sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Os momentos mágicos da vida

Se você ficar aí onde você está, parado, sem fazer nada, não vai conseguir realizar o seu objetivo. E ainda pior: vai deixar de viver toda uma vida que existe lá fora, esperando apenas que você abra a porta do seu coração e deixe este medo ou orgulho de lado.

A vida é simples, alegre, fantástica, porém, muito curta. É por isso que temos que viver muito intensamente, para não nos arrependermos mais tarde daquilo que não fomos ou não fizemos.

A vida é constituída de momentos mágicos, e assim como a mágica, ela ocorre em um determinado momento, não para sempre. Muitas pessoas acham que podem deixar para serem felizes amanhã, que hoje é muito difícil. E sempre têm uma desculpa: ou são concursos, ou são provas, vestibulares, ou então é muito trabalho.

Mas quando você decidir viver aquilo que tanto deseja, pode ser que seja tarde de mais. Dizem que nunca é tarde de mais quando se tem boas ações, mas existem momentos que simplesmente não voltam.

O que adianta você gostar de alguém e não dizer isso para essa pessoa? Ao invés de pensar que essa pessoa poderá vir-lhe atrapalhar, pense no grande apoio que ela pode lhe dar ou oferecer. Não devemos tirar conclusões precipitadas das coisas e muito menos querer adivinhar o que passa pela mente dos outros.

Se você tem medo de uma reação negativa, fica a pergunta bem simples, o que é pior: a verdade que derrama uma lágrima, mas que faz você ir em busca de seus objetivos, ou a mentira, que simplesmente te para e que não deixa você ir atrás do que você sonha?

O que adianta você querer um trabalho com mais responsabilidade, sem fazer por merecer? Devemos acreditar que podemos conseguir, mas também agir para alcançar o nosso objetivo. Não adianta esperar uma força milagrosa, por que essa não vem sozinha. Ela vem de dentro de nós, de dentro da nossa mente, de dentro do nosso coração.

É preciso correr riscos na vida. E com isso, todos nós deparamos, sem exceção. Não adianta querer programar todo o nosso dia de tal maneira, porque sempre estará acontecendo algo de inesperado. Às vezes, o momento mágico está aí, mas só depende de você deixar que ele aconteça ou não.

Felicidade é serenidade, e muitas vezes é a conquista dos nossos esforços. Você precisa ter um sonho, pois só assim é que a felicidade fará sentido. Você pode ter sofrimentos no meio do caminho  quem não tem? -, mas ao final, você se levanta, com muito mais força e coragem para viver e lutar por aquilo que almeja.

Quem tem medo de enfrentar essa realidade, sofre muito mais, mas quando criar essa coragem por que todos nós em algum momento a criamos sentirá que o tempo passou, e que talvez o que poderia ter sido feito no passado, hoje não adianta mais.

O presente é vivido hoje e se sonhamos com o futuro, devemos começar a construí-lo agora, já, não no amanhã, pois senão, quando esse amanhã chegar, não terá nada reservado. Apenas um vazio, que muitas vezes é frio e silencioso.

Qual será o resultado ou a herança de tudo isso? Remorso, arrependimento, e a certeza de ter desperdiçado momentos mágicos que a vida deu. Os idosos não se arrependem daquilo que fizeram, mas daquilo que deixaram de fazer.

Por isso, não espere acontecer para acreditar. Construa a base do seu futuro a partir de agora, e seja feliz para o resto da sua vida, sempre se orgulhando de ter feito tudo aquilo que você quis.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Os obstáculos da Vida

A vida é cheia de obstáculos. Que prazer teria, a vida, se fosse o contrário? O que torna a vida interessante é o prazer que se tira quando se destrói os obstáculos que se encontra pelo caminho.

A vida não seria uma escola se tudo fosse conseguido facilmente.

A vida é uma escola que nos ensina constantemente, com os nossos erros e com as nossas experiências. Os erros cometidos servem para nos mostrar o caminho da verdade, faz-nos conhecer as pessoas que nos rodeiam e faz-nos crescer como humanos.

Quem pensa que na vida vai alcançar tudo que deseja, sem nenhum tipo de obstáculo, essa pessoa não conseguirá resolver os problemas da vida com sabedoria e paciência.

Nunca na vida estamos totalmente bem, sempre alguma coisa nos incomoda quer no trabalho, quer na vida familiar, quer no aspecto financeiro, entre outros.

