sexta-feira, 30 de setembro de 2022

Você merece mais do que ser o tanto faz de alguém


Você merece mais!


Merece mais que viver esperando mensagens que não vêm! Merece mais que se convencer de que o que você procura não existe! Merece mais que se contentar com uma relação que mais lhe faz chorar do que sorrir.


Merece mais que esse emprego meia-boca onde não valorizam tudo o que você vale. Aliás, você merece quem dê o real valor ao seu sorriso e quem faça de tudo para cativá-lo.


Merece mais que ter uma cama cheia e um coração vazio. Merece mais que essas pessoas que só se chegam a você por interesse.


Você merece mais que ser o tanto faz de alguém. Merece mais que viver acreditando que o AMOR é para todo mundo, menos para você.


Merece mais que se sentir sempre a parte difícil da relação.


Merece mais que gente fraca demais.


Merece mais que sempre se achar insuficiente para o outro.


Você merece um alguém que A(O) MEREÇA, e que faça mesmo por merecer.


Merecer ser a RAINHA ou o REI do reino que alguém construiu só para vocês dois.


Merece ser PRIORIDADE e não o que restou.


Merece receber de volta todo o AMOR que você oferece. Toda amizade que você dá. Toda a disponibilidade que você tem. Todo o respeito com que você trata as pessoas. Todo o carinho que você dá a gente que nem sequer merece. Mas você… AH! VOCÊ! Você merece.


Você merece dormir com a certeza de que o amanhã será lindo! Merece a calmaria de manhãs de paz, com café quentinho. Merece alguém que A olhe bem dentro dos olhos ao fazer amor. Merece alguém que saiba o que é AMOR.


Você merece uma relação que a conforte e que a receba, exatamente do jeito que você é. Merece ser o primeiro pensamento de alguém… e aquela dúvida gostosa, que nos acelera o coração ao longo do dia.


Você merece ser SAUDADE daquelas doídas que arrancam um coração, e merece QUEM venha matar essa saudade, de qualquer jeito.


Você merece descansar em braços que a tranquilizem e não que lhe deem dúvidas.


Você merece a CERTEZA de que é o grande amor de alguém.


E você merece ouvir, sentir, ler, perder o fôlego, recuperar; sonhar e se expandir ao lado de alguém que muito lhe quer.


Você merece fazer parte dos planos de vida de uma pessoa. Você merece ser fim e partida. Merece conhecer a magnitude de um verdadeiro AMOR.


Você merece mais que viver cobrando atitudes que não se têm. Que ser refém do Ego de outrem, que permanecer onde não querem lhe encaixar.


Você merece mais, mas não adianta ninguém lhe dizer. Só você pode decretar isso na sua vida, a partir deste MOMENTO e nunca mais aceitar absolutamente NADA menos que isso.


Isso tudo que eu escrevi não é utopia, papo de escritor… isso tudo é a trivialidade do amor.


Mas que, claro, você não sabe, porque nunca foi AMADA (o) de verdade, apenas se contentou com o que lhe deram.


Ok…todo mundo erra nessa vida, mas o bom é que uma hora, de tanto sofrer, a gente aprende.


Aprenda. Você merece mais que ser mais uma (um) na vida de alguém. Você merece ser A História.


Fale agora para si “EU MEREÇO” E mude a sua frequência vibracional. Então é só aguardar o Universo lhe trazer seres que vibram na mesma frequência que você.


Você merece.


*Bruna Stamato 

quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Ainda prefiro ser imperfeitamente eu, e não agradar a todos, do que fingir perfeição e conquistar o mundo


Foi-se o tempo em que eu seguia à risca a cartilha de como ser um exímio ser humano. Uma amiga sempre presente para qualquer hora, uma companheira que anula a si mesma para deixar o outro bem.


Uma colega de trabalho sempre a postos para ajudar, aquele tipo de pessoa que se esforça para ser bem-quista, aceita e sempre agradável.


Foi-se o tempo em que eu dizia SIM para o mundo todo e vivia em eterna negação para comigo.


Hoje, se você é meu amigo, pode continuar a me procurar para batermos papo, ligue-me quando quiser, a diferença é que eu aprendi a me priorizar, e quando EU não estiver legal ou não puder atender, eu também vou lhe dizer. Cansei de sorrir para o mundo com o coração em pedaços.


Cansei de me abandonar para as vontades de alguém satisfazer.


Cansei de ir sem querer… de aceitar convites por mera cortesia.


Cansei de me diminuir para caber nas minúsculas brechas que arduamente tenho que cavar, na vida de alguém que nitidamente não me quer lá.


Cansei de diminuir meu tom para deixar o outro sobressair. Cansei de me fechar porque o outro não dá espaço para eu me abrir.


Não faço mais esforço para me manter ao lado de quem quer correr sozinho. Respeito meu ritmo.


Não fico mais adaptando todo o meu mundo para trazer qualquer pessoa que seja para o meu ninho.


Quer estar? Ótimo! Não quer?! Fique à vontade para seguir seu caminho.


Eu já não mudo a minha rota por qualquer sorriso bonito, nem por qualquer esmola de carinho.


Estou aqui pra você, na mesma proporção que você está aqui para mim. Nem a mais, nem a menos.


Estou aprendendo as maravilhas da reciprocidade, e a não me doar inteira para quem oferece só metade.


Não faço mais questão de ser gentil e bacana com quem eu não simpatizo, abri totalmente mão das convenções e regras, limito-me ao respeito porque eu fui criada assim.


Não forço mais a barra para ser aceita. Se você gosta de mim, ótimo; se não gosta, também está tudo certo.


Com o tempo a gente se dá conta de que nem todo mundo precisa ser nosso amigo e também aprende a não perder nosso precioso tempo com qualquer desafeto.


Gasto minha energia hoje com o que me faz feliz! Cerco-me de gente que faz questão de me ter por perto.


Parei de manter nas minhas redes e na minha vida gente que não torce pelo meu bem, que está sempre pronto para falar mal de tudo. Que adora o insucesso alheio para se sentir superior.


Tampouco vou fazer tipo para conquistar quem quer que seja. Chega de maquiar tanto o rosto, os desejos e as verdades. Estou me alforriando, dando-me total liberdade.


Ainda prefiro uma loucura sincera a mil sensatezes falsas. Ainda prefiro lágrimas sinceras contidas a sorrisos falsos escancarados. Ainda prefiro guerra declarada à amizades forjadas.


Ainda prefiro ser, imperfeitamente eu, e não agradar a todos, do que fingir perfeição e conquistar o mundo.


*Bruna Stamato 

quarta-feira, 28 de setembro de 2022

Existem finais felizes, finais tristes e finais necessários


A vida é feita de ciclos, de pequenas histórias que se entrecruzam, de momentos que se somam uns aos outros, de chegadas e de partidas. Como diz a canção, há um vai e um vem na estação de nossas vidas, como num trem sem parada, apressado, cheio de surpresas pelo caminho. Há o que se inicia e o que acaba. Muitos finais pontuam a nossa jornada, ou seja é preciso saber lidar com eles.


