terça-feira, 30 de abril de 2019

O pior castigo de certas pessoas é ter que aguentar a si mesmas o dia todo

Tem gente que parece nuvem, que chega sempre para nublar o dia, estragar a praia, o churrasco, a piscina. Carregam o “efeito gangorra”: quando se sentam, todo mundo se levanta. Gente chata pra caramba, que não consegue ser agradável nem por um minuto.

Tem gente que atrasa a vida da gente, pois somente enxerga o lado negativo de tudo, antecipando toda desgraça que poderá ocorrer – se ocorrer. Preveem tempo ruim, congestionamento, traição, decepção, cara contra o muro. Preveem sempre o fim das coisas, o término do relacionamento, da amizade, do contrato, do emprego, do sorriso.

Tem gente que reclama de tudo e de todos. Nada nunca está bom, ninguém nunca é legal, nenhuma bebida relaxa, nenhuma comida contenta. Lamentam dores pelo corpo, tempo perdido, falta de grana. Lamentam o que não fizeram, o que não disseram, o que nunca será possível em suas vidas.

Tem gente que sempre é o centro de tudo, que já passou por todas as experiências possíveis, já sentiu todas as dores do mundo, já fez cirurgia até no lóbulo da orelha. Se falamos que estamos com alguma preocupação, prontamente puxam a conversa para si, expondo algum sofrimento deles que sempre é muito pior do que o que estamos sentindo.

Tem gente que ironiza tudo, fala com sarcasmo, apelida, faz gracinha sem graça, mexe com quem não deveria. Procuram alguma característica do outro para transformar em chacota, riem de quem estiver por perto ou nem tão perto assim, mas nunca riem de si mesmos. Zombam de tudo e de todos, sem se importar com os sentimentos de ninguém.

Tem gente que trata mal os outros, como se o mundo estivesse ali para servir e bajular seu ego. São rudes com vendedores, com garçons, com frentistas, com colegas de trabalho. Humilham seus empregados, seus subalternos, humilham quem estiver abaixo de seu poder hierárquico. Destratam, ofendem, agridem.

Tem gente que só sabe falar mal de qualquer um, especialmente de quem não estiver por perto. Fofocam sobre familiares, amigos, conhecidos. Fofocam em casa, no trabalho, na escola, na rua. Maldizem, destilam veneno, xeretando sobre tudo o que não é de sua conta.

Teve um tempo em que eu ficava triste e até me deixava levar pela negatividade alheia. Hoje é diferente. Hoje eu faço de tudo para que não joguem em mim lixos que não são meus. Às vezes, eu ainda me chateio com algumas pessoas, mas daí eu lembro que o pior castigo delas é terem de se aguentar vinte e quatro horas por dia. Já Pensou?


*Marcel Camargo

segunda-feira, 29 de abril de 2019

COMO REAGIR À FRUSTRAÇÃO SEM ESTRAGAR TUDO

A gente espera, não consegue. Contava já com o ovo, a galinha foge. Achava que estava certo e nada. É duro. Frustra mesmo. É a vida fazendo das suas. Deixando na gente um sentimento amargo de fracasso e impotência.

Fracassar sempre é doloroso. Corta a alma por dentro como faca afiada. A vontade é de desistir. Largar tudo. Sentar num cantinho e só chorar. Gritar. Quebrar o que estiver por perto. Ou a cara de quem aprontou com a gente. Alivia? Nem sempre. Não só não resolve, como piora a situação.

- Levanta a cabeça, princesa. Senão a coroa cai.

Essa frase dita pela BBB Jessica ao tentar consolar Patrícia, virou o grande meme da semana. Brincadeiras à parte, quem nunca teve uma coroa no chão?

Olhando para vencedores, a impressão é de que para eles foi sempre fácil. Nunca é. A gente é que não conhece a história toda. Toda vitória traz derrotas. Negativas. Pedras no caminho. Nenhuma foi completamente fácil. Fácil é desistir e passar a vida só reclamando da sorte. Mas vale a pena gastar a vida assim? Vale pensar.

Hoje em dia, cada vez mais, evitamos frustrar as criancinhas. Pais não só não dão limites, como ainda reclamam de quem os dá. Vão à escola reclamar dos limites que os professores impõem. Seus reizinhos não podem ser perturbados em sua corte.

Crianças precisam ter seus desejos prontamente atendidos. Não podem ser chamadas a atenção. Tudo lhes deve ser dado imediatamente. Ela não pode sofrer. Nem esperar.

Esses pais não sabem ainda, mas estão criando pessoas despreparadas para o mundo. A frustração dói, mas é boa. Ela deixa a gente mais forte. Mais cascudo para a vida. A frustração permite que a gente lide com o Não. Com as negativas. As esperas. As demoras. As decepções. Isso não é a vida?

Crianças que não são frustradas e não recebem limites crescem completamente despreparadas para encarar situações de angústia. Elas não sabem se aclamar. Não desenvolveram a capacidade de aprender a suportar o tempo de espera. De contornar obstáculos. E aí, a coroa não cai. Se estatela no chão. Se quebra em pedaços.

Sua vida é uma frustração atrás da outra? Acontece. Tem fases então, que nem te conto. Mas qual é a sua forma de reagir à frustração? E o quanto de tudo o que te acontece pode estar sendo causado por você mesmo?

Passar por perdas e fracassos não te faz um perdedor. O que não dá certo em um momento ou de certa forma, pode acontecer mais tarde ou de outro jeito. Só questão de persistir.

Seu nível de exigência com você e com as pessoas anda a quanto? Recebo, no consultório, pessoas fantásticas que parecem sempre ter um chicotinho nas mãos. Se autoflagelam. Se criticam. Se humilham. Se tratam como trastes.

Se enxergam como péssimas. Vazias de qualidades. Se julgam de forma cruel. Desvalorizam as vitórias e dão enorme importância às suas derrotas. Buscam uma perfeição humanamente inatingível. Sofrem. Muitas vezes, pelo nível de exigência que têm com os outros, fazem sofrer também.

A vida é tão curta para se desgastar com pouca coisa. Será que vale a pena? Avalie. Escolha suas lutas. Respire fundo. Conte até cem. Reclame menos. Seja mais criativo. Seu melhor amigo chega sempre atrasado meia hora? Você fica com ódio? Já sai irritado?

Há pessoas que não conseguem chegar na hora mesmo. Não é contra você. É uma dificuldade delas com elas mesmas. Engane o horário dos compromissos. Passe a marcar meia hora antes com ele.

A vida pede paciência. Persistência. Determinação. Sobretudo, coragem. Ela testa a gente. E fica olhando, como quem espia de longe para ver o que acontece.

A frustração pelo que não deu certo não é um fracasso. É aprendizado. Mais uma fase do jogo. Não rolou? Avalie. Aperte o START. Recomece. Tente outra vez.

Por: Mônica Raouf El Bayeh

Mônica é carioca, professora e psicóloga clínica. Especialista em atendimento a crianças, adolescentes, adultos, casais e famílias.

sexta-feira, 26 de abril de 2019

FOFOCA? CUIDADO. FUJA!

