terça-feira, 30 de março de 2021

Mesmo Que As Coisas Estejam Difíceis, Não Desista!


A vida é uma caminhada contínua e desafiante. E é preciso se saber importante durante todo o trajeto; se sentir privilegiado, mesmo em tempos de incerteza; é preciso procurar força nos momentos de fraqueza e ser firme nos momentos mais dolorosos.


Há um propósito escondido em tudo o que acontece. Há sempre algo novo a se descobrir. A vida é uma fonte infinita de começos e recomeços.


E não é preciso acreditar em destino pra enxergar a vida assim. A quem é adepto da filosofia do acaso, também é possível perceber que há um propósito em tudo o que acontece. As lições que ficam, e todos os seus aprendizados, fazem parte do maravilhoso processo que é viver em plenitude.


As surpresas, as novidades, as más notícias, nos trouxeram ao que somos hoje. As lutas, fracassos e vitórias foram os responsáveis pelo nosso jeito de encarar a vida.


A distância, as doenças, as separações, a morte…, são processos que exigem o máximo da nossa força. São como pausas, onde a vida parece ter ficado suspensa, sem a certeza do próximo passo. Há um escuro, um vazio ao redor de tudo, que só o tempo é capaz de clarear ou preencher.


É preciso crer que algo bonito virá depois do sofrer. Pois sempre virá algo de bom. Novas descobertas, novas alegrias, novos amores, novos desejos; uma nova visão, com mais sabedoria e mais gana de viver tudo o que há para ser vivido. A vida sempre traz suas recompensas a quem não desiste de acreditar em dias melhores.


Ser capaz de perceber que as batalhas nos fazem mais fortes é o que nos torna bons combatentes. E vencedores! E isso não é sobre fama ou dinheiro, é sobre continuar sorrindo mesmo depois da tempestade. É sobre juntar os pedaços depois de ter se quebrado e sobre achar o caminho mesmo estando perdido e com medo. Vencer é conseguir se reconstruir; se reinventar depois de se olhar no espelho e não ver mais a pessoa que você era. Riqueza é encontrar um novo caminho depois de ter perdido o chão ou depois de ter errado na escolha da direção.


Por mais que a ansiedade, a tristeza e a insegurança nos tentem, é preciso confiar que coisas boas encontrarão um caminho para chegarem até nós. O autor Marcel Camargo nos ensina que: “por mais dureza que nos cerque, a gente encontra uma fresta para seguir e brilhar.” E é mesmo assim que deve ser. Afinal, a vida é dura, mas nós nascemos para resistir.


*Alessandra Piassarollo 


(Imagem: Lisa Fotios)

segunda-feira, 29 de março de 2021

Antes De Julgar, Pergunte A Si Mesmo: E Se Fosse Comigo?


Julgam as palavras, o silêncio, a presença e a ausência. Julgam o que se faz e o que não é feito. Julgam tudo, sem se importarem com os sentimentos de ninguém. Eis o perigo: não se importar.


Já virou lugar-comum falar sobre a urgente necessidade da empatia nos dias atuais. Porém, ainda que muito se discuta sobre isso, é raro o exercício de se colocar no lugar do outro, de tentar sentir as dores alheias, de buscar o entendimento daquilo que não faz parte da própria vida. Esse desprendimento de si mesmo pode ser doloroso, por isso poucos se dispõem a enfrentá-lo.


Muitas pessoas parecem ter muito a esconder ou de que se envergonhar e, para tirar a atenção sobre elas mesmas, vivem apontando supostas falhas alheias, medindo o comportamento de qualquer um com as medidas de uma régua que elas mesmas inventaram. Julgam as roupas, os penteados, as maneiras. Julgam as palavras, o silêncio, a presença e a ausência. Julgam o que se faz e o que não é feito. Julgam tudo, sem se importarem com os sentimentos de ninguém. Eis o perigo: não se importar.


A melhor maneira de fugirmos a essa prática nociva de questionar e menosprezar tudo o que está fora de nós, consiste em tentarmos analisar o que nós faríamos se estivéssemos na situação daqueles a quem tanto criticamos. Existem momentos em que existe uma única forma de agir, mesmo que ela não seja bem vista por quem assiste lá de fora do redemoinho. Porque ninguém tem nada a ver com a dor que só você e ninguém mais sentiu. Fácil ficar condenando, do alto do próprio conforto, o desconforto dolorido do outro.


E aquela história de “não estou nem aí para o que os outros pensam” pode dar certo muito bem na teoria, mas, na prática, não é bem assim que funciona. Infelizmente, acabamos nos importando, sim, com as opiniões alheias, principalmente das pessoas de quem gostamos, uma vez que dói sermos incompreendidos, dói quando menosprezam a nossa dor e determinam como devemos agir, bem quando estamos passando por tempestades colossais sobre nossas cabeças.


Quem não tiver a capacidade de se colocar no lugar do outro nunca conseguirá perceber que teria agido da mesma forma daquele que condena, caso estivesse naquela mesma situação. E, mesmo que se discorde do que se vê, a empatia nos torna mais sensíveis às dores alheias, evitando que se crucifique quem apenas precisa de compreensão, de ajuda, de acolhimento, de um abraço. A empatia dói, por isso é tão rara.



*Prof. Marcel Camargo 

sexta-feira, 26 de março de 2021

É Preciso Parar De Atribuir Loucura A Quem É Perverso


Vivemos tempos difíceis. Estamos todos inseguros e cheio de incertezas, sem saber qual rumo tomar. Crises econômicas, políticas, dentre outras, somam-se às crises individuais e que fragilizam o emocional das pessoas. Nunca antes houve tantas pessoas com sintomas depressivos e tristeza generalizada.


Basta conversar numa roda de amigos, para perceber que calmantes e ansiolíticos fazem parte da rotina de muitos, assim como terapias e idas ao psiquiatra. O consumo de álcool aumenta, o que nos dá uma ideia do quanto as válvulas de escape estão se tornando a saída para que amorteçamos os sentidos, diante de uma realidade que desagrada.


Não bastassem as conjunturas econômicas e políticas, também assistimos ao meio ambiente ser degradado, via extinção de espécies, temperatura do planeta em subida, desmatamentos impunes e lixo poluindo fauna, flora, terras, rios e mares. O mundo pede socorro, com fenômenos climáticos inesperados e o calor cada vez mais forte. O verde está sumindo das cidades, dos campos, das florestas. Agonizam os animais, agoniza o planeta Terra.


Além de termos que amargar essas constatações, ainda ficamos estarrecidos com o comportamento de certas pessoas. Além de lidar com o que fazem com a vida lá fora, também temos que lidar com o que fazem com as nossas vidas. Tem muita gente maldosa, ruim, agindo de forma covarde e violenta, abusando, assediando, espalhando fofoca e destilando preconceitos de todo tipo por aí. E, uma hora ou outra, acabamos nós sendo alvo do veneno dessas pessoas sem coração, sem empatia, sem piedade.


Pessoas que abusam do poder e humilham seus subordinados, pessoas que espalham discursos de ódios contra segmentos sociais, pessoas que julgam com crueldade quem pensa diferente, pessoas que difamam os outros, destruindo vidas sem remorso. Pessoas que gritam, que agridem, que não sabem ser contrariadas. Parecem loucas, mas, na verdade, são perversas.