Há finais felizes. Relacionamentos de uma vida, amores recíprocos para sempre, amizade eterna, emprego dos sonhos. Finais felizes são aqueles que não acabam nunca, quando algo que nos faz bem fica junto, fica com vontade, faz morada. São aqueles que ficam na gente, mesmo quando já se tornou passado, porque o que é intenso e verdadeiro, ainda que tenha que terminar, jamais sairá de nossos corações.


Há finais tristes. Infelizmente, a vida vai nos obrigar a separações bruscas, repentinas e extremamente dolorosas. Perdemos coisas e pessoas pelo caminho, perdas cujas marcas carregaremos enquanto vivermos. A saudade então nos fará companhia, bem como a lembrança de tudo o que foi bom, roubando-nos sorrisos, acalentando nossa alma, acelerando as batidas de nossos corações, preenchendo-nos de gratidão.


Há finais necessários. Nem tudo o que a gente quer e nem todos que a gente ama vão ficar – e essa será uma das lições mais duras que aprenderemos. Muitas vezes, teremos que sair de relacionamentos, sair de casa, sair do emprego, pular fora, partir, ir embora. Ou isso ou a gente prolonga sofrimento, dor e decepção. Será difícil, mas nossa sobrevivência dependerá da atitude certa em relação à pessoa errada, por mais que isso doa. E dói pra caramba, mas passa.


Como se vê, os finais serão recorrentes em nosso caminhar, sejam bons ou não. Caberá a nós enfrentar cada um deles com coragem, com a esperança de que dali sairemos mais fortes e dali sairemos prontos para receber o que ainda nos aguarda lá na frente. Pontos finais são necessários, para que novas histórias sejam escritas, com a gente protagonizando e conduzindo a trama, fazendo parte de enredos marcantes, inesquecíveis e recheados de amor.


*Marcel Camargo 


Imagem de Efes Kitap por Pixabay

terça-feira, 27 de setembro de 2022

ORAÇÃO PARA VOCÊ QUE SE SENTE UM FRACASSADO


Você já se sentiu um perdedor na vida? Você já sentiu a sensação de que a sua vida foi uma sucessão de fracassos? Escrevi a oração para você que se sente um fracassado para te inspirar a abrir o seu coração e falar com Deus sobre se sentir na maioria dos dias um perdedor.


ORAÇÃO PARA VOCÊ QUE SE SENTE UM FRACASSADO


O justo passa por muitas adversidades, mas o Senhor o livra de todas; Salmos 34:19


Oro para dizer que me sinto hoje um fracassado, Senhor. Oro para dizer que sinto que não consegui fazer a minha vida dar certo.


Foram tantas as derrotadas até aqui que nem consigo enumerar. Foram tantas as quedas que só a tua misericórdia me levantou.


O que eu faço diante de tantos erros? O que eu faço para mudar a realidade que me incomoda tanto? Como posso colocar a minha vida de volta aos trilhos?


Sinceramente não sei nem por onde começar, o que fazer, como mudar ou como recomeçar.


Pode iluminar a minha mente por favor? Pode me ajudar a enxergar o caminho da minha vitória? Eu sonho com a fase da minha vida em que tudo vai melhorar e eu vou sorrir com sinceridade.


Eu sonho com a chegada dos dias felizes, de paz, de contentamento, de realização e de oportunidade. Eu sonho com a resposta, a providência e a justiça de Deus em todas as áres da minha vida.


Graças te dou por transformar a minha realidade de fracasso para uma realidade de vitória. Amém.


*Sú Cursino 

segunda-feira, 26 de setembro de 2022

Não é que eu seja indiferente. É que cuidar da minha vida já dá um trabalhão danado.


Confesso. Eu não estou nem aí para certas coisas. Respeito quem acredita que “o desprezo é o contrário do amor” e outras teses. Mas eu discordo. Desprezar o que não nos serve é um exercício de liberdade, um gesto de amor por nós mesmos e por quem interessa.


Tem coisa e tem gente por aí que não merecem um segundo da nossa atenção. Assim como de quando em vez não se pode ficar indiferente a uma atitude duvidosa, de vez em quando é preciso não ter dúvida de desviar e seguir adiante.


Acho mesmo que o direito de concordar que discordamos é uma das prerrogativas da vida em sociedade. Anda ao lado do nosso dever de respeitar a opinião do outro. E se a opinião do outro me incomodar a ponto de eu querer distância dele, eu mantenho distância e pronto!


Não é que eu seja indiferente, não. É que cuidar da minha própria vida já dá um trabalhão danado! Deus me livre de tentar mudar o pensamento alheio.


Tem dias em que eu bem gostaria de me lançar a uma discussão interminável sobre assuntos polêmicos, ressaltar a diferença entre fatos e impressões pessoais, defender a minha tese de que não é preciso mudar a posição do outro para provar que a minha é melhor que a dele, argumentar que somos diversos e que isso é uma riqueza imensa. Mas não.


Às vezes eu bem quero responder a uma provocação aqui, um insulto ali, uma incorreção acolá, mas aí eu olho as horas, percebo a pilha de trabalho que me espera e deixo para depois. Quem sabe outro dia? Agora não dá. Agora eu tenho coisa mais importante. Agora eu tenho mais o que fazer.


*André J. Gomes 

quinta-feira, 22 de setembro de 2022

O FUNDO DO POÇO É ASSUSTADOR


O fundo do poço é assustador e o vento no alto da montanha é libertador. A paisagem é completamente diferente.


Do fundo do poço a sua visão é restrita, mas ainda assim é possível gritar por socorro em nome de Jesus e ser salva das maiores tormentas.


A paisagem no alto da colina ou no topo da montanha ainda pode causar medo, mas o campo de visão é amplo. Uma infinita de beleza, encanto, oportunidade e possibilidades.


Se você já teve sucesso, fama, êxito profissional, um casamento abençoado, um trabalho em que se sentia verdadeiramente completo e feliz saiba que você já esteve na montanha e sabe como é agradável, prazeroso e vibrante.


Se você já quebrou o cofrinho para contar as moedas para comprar o pão nosso de cada dia, pagar uma conta de água ou um caderno para o seu filho estudar saiba que você já esteve no fundo do poço.


Eu gostaria de dizer que jamais estive no fundo do poço ou que não sei como é gostoso conhecer o alto da colina mais bonita, mas eu já estive em ambos os lugares e em todos eles senti medo.


Ao longo dos anos percebi que quando eu estava no alto da montanha deveria me fortalecer, procurar administrar e organizar a minha casa (mente e coração) e entender que mais cedo ou mais tarde eu iria cair no fundo do poço.


Não sei como funciona com você, mas comigo funciona assim.