Há pessoas que dizem: Eu não sei o que fiz, parece que nasci para sofrer, não consigo ser feliz”.

Mas, o que essas pessoas não sabem é que, cada um de nós é quem decide ser feliz ou infeliz em cada situação da vida, dependendo da forma como se encara os problemas.

É preciso desfrutar dos pequenos prazeres que a vida nos oferece, que por serem pequenos muitas vezes achamos que não vale a pena dar-lhes importância.

Por exemplo os momentos de convívio com a família ou amigos, o dia do pai ou da mãe quando o filho nos oferece um presente feito com as próprias mãos, o primeiro passo do teu filho, entre outros, são momentos que se recordam para sempre e que nos dão prazer de viver…

Normalmente vemos as pessoas reclamando da vida, do salário, do emprego, do patrão, do governo, de tudo e de todos. As pessoas esperam que as coisas melhorem um dia. Mas são poucos que fazem alguma coisa para que sua situação mude.

Sabendo que temos um potencial imenso, não podemos ficar esperando que alguém mude nossa vida, nós é que temos que agir.

O filho pródigo poderia ficar aguardando que o patrão mudasse, que a situação dele mudasse… Que não sentisse mais fome, mas não, nada disso.

E hora de sonhar e agir. Somos filhos de DEUS. Temos um potencial extraordinário.

Não temos que nos conformar com migalhas, com sobras, com restos… Vá à luta.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Diversos amores

Muito se fala em amor e de como ele deve ser, muito se fala em sentimento e de como sentimos saudade, solidão ou paixão, muito se fala em sonhos e decepções, mas muito pouco se fala do que realmente interessa. 

O que é um homem para uma mulher e uma mulher para um
homem?

Quando o amor acontece dentro da gente (podem até falar bem ou mal do
amor, mas ele não escolhe credo, raça, condição social, idade ou
qualquer outra coisa, o amor pode até às vezes ser cruel, porém ele é
justo) muita coisa muda, aquilo que pensávamos ser inconcebível ou que
nunca faríamos muitas vezes acabamos aceitando e fazendo, aprendemos
que a nossa verdade não é mesma verdade do outro (e nem precisava
ser), aprendemos a dividir desde um doce sorvete até as nossas mais
amargas dores, a provocar sorrisos e a enxugar lágrimas, quando o mar
estiver agitado e estivermos no meio de uma tempestade a única certeza
que temos será que nos braços do nosso amor é que vamos nos sentir
seguros.

Um homem para uma mulher e uma mulher para um homem são o complemento
sentimental um do outro, enquanto ela chora ele enxuga as lágrimas e
põem de volta um sorriso nos lábios dela, andar de mãos dadas é andar
na mesma velocidade, é ajustar os ritmos, num encontro marcado
enquanto ela espera ele corre para chegar a tempo.

Já perdi as contas de quantas vezes gostei de alguém, de quantas vezes
até mesmo me apaixonei pela mesma pessoa, já perdi as contas de
quantas vezes me decepcionei com esses amores, mas os meus sentimentos
de carinho por elas sempre foram muito maiores, o amor vem do fundo da
minha alma e não da superfície do meu pensamento, já não luto mais
contra ele, se o meu olhar brilha, é porque parte desse brilho é pelo
meu amor, se eu estou sorrindo nesse momento, é porque parte desse
sorriso também é graças ao meu amor e se chorar no próximo segundo, as
lágrimas não serão só minhas, serão também pelo meu amor.

O complemento sentimental é algo que experimentamos algumas vezes na
vida (e como é inesquecível), sabe quando mesmo com a luz apagada é
como se ela ainda estivesse acesa (visão e tato se misturam numa coisa
só), mesmo lendo o que foi escrito pelas mãos é como se pudéssemos
estar ouvindo a voz da pessoa, temos a nítida impressão que aquela
moça ou moço que caminha a nossa frente é o nosso amor (por trás o
cabelo é igual, pelas costas parece ser quem pensamos) e essa dúvida
só é desfeita quando vemos que o rosto não é o mesmo, damos um
sorriso, estamos sempre querendo que ele(a) esteja por perto.