Não podemos normalizar comportamentos nocivos, dizendo que se trata de pessoas loucas. Loucura é um comportamento em que a pessoa possui alteração mental, fugindo ao controle da razão. As pessoas maldosas são perversas, porque suas faculdades mentais estão em ordem, mas são movidas pelo prazer em machucar os outros, em maldizer, em ferir, em espalhar discórdia e tristeza.


É preciso parar de ficar aturando pessoas ruins com a desculpa de que são loucas. Loucura tem tratamento, loucura pode ser medicada, já a perversidade implica desvio de caráter. Não existe remédio que aplaque a maldade do coração de uma pessoa, ou seja, só nos resta ignorar pessoas perversas e afastá-las de nossas vidas, porque já temos problemas demais para ainda ter que aturar quem é um problema ambulante. Fique longe delas e seja feliz. Não tem outro jeito.


*Prof. Marcel Camargo 

quinta-feira, 25 de março de 2021

Algumas Pessoas Viverão Pra Sempre, Dentro Da Gente


E a gente precisa dar um jeito de acomodar essa presença, que agora é feita de

lembranças, porque algumas pessoas se apressaram e foram embora antes de

nós.


As memórias dos afagos, dos sorrisos, dos abraços apertados… de vez em quando

nos assaltam, roubam nosso sorriso e deixam lágrimas no lugar.


É doloroso sim, quem poderá negar?


Em alguns dias a gente pensa em quem partiu, revira nosso baú de histórias e

agradece aos céus por ter tido o direito de vivê-las. Em outros, mais cinzas, o

remendo se solta e o coração da gente se despedaça de novo. A dor é intrusa e

teimosa. É difícil conseguir conviver com ela.


Mas depois de um tempo, refazemos o curativo e seguimos com nossa vida,

achando estranho o fato de ter que carregar esse fardo tão dolorido.

E a gente se percebe pensando na ilusória possibilidade de ter a chance de escutar

uma última risada, uma última vez. Nada. E de nada em nada, vamos entendendo

que algumas pessoas se tornaram brisa, e agora vivem no fundo de nossas

memórias.


E apesar do silêncio e do vazio assombroso, o amor vai fazer com que elas não se

despeçam totalmente. Uma parte delas, a melhor parte, permanecerá para sempre,

dentro da gente. (Ainda bem, porque não poderíamos sobreviver se não fosse assim).

E conforme o tempo passa, a gente vai percebendo que a saudade é uma forma

diferente de se amar quem partiu.


Por isso mesmo é que se deve saber sentir saudade. Conhecer bem o lugar que

ela deve ocupar dentro de nós e por limites nesse lugar. Saudade não é pra ser

criada solta, fazendo de nós o que bem quer. Ela precisa saber que não pode

sapatear sobre nossas outras emoções.


Embora a ausência de quem nos deixou pareça nos comprimir, nem tudo é feito de

dor. Tem beleza, sorrisos e prazer, que ficaram no ar, suspensos de alguma forma,

e nunca irão nos deixar. Tem memória boa, gosto bom de foi bom enquanto durou.

E isso não passa, não se substitui nem fica para trás.


O som da voz que nos chamava, o abraço que nos aconchegava, apenas mudou de consistência. Agora é nuvem. Uma bruma leve que vez ou outra nos envolverá para dizer que houve mudança, mas que de alguma forma vai ficar. Para sempre!


Contudo, é preciso obrigar a ir o que nos faz escravos: a dor que nos submete e

nos tira do chão. Disto, despeçamo-nos! E assumamos que se foi de nós um

pedaço, mas que uma lembrança boa ficou no lugar.


Algumas pessoas viverão para sempre, dentro da gente, e não precisamos

esquecer que as amamos. Precisamos apenas assumir que elas não estão mais no

mesmo lugar que estavam antes.


*Alessandra Piassarollo 

quarta-feira, 24 de março de 2021

Para todas as pessoas apaixonantes


Admiro pessoas que, mesmo com tantas marcas, ainda conseguem ser pessoas apaixonantes.


Mesmo com as decepções, mesmo com os términos, mesmo com todos esses joguinhos que as pessoas fazem hoje em dia, mesmo quando o mundo capota, conseguem ser alguém apaixonante.

 

Admiro quem se entrega como se nunca tivesse quebrado a cara, como se o peito não tivesse uma marca sequer.


Admiro pessoas que, mesmo com tanta bagunça que outras causaram, ainda insistem em ser bom para os outros, pessoas que respeitam sua intensidade e reconhecem que viver é se entregar, e que fugir por medo de sentir pode até lhe poupar alguns machucados, mas lhe poupa também da vida, de vivê-la como tem que ser vivida.


Admiro quem coloca o coração ao sol, quem estende sua alma no varal numa tarde de domingo, quem brota o sorriso do rosto, ainda que carregue algumas marcas, como uma rosa desabrochando, mesmo que conviva com os espinhos do seu corpo.


Admiro quem transforma todos os momentos em que foi passado para trás, em maneiras de olhar para si mesmo com mais cuidado, com mais respeito, mais afeto e mais consciência.


Admiro pessoas que mesmo amando demais, mesmo acreditando demais nos outros e se jogando em alturas, colecionando decepções gigantescas, não se tornaram pessoas cruéis e covardes.

 

Admiro quem tem coragem de tentar, ainda que não tenha certeza de nada, ainda que não saiba se amanhã o outro vai responder a sua mensagem ou continuar querendo ficar, ainda que saiba que amanhã pode acabar, mesmo assim consegue ser alguém apaixonante.


Para muitas pessoas, é muito mais fácil culpar os outros do que assumir a responsabilidade sobre os próprios atos


Aceito e recebo. A vida haverá sempre de me abençoar. Graças a Deus!


E se você entendeu que apesar de todas as catástrofes que o seu corpo se envolveu, o amor não tem culpa, você aprendeu a senti-lo, a viver e arcar com as consequências de se entregar.

 

Se você percebeu que sangrar não é perder e que as marcas que você carrega não significam que você caiu tantas vezes, mas sim, que elas dizem que você continuou.


Apesar de tudo, você é uma pessoa apaixonante. E eu admiro você.


*Iandê Albuquerque


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: teksomolika / 123RF Imagens


terça-feira, 23 de março de 2021

Como É Fácil Não Enxergarmos O Que É Importante


Tudo anda tão distorcido, que é fácil focarmos nas coisas erradas


É normal não nos darmos conta do quanto somos abençoados, de todos os motivos que temos para agradecer



É natural ficarmos estressados e nem sabermos o por quê


É banal nos incomodarmos muito com circunstâncias de pouca significância, deixando com que isso fique reverberando em nosso interior, amargando o nosso humor e estragando os nossos dias


É comum olharmos apenas para o que gostaríamos de ter e não temos, sem perceber que o que já temos é infinitamente maior e mais valioso


Estamos, definitivamente, com o foco desajustado



Precisamos nos sacudir e cair na real


Necessitamos tirar da nossa vista os filtros que estão distorcendo a nossa percepção


Chega de ilusões, chega de induções, chega de excessos


O movimento a ser feito é o da volta à SIMPLICIDADE


Tal como quando éramos crianças, quando complicávamos tão menos com tudo


E nos sentíamos tão mais felizes



Precisamos, de uma vez por todas, parar de olhar para fora e passar a olhar para dentro


Sentirmos, de fato, como precisamos de tão pouco para estarmos bem, para sermos felizes


Ficar condicionando o nosso bem estar a circunstâncias externas é loucura total


É essencial não nos esquecermos que TUDO ESTÁ SEMPRE BEM, do jeito que está


Ainda que muitas coisas possam melhorar, ainda que tenhamos muitos sonhos para realizar, ainda que pretendamos, de fato, evoluir, tudo está certo, desde agora



Viver o momento, presente, sabe?