Um tempo me refrescando na montanha mais alta, sentindo uma brisa suave e desfrutando de dias felizes e abençoados e em seguida caindo duramente no fundo do poço que causa pânico, desespero, ansiedade e medo.


Em ambas as situações eu lutei com todas as minhas forças.


Na montanha para aprender como prolongar o meu tempo de descanso e alegria e quando me via no fundo do poço procurava alternativas para aprender como sair das situações complicadas e ter paz novamente.


SIM, O FUNDO DO POÇO É ASSUSTADOR E DESESPERADOR.


Por isso, lute com todas as suas forças, adore em voz alta, cante para o coração de Deus e implore a ajuda de Jesus para te tirar dos lugares que você se sente infeliz, inseguro e preocupado. Ore pedindo à Deus que te dê paz e felicidade nesta vida tão passageira.


Deus conhece a sua resistência mental e emocional, por isso siga clamando com fé que ele venha ao seu resgaste e seja o seu socorro. 


*Sú Cursino 

quarta-feira, 21 de setembro de 2022

POEMA CELTA


As mulheres de origem Celta eram criadas tão livremente como os homens.

A elas era dado o direito de escolherem seus parceiros e nunca poderiam ser forçadas a uma relação que não queriam. Eram ensinadas a trabalharem para que

pudessem garantir seu sustento, bem como eram excelentes amantes, donas de casas e mães.

A primeira lição era: “Ama teu homem e o segue, mas somente se ambos representarem um para o outro: amor, companheirismo e amizade.”

Jamais permita…

Jamais permita que algum homem a escravize: você nasceu livre para amar, e não para ser escrava. Jamais permita que o seu coração sofra em nome do amor. Amar é um ato de felicidade, por que sofrer?

Jamais permita que seus olhos derramem lágrimas por alguém que nunca fará você sorrir!

Jamais permita que o uso de seu próprio corpo seja cerceado.

Saiba que o corpo é a moradia do espírito, por que mantê-lo aprisionado?

Jamais se permita ficar horas esperando por alguém que nunca virá, mesmo tendo prometido!

Jamais permita que o seu nome seja pronunciado em vão por um homem cujo nome você sequer sabe!

Jamais permita que o seu tempo seja desperdiçado com alguém que nunca terá tempo para você!

Jamais permita ouvir grito em seus ouvidos. O amor é o único que pode falar mais alto!

Jamais permita que paixões desenfreadas transportem você de um mundo real para outro que nunca existiu!

Jamais permita que os outros sonhos se misturem aos seus, fazendo-os virar um grande pesadelo!

Jamais acredite que alguém possa voltar quando nunca esteve presente!

Jamais permita que seu útero gere um filho que nunca terá um pai!

Jamais permita viver na dependência de um homem como se você tivesse nascido inválida!

Jamais se ponha linda e maravilhosa a fim de esperar por um homem que não tenha olhos para admirá-la!

Jamais permita que seus pés caminhem em direção a um homem que só vive fugindo de você!

Jamais permita que a dor, a tristeza, a solidão, o ódio, o ressentimento, o ciúme, o remorso e tudo aquilo que possa tirar o brilho dos seus olhos a dominem, fazendo arrefecer a força que existe dentro de você!

E, sobretudo, jamais permita que você mesma perca a dignidade de ser MULHER!!! 

terça-feira, 20 de setembro de 2022

O amor é isso…


1.O amor não é sempre sobre uma relação entre duas pessoas. É sobre você e seus arredores. É sobre você e como você valoriza cada coisa ao seu redor.


2.O amor é a preocupação que aparece à noite, principalmente causada por pensar sobre as pessoas com as quais você mais se importa.


3.O amor é a pessoa em quem você pensa quando escuta sua canção de amor favorita.


4.O amor é essa pausa no peito quando o nome de alguém próximo a você aparece na tela do celular.


5.O amor é a descrença de que alguém que você ama pode não ser a mesma pessoa que você pensou que fosse, mesmo quando você sabe que todo mundo muda.


6.Amor é acreditar que alguém, apesar de todas as mudanças, sempre vai voltar para você.


7.O amor é a tristeza que te atinge quando você sabe que alguém, com todas as mudanças que aconteceu com ele, nunca vai voltar para você.


8.O amor é em quem você pensa quando olha o sol entre as folhas nas madeiras.


9.O amor são as lágrimas que você derrama quando olha fixamente no retrato de uma desconhecida, apenas porque ela parece com sua avó.


10.O amor é aquele sorriso de um estranho que você encontrou na plataforma da estação que lembra de seu tio que faleceu anos atrás.


11.O amor é o processo de lembrar como as pessoas fizeram coisas boas em sua vida.


12.O amor é um pedaço de obituário que você escreveu quando não tinha nada além de anseio dentro de seu coração.


13.O amor é saber que há um buraco do tamanho de uma pessoa dentro de você que nunca será substituído por qualquer um, porque cada pessoa marca seu coração de uma forma diferente.


14.O amor é saber que não importa o que aconteça, sempre haverá momentos em que seu ex passará por sua mente.


15.O amor é saber que nem sempre podemos voltar nossas cabeças para o passado. Porque há uma coisa chamada futuro que nos espera.


16.O amor é aquela triste notícia que você vê no jornal de hoje e deseja poder fazer algo para mudá-la.


17.O amor é aquele sentimento delicado dentro de seu coração quando você vê a felicidade de seu irmão.


18.O amor é o silêncio, e provavelmente um pouco de tristeza, que você teve quando estava no museu, pensando em como esses belos artefatos e memórias dentro de caixas feitas de óculos à prova de balas não convidam muitos visitantes.


19.O amor é o perdão que vem do canto mais profundo do seu coração e que você dá a todos que o machucam.


20.O amor é o ponto em que você começa a se tornar esperançoso novamente.


*Luiza Fletcher

segunda-feira, 19 de setembro de 2022

“O mágico e as ovelhas”: como a lábia e a mentira podem destruir nossa vida!


Esta parábola fará você enxergar seus relacionamentos de maneira bem diferente!


Você já pensou no quanto a manipulação de palavras e atitudes pode prejudicar a nossa vida, afastando-nos de nossos sonhos e até mesmo nos colocando em situações mortais?


Por mais que nem sempre sejamos capazes de perceber à primeira vista, existem muitas pessoas bem articuladas, que conseguem nos “hipnotizar” facilmente com suas falas e comportamentos, e se não estivermos sempre atentos ao que nos dizem, podemos nos tornar “presas fáceis”.


Trouxemos abaixo uma parábola sobre isso, é a parábola do mágico e das ovelhas, que mostra como a vida desses animais mudou bastante quando eles foram “encantados” pelo mágico. Leia e depois confira a poderosa mensagem que ela nos transmite!


“O mágico e as ovelhas”

Em uma clareira, no meio de uma imensa floresta, vivia um mágico e seu grande rebanho de ovelhas. Todos os dias, ele escolhia uma para comer. Com o tempo, os animais perceberam o que estava acontecendo e ficaram apavorados.