Há alguns problemas na fofoca. O primeiro é que raramente termina onde começou. Fofocas são Gremilins. Lembra deles? Crescem com a saliva. Se multiplicam. Se espalham. Se transformam. Envenenam. Mentem. Causam prejuízos irreparáveis.

O segundo é que quem traz, leva também. A mesma pessoa “amiga” que fala de fulano para você, vai falar de você para fulano. Portanto, cuidado. Todo cuidado é pouco.

O terceiro é que há pessoas que são como cobras. Elas armam o bote. Quando você vê, já caiu. Olha seu print passeando em grupos de whatsapp. Vai desmentir? Vai se explicar? Gravações e prints são piores que batom na cueca. Não há desculpas cabíveis.

Na fofoca, como na vida, vale a lei do retorno. Tudo o que vai, volta. Uma espécie de castigo celestial ou energético. Seja por pena. Por fé. Por ética. Ou só pelo prazer de ficar em paz no seu canto, não julgue. Não divulgue. Desvie. Evite.

Quando Paulo me fala de Pedro, seu mais de Paulo que de Pedro. Pode ser que você nunca saiba se a história contada era mesmo daquele jeito. Ou se ela sequer aconteceu. Uma coisa você pode ter certeza, da personalidade de quem te conta. O jeito fofoqueiro de ser traz em si um gosto por maldades.

Eles gostam de ver o circo pegar fogo. Pouco se importam com as consequências que isso pode gerar. Abra o olho. Você está convivendo com uma pessoa perigosa. De moral esquisita. Todo cuidado é pouco.

Segue aqui o manual antifofoca para você ter na gaveta. No bloco de notas do celular. Nos documentos do laptop. Sempre à mão, ajudando a fechar a boca. Afinal, em boca fechada não entra mosca.

1- Nem sim, nem não. Muito pelo contrário.

- Sabe o fulaninho? Foi pego em flagrante.

Claro que você vai querer detalhes. Eu também iria. É armadilha. Não caia nessa. O pior peixe é o que morre pelo ouvido.

Corte com delicadeza. Não ponha fogo na fogueira. Lembre que hoje o rabo é dele. Amanhã vai ser o seu. Comente um neutro:

- Ah, coitado. Poxa, que chato.

Comentários pouco cruéis são pura água fria na fervura. Têm a capacidade de murchar os fofoqueiros. Eles vão procurar melhores ouvintes. Dessa vez você foi salvo.

2- Mantenha a neutralidade.

Não escolha lados. Não tome partidos. Entenda que todos sempre, em algum momento, têm razão. E que toda história tem sempre, pelo menos dois lados. Aquele é só um deles. E ainda pode estar bem distorcido.

3- Tenha desculpas na manga.

Diga que o celular está tocando. Que você está atrasado. Estava no meio do caminho. O chefe chamou e você tem que correr. Enterro da tia de uma prima. Qualquer coisa. Já sabe que a pessoa gosta de uma treta, não seja pego desprevenido. Já chegue de ré. Pronto a sair de perto sempre que possível.

4- Colecione bons assuntos.

Uma forma de fugir de fofoca é ter bons assuntos na mente. A novela da véspera. O tempo que passa tão rápido. O calor insuportável. O frio insuportável. Filmes em cartaz. Vale tudo.

Piadas ajudam muito. Descontraem. Divertem. Sem causar vítimas. Viu que a fofoca vai começar? Seja rápido. Saque as melhores piadas, os mais interessantes assuntos. E desvie a conversa sem dó.

Se ninguém rir, não se ofenda. Ria sozinho. E pronto. A próxima fofoca vai ser sobre você, o péssimo contador e piadas. Nem ligue. Fofocas são fogo de palha. Na mesma chama que acendem, apagam.

5- Fuja.

Pessoas peçonhentas não querem só te informar. Elas não são boazinhas. Não se iluda. A fofoca é a isca. Elas te pescam. E você, bobão, confiante, crente que abafa, começa a contar o que sabe. De seu e dos outros.

Só há uma forma certa de se proteger de fofoqueiros: a distância. Percebeu a aproximação? Nem pense duas vezes. Fuja.

Por: Mônica Raouf El Bayeh

Mônica é carioca, professora e psicóloga clínica. Especialista em atendimento a crianças, adolescentes, adultos, casais e famílias.

quinta-feira, 25 de abril de 2019

ENTRE ESCOLHAS E REJEIÇÕES

A alma da gente é joelho de criança. Esfolada, arranhada, meio sangrenta em algumas partes. Viver é um oscilar entre escolhas e rejeições.

Ser escolhido é o paraíso. Ser amado. Esse é o desejo maior. Ser o brilho do olhar do outro. Motivo de orgulho, de admiração. Saber que vai ser lembrado durante o dia. Todos os dias. Essa é a paz que a gente espera ter.

Ser rejeitado? A porta do inferno com direito a um diabo me espetando o rabo. A sensação de ser um lixo, de estar sendo jogado fora. Ser rejeitado não deveria querer dizer nada. Então por que te abala tanto?

Porque coloco minha autoestima nas mãos do outro sem perceber que é uma armadilha bem perigosa. Meu valor não pode estar na mão do outro. Ele é meu. Independente do que o outro possa achar.

O amor e o tesão têm questões absolutamente subjetivas. Coisas que não se explica. Apenas acontecem. Às vezes encaixa, às vezes, não. Só isso. Mas o orgulho ferido transforma essa questão num cavalo de batalha. Não deveria. Ser rejeitado é apenas não ser escolhido. Nem Jesus agradou todo mundo. Por que você agradaria?

Meu enorme amor pelo outro não me garante nada. Posso ser azul e ele gostar de vermelho. Posso ser sol e ele preferir apenas lua. Posso ser deliciosa pizza e ele ter alergia a glúten. Ferrou. Não vai rolar. O mundo não acaba por isso.

Ponha a mão na consciência e lembre quantas pessoas você também já dispensou. Quantas não te interessaram? Quantas você não quis porque eram só bonzinhos? A gente rejeita também.

Vingança? Besteira. Ser rejeitada magoa, mas não é um ataque pessoal. Tem gente que dá liga, tem gente que não. Não é defeito da gente, nem do outro. É encaixe. Só isso.

Rejeições acontecem o tempo todo. Com amigos, na família, na escola, nos empregos, nas relações amorosas. Queria ser A mais importante. No entanto nem sempre sou prioridade. Nem sempre o promovido. Nem sempre chamado. Nem sempre lembrado.

A necessidade de ser aceito, às vezes joga a gente numa armadilha mofada. Na tentativa de ser O mais importante, é comum a gente acabar infernizando a vida do outro. Cobrindo de exigências absurdas. Cenas de ciúmes. Que só colocam o outro em fuga. E a gente de volta à solidão.

A rejeição dói na alma. A dor é real e intensa. Ela é ainda mais difícil de encarar quando a pessoa já trás suas feridas antigas de infância. Esses traumas infantis dão cores muito intensas à rejeição atual. Transformando em furacão o que era só um ventinho.