DIZER SIM a tudo como é


Apaziguar os conflitos interiores


Permitir o fluxo sábio da vida


Ser feliz desde já


Aproveitar


É só isso.


*Susiane Canal 


Imagem: Kaushal Moradiya

segunda-feira, 22 de março de 2021

Tua fé é maior que todas as atribulações, angústias e aflições que você tem enfrentado


Quando você quer, você se torna capaz de enfrentar seus medos.


Coragem, se olha no espelho!


Veja seu reflexo, admira tua luz, mas nota também tua vida passando.


Lave o rosto, seca o desânimo e erga a cabeça.


O dia começa cedo, pé direito e vai na fé, sem se cobrar em exagero.


Nada de desespero pra mostrar aquilo que ainda não tem.


Ninguém imagina o tanto que você luta, nem os desafios que você passa, mas um sorriso que coloca no rosto, já mostra que você nasceu para vencer.


Tenha confiança nos pequenos milagres e nos pequenos bons resultados que acontecem todos os dias e escape da armadilha que é a zona de conforto.


Zonas de conforto são sempre obscuras, comem teu futuro, destroem teu destino e encaixotam a sua vida.


QUANTAS GUERRAS VOCÊ TEM COMBATIDO E TEM VENCIDO?


É complicado, mas aos poucos você está indo. Então para que continuar insistindo no conforto de ficar parado esperando no mesmo lugar?


Pare de se cobrar. Não tenha pressa. Tudo no tempo certo: A frase certa é essa. Em tempos difíceis, chega a hora de tentar buscar novos traçados para velhos caminhos.


Sei que tua fé é maior que todas as atribulações, angústias e aflições que tem enfrentado. E a cada dia que passa, teu futuro vai sendo conquistado.


VOCÊ NÃO É O SEU HOJE, NEM O SEU AMANHÃ, VOCÊ É AGORA O FRUTO DO QUE SEMEOU NO SEU PASSADO.


Se suas lutas ainda não mudaram o seu futuro, é certeza que já fizeram o seu presente mais bonito.


Uma pequena luta ganha por dia, se transforma em uma grande história de vitórias.


Você sabe disso. Você tem buscado.


SONHE ALTO, POIS TEU DEUS QUER TE EXALTAR E TE AGRACIAR COM A REALIZAÇÃO DE SEUS MELHORES PROJETOS E SONHOS.


A caminhada é longa, o caminho é difícil, mas o final vai ser do jeito que você tanto esperou.


Pare de se cobrar, levanta a bunda do sofá e comemore aquilo que já ganhou.


Teu futuro não será aquele que está escrito, mas aquele que você ajuda a escrever todos os dias, como Deus já te falou.


ACREDITA, CONFIA, TRABALHE E COMEMORE CADA PASSO DADO PRA ESTAR AONDE VOCÊ JÁ CHEGOU.


A escada pode ser alta, mas o teu #Avante é incansável!



*Cleonio Dourado



*DA REDAÇÃO RH. *Foto de christian buehner no Unsplash

sexta-feira, 19 de março de 2021

Querido Deus, eu confio nos Seus sinais e agradeço por me fortalecer mais um dia


Pense que o seu amanhã vai ser bom, que as coisas negativas vão se afastar, que uma grande luz invadirá seu peito, regenerando todas suas células físicas e mentais.


Pense em Deus, pense naquilo que lhe traz fé e cura de alma, pense que tudo pode ser modificado e que seu coração só quer ter paz para sentir a vida com menos peso na alma.


Pense que algo pode chegar à sua vida, que um grande milagre pode ser operado em você.


É nisso que você precisa acreditar. Acreditar que os dias são passíveis de mais alegria e transbordamento e que você não está nessa esfera espiritual somente para sofrer.


Deus sempre traz para cada novo dia uma nova lição, traz exatamente aquilo de que você precisa atravessar e sentir.

 

Traz a lágrima que desce, traz o sorriso que envolve, traz o entendimento interior.


Pegue a cartilha da vida, seja um aprendiz do tempo. O resultado de tudo que plantou e colheu será transformado naquilo que você fez de você.

 

Querido Deus, eu sei, e sinto, a luz que me cerca, eu sei e pressinto Seus sinais. Eu agradeço por me fortalecer por mais um dia, por me fazer parar e respirar esse ar de fé interior.


Amanhã será um novo dia, amanhã estarei a postos para dar continuidade em meu caminho, com sua permissão.


Esteja comigo abençoando e amparando meu espírito.


Creio nesta jornada como provação divina. Em Suas mãos, sinto o céu da paz me protegendo.


Gratidão, querido Deus, por ser tão divino. Já me sinto mais serena diante do que preciso.


Agradeço, restabeleço, revigoro meu corpo físico. Que dentro desse descanso eu vá além de mim.


Confio, recebo e agradeço Sua presença. Assim seja!



*Sil Guidorizzi

quinta-feira, 18 de março de 2021

Não faça aos outros o que você não gostaria que fizessem para você: um clichê que nunca sai de moda!


Ok.Ok.Ok. Às vezes é inevitável e a gente acaba pisando na bola. Às vezes, a gente pisa na bola e nem se toca. E ficamos com cara de “Ah?” quando alguém que nos tratava com cortesia , passa a nos tratar secamente ou pior ainda: passa a mudar de calçada quando nos avista ao longe.


Na vida não temos controle sobre tudo. Às vezes, a boca vai mais rápido do que a cabeça. Às vezes, a gente faz apenas uma brincadeira e é mal interpretado. Às vezes, a gente não está num bom dia e acaba sendo mais frio do que o normal, o que pode gerar uma visão alheia equivocada a nosso respeito.

 

Por outro lado, muitas e muitas vezes, quando pisamos na bola , sabemos exatamente o que estamos fazendo. As motivações para pisar na bola são variadas, mas neste post , quero me centrar naquelas bobagens que a gente faz movido por sentimentos mesquinhos.


Existe uma grande diferença entre negar uma ajuda a uma pessoa por preguiça e negar uma ajuda pelo prazer de negar. Existe uma grande diferença entre magoar uma pessoa porque no afan de sermos felizes , vamos passando por cima de tudo e de todos e magoar alguém por maldade, por necessidade de parecer maior do que o outro, pelo simples prazer de dizer que levou a melhor.


Como diria a personagem teatral Blanche Dubois, a única coisa imperdoável é a maldade deliberada e gratuita.


Sim, parece óbvio, parece clichê , lugar comum, frase pronta, esvaziada de um real significado. Mas não fazer aos outros aquilo que não gostaríamos que fizessem a nós talvez seja o cerne de toda bondade , de todo pensamento religioso, moral e humanitário. Talvez seja a melhor e ao mesmo tempo mais possível maneira de “amarmos” o nosso próximo. Coloco amarmos entre aspas porque o amor é espontâneo e não amamos a todos. Não existe lei ou preceito religioso capaz de nos fazer amar a todos. E como diria Freud , o nosso amor perderia o valor se fosse dispensado a todos.