Tentando encontrar uma solução para escapar do abate, as ovelhas, muito ansiosas, espalharam-se pela floresta, dando muito trabalho para o mágico reuni-las novamente.


A escolhida como refeição naquele dia sentiu o que estava por vir e começou a resistir desesperadamente, com gritos tão altos, que assustaram os outros animais. Percebendo que estava saindo no prejuízo naquela situação, o mágico decidiu inventar um truque genial.


Ele conversou com cada ovelha e as “enfeitiçou”, fazendo crer que eram outros seres. A uma ele disse: “Você não é uma ovelha, é uma pessoa como eu. Você não tem nada a temer, porque eu só mato e como ovelhas, mas você é a única pessoa neste rebanho, portanto minha melhor amiga”.


Para a segunda, perguntou: “Por que você está fugindo de mim como outras ovelhas? Você é uma leoa e não tem nada a temer. Eu só mato ovelhas, e você é minha aliada.”


À terceira afirmou: “Ouça, você não é uma ovelha, você é um lobo. Um lobo que eu respeito. Eu, como antes, continuarei matando uma ovelha do rebanho diariamente, mas o lobo, meu melhor amigo, não tem nada a temer.”


Assim, ele falou com cada uma delas e as fez acreditar que não eram ovelhas, mas um animal completamente diferente.


Após essa conversa, o comportamento das ovelhas mudou, elas começaram a pastar com calma e nunca mais correram para a floresta. E quando o mágico matou outra ovelha, elas pensaram: “Bem, ele matou outra ovelha, então eu, um leão, um lobo, um homem, o melhor amigo do feiticeiro, não tenho nada a temer”.


Quando ele ia matar uma delas, caminhava em sua direção e dizia algo do tipo: “Oi, meu melhor amigo, não nos falamos há muito tempo, vamos ao meu quintal, preciso consultar você sobre o rebanho de ovelhas”.


Então os animais o seguiam prontamente. Lá ele perguntava às vítimas como estavam as coisas no rebanho, a vítima lhe contava tudo de bom grado, então o mágico a matava. Como a morte vinha instantaneamente, as ovelhas não tinham tempo de entender nada.


O plano do mágico funcionou perfeitamente, ele elevou a autoestima de cada uma das ovelhas, e como resultado, elas paravam de encher a cabeça com pensamentos de morte iminente, aproveitando a vida, o que tornava sua carne muito mais saborosa.


Ao longo dos anos, o mago conseguiu facilmente um rebanho enorme, e o mais interessante é que o resto das ovelhas começou a ajudá-lo. Se alguma ovelha muito inteligente começasse a sacar o seu plano, o resto delas, ou melhor, “leões, pessoas, lobos”, os melhores amigos do mágico, informava-o sobre o seu comportamento estranho e, no dia seguinte, ele a comia com prazer!


Moral da história


Essa parábola pode parecer muito distante de nossa realidade, mas se pensarmos bem, perceberemos que todos já fomos ovelha em algum momento, permitindo que outras pessoas nos convencessem a fazer coisas que supostamente eram para o nosso bem, mas apenas nos afundavam.


A parábola mostra exatamente como a lábia e a mentira podem nos destruir e que o mal muitas vezes chega até nós disfarçado. Guarde essa reflexão em seu coração e pense muito bem antes de permitir que as palavras de outras pessoas o influenciem tanto.


*Luiza Fletcher

sexta-feira, 16 de setembro de 2022

Cada fruta tem o seu tempo de amadurecimento


Como uma fruta que é retirada antes do processo de amadurecimento e não é saborosa, é amarga, ruim. Cada fruta tem o seu tempo de amadurecimento, de colheita. Nem antes, nem depois, é preciso o tempo certo!

Nós também temos este processo: precisamos saber que existe um tempo certo, tempo de amadurecimento. O melhor momento para que coisas incríveis ocorram em nossa vida, para colhermos os bons frutos, os frutos maduros e deliciosos.

Não adianta forçarmos para que algo seja agora, se este não for o melhor tempo para acontecer, no campo profissional, emocional, pessoal, para cada coisa o seu devido tempo, que se harmonize com nosso amadurecimento emocional, físico, espiritual. Para o brilho ser vibrante, de imensa luz, várias coisas necessitam comungar em harmonia perfeita.

Por isso que algumas coisas plantamos, regamos, e depois de algum tempo é que vamos colher. Muitas vezes até esquecemos delas, e em algum dia, dão muitos frutos.

Questionamentos racionais, lógicos, não são muito interessantes, a vida tem muito de inexplicável, de magia, de mistério.

Vamos aceitar o que não ocorreu ainda, e tudo o que está ocorrendo agora, principalmente agradecer, sem querermos racionalizar e entender tanto, entender tudo, o que ainda não conseguimos entender.

Mas acredite no plantio feito com o coração. Acredite nos seus melhores sentimentos.

O tempo nos engana, ora nos achamos novos demais para determinadas coisas, ora velhos demais. Este tempo cronológico muitas vezes não vai de acordo com nossas possibilidades, para entendermos que existe um outro tempo, um tempo especial para cada ser, ou melhor, algo que é atemporal

Hoje não corro, não me comparo com nada, nem com ninguém. Aprendi a entender e respeitar o meu tempo, o meu Ser, todas as minhas particularidades. Por vezes, estou flutuando acima de todos e tudo, em um tempo especial, único, criado por mim, exclusivamente para as minhas necessidades, possibilidades.

Hoje o tempo é meu amigo, só me favorece a enaltecer talentos, possibilidades.

O tempo de cada um. O nosso melhor tempo. O seu tempo.

Com sabedoria e discernimento vamos entendendo mais da vida, da forma como cada um necessita ter o seu tempo individual, de acordo com suas possibilidades sem nos compararmos, aceitando as condições de cada ser humano diante da vida.

Viver cada momento conseguindo absorver tudo de melhor que a vida tem a nos oferecer. Deixando cada coisa para o seu tempo, o passado para trás, o futuro ainda não existe. O presente é o que temos de melhor. Fazermos acontecer agora, com tudo o que já possuímos.

Sabendo o verdadeiro sabor de ter tudo o que se pode ter deste momento, de si, da vida.

“O plantio é opcional, porém a colheita” ( Provérbio).


*Patricia Tavares 


Imagem de Jill Wellington por Pixabay

quinta-feira, 15 de setembro de 2022

A dor é permitida porque ela te ensinará a viver algo que virá no futuro


Nem tudo que nos acontece somos capazes de compreender. Algumas coisas fogem aos nossos esforços de compreensão e acabam por aumentar a dor que já sentimentos. Pois tem situações que vem sem aviso prévio e levam de nós saúde, ânimo, emprego, sonhos, familiares, amigos, dentre outras coisas que eram tão importantes para nós. Mas temos fé em Deus, por isso vamos até Ele em clamores que nos rasgam ao meio e buscamos forças para superar esse tamanho mal que nos aflige. E vamos também até Ele para nos restituir o que foi perdido, pois não conseguiremos viver sem isso, ou pelo menos é o que pensamos.