As pessoas que sofrem com esses abandonos antigos são as que acabam se colocando em situações de grandes abandonos atuais. Escolhem com base nas figuras ruins do passado. Tentando refazer mais uma vez o que nunca deu certo. Nem vai dar, já que o tipo de personagem escolhido continua o mesmo.

Escolhem abandonadores, abusadores. Não conseguem colocar limites. Se humilham sem necessidade. Por que? Você que está de fora se pergunta. Porque ela ainda se vê criancinha tentando ser amada. Sem conseguir.

Não perca a vida chorando rejeições passadas. O nome disso é desperdício. Foi rejeitado? Chore, se tiver vontade. Procure os amigos. Desabafe. Peça colo. Reavalie o que aconteceu. Você, de alguma forma, colaborou para isso? Provocou a rejeição? Escolheu mal? Ou só não rolou?

Pense para evitar cair no mesmo erro de novo. Pensar não é ruminar mágoas mofadas. Fique atenta. Depois se ajeite bem linda e ponha a fila para andar. É vida que segue.

*Por: Mônica Raouf El Bayeh

Mônica é carioca, professora e psicóloga clínica. Especialista em atendimento a crianças, adolescentes, adultos, casais e famílias.

quarta-feira, 24 de abril de 2019

QUE TIPO DE BRIGADEIRO É VOCÊ?

Pense num brigadeiro. Redondinho. Gostoso. Bem embalado. Prometendo sensações deliciosas. O brigadeiro que faz a gente rondar discretamente a mesa do bolo por quatro horas a fio e muitas vezes, para os mais abusados e cara de pau, roubar unzinho na moita.

Agora imagine um final de festa. Restos de bolo e salgadinhos mordidos pelo chão. O brigadeiro, antes um sonho de desejos, agora retorcido e disforme com forminha e tudo. Você comia? Encarava?

Não comia, claro que não. Não é doido nem nada. Esse brigadeiro acabado a mais ninguém interessa. Pode varrer fora. É lixo. Assim você descarta o pobre do brigadeiro, sem dó e sem piedade.

Você é um brigadeiro. Seja você do gênero que for, somos todos brigadeiros. Mas qual tipo deles é você? Sabe me responder?

Tipos de brigadeiro:

1- Brigadeiro de panela

Simples e rustico. Um basicão eficiente. Afinal para que ficar enrolando? Gastando tempo à toa, se vai mastigar tudo depois? Bom é meter a colher na panela. Se lambuzar com vontade.

Brigadeiro de panela é bom quente, na hora. Ótimo gelado tirado da geladeira. Bom para cair de boca sem culpa e sem rapapés a qualquer hora do dia ou da noite.

Pessoas desse tipo são descomplicadas. Sem muito enfeite externo. Se é seu caso, você não liga muito para a forma, nem para detalhes. Você conhece seu taco. Confia no seu conteúdo. Seu sabor cativa.

Seu jeito de descer quentinho aquece a alma. Mesmo sem frufrus e forminhas, você conhece seu valor. Você sabe cativar. E cativa. Você é uma pessoa ninho. Acolhe quem merece e precisa. Brigadeiros de panela são praticamente um abraço.

2- Brigadeiro de mesa de bolo

Você capricha na produção. Seduz pela aparência. Além de ter bom sabor. Você também sabe seu valor e exige ser bem tratada. Senão, não rola. Quem quiser chegar perto vai precisar investir. Não serve qualquer cantada, não.

3- Brigadeiro de uva

Brigadeiro de uva somos todos nós. Uns amam (é o meu preferido). Uns odeiam. A mordida que acha a uva pode ser o início do céu. Um verdadeiro paraíso. Ou a amarga decepção de quem achava que era de coco.

A gente é assim mesmo, um combo de qualidades e defeitos, de uva onde o outro esperava coco. Detestados por outros, sempre. Mas com chances de sermos amados por outros. É a sorte.

Ninguém nunca vai agradar todo mundo. Agradar tudo mundo serve para o que mesmo? A gente gosta de todo mundo? Bom é poder agradar a quem, realmente, se agrada com a gente.

4- Brigadeiro de foto de rede social

A foto promete. Linda. Deliciosa. A descrição te faz salivar. Você quer. A vontade te come por dentro. É ele. Ele é o seu brigadeiro ideal. O que você esperou a vida toda. O príncipe, ou princesa dos brigadeiros.

Você dá mach. Vai atrás. Prova. E cospe fora. Era tudo armação. Ele parecia promissor, mas é fake. Mais fake que Whatsapp de tia sobre candidato em eleição. Fuja.

5- Brigadeiro de leite de soja

Também pode vir enfeitado. Seduzir pela aparência. Mas na hora do vamos ver, trava. Amarga. Dá ruim. Você não costuma agradar? Mais amargo do que deveria? Gosto meio duvidoso? Jeitão de ser bom sem ser? Está na hora de repensar seus valores. Quem sabe procurar ajuda.

O brigadeiro de soja é aquele que chega encantando. Só à primeira vista. Com a convivência, uma decepção atrás da outra. De perto se vê que não é tudo aquilo. Seu parceiro pode insistir, afinal tem gosto para tudo nesse mundo.

É uma relação bem sofrida. Não sei se vale a pena.

6- Brigadeiro pisado de fim de festa

Desfigurado agora. Já foi inteirinho um dia. Pelo menos parecia. De conteúdo nem é ruim. De beleza também não. Se perdeu na longa jornada. Acabou atropelado, num fim de festa, por uma Cinderela mais afoita.

Esse brigadeiro é a pessoa que se sente o último biscoito do pacote: quebrado, esfarelado por dentro. E esquecido porque ninguém mais quer. Ele acha que não merece ser bem tratado. Que deve merecer mesmo tudo o que recebe de agressões.

Foi jogado no chão. Talvez nem de propósito. Mas não sabe levantar e dar a volta por cima. Fica ali sendo pisado, repisado. Virando maçaroca. Achando que é normal.

É diminuído. Destratado. Ameaçado. Xingado. Se acostumou a ser humilhado. Nem se importa muito de ficar nessa posição. Já nem liga. Murchou. Esqueceu que pode ter brilho.

Conheço brigadeiros lindos, de mesa de bolo, que se permitem ser tratados de qualquer forma. Que enlutaram após um final de relacionamento, uma demissão, um desgosto. Que vestiram a alma de luto sem conseguir se livrar do finado ex, ou da dor da decepção.

Não é a beleza de fora que determina o valor ou a auto estima de alguém. Importa é se querer bem. Perceber suas qualidades. Comemorar suas vitórias. Levantar das derrotas. Ir em frente. Dar valor ao sabor que tem. À vida. À quem presta e está por perto.

Não importa sua cor, sua posição social, seu gênero, se você é brigadeiro seja o melhor possível. E escolha bem direitinho quem pode ou não te comer. 