Por outro lado, não amar não significa que devemos magoar. Independente dos sentimentos que as pessoas nos despertam, não devemos impor a elas o que para nós é intolerável, o que para nós provoca grande dor. Ok.Ok.Ok. A gente não é obrigado a distribuir beijinhos e sorrisinhos para todos. Se alguém me trata secamente , não sou obrigado a ser mega doce e carinhosa. Se alguém abusa da minha boa vontade e/ou me ironiza, não sou obrigada a puxar papo e ser gentil. Me sinto no direito de passar reto, como se não tivesse vendo a pessoa em questão. Não preciso agredir, ser hostil. Mas também não preciso fingir que está tudo bem.


Por outro lado, devemos considerar mais os sentimentos das pessoas antes de fazermos algumas escolhas e tomarmos algumas atitudes. Quando somos levianos e vamos passando por cima das pessoas , sem parar para pensar que podemos estar magoando-as , oprimindo-as , colocando-as em situações constrangedoras e/ou estafantes , estamos promovendo uma corrente de sofrimento. Sim, pequenas atitudes bondosas e maldosas podem salvar ou estragar o dia de outra ou outras pessoas. Pequenas atitudes podem melhorar ou piorar a semana , o mês …quiçá, o ano de outras pessoas.


Se a gente tivesse mais noção do impacto que alguns gestos nossos provocam na vida alheia , seríamos muito mais cuidadosos. Se a gente compreendesse o quanto pequenos gestos interferem na vida alheia , ao estilo efeito borboleta, pensaríamos mais vezes antes de optarmos por soluções mesquinhas , preguiçosas, arrogantes.


Eu sei…não é fácil. Teoricamente é tudo muito simples e linear. Na prática , nem tanto. Só sei , que de alguma forma , todo o sofrimento que produzimos na vida do outro , regressa a nós , em algum momento, por meio de uma outra pessoa. Realmente não sei explicar o porquê e já perdi a pretensão de obter tal resposta. Mas sinto que mais cedo ou mais tarde tudo volta de alguma forma. E muitas vezes , este regresso é a nossa salvação. Salvação no sentido de compreendermos o mal que fizemos a outra pessoa. Sim, muitas vezes , precisamos provar do nosso próprio veneno para sabermos o quanto ele é amargo e como fomos egoístas obrigando outras pessoas a tomá-lo.



*Silvia Marques

quarta-feira, 17 de março de 2021

Escolha o amor. Escolha amar.


O amor não acontece por acaso: ele sempre surge no momento em que precisamos aprender algo e chega sem avisar - e esse é um dos seus maiores encantos. Ele não espera pelo momento ideal ou pela situação "ideal" - ele não pede permissão: pode nos visitar em qualquer momento da vida.⁣

Escolha alguém que:⁣

te ame de uma maneira inexplicável⁣

e de uma forma inconfessável.⁣

Te ame, com seus estados de ânimo - que são muitos.⁣

Te ame, mesmo que o mundo que não te entenda,⁣

que as pessoas não te compreendam,⁣

com a ambivalência da sua alma,⁣

com a incoerência dos seus atos,⁣

ainda quando diga que não te ame, te ame⁣

até quando te engana, não te engana⁣

que no fundo leve a cabo um plano⁣

para amar-te cada vez melhor⁣

(Inspirado no poema "Te amo", de Pablo Neruda)⁣

Escolha alguém que se um dia você acreditar que não há razão para receber amor, te mostre que você é todas as razões. ⁣

Escolha alguém que em vez de falar que te ama "apesar de tudo", diga que te ama "por causa de tudo". ⁣

Escolha alguém que tenha o amor por você muito claro em si.⁣

Escolha alguém que te ame sem precisar de provas.⁣

Escolha alguém que o afeto por você seja o mais lindo que encontra no coração, que tenha medo de te perder e nunca mais sentir em toda a vida o que eu sente quando está com você.⁣

Escolha quem escolhe você do princípio até o fim.


*Thiago Sian Andriolo

terça-feira, 16 de março de 2021

Sim, às vezes a gente faz péssimas escolhas!


É fato que nem tudo depende de nós, da nossa boa vontade. Nem sempre querer é poder. Nem sempre pensamento positivo resolve todos os problemas. Às vezes, dependemos da boa vontade alheia e esta boa vontade nem sempre é disponibilizada para nós.


Vivemos em um mundo de interdependência, em que a atitude de um vai interferindo na vida dos outros. Sim, o erro alheio pode prejudicar a nossa existência.


Se um motorista bêbado perde o controle da direção, sobe na calçada e atropela um pedestre , a pessoa atropelada e gravemente ferida não pode ser responsabilizada pelos danos provocados em sua vida. Se alguém trata com carinho e respeito um colega e mesmo assim recebe indiferença e frieza em troca , também não pode se sentir culpada pela conduta do outro.

 

Se um profissional competente não consegue uma vaga num processo seletivo porque outro candidato tinha as costas quentes, também não podemos dizer que o profissional preterido tenha culpa.


Enfim, trocando em miúdos, nem tudo depende das nossas escolhas. Nem tudo é livre arbítrio pois o livre arbítrio alheio limita a nossa liberdade. Por outro lado, às vezes a gente faz péssimas escolhas. Às vezes , a gente pisa feio na bola, cai de bunda no chão, se quebra inteiro e não entende bem o porquê da tragédia que se instaurou em nossa vida. Tragédia promovida por nós mesmos.

 

A velha sabedoria popular diz que devemos ter coragem para mudar o que pode ser transformado, paciência para aceitar o que não pode e sabedoria para discernir entre uma coisa e outra. Muitos dos dramas da nossa vida provém desta falta de habilidade para distinguir entre o momento de lutar e o de desistir.


Muita gente joga a toalha cedo demais. Muita gente não sabe a hora de parar. Não consegue entender que o jogo está perdido e que precisa seguir em frente , tocar a vida , arranjar um plano B pois o A está realmente encerrado. Em resumo: muita gente força a barra. Muita gente tapa o sol com a peneira , faz vista grossa, finge não perceber que a maré não está para peixe.


Muitos de nossos dramas provém da nossa incapacidade de aceitar as limitações da vida. É triste , mas a verdade é que nem sempre somos correspondidos no nosso amor. Nem sempre somos valorizados pelo trabalho que fazemos. Nem sempre somos compreendidos pelos nossos amigos. Nem sempre nossos projetos dão certo e nossos sonhos se concretizam. E em alguns casos, os sonhos até viram realidade , mas quando eles acontecem, percebemos que eles não são tão brilhantes assim.


Sim, muitos dos nossos dramas provém da incapacidade de encarar as situações , de perceber o outro. Quantas pessoas não insistem em relações amorosas falidas por puro capricho ou por pura incapacidade de ver que o outro não sente amor , que o outro continua na relação por comodismo, por medo da solidão, por interesses materiais e outros tipos de conveniência?


Quantas pessoas não pensam poder compensar o desamor do parceiro dando amor e carinho em dobro, amando pelos dois? Quantas pessoas não se aproveitam da crise de um casal que se ama para se colocar no meio da relação e tirar algum proveito? Quantas pessoas não invejam o amor de um casal e tentam separá-lo , tentando drenar para si o amor que o outro sente por sua parceira ou o amor que a outra sente por seu parceiro?