Mas e se Deus disser “Não!”? Ainda confiaremos Nele e o chamaremos de Pai? De Deus de Amor? E se Ele não dizer nada? Pois o silêncio pode falar por Ele de acordo com sua vontade em nossas vidas. A oração pode ser fervorosa, com palavras tão suplicantes ditas em posição de servos, com coração implorando, a alma gritando, mas Ele pode não nos dar a resposta que aguardamos e nem entrar com providência quando mais achamos que precisamos Dele.


E é bem doloroso, nos dá um sentimento de abandono. Olhamos para o céu e perguntamos o porquê, mas as nuvens não se abrem e nada sai de lá para nos acalmar. Como continuar servindo a um Deus assim? Como confiar Nele quando não temos prova do seu amor e ajuda no momento de dor? Os nossos problemas acabam nos cegando e assim vamos perdendo aos poucos a esperança de que dias melhores virão. Que Ele vai nos socorrer quando mais precisamos.


Mas e se você já tiver muita coisa ruim acontecendo na sua vida e vier mais tribulações ainda para te testar? Já estava mal e ainda acontecem coisas piores, até parece que a chuva só sabe aumentar e o Sol se recusa a aparecer. Será que ele perdeu sua luz? Porém mesmo sem entender os motivos que levaram a Deus permitir tudo isso, temos que confiar que Ele faz o melhor para nós e não o que queremos. Que Ele continua sendo nosso Pai amoroso que nos cuia e guarda, estando conosco em todas as situações, até mesmo naquelas que tínhamos certeza que estávamos completamente sozinhos.


Sei que crer nisso em momentos dolorosos é o mesmo que contar uma piada, pois isso só faz o sofredor rir sarcasticamente, ou é como ouvir uma música triste que o farar chorar mais ainda. Mas eu nunca vi Deus permitir a dor na vida de pessoas fracas, mesmo aquelas que por dias perdem a fé Nele eu vejo forças nelas, garra e resistência, por mais que desejam até a morte em algumas noites, porém eu vejo nelas perseverança e uma fé que se recusa a ir embora por completo.


Pessoas que estão em pedaços, totalmente destruídas e imaginando quando será a próxima queda, porém estão lá se arrastando e continuam em frente. Deviam parar como aconselham alguns, abandonar esse Deus e até blasfemar, entretanto, eles continuam sempre em frente porque sabem que o passado não lhes pertence mais. E essas pessoas é que Deus prova porque quer ver até quando aguentam, Ele as deixe ver nuvens cinzentas até seus olhos suportarem a escuridão. Mas Ele só faz isso porque num mundo onde o pecado reina, é o jeito de nos fortalecer.


Parece uma maneira bem horrível de fazer uma pessoa ser melhor do que era antes e de testar sua fé, mas foi o que Ele escolheu e quem somos nós para contestar? Tudo isso é Dele, para Ele e foi feito por suas mãos. Por que nos achamos nos direito de sair por aí querendo ter a resposta de tudo? Ele diz só o que quer, mas detalhe, porque Ele só diz o que somos capazes de suportar, já que tem respostas que iriam enlouquecer nossa mente ou nos deixar sem saber o que fazer. Por isso mesmo Ele diz quando estivermos prontos para ouvir e entender sua mensagem.


Além disso, nunca vi O deixar a pessoa sofrer o resto da vida. Pode até parecer demorado para nossos conceitos humanos de tempo, mas para Ele foram breves segundos desde a dor até a vitória. Então a pessoa entende finalmente a razão, talvez não todo o motivo porque algumas coisas só serão explicadas na eternidade, mas ela saberá o bastante para se levantar e agradecer. Porque Deus nos leva além depois de nos levar ao deserto, pois deserto é a escola onde aprendemos quem somos e quem Ele é, onde Ele nos mostra sua força e a força que temos em nós.


Tudo isso para nos levar além do que queríamos, do que tínhamos e sonhávamos. Deus não resistiu o que se perdeu, mas nos deu além do que possuíamos no principio da luta, porque precisamos dos problemas para nos ensinar coisas que nos fariam entender a nossa nova vida no futuro que nem sabíamos que existiria. Ele tira algo para te dá outro lá na frente, pode não tapar o vazio por completo, nem ter o mesmo valor sentimental, mas será algo que te fará ser um instrumento de honra nas mãos de Deus, você será luz na escuridão e levará palavras de consolo para quem está passando por tudo isso agora, por isso não desista, mas resista.


*Tatielle Katluryn 

quarta-feira, 14 de setembro de 2022

Sobre a alegria grandiosa de viver com alguém, por alguém, para alguém


Viver só, caminhar sozinho por aí, ser livre para levar em frente a própria vida é bom. Eu não reclamo, não. Mas eu confesso: troco todas as benesses de viajante solitário pelos encargos e compromissos, as incumbências e obrigações de viver ao lado de alguém.


Dei de achar que do primeiro instante em que chegamos ao mundo ao segundo exato em que o deixaremos, poucos sentimentos serão tão caros, profundos e bonitos quanto o espanto de sentir amor e se saber amado por alguém.


Tenho pensado no privilégio de seguir a vida caminhando ao lado de outra vida como uma dessas coisas que acontecem a todo mundo, mas que nem todo mundo aproveita. É uma pena. Mas essas ruas vão cheias de gente incapaz de compreender a alegria imensa de viver com alguém, por alguém, para alguém.


Incapaz de entender que amar é ajudar o ser amado a ser quem ele é, e não ter posse sobre ele nem a ele entregar a própria vida, tanta gente por aí estraga e joga fora a graça de viver na companhia de quem faz valer a pena todo esforço que existe.


Eu, não. Eu ainda sonho com o amor sob a forma de uma ave rara, voando livre, circulando o céu sobre minha cabeça até pousar em minha casa do nada, disposta a mudar o rumo de tudo. Ainda sonho em respirar fundo e alçar meu voo em sua companhia, duas almas livres tratando de si mesmas e cuidando uma da outra, buscando o que fazer de bom a quem quiser e souber receber.


Viver com ela, para ela e por ela será então o exercício diário de um amor generoso e simples, gentil e trabalhador. A vida seguindo adiante em nosso dia depois do outro, nossas questões resolvidas em parceria, nossos almoços de avó, nossas conversas na cama entre um cochilo e outro. Nossa alegria se fazendo certa enquanto fazemos amor. E a beleza renascendo entre nós a cada dia, crescendo forte como os nossos filhos, sob os nossos olhos, entre os nossos braços. A beleza bem aqui e logo ali… na frente. E a beleza, a beleza…


*André J. Gomes 


Imagem de capa: Myronovych, Shutterstock

terça-feira, 13 de setembro de 2022

SUBSTITUIA A SUA RECLAMAÇÃO POR ADORAÇÃO


Substituia a sua reclamação por adoração, o seu medo por coragem, a sua tristeza por alegria, o desânimo por fé, a sua incerteza por oração, a sua revolta por confiança em Deus.