*Por: Mônica Raouf El Bayeh


Mônica é carioca, professora e psicóloga clínica. Especialista em atendimento a crianças, adolescentes, adultos, casais e famílias. Perita judicial.

terça-feira, 23 de abril de 2019

TRISTEZA NÃO É DEPRESSÃO. ALEGRIA NÃO É FELICIDADE

Ela é sorridente. Animada. Se tiver reunião, é a rainha da festa. Faz a diferença. Diverte todo mundo. Conta casos, piadas. Nada é igual quando ela falta.

Ela falta porque tem dias que só Deus sabe. Tem dias que ela não passa da porta. Às vezes já pronta. Não consegue. Falta ânimo. Coragem. Ar. Da porta ela volta. Se desarruma e vai dormir.

Quem passa por ela não imagina. Quem vê essa mulher em ação não calcula a luta que ela trava, inclusive para ficar viva. Ela tem depressão. Como assim? Tão animada? Sim, animada por fora, mas é por dentro que a guerra acontece e a gente não vê.

Depressão? Não pode ser! Pode. Muito pouca gente entende, de verdade, o que é a depressão. Depressão tem tristeza, mas não é tristeza.

Uma pessoa pode estar triste por muitos motivos. Por perdas, por mudanças. Por decepções, abandonos. Nesses momentos, ficar triste é saudável. É preciso um tempo de digestão para dar conta do que passou, do que se está sofrendo.

Essa tristeza é o que a gente chama de luto. A sombra do luto cai em cima da gente. A vida escurece. Perde a graça, a cor. Vai demorar um tempo para voltar ao normal, mas volta. Quanto tempo? Cada um é que sabe de si. Não há como calcular, nem como apressar.

Importante é respeitar. Ficar perto. Dar apoio, sem pressionar. Digo isso porque a gente pressiona. Incomoda ver o outro sofrendo, sem conseguir reagir.

Muitas vezes a vontade de dar um sacode, falar verdades é mais forte e lá vai a gente maltratar o pobre ser sofrente. É um massacre em nome do bem, da amizade, da família. De qualquer forma, é um massacre.

Tudo que a pessoa triste não precisa é de cobranças. Tenham calma. Empatia. Vai passar. Se não passar? Aí pode ser que tenha se instalado um quadro de depressão.

A pessoa depressiva está triste, sim. Só que cada uma tem sua forma de sofrer e demonstrar ou não. Nem sempre vai te mostrar a tristeza dela. Há as que se cobram estar fortes, inteiras. Elas passam o pão que o diabo amassou, mas estão lá de pé e sorridentes. Falantes, divertidas.

Isso é falso? Ela é falsa? De jeito nenhum. Muitos são os nossos pedaços. Diversas as nossas reações. Ela não quer preocupar os outros. Ela se cobra estar bem para os filhos. Ela não quer incomodar ninguém com seus problemas. Por isso ela faz das tripas coração, e ri.

Quando não consegue rir, se esconde dentro de casa, dentro dela mesma. E sofre. Essa parte você não vai assistir. Essa alegria é uma máscara? Diria que é uma espécie de autopreservação.

Por que ela se defende? A sociedade é muito preconceituosa com o sofrimento mental. Cruel mesmo. Depressivos são acusados de preguiçosos, mal agradecidos, sem Deus no coração.

As pessoas com doenças físicas têm todo nosso apoio. Toda nossa generosidade. As que sofrem com as dores da alma, só dedo apontado com críticas e cobranças.

Aparentar ser alegre pode ser uma fuga? Uma negação da tristeza? Uma forma de achar de não é grave e vai passar. Que a gente sozinho resolve. Não resolve. O risco? Acabar se enfiando mais e mais no buraco.

A depressão chega aos poucos. Vem arrasando tudo pelo caminho. Destrói as noites de sono. A energia de acordar. O prazer de comer. Ou a possiblidade de parar de comer, numa compulsão macabra sem fim.

Viver fica difícil. Dormir fica difícil. Acordar fica difícil. Tomar banho também. Se cuidar? Um sacrifício. Tudo cansa. Tudo estressa. Há uma tensão constante no ar.

É um susto ver pessoas alegres que, do nada, se matam. Não eram felizes? Não, não eram. Tentavam. Queriam muito conseguir ser. Só não conseguiram. Esse é o grande risco.

Sorria, se preferir, mas busque ajuda. Na família, nos amigos. Nem todo mundo compreende? Nem todos conseguem ajudar? Fique com os que conseguem.

Em momentos de dor, a terapia pode ser muito importante. Um espaço para abrir o coração, passar a limpo suas mágoas. Rever conceitos e relacionamentos. Elaborar medos e dificuldades.

Sorrir ilumina, é ótimo, mas chorar lava a alma. Chorar faxina por dentro. A terapia é a faxina que, às vezes, precisa ser feita. Assusta? Um pouco. Por isso costumo dizer que terapia é para fortes. Só para fortes.

Não os fortes que se julgam perfeitos e apontam dedos. Esse são falsos. Os fortes são os que têm a coragem de pedir ajuda, se abrir, se mostrar e lutar para ser, de verdade, feliz.


*Por: Mônica Raouf El Bayeh

Mônica é carioca, professora e psicóloga clínica. Especialista em atendimento a crianças, adolescentes, adultos, casais e famílias. Perita judicial.

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Em certas fases de nossa vida, é preciso sobreviver a um dia de cada vez

Sabe quando a gente acha que não pode piorar? Pode, sim. Sabe quando a gente acha que não vai aguentar? Vai, sim. Sabe quando a gente acha que o sofrimento nunca acabará? Acaba, sim. Leve o tempo que for, a tempestade há de passar.

Tem coisa que acontece e divide nossas vidas em antes e depois. É como morrer com uma segunda chance para respirar na mesma vida. A gente enterra o que existia, pois nada mais será igual. A gente como que desaparece, vive o luto, reabastece a fé e a esperança e renasce. A gente cria coragem e tira forças sei lá de onde, porque a vida quer isso da gente.

Qualquer incidente inesperado assusta, tira o chão, faz a gente voltar a ter aquela insegurança de quando éramos crianças assustadas ao apagarem a luz. Faz a gente olhar tudo como se nada fosse do tamanho da gente: as coisas lá de fora se tornam gigantes, amedrontadoras. E a gente fica pequenininho, coração sufocando no peito, enxergando somente desesperança.

Ah, esses de repentes. De repente, o telefone toca pra desarmar o nosso coração. De repente, aquilo que tanto se evita vem e entra, chacoalhando tudo. De repente, alguém para de respirar bem do seu lado. De repente, a luz acaba, o sol se vai, o céu escurece. De repente, toca aquela música que você ama e tinha esquecido. De repente, a gente recebe luz de quem menos espera e o dia surge no dia seguinte, novinho em folha. A gente volta a respirar sem pressão no peito, de repente.

Os “de repentes” é que mais ensinam, porque dificilmente aprendemos com aquilo a que nos acostumamos. E tudo vai dando errado e certo e errado e certo de novo, de repente. E, de repente, a gente volta a sorrir e a chorar e a sorrir de novo. Porque nada além do amor verdadeiro consegue ser pra sempre.