Insistir em relações falidas, se colocar entre pessoas que se amam, negar os próprios sentimentos, ignorar que às vezes é preciso buscar um plano B, alimentando ideias fixas e sem fundamento, lutar por capricho e vaidade são alguns exemplos das péssimas escolhas que fazemos , dos mergulhos que damos em piscinas rasas.


*Silvia Marques 

segunda-feira, 15 de março de 2021

Somos nós que sabemos o valor que temos!


Muitas vezes, a qualidade positiva alheia pode repelir mais do que os defeitos pois ver que o outro possui algo de bom que não temos é doloroso.


Pode soar duro e cruel, mas muitas vezes, elogiar e paparicar os medíocres é muito mais confortável porque tais pessoas não representam nenhum tipo de ameaça. Nobre é elogiar e incentivar quem realmente nos desperta uma admiração profunda.


Falar é fácil. Difícil é colocar em prática. Considero profundamente admirável quem sabe o valor que tem e não permite que ninguém prove o contrário. Obviamente , faz parte de uma personalidade interessante saber acatar as opiniões alheias e crescer com elas. Sim, às vezes um amigo pode nos dar uma dica valiosa. Saber ouvir faz parte do comportamento inteligente pois ninguém é dono da verdade. Ninguém está certo o tempo todo a respeito de tudo. Por outro lado, não dá para ficar o tempo todo se diminuindo porque pessoas com paradigmas diferentes dos nossos ficam fazendo pouco caso de nós.


Ninguém é obrigado a gostar de ninguém. Ninguém é obrigado a conviver com ninguém. Profissionalmente , às vezes é. Mas ninguém precisa passar o seu final de semana ou fazer happy hour com quem lhe desagrada. Ninguém precisa ficar bajulando ninguém para ganhar a simpatia de quem nos deprecia, muitas vezes, sem nem ao menos nos conhecer.

 

Sim, muitas vezes, seremos julgados pelas aparências. Seremos julgados porque o outro tem uma visão estereotipada da vida. Muitas vezes, seremos julgados porque não atendemos aos interesses alheios, porque vivemos com mais autenticidade, porque incomodamos em algum sentido. Às vezes, sem nos darmos conta, botamos o dedo nas feridas alheias, mostrando que a vida pode ser bem mais luminosa e complexa. Enfim, dependendo da pessoa que nos deprecia , devemos nos sentir lisonjeados.


Muitas vezes, a qualidade positiva alheia pode repelir mais do que os defeitos pois ver que o outro possui algo de bom que não temos é doloroso. Pode soar duro e cruel, mas muitas vezes, elogiar e paparicar os medíocres é muito mais confortável porque tais pessoas não representam nenhum tipo de ameaça. Nobre é elogiar e incentivar quem realmente nos desperta uma admiração profunda.

 

O profissional trabalhador incomoda o funcionário preguiçoso. O artista em crise , que passou a se repetir , pode se sentir diminuído em relação ao artista criativo. O aluno aplicado e interessado aborrece o aluno que só quer tirar nota para passar de ano. O professor dinâmico não tem a simpatia do professor que ligou o piloto automático. As pessoas motivadas aborrecem as desanimadas.


Embora a opinião alheia seja importante e nos afete , temos que começar a filtrar todas as energias que chegam até nós. Temos que aprender a distinguir o que realmente devemos considerar e o que devemos jogar fora. Nem todo mundo é digno da nossa atenção, do nosso carinho, do nosso respeito. Nem todo mundo merece ouvir as nossas explicações. Devemos abrir o coração sim, mas jamais nos rebaixar e nos mediocrizar para agradar quem não reconhece o nosso valor ou finge não reconhecer.


*Silvia Marques 

sexta-feira, 12 de março de 2021

Lá no fundo, tudo diz respeito a nós mesmos


Lá no fundo, a lição de moral de cada experiência vivida, de cada emoção sentida, de cada amor experimentado, de cada perda que esfolou a alma, de cada idiota que atravessou o nosso caminho, de cada amigo sincero que fizemos diz respeito a nós mesmos. Não estou dizendo que somos culpados pelo mal que nos fazem. Não acredito nesta teoria que torna a vítima o seu próprio vilão. Em alguns casos ela funciona, mas não em todos. A vida é complexa demais para caber numa única explicação.

 

Por outro lado, acredito sim que a forma como processamos as informações e reagimos aos acontecimentos dizem muito respeito ao nosso essencial. Como assim?


Se sou enganada por um amigo, eu posso entender que a pessoa em questão é alguém que não sabe valorizar o amor e a amizade. Ou ainda posso acreditar que a pobre coitada sou eu porque fui enganada.


Se sou tiranizada por um parceiro manipulador, incapaz de ver o meu lado bom, tenho duas opções também: aceitar passivamente que não tenho valor. Isto é, me valorar pelo olhar do outro. Ou posso identificar que meu parceiro é alguém de mal com a vida que vê defeitos em tudo e todos.


Se perco um emprego chato, posso me achar a pessoa mais azarada do mundo ou ver tal perda como uma chance de realizar um projeto engavetado, como por exemplo, abrir meu próprio negócio com o meu fundo de garantia.

 

Muitas vezes é o fracasso, a perda, a decepção que nos empurram para frente. Quantos projetos não saem do papel depois de um problema profissional? Quantas descobertas não fazemos sobre nós depois que passamos por determinadas experiências? Quantos amigos interessantes não fazemos depois de perder o nosso tempo com pessoas que nada acrescentam?


Ninguém está livre de ser demitido  injustamente ou de namorar alguém negativo. Ninguém está livre de fazer falsos amigos e ser enganado. Ninguém está livre de sofrer e perder.

 

A grande e crucial questão é: como administramos as experiências vivenciadas? Nos assumimos como vítimas ou nos reinventamos? As pessoas não tem culpa de serem enganadas, menosprezadas nem maltratadas. Mas elas são culpadas se aceitam passivamente, sem lutar , o fardo pesado que colocam sobre os seus ombros.


Se aceitamos que não merecemos o amor e quem nos enganou teve lá os seus motivos, estamos sendo coniventes com quem nos machucou. Estamos dizendo para nós mesmos que merecemos ser maltratados. Ás vezes é preciso virar as costas para o tirano que existe em nós. Ás vezes é preciso virar as costas para gente que só nos oprime.


Ensinaram para nós que precisamos absorver todas as críticas como se quem critica sempre soubesse mais do que nós ou tivesse real intenção de nos ajudar. Sim, muitos nos criticam porque nos amam ou ao menos nos admiram e querem ver o nosso crescimento. Mas é preciso tomar cuidado para não absorvemos todos os recalques alheios como uma grande esponja que vai nos tornando pesados para a vida.


É preciso impedir que quem não nos aprecia seja o curador da nossa vida. Ninguém é amado ou odiado por todos. Ninguém é admirado ou menosprezado por todos. As opiniões e juízos de valor são parciais e subjetivos. Se o mundo e as pessoas são cheias de subjetividade , por que devemos nos valorar por quem não nos quer bem? Cabe a cada um de nós escolher por qual espelho nos olharemos.



*Silvia Marques


quinta-feira, 11 de março de 2021

Fazemos nossas escolhas e nossas escolhas fazem a nossa vida!