Homem e mulher foram feitos um para o outro e se complementam em todos
os sentidos e sentimentos, enquanto o homem tem a força à mulher tem a
delicadeza, o homem pode até ir mais longe, mas a mulher enxerga mais
adiante mesmo quando está mais atrás, lado a lado, ombro a ombro e
lábios nos lábios, ele não é nada sem ela e ela será muito mais com
ele.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Vidro ou Diamante

Um homem esperava para atravessar uma avenida quando um brilho na grama em que pisava chamou sua atenção.

Deu uma olhada sem se abaixar e pensou Deve ser um caco de vidro” e foi embora.

Mais tarde outro homem na mesma situação percebeu o brilho, abaixou-se, pegou a pedra meio suja e viu que era talhada como um lindo diamante.

Parecia mesmo um diamante enviando raios luminosos com as cores do arco-íris quando colocado ao sol. O homem pensou Puxa, será um diamante? Desse tamanho? Perdido aqui? Como veio parar aqui?

Talvez eu devesse levar a um joalheiro pra ver ser é mesmo.” Olhava e olhava e de repente disse a si mesmo

” Que idiota eu sou, imagina se isso é um diamante, só pode ser um vidro talhado em forma de diamante que caiu de algum anel de bijuteria.

Porque um cara como eu iria achar um diamante?

E se eu levar a um joalheiro ainda vou ter que aguentar a gozação do homem por eu ter achado que podia ser um diamante…

Ha…logo eu ia achar um diamante assim…

perdido numa grama…logo eu…”

E assim pensando jogou de novo a pedra na grama e atravessou a avenida até meio triste pela sua pouca sorte.

No dia seguinte outro homem passando pelo mesmo lugar viu a pedra, atraído pelo seu brilho.

” Que beleza de pedra” ele pensou!

“Parece um diamante, talvez até seja um diamante, mas também pode ser apenas um pedaço de vidro imitando um diamante…

o melhor que tenho a fazer é leva-la a um joalheiro e pedir uma avaliação.” E colocou a pedra no bolso.

Tendo levando-a para avaliação mais tarde descobriu ser um verdadeiro diamante, de muitos quilates e com uma lapidação especial.

Era uma pedra muito valiosa! Realmente especial e o homem ficou muito feliz com a sua boa sorte!

Na nossa vida às vezes encontramos pessoas que são como esse diamante…valiosas!

Pena que nem sempre nos damos o tempo para avalia-las confiando na nossa primeira, e muitas vezes errônea, impressão, ou simplesmente achando que nunca tivemos sorte, então, porque aquela pessoa apareceria justamente pra nós?

Pense nisso! Dê-se uma chance!

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

A vida nos ensina lições

Cada dia em nossas vidas nos ensina lições que muitas vezes nem percebemos.

Desde o nosso primeiro piscar de olhos, desde cada momento em que a fome bate, desde cada palavra que falamos.

Passamos por inúmeras situações, na maioria delas somos protegidos, até que um dia a gente cresce e começamos a enfrentar o mundo sozinhos.

Escolher a profissão, ingressar numa faculdade, conseguir um emprego…

Essas são tarefas que nem todos suportam com um sorriso no rosto ou nem todos fazem por vontade própria.

Cada um tem suas condições de vida e cada qual será recompensado pelo esforço, que não é em vão.

Às vezes acontecem coisas que a gente nem acredita.

Às vezes, dá tudo, tudo errado!

Você pensa que escolheu a profissão errada, que você mão consegue sair do lugar, ás vezes você sente que o mundo todo virou as costas…

Parece que você caiu e não consegue levantar…

Está a ponto de perder o ar…

Talvez você descubra que quem dizia ser seu amigo, nunca foi seu amigo de verdade e talvez você passe a vida inteira tentando descobrir quem são seus inimigos e nunca chegue a uma conclusão.

Mas nem tudo pode dar errado ao mesmo tempo, desde que você não queira.

E aí… Você pode mudar a sua vida!

Se tiver vontade de jogar tudo pro alto, pense bem nas conseqüências, mas pense no bem que isso poderá proporcionar.

Não procure a pessoa certa, porque no momento certo aparecerá.

Você não pode procurar um amigo de verdade ou um amor como procura roupas de marca no shopping e nem mesmo encontra as qualidades que deseja como encontra nas cores e tecidos ou nas capas dos livros.

Olhe menos para as vitrines, mas tente conhecer de perto o que está sendo exibido.

Eu poderia estar falando de moda, de surf, de tecnologia ou cultura, mas hoje, escolhi falar sobre a vida!