Você tem sido grato as mudanças que Deus tem feito na sua vida? Parcialmente satisfeito ou totalmente satisfeito? Boa pergunta, não é mesmo? Vale tirar um tempo para pensar sobre. Recomendo!


Não é fácil se tornar uma pessoa completamente satisfeita com todas as áreas da sua vida ou tornar-se alguém livre de toda e qualquer frustração.


Vez ou outra nos sentimos frustrados, pouco realizados e sempre pensando que poderíamos ter estudado mais, trabalhado mais e até mesmo amado mais. Muitas pessoas falam sem parar que gostariam que Deus transformasse suas vidas, mas quando Deus começa a trabalhar se sentem assustadas com as mudanças.


ÀS VEZES VAI DOER, ÀS VEZES VOCÊ NÃO VAI ENTENDER A MANEIRA DE DEUS AGIR, MAS SEMPRE FARÁ SENTIDO LÁ NA FRENTE.


Seja sempre grato (a) pelas mudanças positivas de Deus na sua caminhada. Quando não entender ou tiver dificuldade para aceitar peça discernimento e sabedoria. Ele te dará.


Pai, em nome de Jesus, agradeço humildemente por me ajudar a não guardar no meu coração as lembranças dolorosas do agir das pessoas que me feriram em algum instante.


Confio que o Senhor é a minha maior justiça, meu defensor, meu protetor e que jamais permitirá que o meu sofrimento seja maior que a minha fé.


Gratidão por endireitar todas as coisas erradas no meu lar, no meu trabalho, nas minhas emoções, nos meus pensamentos e na minha família.  Aleluia. Amém.


*Sú Cursino 

segunda-feira, 12 de setembro de 2022

Tem gente que te enxerga de qualquer jeito, mas um dia alguém te enxergará do jeito certo


Tem gente que olha a cor do teu batom, mas esquece de ler as palavras da tua boca. Que brinca de adivinhar vontades, sem querê-las para si.


Essa gente não vai estar lá se um dia os castelos dos teus contos ruírem. Não estará lá se alguém quiser serrar teus sonhos ao meio.


Essa gente não sabe quantas lágrimas teu travesseiro bebeu. Não percebe o que te encanta. O que te fascina. O que te faz ser exatamente tudo o que é.


Essa gente é aquela gente que olha torto, que torce o nariz. É aquela gente que não entende por mais que você explique. E você já tentou explicar milhares de vezes. Essa gente não está nem aí, porque não sabe estar onde um ego inflado não cabe.


Tem gente que pede um colo, daí você dá. Tem gente que pede um ouvido, daí você escuta. Tem gente que pede uma outra chance. Então, você concede uma nova. Mas a recíproca nunca é verdadeira. É que tem gente que não sabe ser abrigo. Que não sabe fazer caber em si nada além de si mesmo.


Tem até quem te ame desleixado. Que fala que ama, depois volta atrás. Que te trata de qualquer jeito e que deseja te fazer menor para caber no mundo apertado dele. Daí você se encolhe. Você esvazia os pulmões para se fazer pequeno, mas não consegue ficar ali, ao lado de quem faz exigências tolas para te aceitar.


Tem gente que não consegue ler o teu olhar. Que não percebe o grito preso na tua garganta. Que vê você caído no chão e pergunta se precisa de algo, como quem pergunta se você precisa de uma bebida morna em um dia quente. Tem gente que não quer ajudar de verdade.


Ah, mas um dia, um dia assim sem mais nem menos, pelos corredores gelados da vida, teus olhos cruzarão com outros que te dirão risonhos ois, como se te esperassem por uma infinidade de tempo.


E você vai sentir uma ânsia louca de se atirar na beleza desse outro. Desse alguém que sabe das razões, que entende de sonhos, que respeita motivos e ama desmedido.


Um dia assim, sem querer, alguém quebrará os relógios do tempo e te fará eterno. Um dia alguém te enxergará do jeito que você merece ser enxergado e você vai esquecer de todos aqueles que, um dia, te viram tão errado.


*Vanelli Doratioto 

sexta-feira, 9 de setembro de 2022

A MELHOR ESCOLHA É FALAR COM DEUS


A melhor escolha é falar com Deus ao longo do seu dia, nas suas tarefas em casa, antes de assumir qualquer compromisso com alguém, antes de sair de casa, antes de dar o primeiro passo para resolver um problema ou comprar algo.


O QUE EU QUERO DIZER É QUE ANTES DE FAZER QUALQUER COISA FALAR COM DEUS É A DECISÃO MAIS EFICAZ PARA TER PAZ E SE SENTIR MAIS SEGURO EM MEIO A TANTA INSEGURANÇA QUE TE RODEIA. 


Tudo quanto tem fôlego louve ao Senhor. Louvai ao Senhor. —Salmos 150:6


Enquanto tenta sair do aluguel, enquanto tenta comprar o lote para algum dia construir a sua casa abençoada, enquanto tenta conseguir uma promoção no seu trabalho ou busca um trabalho melhor, enquanto tenta recomeçar após sérias perdas e derrotas lembre-se de falar com Deus.


Deus é àquele que permite o seu recomeço, que restitui o que você perdeu, que te leva em segurança as melhores oportunidades, que te apoia financeiramente para que você consiga comprar o que precisa, o que deseja e o que sempre sonhou. 


“NÃO POSSO FAZER NADA BEM FEITO, BONITO, AGRADÁVEL OU ESPECIAL SEM A SUA ORIENTAÇÃO, SEM O SEU APOIO E SEM A SUA INSTRUÇÃO”. OBSERVA NAS PALAVRAS O TOTAL RECONHECIMENTO DA SUA LIMITADA CAPACIDADE COMPARADA COM A CAPACIDADE DIVINA. 

Deus pode fazer além da sua capacidade de fazer qualquer coisa. Tudo que você sabe que pode fazer entenda que Deus pode fazer além. É algo maravilhoso reconhecer que grandes coisas estão nas mãos de Deus e você está seguro com ele. 


*Sú Cursino 

quinta-feira, 8 de setembro de 2022

Quando a vida pegar pesado com você, se pegue no colo


Algumas vezes a vida nos devora. Sem pedir licença, sem muita cerimônia, ela nos engole. Não há avisos, pista alguma, nenhuma anestesia. A existência nos pega de surpresa e, quando nos damos conta, percebemos que não adianta muito querer controlar ou escolher, a vida tem seu próprio roteiro, e basta estar vivo para estar sujeito ao caos.