Sim, fazemos escolhas o tempo todo. Desde as menores e mais simples como escolher um menu no restaurante até escolhas mais complexas, que se desdobrarão em consequências.


Escolher é uma das tarefas mais penosas da vida. E uma das mais perigosas também. Quem escolhe algo, sempre deixa uma série de outras coisas de lado.


Talvez, por isso, esteja tão complicado hoje em dia encontrar casais comprometidos um com o outro e com a relação de um modo geral. Envolver-se verdadeiramente com alguém implica em não escolher todas as outras pessoas que existem e muitas vezes estão por aí dando sopa.


Num mundo com tantas possibilidades, tanto afetivas quanto profissionais, escolher é realmente árduo. Sem falar, que toda escolha tem um lado positivo e outro negativo. Quando optamos por fazer algo prazeroso, mas que é nocivo, viveremos o primeiro tempo que é agradável e depois virá a culpa ou qualquer outro tipo de consequência chata.


O inverso também acontece. Para se livrar das tais consequências, muitas vezes nos arrastamos para situações que não queremos viver.


A grande questão é que de um jeito ou de outro, temos que ceder em algum momento, abrir mão de algo. Por tal motivo, um pouco de reflexão antes de tomarmos algumas decisões ajuda. Podemos fazer e dizer o que bem entendemos, sem levar em conta o que causaremos de mal no outro. Porém, o outro é um ser que faz escolhas também, que de alguma forma, podem trazer consequências desagradáveis para quem agiu de forma egoísta ou negligente.

 

Não adianta ficar reclamando o tempo todo da vida, se nada fazemos para mudá-la. Não adianta fazer tudo do mesmo jeito e esperar por resultados diferentes. Não adianta esperar dos outros aquilo que não conseguimos oferecer. Muitas pessoas querem subir na carreira, mas não se esforçam para isso. Muitas pessoas querem viver o amor, mas se fecham para o mesmo. Muitas pessoas querem ser a prioridade na vida dos outros, mas não fazem nada para encantar quem está ao redor. Muitas pessoas querem ser felizes, mas se auto sabotam, priorizando o supérfluo e magoando as pessoas que mais as amam.


Não digo que tudo dependa das nossas escolhas. Muitas vezes somos atingidos pelas escolhas alheias. Muitas vezes as escolhas alheias nos trazem benefícios ou estragos. Por outro lado, também cabe a nós escolher o que fazer com o que fizeram conosco.


*Silvia Marques

quarta-feira, 10 de março de 2021

O teu amor me basta…


Teu amor me basta, quando ligo a TV e só se comenta desastres, tragédias, impunidades. Me basta porque se o mundo acabasse agora, neste exato momento, e eu tivesse o teu amor, eu estaria feliz. Porque nada se compara ao teu sorriso. Nada brilha mais que os teus olhos. Não existe cheiro mais sublime, que o teu perfume. E nada se compara ao jeito com que você me toca. Eu procurei em livros, dicionários, em vários lugares, uma palavra que possa definir meu amor por você. Mas não encontrei. Porque nem a mais bela palavra que li, foi o suficiente. Então eu, simplesmete, te amo. Assim, desse modo, sem explicação. E o teu amor me basta, nas minhas agonias, nos meus dias difíceis e nos meus dias calmos. Me basta nas minhas inseguranças, medos e nos meus momentos de pura coragem.


Teu amor me basta, quando me perco e fico tentando encontrar o caminho novamente.


Teu amor me basta, quando não há nada que eu possa fazer, e, só me resta, esperar, e esperar. Eu espero. Te espero. Quanto tempo for necessário. Não terei pressa, prometo. E seu tiver, me acalme. Me coloque dentro dos teus braços. Que lá, tudo se ajeita. Está tudo dito. É sempre nos teus braços, que me encontro. É sempre neles, que me desfaço e me recomponho, por inteira. E se eu, pensar em desistir, não desista de mim. Me lembre sempre, que tudo dará certo. Independente de tempo e distância. Não me deixe esquecer, que, tudo dará certo.

 

Teu amor me basta quando tudo são espinhos, e quando tudo são flores. Me basta, saber que existe e que uma hora os males de não te ter aqui de vez, se dissipam, de uma maneira ou de outra. Embora ás vezes, eu pense que, possa estar distante demais. Como hoje, agora. Não porque queremos, eu sei, mas porque neste exato momento não podemos estarmos juntos. Como tem sido longos os dias. E, se quer saber, foi estando longe de ti que percebi o quanto amo ouvir sua risada, e o quanto gosto de ouvir tua voz a me falar qualquer coisa, como música para meus ouvidos. Percebi o quanto me faz falta te ver chegar aqui e me dar aquele abraço que, só você, sabe dar. Percebi que nada é melhor que acordar as 6:00 da manhã só pra te dar bom dia.


Que os dias sem notícias suas, não passam. As horas parecem parar, os minutos são longos demais. As noites, parecem eternas. Tudo demora demais. Cada segundo passa como longos dias sombrios e distantes demais de tudo ou do pouco, que temos. Percebi, nesses dias longe de ti, que os melhores momentos são quando estou do teu lado ou só pelo simples fato de poder falar com você. E, como me faz falta saber como foi seu dia. Percebi, o quanto nenhum outro homem tem graça, nenhum outro homem me rouba a atenção. Não que eu já não soubesse disso tudo, mas é que, eu soube ainda mais agora, e, pude constatar que meus olhos não se desviam para outro olhar, menos ainda meu coração bate por outro sorriso. E, o teu amor me basta, por me fazer, cada vez mais, valorizar cada minuto ao seu lado, porque conheço a dor de cada segundo longe de ti.


*Aline Melhado


terça-feira, 9 de março de 2021

O bem sempre compensa!


Sempre questionei e me indignei com alguns fatos da vida. Parece que as pessoas mais amorosas são as que demoram mais tempo para encontrar o amor. As mais honestas, as mais usadas por espertalhões. As mais doces, as menos levadas a sério. As intelectuais, em nossa sociedade, muitas vezes, são vistas como lunáticas e fora da realidade. Porém, se houvesse mais intelectualidade no mundo, mais gosto pelo conhecimento, sistemas injustos seriam mais combatidos.


Mas a verdade é que de uma forma ou de outra, todo mundo entra pelo cano pelo menos uma vez na vida. Não são apenas os amorosos, os honestos, os doces e os intelectuais. Não é só gente afetiva que está por aí sozinha, com o coração despedaçado. Não é só gente honesta que precisa matar um leão por dia para sobreviver. Não são apenas os doces que se sentem ignorados de vez em quando. A verdade é que a vida é pancadaria, como ouvi uma vez uma pessoa querida dizer. Ela disse que era preciso fortalecer o emocional pois a vida é pancadaria. Sim, a vida é dura, mesmo quando a gente não faz mal a ninguém. A vida é dura mesmo quando a gente prejudica alguém sem se dar conta. A vida devolve tudo, mas demora mais tempo para devolver o bem.


Acabamos notando e nos incomodando mais com os dramas ocorridos na vida das pessoas que amamos, na vida de gente que dá um duro danado, que se entrega por amor, que é um amigo para todas as horas, que não se sente superior a ninguém. Notamos e nos incomodamos mais com o sofrimento de gente que sabe se doar, que enxerga além dos limites do próprio umbigo.