Acredite: a gente sobrevive. A gente cai, levanta, toma rasteira, levanta, leva porrada e levanta. Fomos feitos para durar, porque existe sempre uma luz dentro de nós. Essa luz se chama fé e seu combustível é o amor. E a gente sobrevive, sim. E a gente segue, mesmo faltando pedaços, a gente continua, cada vez mais gente de verdade. A gente continua, cada vez mais forte, para conseguir sair das escuridões no tempo certo, no tempo exato de cada dor e de cada alegria que nos define a existência nesse mundo perigoso e lindo de viver.



*Marcel Camargo

sexta-feira, 19 de abril de 2019

APESAR DE TUDO É PRECISO RESSUSCITAR

A cruz? Cada um que carregue a sua. Não é assim? Você dá conta? Para mim é bem complicado. Eu vou pelo caminho quase que com fita métrica na mão. Comparo. Me revolto. Acho que a minha é mais pesada. Não é justo. Por que isso logo comigo?

A gente reclama muito. Cruz não se mede, se carrega. Se aprende. Se inventa jeitos de se esfolar menos. Cruz não é castigo. É combo. Você ganha a vida e a cruz vem de graça, tipo surpresinha de ovo de Páscoa. Brinde.

A cruz é um corpo que dá defeito. Uma mente que afunda em depressão. Acidentes, demissões. Separações, traições. Tudo é cruz. Dói. Mas a tudo se sobrevive. Não perca muito tempo com coitadismo. Aprenda, dê a volta por cima, ressuscite.

Ressuscitar não é fácil. Na real, olho em volta e só vejo, minhas dores, meu umbigo. As derrotas, os fracassos, as mágoas que ainda carrego. Tenho um baú de afetos. De ressentimentos guardados. Carrego com certo orgulho. Sem perceber o estrago.

Meu corpo que dá defeitos, me revolta e paralisa. Minha cruz, não é de madeira. São escolhas, retornos. Raivas que me moem por dentro. Abandonos que eu não deixo partir. Erros que só repito. Um futuro que não me permito atingir.

Me afundo em decepções e tormentos. Me arrasto como zumbi, carpindo minhas cicatrizes. Morta de pena de mim, a coitadinha de sempre. Sem fé, sem expectativas. Me afogando em lembranças. E na angústia do que virá.

Quantas vezes morremos? Já nem mais conto. Muitas vezes por dia. Tem dias que quase não morro. Outros que já nem levanto. Morremos nos desenganos. Nas notícias que nos cortam a alma. Nas nossas tristezas tantas. No que não posso responder. Nas faltas não preenchidas. Nas ausências, nas saudades. Nas derrotas e na solidão.

A gente chora em silêncio. Se recheia de amargura. E fica. Ali. Sem vida. Só sofrendo. Sair do túmulo é largar mão do que não presta. Aprender com os erros e fazer diferente. Deixar ir em paz quem já não quer ou não pode mais ficar. É se preparar para as mudanças.

Voltar da morte é para fortes. Essa história de recomeçar? É fácil em texto. Mas encarar as perdas, elaborar os lutos que entristecem a alma, olhar de frente as cicatrizes e sair do túmulo? Isso é Páscoa. É ressuscitar. É difícil. Mas, pelo visto, a única saída para continuar vivo.

Jesus, eu não tenho a sua força. Nem a sua ousadia. Não consigo seguir teus passos. Estou moribundo na estrada. Me ajude a ressuscitar.

Me limpe das amarguras. Me ensine a caminhar. Quando tudo for pedra, Jesus, me ajude a andar.

Me ponha no colo um pouco, aceite, eu vou chorar. Me diga ao pé do ouvido:

- Estou aqui. Vai passar.

Quando tudo for breu, me acenda com sua luz. Me lembre que não estou sozinha. Me dá tua mão, Jesus.

Porque sou fraca e lerda. Tenho medos, angústias. Não sou boa de lutas. Jesus, me ensina a dar conta. A dar a volta por cima. Quero ser viva, quero Páscoa. Me ensine a ressuscitar.


*Mônica Raouf El Bayeh

Mônica é carioca, professora e psicóloga clínica. Especialista em atendimento a crianças, adolescentes, adultos, casais e famílias.

quinta-feira, 18 de abril de 2019

Mensagem para Tempos de Dor

Mensagem para tempos de dor é a palavra de Deus que eu compartilho com você hoje.

Em Lamentações 3:32 está escrito: Embora ele traga tristeza, mostrará compaixão, tão grande é o seu amor infalível.

Essa passagem me faz refletir sobre momentos de dor na alma, no corpo e no coração que já senti em algumas fases da minha vida.

MENSAGEM PARA TEMPOS DE DOR

Ninguém quer sentir dor alguma e quando sente questiona, luta em aceitar, corre para tomar um remédio ou buscar socorro médico.

A vida tem me ensinado que o sofrimento faz parte da bagagem da existência. Não tem como passar por aqui sem chorar, sem gemer de dor, sem cair, sem se precipitar e sem errar.

Nessa busca por fazer o que é certo ainda erramos em algum momento e os erros nos impulsiona a buscar o que é certo para acertar da próxima vez.

Muitos questionam o motivo de Deus permitir sofrimento e eu já fui uma dessas pessoas. Hoje quando o sofrimento me visita eu peço que Deus me ajude a ser forte o bastante para vencer mais este desafio.

DURANTE A MINHA CAMINHADA ATÉ AQUI OUVI COM FREQUÊNCIA: SE DEUS É AMOR PORQUE TANTOS ESTÃO SOFRENDO?

Percebo que se eu olhar apenas para a minha dor eu só vou pensar que a minha dor é maior que a do outro. Mas quando eu começo a olhar para a dor do meu próximo eu oro.

Oro pedindo perdão por julgar que a mão de Deus pesou sobre mim. Oro pedindo compaixão pela dor que o outro está sentindo. Oro clamando por piedade e misericórdia diante de tanta dor e sofrimento.

VALE ABRIR OS OLHOS E ENXERGAR ALÉM DA PRÓPRIA DOR. OBSERVAR QUE SE O OUTRO SOFRE O QUE ME TORNA TÃO DIFERENTE QUE EU TAMBÉM NÃO POSSA SOFRER?

Se você está passando por uma fase de dor e sofrimento lembre: Vai passar!

Durante muito tempo perguntei em minhas orações: Meu Deus, porque está permitindo tanta dor? O que o Senhor está tentando fazer comigo?

E essa resposta surgiu estudando a bíblia, refletindo sobre a palavra de Deus e buscando olhar para dentro do meu coração.

Percebi que todo o sofrimento era para quebrantar o meu coração, lapidar, limpar, retirar tudo que não agradava a Deus.

Deus queria me ensinar, me capacitar e abrir a minha mente para uma compreensão maior da minha existência.

SIM. JÁ GEMI DE DOR FÍSICA. JÁ CHOREI A NOITE TODA POR SENTIR MEDO OU POR TER SIDO DURAMENTE HUMILHADA. MAS DEUS SEMPRE ESTEVE AO MEU LADO DANDO ME FORÇA EM MEIO A MINHA FRAQUEZA.