Encontre um sentido para a sua vida, desde que você saiba guiá-la com sabedoria.

Não deixe tudo nas mãos do destino, você nem sabe se o destino realmente existe…

Faça acontecer e não espere que alguém resolva os seus problemas, nem fuja deles.

Encare-os de frente. Aceite ajuda apenas de quem quer o seu bem, pois embora não possam resolver os seus problemas, quem quer o seu bem te dará toda a força necessária pra que você possa suportar e…

Confie! Entenda que a vida é bela, mas nem tanto…

Mas você deve estar bem consigo mesmo pra que possa estar bem com a vida.
Costumam dizer por aí que quem espera sempre alcança, mas percebi que quem alcança é quem corre atrás…

Não importa a tua idade, nem o tamanho de seu sonho…

A sua vida está em suas próprias mãos e só você sabe o que fazer com ela…

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

O poder da escolha

A todo instante fazemos escolhas em nossas vidas.

Até mesmo o fato de não escolher, já é uma escolha.

Escolhemos sair ou ficar em casa, escolhemos terminar o trabalho hoje ou deixar para amanhã, se queremos andar com fulano ou ciclano…

Tudo na vida é uma questão de escolha.

O fato é que as escolhas têm consequências. Todas as escolhas têm consequências!

O que precisamos avaliar é que ao decidirmos seguir um caminho, realizar um sonho, conquistar uma meta iremos pagar um preço por isso.

É uma escolha.

Podemos perder algo, mas também podemos ganhar algo.

A dica é que você reflita sobre suas atitudes, procure ser menos impulsivo e perceba que não existe o certo e o errado: tudo é uma questão de valorização pessoal e uma avaliação sobre “o que se ganha e o que se perde com cada escolha que fazemos.

Não quero aqui, de forma alguma, pregar minha escala de valores, tampouco julgar suas escolhas, apenas alertá-lo que, se estiver consciente das consequências, talvez sua vida comece a ter resultados mais acertados a cada dia.

Lembre-se: Todas as escolhas têm consequências, reflita antes de agir.

E creia: você terá mais liberdade de dizer sim ou não para os eventos de sua vida e com certeza irá se arrepender bem menos de resultados diferentes dos esperados.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

A paz interior

Aconteça o que acontecer na sua vida, não perca a sua paz interior, ela é a força que você precisa para manter-se em equilíbrio mesmo durante as piores tempestades.

Nessa época de pessoas atormentadas por pesadelos, por frustrações e sonhos desfeitos, manter a paz é fundamental para não cair nas armadilhas da depressão.

A carga de informação que você recebe durante o seu dia, a pressão do trabalho, dos estudos e dos relacionamentos, acaba deixando seus nervos em pedacinhos.

Se você não estiver com o pensamento voltado para o seu bem estar, você não consegue manter o equilíbrio e ai, o seu fígado começa a sofrer as primeiras consequências, daí para as doenças do estômago como a gastrite, a úlcera e outros nomes não muito recomendáveis, é um passo.

É preciso que você coloque filtros em sua vida, e ao receber as notícias, sejam elas quais forem, analisar e rapidamente descartar o que não for realmente importante para sua caminhada.

Manter-se em paz é um exercício diário, porque muitos obstáculos estarão presentes no seu dia a dia, a começar pelo seu lar, onde sob o mesmo teto reúnem-se pessoas que não compartilham as mesmas ideias que você.

No trabalho outros problemas nos aguardam. Manter o emprego esta cada vez mais difícil, devido a enorme competição imposta pelas empresas entre os funcionários, tornando o clima às vezes “infernal e insuportável”.

Para complicar tem o seu relacionamento que anda às vezes tão complicado por coisas tão bobas, que você fica pensando, será que vale a pena?

E quando você está a sós, fica imaginando que não nasceu para amar e ser amado, que os anjos te esqueceram e outras besteiras que a solidão causa.

Tudo isso e mais aqueles amigos que acreditam que você é poderoso e usam seu ombro como se fosse um grande muro das lamentações e deixam você mais carregado de energias nada boas.

Cuide-se enquanto é tempo. Para que sua paz continue, use estas regrinhas básicas:

- Use o bom senso ao ler as notícias.

- Pare de ir no embalo dos alarmistas de plantão.

- Ao entrar no local de trabalho, faça uma prece em silêncio e cumprimente a todos com alegria.

