos meio sem querer não há programação da hora em que as encontraremos.


Assim, tudo o que podemos pensar é que existe um destino, em que cada um encontra aquilo que é importante para si.


As pessoas que entram em nossa vida, sempre entram por alguma razão, algum propósito.


Ainda que a pessoa que entrou em nossa vida, aparentemente, não nos ofereça nada, mas ela não entrou por acaso, não está passando por nós apenas por passar.


O universo inteiro conspira para que as pessoas se encontrem e resgatem algo com as outras.

Discutir o que cada um nos trará, não nos mostrará nada, e ainda nos fará perder tempo demais desperdiçando a oportunidade de conhecer a alma dessas pessoas.


Conhecer a alma significa conhecer o que as pessoas sentem, o que elas realmente desejam de nós, ou o que elas buscam no mundo, pois só assim é que poderemos tê-las por inteiro em nossa vida.


A amizade é algo que importa muito na vida do ser humano, sem esse vínculo nós não teremos harmonia e nem paz.

Precisamos de amigos para nos ensinar, compartilhar, nos conduzir, nos alegrar e também para cumprirmos nossa maior missão na terra: “Amar ao próximo como a si mesmo”.


E para que isso aconteça, é preciso que nos aceitemos em primeiro lugar, e depois olhemos para o próximo e enxerguemos o nosso reflexo.


Essas pessoas entram na nossa vida, às vezes de maneira tão estranha, que nos intrigam até.

Mas cada uma delas é especial, mesmo que o momento seja breve, com certeza elas nos deixarão alguma coisa.


Observe a sua vida, comece a recordar todas as pessoas que já passaram por você, e o que cada uma deixou.


Você estará buscando a sua própria identidade, que foi sendo construída aos poucos, de momentos que aconteceram na sua vida, e que até hoje interferem em seu caminho.


Passamos por vários momentos em nossa vida.

Momentos estes que nos marcam de uma forma surpreendente, nos transformam, nos comovem, nos ensinam e muitas vezes, nos machucam profundamente.


Quando sentir que alguém não lhe agrada, dê uma segunda chance de conhecê-lo melhor, você poderá ter muitas surpresas cedendo mais uma oportunidade.


Quando sentir que alguém é especial para você, diga a ele o que sente, e terá feito um momento de felicidade na vida de alguém.

 

Não deixe para fazer as coisas amanhã, poderá ser tarde demais.


Faça hoje tudo o que tiver vontade.


Abrace o seu amigo, os seus irmãos, os seus filhos.

Dê um sorriso para todos, até ao seu inimigo.


Se estiver amando, ame pra valer, viva cada minuto deste amor, sem medir esforços.

Seja alegre todas as manhãs, mesmo que o dia não prometa nada de novo.


Preste bastante atenção em todas as pessoas, elas podem estar trazendo a sua tão esperada FELICIDADE!

 

*Vilma Galvão

quarta-feira, 25 de agosto de 2021

Bem-me-quer ou malmequer: como saber se uma pessoa ama você?


Ninguém quer amar sozinho. Todos desejam vivenciar uma relação de amor correspondida e assim construir laços mais fortes e duradouros.


E mesmo o amor sendo um sentimento que precisa existir independente do outro, nas relações amorosas é importante ser amado, além de ser muito bom. Mas e como saber se uma pessoa ama você? Que atitudes e sinais demonstram esse amor e nos faz ter certeza que o amor é correspondido?


É sobre isso que este artigo irá falar. Veja abaixo dicas para saber se uma pessoa ama você:


Quem ama se dedica


O amor é um sentimento nobre e acompanhado de atitudes de carinho, respeito e marcado fortemente por uma coisa chamada dedicação. Quem ama se dedica, cuida e, mesmo que aos olhos do mundo isso não fique claro, o ser amado sente. Portanto, o primeiro sinal para saber se uma pessoa ama você é a dedicação. Mas e o que é dedicação? Segundo o dicionário Aurélio, dedicação é “afeto extremo, devoção para com alguém ou alguma coisa”. O afeto e a devoção são ramificações do amor. Quem ama possui afeto e dedicação, seja nas coisas mais simples, como nos momentos mais difíceis.


Quem ama quer estar perto


Quem não quer estar perto quando se ama? Todo mundo sabe que o amor é um sentimento gostoso de viver ao lado do ser amado. Quem ama não precisa mais do que a companhia da pessoa amada para sentir bem-estar. Seja num passeio ou numa simples pipoca de frente à TV, estar perto de quem se ama é uma imensa prova de amor. É nas coisas mais sutis que o amor se revela.

 

O amor é companheiro


Falar de amor é falar de convivência, de parceria, de união. Quando duas pessoas se amam elas compartilham o aprendizado da vida e constroem os laços que a vida fortalece com o passar do tempo. Quem ama é parceiro nos mais diversos momentos. Quem ama está presente nos episódios importantes, sejam eles bons ou ruins, e sua presença é lembrada como fortaleza e porto seguro.


O amor tem dessas coisas, afinal. Quer estar perto, compartilha e se dedica. Qualquer pessoa que tenha o mínimo de amor por outra possui essas atitudes. Portanto, observe sua relação e, se seu amor é assim, comemore. Amar é uma das experiências mais belas e saudáveis que existe. Aproveite as dicas e não deixe também de amar, compartilhar e se dedicar à pessoa que você ama. Afinal, reciprocidade adoça ainda mais a relação.


*Lidiane Franqui

Deus colocou você exatamente onde deve estar. Não se apresse, tudo ficará bem!

Nada em nossa vida foge do controle de Deus, é Ele quem define o melhor momento para realizar nossos sonhos. A nossa vida não segue um manua...