E foi ai que entendi o que é direção espiritual e o que é sentir o cuidado de Deus depois de uma fase de dor. 

Com carinho sempre,



*Su Cursino

quarta-feira, 17 de abril de 2019

O Amor é Sublime

O amor é sublime e precioso. Raríssimo e possível.

Não é fácil encontrar o amor verdadeiro, mas abençoado é aquele que o encontra.

O AMOR É SUBLIME

A mente diz que isso não vai dar certo.

O coração diz que tem tudo para dar certo.

A mente pede para parar antes de se machucar.

O coração pede uma nova chance.

Amores que vem.

Amores que vão.

Um amor que chega e bagunça ideias e muda os planos.

Um amor que o tempo não foi capaz de apagar.

Um amor sublime que sacode, que embriaga, que cativa e que desperta o melhor em nós.

Há pessoas que decidem amar, mesmo correndo o risco de sofrer.

Há pessoas que decidem não viver um amor por medo de sofrer.

UNS AMAM PROFUNDAMENTE, OUTROS FICAM NA SUPERFICIALIDADE DE RELAÇÕES PEQUENINHAS.

Uns se entregam completamente.

Outros vão devagar, afinal já tiveram o seu coração partido em outros amores.

Há quem encontre o amor na esquina, na fila do bar, no mercado da esquina ou em um tropeço qualquer na rua.

Há quem tenha encontrado entre um gole e outro de café alguém que fez o seu coração pulsar.

Há quem busque insistentemente o seu grande amor e não o encontra.

Amor. Sublime amor. Que bem faz.

O amor vem sem pressa e pede pouco ou muito talvez.

Um punhado de respeito, de dedicação, de carinho sem fim e de muita paciência.

Um bom punhado de compreensão, aceitação e vontade.

Vontade de ficar junto, de compartilhar a vida, de ser parte de um todo na vida do outro.

Amor sublime que segura na mão.

Amor sublime que entende, que incentiva e que motiva.

Amor sublime que abraça sem pressa e diz baixinho: Te amo.

Amor que não se perde em um abraço se encontra, se firma e se ama cada segundo mais.

Amor sublime que se entende em um olhar.

Há quem tenha desistido sem lutar pelo o amor, esses eu diria que nunca amaram de verdade.

Amor que é amor não foge. Fica. Enfrenta.

Amor sublime é amor para uma vida inteira.


*Su Cursino

terça-feira, 16 de abril de 2019

Não é sorte é Deus!

Não é sorte é Deus é uma mensagem que escrevi para você refletir.

Você acredita em sorte?

Você acredita em Deus?

Na sua vida tudo foi uma questão de sorte ou de Deus?

NÃO É SORTE É DEUS

Sabe todas as coisas boas que acontece na sua vida?

É Deus.

Sabe todas as lições que você aprende com as dificuldades?

É Deus.

Sabe todas as vitórias que você teve até aqui?

É Deus.

Sempre é Deus abençoando, possibilitando e permitindo.

Algumas pessoas pensam que é sorte, acaso ou surpresa da vida.

Mas é Deus no começo, no meio e no fim de cada acontecimento.

Mas há algo que eu acredito que chamo de retorno da vida.

Sabe todas as boas ações que você praticou? Todas as mãos que você segurou? Toda ajuda sincera?

Tudo de generoso e lindo que você fez você receberá ao longo da sua jornada de vida.

Deus não é cego, nem surdo e fala ao seu coração dando-te bênção e graça.

Uma pessoa de bem que cruza o seu caminho e te ajuda a alcançar o seu objetivo é Deus que envia.

Uma porta que se abre depois de tantas trancadas é Deus que abre.

Há um toque do poder e da unção de Deus em tudo que acontece de lindo em sua vida.

Basta acreditar, confiar e esperar alimentando no coração a certeza do amor de Deus.

Tire um tempo para pensar nos grandes problemas que você pensou que não tinha saída ou solução e de uma maneira surpreendente tudo se resolveu.

O que isso quer dizer? Que Deus está no comando da sua vida. Que Deus quer te abençoar sempre.

MESMO TROPEÇANDO E CAINDO SAIBA QUE DEUS ESTÁ FIRME PARA TE LEVANTAR.

Mesmo com medo lute e busque o que é importante ao seu coração.

Não é sorte é Deus guiando você ao caminho dos aprendizados e da sabedoria.

É Deus direcionando você a um lindo tempo de graça.

Então, faça o bem e creia que Deus está vendo. Agradeça a vida por ser tão abençoado pelo seu pai que te guarda e te ama.

Com carinho sempre...


*Su Cursino

segunda-feira, 15 de abril de 2019

PREPARE-SE PARA A INTERVENÇÃO DE DEUS NA SUA VIDA

Prepare-se para a intervenção de Deus na sua vida pessoal, profissional, familiar e financeira.

Prepare-se para a intervenção de Deus na sua vida aguardando com paciência e esperança seu agir.

Abençoados de Deus, hoje eu quero trazer ao coração de cada um de vocês sobre a intervenção divina em momentos críticos.

Você que tem lidado com grandes problemas, fortes dores, diagnósticos terríveis e tudo que você precisa é de uma intervenção de Deus para mudar a situação.

Por isso, começamos a nossa reflexão abrindo a nossa bíblia em 2 Cr 7.14 que diz:

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”.

PREPARE-SE PARA A INTERVENÇÃO DE DEUS NA SUA VIDA

Ao estudar a palavra de Deus na Bíblia Sagrada encontramos diversos momentos que nos ajuda a compreender o que é a intervenção divina em um momento crítico.

Selecionei os seguintes acontecimentos:


  • Para proteger Daniel que estava na cova dos leões, Deus enviou um anjo para lhe proteger.
  • Deus enviou Moisés para trazer livramento, pois eles clamaram a Deus quando a escravidão dos israelitas no Egito tornou-se insuportável.
  • Dois anjos foram enviados para libertar Ló e toda a sua família quando Sodoma foi destruída.


A ORAÇÃO É UM CLAMOR PODEROSO QUE ALCANÇA O CORAÇÃO DE DEUS.

O clamor para ser poderoso precisa ser humilde. Você não faz ideia do quanto Deus admira o coração humilde!

O homem não pode se aproximar de Deus com o coração cheio de arrogância e ira.

Se Deus é o perfeito amor devemos nos aproximar com o coração também cheio de amor.

Mas às vezes o nosso coração está cansado e ferido que não consegue

VOCÊ SE LEMBRA QUE JESUS FOI CRUCIFICADO E QUE SOFREU POR MIM E POR VOCÊ?

Jesus foi crucificado. Jesus foi duramente atacado e ferido. E o que ele fez de tão grave?

Ele ajudou, fez o bem, socorreu o necessitado, trouxe paz ao aflito, fez o paralitico andar, o cego enxergar e isso levantou ira, raiva e vingança no coração dos poderosos.