Temos a tendência de acreditar que estamos no controle, dominando nossos rumos, determinando com precisão o que acontecerá no dia seguinte, na próxima semana, no ano que vem. Nos foi dado o livre arbítrio, e acreditamos que isso bastaria. Mas a vida é aprendizagem, e se pudéssemos controlar, assinar e autenticar todos os contratos, que evolução teríamos?


Nem sempre a vida pega leve. Nesses momentos, só nos resta fechar as persianas do quarto e da alma, silenciar os pensamentos e esperar a tempestade passar. Insistir em brigar com a vida, recusando-se a aceitar o inevitável, rejeitando o que não tem remédio, lutando contra o tempo e o espelho, ou debatendo-se sem sair do lugar é perda de tempo, até mesmo estupidez. Dê um tempo, durma um pouco, saia de cena, silencie e respire…


Às vezes tudo o que a gente precisa é que a vida nos anestesie por alguns instantes, que o tempo pause e a gente se pegue no colo. De vez em quando tudo o que a gente quer é que o mundo faça silêncio, para que possamos nos ouvir com perdão e amor. Às vezes fica tudo tão confuso e caótico aqui dentro que a gente só precisa se insensibilizar um pouco, para que a autotolerância venha à tona e promova a analgesia de nossas culpas e arrependimentos. Só assim poderemos brindar aos recomeços…


*Fabíola Simões 

quarta-feira, 7 de setembro de 2022

Não importa o quanto você se importa…


Existe uma parábola africana chamada “O Sapo e o Escorpião”. Nela, o ferrão do escorpião é mais forte que sua empatia pelo sapo, e não importa quão amigos eles tenham se tornado, em algum momento a “natureza” do escorpião fala mais alto que a amizade e o reconhecimento pelo sapo.

 

A parábola:

 

Certa vez, um escorpião aproximou-se de um sapo que estava na beira de um rio.

O escorpião vinha fazer um pedido:

“Sapinho, você poderia me carregar até a outra margem deste rio tão largo?” 

O sapo respondeu: “Só se eu fosse tolo! Você vai me picar, eu vou ficar paralizado e vou afundar.”

Disse o escorpião: “Isso é ridículo! Se eu o picasse, ambos afundaríamos.”

Confiando na lógica do escorpião, o sapo concordou e levou o escorpião nas costas, enquanto nadava para atravessar o rio.

No meio do rio, o escorpião cravou seu ferrão no sapo.

Atingido pelo veneno, e já começando a afundar, o sapo voltou-se para o escorpião e perguntou: “Por quê? Por quê?”

E o escorpião respondeu: “Por que sou um escorpião e essa é a minha natureza.”


 Infelizmente existem sapos e escorpiões. E com o tempo a gente aprende que tem que se proteger. Porque não dá para passar a vida toda levando ferroadas. Porque não dá para passar toda uma existência esperando afeto, recompensa ou reconhecimento de onde nunca virá. Porque cada um tem uma “natureza”, e você nem sempre encontrará pessoas que se importam; nem sempre esbarrará em almas carregadas de empatia …


Algumas pessoas simplesmente não se importam. E sua função nesse mundo não é tentar mudá-las, não é tentar fazê-las agir diferente.

Sua missão é aprender a se proteger, a se resguardar, a manter certa distância do perigo. Porque se você não aprende isso, se não entende isso, certamente vai se machucar, certamente vai ter dor.


Tem gente que não sabe se cuidar. Seja por inocência, imaturidade ou inconsciência. Não protege a si mesma nem aos seus. E sem querer é conivente com o escorpião. Autoriza sua natureza, permite seu veneno, imagina-se capaz de domá-lo.


Supondo que conosco será diferente, que nosso amor bastará para neutralizar o veneno do escorpião, agimos feito sapos _ e morremos em vão…


*Fabíola Simões 

terça-feira, 6 de setembro de 2022

O meu maior medo


O meu maior medo

Aquele que me atormenta

Que me apavora

Que me faz esmorecer mesmo

É que nada mude.

Que as coisas permaneçam estáveis demais

Que os meus sonhos congelem

E a minha ânsia por viver plenamente se perca

Tanto se persegue essa tal “estabilidade”

Mas logo se percebe que não é ela que traz felicidade

Que não é isso que faz o coração vibrar

Estabilidade em excesso pode trazer comodismo e tirar o brilho, o vigor

A alegria, a euforia, a vida, enfim

Porque não se morre apenas quando se deixa, definitivamente, a vida

Se morre aos poucos, também, quando a vibração para de percorrer o corpo

E as funções vitais ficam divorciadas da mente e do coração, que vão enfraquecendo

A alma clama por movimento!

É preciso fazer a energia circular

Possibilitar ao universo que conceda as oportunidades

Alimentar os sonhos e descobrir novos caminhos

Dar a cara à tapa, permitir-se, inclusive, eventualmente fracassar

Mas sem desistir, sem jogar a toalha, sem se enterrar vivo

Louca? Atrevida? Sonhadora demais?

Tomara!

*Susiane Canal 

segunda-feira, 5 de setembro de 2022

Mais do que orar, sinta!


Seja lá qual for o nome que você dê para a força superior geradora de tudo: Deus, Universo, Criador, Grande Espírito, Pai, Energia ou Divindade, mas, uma vez que você ore, seja da forma que for – com as suas palavras, com canções, com orações pontas, com meditação, o mais importante é SENTIR.


Quantas pessoas vemos repetindo freneticamente “Pais Nossos” e “Ave Marias” por aí, ou entoando cantos, muitas vezes dentro de igrejas, mas que estão com a cabeça lá longe, que estão no modo automático, fazendo por pura obrigação, que muitas vezes se auto impuseram.


Não que não tenha valor, mas quando SENTIMOS a coisa, tudo muda. Tudo fica mais intenso, mais verdadeiro, mais palpável. Mais necessário, inclusive. É estabelecer uma CONEXÃO. Você não se sente mais falando com as paredes, com um ser que está longe (“lá no céu”, possivelmente) e que “pode”, eventualmente, estar te ouvindo.


É por isso que rezos impostos são complicados. Porque a pessoa tem que QUERER estabelecer a conexão, a pessoa tem que SENTIR, e por ela mesma.


Quando rezamos sentindo o que estamos fazendo, a conexão ocorre naturalmente. E cada um tem o seu modo de percebê-la, podendo ser sentindo calores, calafrios, luzes ou, simplesmente, PAZ. Uma profunda e sincera paz que demonstra que não estamos sozinhos, que somos amparados, que podemos confiar e nos entregar.


Sem necessidade de tempos prolongados, sem ter que deslocar a um lugar específico, sem obrigação com textos prontos, sem quantidade, mas com qualidade.


Faz toda a diferença, pode experimentar!


*Susiane Canal 

sexta-feira, 2 de setembro de 2022

Você tem certeza que não está esquecendo o essencial?


Sempre ouvimos falar que as pessoas só dão valor para as coisas depois que as perdem. E, realmente, muitas vezes é assim mesmo. Só enxergamos o real significado das coisas quando deixamos de as ter. Enquanto ainda as temos, parece que é “normal”, que não é nada de extraordinário, que “faz parte”, que está intrínseco.