Porém, os egoístas, os arrogantes, os trapaceiros, os secos também são afetados pela dramaticidade da vida. Só que de duas, uma: ou não vemos o que se passa com estas pessoas porque não sentimos empatia por elas ou não vemos porque elas não permitem que as outras pessoas descubram os seus fracassos, as suas dores, as suas batalhas perdidas, o afeto que lhes é negado. Nenhum arrogante, que arrota superioridade, vai permitir que outras pessoas saibam sobre seus desencontros, sobre suas perdas e rejeições. Sobre o tédio da sua vida.

 

Sim, não pense que apenas você e seus amigos queridos passam por poucas e boas. Todo mundo passa. Sempre falta algo essencial na vida de cada um de nós. Então, quando você se sentir injustiçado pelo destino cruel, pense que todos nós estamos no mesmo barco, navegando furiosamente sobre um mar caótico e imprevisível.


*Silvia Marques


segunda-feira, 8 de março de 2021

Uma mulher forte nunca desiste de lutar quando alguém precisa dela.


Quando ela tem alguém que conta com ela e que precisa dela, mesmo que ela não consiga ser forte o tempo todo, ela encontra força por alguém!


As aparências enganam e não deveria ser a régua de medida do mundo !!!


Mais vale alguém imperfeito (que não desrespeite, fira fisicamente ou emocionalmente ou a denigra), do que alguém que aparente ser “perfeitinho”, mas é frio e indiferente!


Os sentimentos nos movem, nos fazem humanos.


As crenças não nos definem, mas servem de base.


O EXEMPLO NOS ARRASTA MESMO QUE SEJA INCONSCIENTEMENTE.


As nossas vivências nos fazem ver e ouvir os fatos cheios de julgamentos!


Todo esse conjunto com alguns outros fatores, criam rotas em nossos cérebro que nos fazem agir no automático!


Agimos e reagimos, muitas vezes, sem uma pausa para observar, pensar!


Felizmente nosso cérebro é capaz de criar novas rotas, melhores talvez! Mas é necessário muito trabalho, autoconhecimento, reconhecimento e muita vontade!


DEUS CONHECE O SEU CORAÇÃO EM SECRETO E TE RECONHECE EM SEU ÍNTIMO! O HOMEM ENGANA AO HOMEM, MAS A DEUS NÃO!


Não importa o que fizeram ou fazem com você, o importante mesmo é como você está deixando isso lhe atingir!


Você foi criada para ser imagem e semelhança de Deus! Então, seja o máximo que puder!


Você vai errar, vai tropeçar e vai mudar de ideia várias vezes! Isso não significa que você não seja verdadeira e sim que enxerga outras possibilidades!


Muitas vezes, você vai pensar em desistir, mas basta um olhar profundo se encontrar ao seu como quem diz: “Eu preciso de você e confio em você!”, para você sentir que é mais forte do que você imaginava e perceber que é exatamente essa força generosa que faz com que você se admire ainda mais.


Continue firme, porque se Deus é contigo quem será contra você? Deixe o Espírito Santo te guiar! E continue buscando forças onde nem sabia que tinha para ajudar aqueles que precisam mais do que você.


Uma mulher forte nunca desiste de lutar, principalmente quando alguém precisa dela.


*Daniele Fidelis 


*Foto de Jordan Whitt no Unsplash


sexta-feira, 5 de março de 2021

Não permita que essa dor te roube a esperança…


A Banda gospel Voz da Verdade canta,  em forma de oração,  “nunca houve noite que pudesse impedir o nascer do sol e a esperança”.”


Há momentos em nossas vidas em que o céu  enegrece de uma hora para outra e a  tempestade desaba.  Perdemos o chão, a angústia nos assola e nos sentimos num barco sem leme.

 

A sensação que temos é a de que nunca mais teremos condições de sorrir, pois tudo parece perdido, diante disso nos damos conta da nossa pequenez e fragilidade.  E nos percebemos nocauteados pelos mais variados prejuízos(financeiro, saúde, família etc).


Acredito que em se tratando de prejuízos, nada se compara à perda da esperança.


Quando uma pessoa deixa de acreditar em dias melhores, ela está simplesmente abandonando o barco da fé e se jogando no mar revolto. Ter fé não é simples e não é fácil, principalmente diante de um caos.


Tudo seria mais fácil se o desespero não nos roubasse as lembranças de outrora, sim, pois nos esquecemos, diante das lutas presentes, que Deus nos capacitou a sair de tempos difíceis no passado. Ainda que não tivéssemos atravessado alguns desertos no passado, poderíamos nos lembrar de que algum amigo ou familiar atravessou e saiu fortalecido.


Não nos faltam exemplos de pessoas que enfrentaram situações extremamente duras e foram resilientes, configurando, para qualquer pessoa,  verdadeiras referências  de superação. Seria maravilhoso se tivéssemos um dispositivo que nunca falhasse, que fosse à prova de qualquer desespero, simplesmente para nos sinalizar  que as tribulações não são mais fortes que o nosso Deus, e que, por mais desesperador que seja o contexto, Ele está no controle e sempre estará.


Então, caro(a) leitor(a), não faço ideia de como este texto vai te encontrar, mas eu quero te fazer um apelo: não importa o que você esteja atravessando, vai passar, é só uma fase ruim.


Não deixe de acreditar em dias melhores, reúna os seus cacos e não entregue os pontos. Temos o DNA de Deus e isso é tudo.


Suas lágrimas serão recompensadas por muitos risos de gratidão, acredite. Traga à memória aquilo que possa te fortalecer e te dar esperança.


Você não se resume à essa dificuldade. E não se esqueça de que são as lutas que nos tornam fortes e sábios. Certamente há um grande aprendizado oculto em meio à essa tribulação, e você vai se apropriar dele.

Um aprendizado que será um tesouro, um verdadeiro divisor de águas em sua vida e que será transmitido àqueles que estão à sua volta e aos  seus descendentes.


Você vai voltar a sorrir…e quando isso acontecer, gargalhe muito.


*Ivonete Rosa


Direitos autorais da imagem de capa: captblack76 / 123RF Imagens

quinta-feira, 4 de março de 2021

Somos breves


A vida é cheia de mistérios, não sabemos de onde viemos e tão pouco para onde vamos. Estamos cercados de enigmas, quem nasceu primeiro o ovo ou a galinha? Tem água em Marte será que há seres vivos também? Será que ele nos procuram? Serão eles gênios do mal ou pacíficos? E o homem será pacifico ao encontrar vidas em outro planeta? Não sabemos.

 

O que eu sei é que estamos aqui hoje, você nesse momento lê esse meu pensamento em forma de texto enquanto faz alguma outra coisa, qualquer coisa pode ser que esteja somente respirando e o fato de respirar é prova incontestável de que esta aqui nessa vida. Estamos aqui de passagem, nós somos breves como o vento. Não sabemos quando vai ser o nosso ultimo dia aqui, essa semana morreu uma moça aqui perto de casa eu já a conhecia a anos, mas nunca tivemos amizade, ela tinha 27 anos dois filhos e uma vida pela frente, foi dormir e não acordou mais. Podia ser eu ou você, hoje pode ser o nosso ultimo dia.