Em algumas situações, assim como aconteceu com a crucificação de Jesus, Deus decidiu não intervir. Deus decidiu permitir que tudo acontecesse por algo maior.

Um pai ajuda o seu filho a crescer na vida, mas não pode fazer todo o trabalho por ele. Concorda? Vou ensinar o meu filho a pescar os maiores peixes, mas não vou pescar por ele. O ensinamento vale mais do que entregar tudo de bandeja.



*Su Cursino

sexta-feira, 12 de abril de 2019

POR QUE PRECISAMOS ACEITAR SITUAÇÕES DIFÍCEIS?

Por que precisamos aceitar situações difíceis? Escrevi este texto para transmitir o seguinte recado para você:

Às vezes a vida vai colocar nas suas mãos algo de difícil solução, você vai se desesperar, lamentar e chorar e, quando esse momento chegar se quiser chore, puxe os cabelos, murmure e permita que as emoções fluam de dentro de você.

Não esconda seu medo e nem sua preocupação.

Porém quando tudo se acalmar olhe para dentro de si mesmo e encontre a força para enfrentar e, se por acaso a força lhe faltar, lembre-se de colocar nas mãos de Deus o impossível, o complicado, o difícil e com fé deposite em suas mãos milagrosas o seu pedido de ajuda para vencer.

POR QUE PRECISAMOS ACEITAR SITUAÇÕES DIFÍCEIS?

Por pior que seja a situação, por mais crítica que ela se apresente e por mais que você não tenha a mínima ideia de como vai resolver é preciso encontrar força, coragem e determinação em algum cantinho da sua mente ou do seu coração.

Algo ruim acontece com você e ao mesmo tempo com milhares de outras pessoas. Cada um encara as dificuldades de maneira diferente.

Alguns estão enfrentando pela primeira vez uma situação difícil, outros já lidam com as dificuldades há bastante tempo.

Infelizmente fugir da situação difícil é quase impossível.

Mais cedo ou mais tarde será preciso encarar a realidade dos fatos e lutar até vencer.

Vence quem busca, insiste, persiste e acredita que pode fazer a diferença mesmo em tempos difíceis.

Às vezes a dificuldade bate na nossa porta porque precisamos aprender uma lição ou talvez seja um teste de resistência da própria vida tentando nos mostrar o tamanho da nossa força, da nossa capacidade de superação e da dimensão da nossa fé.

Hoje tudo pode estar difícil, mas amanhã é um novo dia.

Logo que a situação difícil surge sentamos e choramos, murmuramos e questionamos, brigamos e discutimos, mas dificilmente aceitamos em primeiro momento.

APRENDENDO POR QUE PRECISAMOS ACEITAR SITUAÇÕES DIFÍCEIS

O tempo passa, novos dias surgem e começamos a compreender a importância do otimismo, da perseverança, da fé, da coragem e da esperança de que tudo por mais difícil que se apresente tem e sempre terá solução.

Somos transformados pela vida e moldados por Deus a nos tornamos pessoas mais tolerantes, compreensivas, esperançosas e fortes.

Na bonança tudo é mais fácil, na dificuldade tudo causa medo, ansiedade e preocupação.

Na dor buscamos e nas dificuldades buscamos Deus e quando a vida tira tudo que temos e conseguimos Deus nos restitui.

Enxergue a sua situação hoje com um olhar de quem já passou por outras situações difíceis e foi socorrida e fortalecida por Deus, nunca abandonada ou esquecida, sempre apoiada e sustentada.

E tudo porque Deus é bom e  ama você demais.

Dê o primeiro passo que é olhar para o que está difícil.

Fingir que nada está acontecendo a sua volta ou ignorar a dificuldade é tolice e só vai gerar mais sofrimento, preocupação e pânico.

Encare a situação com pensamento de vencedor. Quer vencer a batalha?

Lute até o último minuto da sua vida.


*Su Cursino

quinta-feira, 11 de abril de 2019

Não tenha medo de demonstrar sua humanidade. O mundo anda carente disso!


É preciso que não tenhamos medo de demonstrar toda a nossa humanidade, pois o mundo anda carente disso.
A rotatividade das amizades, das escolhas e dos sentimentos não deixam espaço para que nada que valha a pena faça morada. Vale a pena o que é passageiro, o verdadeiro e duradouro já perdeu seu espaço.
Tempos modernos não combinam com valores tradicionais, porém, ainda acredito que existam pessoas que sabem ser amor e não têm medo de espalhá-lo, que se contentam com o que é verdadeiro e valorizam o que é duradouro, tornando eterno tudo aquilo que nos faz bem.
Por isso, eu sempre escolherei os verdadeiros e não me cansarei de buscar por eles.
Procura-se pessoas que ainda olhem nos olhos, que interpretem sorrisos e olhares, que cultivem o lugar que lhes for concedido em nosso coração e em nossa vida.
Procura-se quem ainda tenha a ousadia de se importar e a necessidade de retribuir qualquer gesto de amor ou gentileza. Procura-se seres humanos que se comportem como tal.
É preciso que não tenhamos medo de demonstrar toda a nossa humanidade, pois o mundo anda carente disso. São necessárias pessoas que estendam as mãos ao próximo e seus olhos saibam repousar no coração alheio, para que sejam capazes de decifrar o que há por trás de um sorriso, de um gesto, de uma palavra ou de um simples olhar.
As pessoas precisam se dar conta do quão importante é ter uma pessoa que se dispõe a estar na nossa vida e a caminhar conosco, por isso devem sempre estar atentas para a necessidade de não deixar que os laços se rompam. Para tanto, sempre será preciso enxergar cada uma dessas pessoas como um presente divino, que não pode se perder por nossa insensatez e falta de cuidado.
Assim, eu escolho e sempre escolherei os que se doam para me fazer feliz, pois para isso não são necessários sacrifícios, apenas que toquem o meu coração com carinho.
Que saibam me entender pelos meus gestos mais simples, aqueles que me conhecem de verdade e sabem me decifrar sem dificuldades, porque consideram importante o lugar que lhes cedi em meu coração, não desperdiçam esse valioso espaço que ocupam em meu interior.
É assim que eu também cultivo cada um daqueles que são parte da minha vida, eu me doo a eles e isso nunca é um sacrifício quando sabemos o valor de cada pessoa que nos acompanha na jornada.
Além disso, mais importante do que cultivar boas pessoas em nosso caminho, é agradecer a Deus por tê-las nos apresentado. Por isso, eu sempre serei grata pelos presentes que Deus me concede e, dessa maneira, agradeço a Ele por cada nova pessoa que me apresenta.
Não desperdice os presentes de Deus: nunca abandone aqueles que se desdobram para vê-lo bem, pois ser grato não significa retribuir, mas saber que quem estende a mão e se desdobra para nos acompanhar em cada passo nosso, merece sempre o melhor de nós, pois em si transborda o poder do bem.
Dessa maneira, seja profundo o suficiente, pois nunca lhe faltarão boas companhias.