Todavia, a dimensão exata da importância das pessoas e dos fatos em nossas vidas só conseguimos ter quando se vão. E, aí, pode ser tarde demais para tentar recuperá-las…


Imersos em medos sem fundamento, em ansiedades sem fim, em tarefas sem sentido ou, até mesmo, nas atividades cotidianas, acabamos por fechar nossos olhos (e nossos sentidos) para o essencial. Ficamos pensando em como resolver o comportamento do filho, em como conseguir comprar aquele carro novo, em como emagrecer uns quilinhos, em como o nosso emprego é chato, em como o nosso companheiro poderia ser mais dedicado, em como a vizinha é incomodativa e esquecemos de celebrar a vida.


Mesmo que realmente estejamos passando por problemas mais sérios, certamente temos muito a agradecer e a reverenciar – a existência e as oportunidades de crescimento, por exemplo – e acabamos perdendo um tempo precioso para ser feliz, focando apenas nas coisas negativas.


Nunca seremos plenos e felizes se esperarmos “que tudo se encaixe”, que os problemas vão embora, que a saúde esteja perfeita, que as pessoas ao nosso redor mudem, que o nosso emprego seja o dos sonhos, o nosso salário enorme e o nosso corpo perfeito.


É pouco provável que consigamos tudo isso ao mesmo tempo. E nem necessário é. A felicidade deve brotar do nosso interior e não estar atrelada a coisas externas. Ela deve, enfim, estar ligada ao mais simples – e mais essencial.


Todos temos inúmeros motivos para sermos gratos e aproveitarmos. Independentemente de tudo o que possa melhorar (que sempre vai existir), estamos vivos, o que, por si só, já é uma benção e uma grande oportunidade. Também devemos ter imensa gratidão se temos o que comer, se temos um lar, saúde suficiente para seguir em frente, um emprego ou alguém com quem contar.


Devemos enaltecer cada novo dia que temos para viver, a nossa resiliência diante das adversidades, a oportunidade de chutar o balde e começar tudo de novo, a consciência da grandiosidade da existência e a nossa sincera confiança num futuro melhor.


Ademais, somos todos dotados da plena capacidade de amar. Amar a vida, a si mesmo, a divindade, os demais seres desse universo, o livre arbítrio, as chances e o que mais se sentir… O importante é que o amor realmente seja a nossa última intenção. Ele é o essencial, e sempre deve estar presente, seja de que forma for… Nascemos para senti-lo, vivenciá-lo e aprimorá-lo. Não podemos nos esquecer disso.


Se nos ativermos ao que falta, ao que pode ser diferente, ao que as pessoas podem mudar, a tudo o que pode ser melhor, falharemos, pois estaremos fugindo do essencial.


E é fundamental olharmos para nós mesmos, mergulhar fundo na experiência do autoconhecimento e desenvolver o amor mais puro e genuíno que brota do fundo do nosso coração.


Cada um por si, em primeiro lugar. E isso não é egoísmo. Isso é o mais grandioso que podemos fazer para contribuir com um mundo melhor… começar mudando o nosso próprio mundinho!


Precisamos, definitivamente, virar protagonistas da nossa própria história. Independentemente dos desdobramentos que a nossa vida teve até então, sempre é tempo de frear, acertar os ponteiros e alterar o rumo. Mudar o enfoque, acertar o ângulo de visão.


Ao adotarmos uma postura de permanente celebração, desabrocharemos para a vida. Ao contemplarmos todas as maravilhas que nos constituem e nos cercam, engrandeceremos. Ao oferecermos ao universo o nosso mais sincero e desinteressado amor, alcançaremos a totalidade.


Atentemos ao essencial. Enquanto ainda temos a oportunidade…


*Susiane Canal 

quinta-feira, 1 de setembro de 2022

O QUE VALE?


O que vale a nossa intensidade? O que vale a nossa tranquilidade?


O que vale a paz do nosso coração, a tranquilidade da nossa alma, a alegria dos nossos dias, a leveza do nosso viver?


A pergunta deve ser essa: “isso vai tirar a minha vida?”


Então, devemos guardar a nossa intensidade para lutar contra coisas que nos tiram a vida, tão somente.


E “tirar a vida” no sentido amplo, ou seja, não precisa ser um assassinato imediato.


Sim, porque a vida pode nos ser tirada não apenas quando nos surge uma doença terminal, um acidente, ou algo do gênero.


Ela nos é tirada aos poucos, também, quando nos paralisamos diante dos obstáculos, quando nos acomodamos num relacionamento vazio, quando enterramos os nossos sonhos, quando desistimos de ir em busca do que faz o nosso coração vibrar.


Muitas vezes, só quando enxergamos a possibilidade real de ir definitivamente para o cemitério é que nos damos conta de como perdemos tempo – e energia – com besteiras.


Como seria bom se nos déssemos conta de quão valioso é estar vivo, apesar de tudo, antes que algo realmente sério nos confrontasse.


O ideal, evidentemente, é que nos permitíssemos aprender através do amor, e não que esperássemos a dor chegar na nossa vida para ter as lições necessárias.


Além disso, se quisermos, basta olharmos ao redor para aproveitarmos as lições com as experiências dos outros. Há tantos relatos sinceros e emocionantes de pessoas que são faróis na vida dos outros, exercendo, com amor, a missão de espalhar o que aprenderam e nos facilitar a caminhada.


Basta abrirmos o nosso coração ao novo, sem pré-conceitos, sem questionamentos tolos, sem deixar a mente puxar a frente e duvidar de tudo.


Nos permitindo, nos dedicando, aproveitando um pouco aqui e um pouco ali – conforme o nosso coração sente afinidade com a energia -, sentido, silenciando, se conectando com algo superior, podemos transcender a dor e caminhar rumo à evolução, rumo à plenitude, rumo ao amor.


Pois, ainda que neguemos, não estamos aqui nesse planeta e nesse momento por acaso, a nossa vida não é um acidente da natureza: somos um ser espiritual/multidimensional, que carrega uma bagagem a ser superada, que pertence a um sistema familiar cheio de peculiaridades, que tem um propósito especial, e que chega nesse planeta sem muita consciência/lembrança de tudo isso.


Por que tão complexo assim? Porque se fosse fácil, se viesse com manual de instruções, não iríamos atrás, não buscaríamos, não nos esforçaríamos, não aprenderíamos com os nossos erros, não desbravaríamos o mundo, perderíamos grandes lições.


E é essa, justamente, a razão da nossa existência: o aprendizado!


Que ele se dê, então, pelos melhores, mais leves e mais doces caminhos.


Por Susiane Canal

Nada é pior do que conviver com gente fingida!

Conheça seus limites e os limites dos outros. Nada pior do que gente fingida. Não há dúvidas de que o mundo seria muito melhor se as pessoas...