E se fosse o ultimo dia o que você fez? Você agradeceu hoje? Disse que amava alguém especial? Buscou realizar sonhos? Fez algo que teve vontade? Somos breves e podemos ir a qualquer momento. Tempos atrás comecei uma dieta e cortei tudo que vocês possam imaginar desde pão a doces, minha mãe sempre me dizia diminui, mas não corta você não sabe o dia de amanhã e se você morrer não pode passar vontade, sempre achei graça disso, mas minha mãe tem razão não posso morrer com vontade de viver, não posso partir adiando as coisas para amanhã, porque talvez ele não chegue.


*Luiza Fletcher


quarta-feira, 3 de março de 2021

Você é a melhor parte de mim.


Você é a única escolha que eu fiz para o resto da minha vida. Minha única certeza. A única coisa que eu não consigo deixar de escolher todos os dias, meses, anos. Eu não saberia viver uma vida sem o brilho dos teus olhos ao meu lado. Pois sem este brilho das tuas retinas, já não existe mais colorido em minha vida. Escolher alguém com quem você quer compartilhar sua vida inteira é a escolha mais bonita que você fará em seu caminho. Alguém que estará contigo quando as coisas derem errado. Alguém que dividirá os sentimentos mais sinceros de uma história que ficará eternamente guardada em seus corações. Não há coisa mais perfeita neste mundo. Amar e ser amado.


Saber que o amor da sua vida encontra-se bem ali na sua frente vestida de um branco tão puro, é a coisa mais impactante que você sentirá na tua vida. E quando os votos dela sussurrarem em teus ouvidos com cautela, você entenderá o sentido da vida. Todos os teus receios desaparecerão junto com todas as tuas tristezas. E uma felicidade infinita fará morada dentro do teu pequeno corpo. Eu já sabia que queria casar contigo desde o primeiro momento em que meus olhos pousaram nos teus. Meu coração sussurrou baixinho dizendo; é ela. Não a deixe escapar das tuas mãos. Cuide, proteja, e o mais importante, ame-a com todas as suas forças em todos os momentos de sua vida. Pois ela te amará da mesma forma e isto será o maior presente que a vida poderá lhe entregar.


Eu vou te fazer a mulher mais feliz do mundo. Eu lhe prometo. E mesmo nos dias difíceis ou nos momentos tristes, eu vou estar ao teu lado te lembrando de todos os motivos que me fizeram te amar um dia. O tempo vai passar e a gente vai junto com ele, juntos, eu e você, entende. Não importa onde você esteja, eu vou estar ao teu lado nos pequenos e nos grandes momentos de nossas histórias sobre a vida. E um dia contarei aos nossos filhos sobre a mulher mais linda que encontrei na minha vida. Você. Eu espero saber dar o verdadeiro valor a mulher que anda ao meu lado. Porque eu sou a pessoa mais sortuda por esta dádiva.


Eu me pergunto todos os dias o que eu faria se não tivesse lhe encontrado por aí. E você insiste em dizer baixinho em meus ouvidos; você ainda continua perdido, seu bobo. Mas só que desta vez, dentro de mim.


Com amor hoje e sempre.



*Arkab


terça-feira, 2 de março de 2021

Como manter fé


Um homem tinha tudo o que sempre quis e imaginou ter na vida. Seus sonhos eram realizados, sua família muito grande e bonita e os seus bens não paravam de crescer. Ele possuía tudo e sua saúde também era inabalável.

Um dia, porém, como uma desgraça repentina, este homem perdeu absolutamente tudo. Ficou na miséria e ainda teve a saúde afetada por uma doença terrível. Ele ficou praticamente só, caído, desanimado e desejando até mesmo a própria morte.

Apesar da atualidade do fato, este caso ocorreu há milhares de anos com um homem chamado Jó. Esse personagem está descrito na Bíblia como uma pessoa justa e reta diante de Deus e que procurava se desviar do que manchava a sua fé (Leia Jó 1:8). No entanto, isso não foi suficiente para mantê-lo longe da tristeza que lhe abateu nem da falta de esperança que se aproximava cada vez mais forte.

Houve situações em que ele lamentava e chorava, em outras amaldiçoava o dia em que nasceu, lembrava-se do período em que era rico e feliz ao lado da família e afligiu-se tanto até que finalmente perdeu a esperança na vida, mas escolheu mantê-la.

Se ocorresse de Jó se matar, o caso dele seria mais um (como acontece em nossos dias) de pessoas que, por perderem tudo, ou por causa de traição e decepção, ou mesmo por uma falta de sentido à vida, não conseguem mais manter a fé, nem em Deus nem em si mesmas, e que por isso escolhem acabar com ela.
 
Jó, porém, não perdeu a fé. E, apesar de tanto sofrimento, a proclamou quando disse: “Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra. Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus” (Jó 19:25-26)


Qual é a situação em que você se encontra no momento? A falta de esperança tem lhe tirado o sono e lhe trazido peso? Como voltar a ter fé, mesmo em um momento de desespero e angústia?
 
Faça como Jó: declare a sua fé e clame ao mesmo Deus que o tirou do pó e lhe restituiu tudo o que havia perdido, principalmente, a paz.


*Portal Angels

segunda-feira, 1 de março de 2021

Jesus cuida de você e sua família. Não tema mal algum!


Jesus sabe de tudo aquilo que você tem vivido nos últimos tempos, Ele conhece os seus problemas, medos e inseguranças, tem visto todo o esforço que você está fazendo para proporcionar uma boa vida para si mesmo e sua família, e conhece sua boa índole.


Ele está ao seu lado, em todo o momento, e agora pede para você eliminar todas as preocupações que pesam em seu coração e o impedem de caminhar com fé e segurança. Ele pede para lhe dizer que está cuidando de sua vida e para você acreditar, porque tudo ficará bem.


Jesus é o seu amigo e guia, Ele está a todo momento colocando você na direção certa, que o levará à felicidade e prosperidade a que tem direito, e livrando-o de todo mal que vem do coração de pessoas egoístas e invejosas.


Ele sabe que você tem passado por situações complicadas, que o deixaram com medo e insegurança, mas pede para ter fé, porque está no comando e garantirá a sua segurança.

Acalme o seu coração neste momento e deixe ir todo pensamento e sentimento de medo, abandono e insegurança. Libere todas as dores e pesos que o estão impedindo de caminhar, e preencha-se com fé e confiança.

 

Nem você nem sua família estão sozinhos, Jesus está em cada parte de seus dias, ainda que não possam percebê-l’O. Ele está no belo nascer do Sol, nos gestos de gentileza que oferecem e recebem, na segurança ao voltar para casa, no jantar em família…


Jesus está sempre com vocês, por isso não precisam temer mal algum. Ele envia anjos para preencher sua vida com saúde, união, cura e prosperidade. Esses anjos enchem seus corações de amor e inspiração, e o ajudam a seguir em frente, mesmo nos momentos mais difíceis.

 

Tenha fé e não tema mal algum, porque a vida de vocês é valiosa para Jesus, Ele morreu por vocês e os ajudará a enfrentar todos os desafios com muita força e coragem.

Jesus está com vocês e continuará a protegê-los e a colocar grandes coisas em seus caminhos, para que vivam felizes, com muita abundância.


Confie em Jesus e entregue sua família em Suas mãos, porque Ele nunca falhará!


*Luiza Fletcher


Não tenha medo de abrir mão do que você quer para viver o que Deus quer para você

Deus só pode agir naquilo em que O deixamos trabalhar. Às vezes, saímos feridos de um relacionamento, tão machucados, que achamos que o “o a...