*Patrícia Regina de Souza

quarta-feira, 10 de abril de 2019

O amor é para quem está disposto a fazer dar certo

Para todos que desejam viver uma história de amor.
Eu vejo muitas pessoas que sonham viver um grande relacionamento e uma história de amor duradoura. O sonho de muitos é constituir uma família, ter um casamento de verdade, e com casamento, não me refiro as juras que fazemos no altar, mas sim a fidelidade ao nosso sentimento.
Hoje em dia nos sentimos atraídos pelas coisas que nossos olhos se encantam facilmente. Até parece que as situações são tão glamourosas assim, mas elas não são.
Se você pensou que se relacionar é algo totalmente fácil, cheio de rosas pelo caminho, você está errado. O amor é para quem está disposto a fazer dar certo, mesmo quando nada faz sentido naquele momento.
O amor é o mergulho profundo na alma do outro, e não apenas aquilo que ele mostra no dia a dia. Amar é você ver o outro no momento em que ninguém mais o vê.
Amar é intimidade, aconchego e a moradia nos detalhes. Pensamos que são as coisas grandes que fazem sentido em um relacionamento, mas são as coisas mais simples que se eternizam em nossos corações. Seja um beijo na testa, um elogio, uma boa conversa com uma dose de honestidade, tornam as pessoas mais próximas e com isso com a capacidade plena de amá-las a cada dia.
O sonho de muitos é amar, mas antes de amar existe um ingrediente um tanto especial em qualquer relação: a paciência. A paciência faz com que criemos empatia, pensemos antes de dizer qualquer palavra que possa ferir a moral do outro. O que menos vejo nos relacionamentos de hoje é essa questão. Todos estão preocupados em sair bonitos nas fotos, postando legendas magníficas, mas, na prática, brigam, insultam um ao outro, faltam com o respeito, criando uma rede de intrigas.
O amor nunca foi para ser exposto, ele foi feito para ser vivido. O amor nunca foi uma bijuteria, o amor sempre foi um diamante bruto, pronto para ser lapidado com nossa pureza de espírito. 
O amor pode estar onde você menos espera, na esquina que você atravessa, dentro de um show de stand-up comedy, em um teatro.
A verdade é que o amor é tão nobre que prepara as pessoas. Por essa razão, antes de encontrarmos alguém, sofremos tanto, porque tanto quanto a dor, o amor também é sinônimo de evolução.
Na vida existem vários amores, existe o amor da adolescência, um tanto louco, com sentimentos desenfreados. Existe o amor que inaugura a vida adulta, no momento em que você compreende melhor os sentimentos e a maneira que eles funcionam dentro de você.
O amor está ligado a tudo, a todo universo, à natureza e a tudo que envolve nós seres humanos.
Desde o caos a paz, o amor está em tudo. Muitas vezes, de cara, queremos logo um amor para nossa vida toda, mas esse amor existe nas histórias que já vivemos e nas muitas que ainda vamos viver.
O amor chega no momento em que estamos de peito aberto para ele e no momento que, embora algumas pessoas que amamos foram embora de nossas vidas, compreendemos com nossa maturidade que foi melhor assim.
Aprendemos com o amor que ele também é uma semente que plantamos em nós e ele cresce a cada dia.
Quanto mais regamos nosso jardim, mais as chances de uma borboleta pousar nele, e com seu amor regar nossos dias. Quando me refiro a construir uma história de amor verdadeira com alguém, vai além de cuidar de sua aparência para ser atraente, mas sim cuidar da sua alma. Ser verdadeiro e honesto consigo mesmo.
Só é possível viver um amor puramente com o outro, a partir do momento que nos despimos, que aprendemos que o amor mora nos detalhes e eles são apenas perceptíveis para quem já apanhou muito do amor.
Pois, sinceramente, o amor é bom, mas nunca foi bonzinho.

*Andressa Jaccobina

terça-feira, 9 de abril de 2019

ORAÇÃO DO AGORA!

Onde você está neste momento?
Por certo respondeu, estou em casa, no trabalho, no médico, etc…
Mas na verdade quero saber se você está no agora… Consegue sentir o momento presente?
Ou está remoendo o passado,  desencadeando somatizações devido a tanta mágoa, ou rancor. Ou está no futuro, experimentando tanta ansiedade e medo que travou…
Pare, respire, sinta seu corpo, seu ambiente, seu momento. Estar no presente requer paciência, persistência, treinamento e hábito. Mas a questão é: Você quer estar no presente?
O que te prende lá atrás? Para onde está direcionando seus sentimentos, emoções e seu foco? Se estiver no passado ok. Comece a partir de agora a ter uma postura de acolhimento de suas vivências. Seja o que for que te incomoda não tem como ser mudado, mas pensar neste fato a cada instante só faz reviver o acontecimento e sentir tudo de novo a cada segundo. Consequentemente aquilo que você quer tanto se livrar, se torna totalmente presente em sua vida… Se algo dói tanto a ponto de desejar que isso se apague de sua mente, porque tornar esta lembrança  uma ideia fixa, porque persistir?
Exercite… Sempre que vier o pensamento, e com ele toda mescla de sentimentos, diga para si mesmo que este acontecimento faz parte de sua história, mas já passou e que pode entender e virar a página. Cada um é dono  seus pensamentos e não o contrário.
E o medo do futuro está aí? Estagnando, freando, desesperando, fazendo desistir?
É o novo assusta, mas como saber o resultado se não viver?
O risco faz parte da vida… Faz parte da conquista…
Não espere uma crise de ansiedade, uma síndrome do pânico, ou depressão para começar a entender o que te move. Busque se autoconhecer e se divirta com isso. Quando tomamos posse de nossa grandeza frente a nós mesmos as transformações tão sonhadas dão início e é válido começar este processo… Experimente…
Oração do Agora
Obrigada Deus por este momento, onde posso estar plena de mim…
Obrigada pelo funcionamento de todo meu ser, por cada célula, por cada pedaço de mim. Pelo ar que neste momento adentra meus pulmões e meu coração que pulsa.
Obrigada por todas as sensações que me cercam aqui agora, e por eu poder neste momento me dedicar a ouvir, ver, sentir com maior atenção…
Obrigada por tudo que me cerca… Pelas pessoas, animais, a natureza…
Obrigada pela chuva e pelo sol, obrigada pelo canto deste pássaro…
Obrigada pelo silêncio e pelo barulho, pelo escuro e pela luz, pelo amargo e pelo doce…
Que eu possa sentir a paz e a felicidade por cada detalhe deste momento e que eu possa plantar paz, amor, sabedoria, energia, bons sentimentos e que tudo isso contribua para o bem do universo…
Gratidão por estar aqui e agora e poder sentir o quão é poderosa esta energia do universo e que com ela eu possa vibrar intensamente no meu presente… Estou presente… Sou presente… Sou energia… Sou vida…
Uma linda semana a todos!!!

*Andrea Jatobá

Deus colocou você exatamente onde deve estar. Não se apresse, tudo ficará bem!

Nada em nossa vida foge do controle de Deus, é Ele quem define o melhor momento para realizar nossos sonhos. A nossa vida não segue um manua...