- Respeite-se, se não estiver com vontade de falar com ninguém, retire-se e pare de fingir que está tudo bem.

- Peça ajuda. Para ajudar alguém precisamos estar muito bem. Se você não estiver bem, esqueça, você vai prejudicar a você e a quem pediu ajuda. A paz é uma conquista daqueles que se amam.

- Ame-se pelo amor de você mesmo! Ninguém tem o direito de invadir a sua paz e se o estão fazendo é porque você está permitindo.

- Reveja seus atos. Para manter a sua paz vale tudo: banhos relaxantes, orações, terapias, e muito amor. A paz é um exercício diário.

- Sorria mais, relaxe, busque um cantinho dentro de você para ser feliz. Você é responsável pelo seu bem estar. Estando feliz, o outro seguirá o seu exemplo.

- Acredite em você.

- Valorize-se. Você merece muito mais do que tem hoje, e vai conquistar se mantiver seu pensamento voltado para suas conquistas, sonhos e desejos.

Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito. Um se chama ontem e outro amanhã. Portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer, e principalmente viver.

Não existe falta de tempo, existe falta de interesse. Porque quando a gente quer mesmo, a madrugada vira dia. Quarta-feira vira sábado e um momento vira oportunidade.

Pedro Bial

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Entrega – Alicerce de uma relação

Recebi o texto e fui lê-lo, e depois de algumas leituras resolvi fazer uma releitura do tema proposto. O assunto é: O que a mulher realmente quer de uma relação?.

Muitas vezes nessa longa vida fui procurado por jovens que vinham me falar, ou seria pedir uma opinião, se deviam ou não casar.

Sempre respondia com 2 (duas) perguntas:
Você gosta dele (a)?
Você vai casar para ser feliz?

Invariavelmente a resposta para as duas questões era um SIM com uma expressão de satisfação estampada no rosto.

Eu então filosofava tentando demonstrar que só isso não basta para manter uma relação.

Como assim?

Assim, quando se entra numa relação para ser feliz, esquecemos do principal que é na realidade fazermos a outra pessoa feliz.

É preciso ter uma boa dose de entrega. As mulheres querem numa relação amorosa romance, surpresa, proteção, confiança, cumplicidade, mas sobretudo entrega.

Pense, mas pense muito, está pronto (a) e preparado para ter essas condições de entrega?

De nada adianta desejo e amor, uma relação não se sustenta se não houver entrega.

Por que?

Se o casal se gosta tanto, se sentem muita atração um pelo outro, o que os impede de ter uma relação divertida, estável e sem neuras?

Simples, os dois tem que ter a capacidade de se entregar ao outro. Se não houver essa condição de entrega de ambos a relação não existe é apenas uma tentativa, um desejo, uma fantasia ou mesmo uma insistência.

E não é apenas um ter essa condição de entrega é preciso os dois. Entrega vai muito além de confiança. Você tem certeza que ela (e) é honesta, falou a verdade que ía jogar sinuca ou estudar para fazer o trabalho da Pós, que ela (e) chegará na hora combinada, porém isso não é tudo.

Numa relação em que a entrega prevalece não há ganhadores e nem perdedores.

A condição de entrega se dá quando não há competitividade, quando o casal numa conversa não tem a disputa para se ter a razão sobre o outro, pois ambos  jogam no mesmo time, ou melhor ainda, estão no mesmo barco tirando água para que ele não afunde.

Quando se joga no mesmo time os estilos podem ser diferentes, um é mais emoção o outro mais razão, um extrovertido o outro mais fechado, um mais rápido nas decisões outro mais lento, mas essas posições opostas servem para dar força ao conjunto e ambos sempre vestem a mesma camisa.

Nada de julgamentos e preconceitos que acabam afastando ou inibindo as conversas. É saber que nunca as palavras ditas serão usadas contra você.

Numa relação de entrega os dois não precisam torcer para um mesmo time de futebol, partido político ou a mesma religião. Mesmo não concordando com suas ideias jamais um desconfiará da integridade do outro, não depreciará sua conduta ou rirá de uma situação que de engraçado para você não tem nada.

Assim, pode pensar o que realmente pensa e não fingir o que pensa, nem precisa fingir o que sente se na realidade não sente.

Quando não há condição de entrega, a relação pode-se arrastar, prolongar, e tentar um amor pra sempre. Mas será que você estava mesmo nessa relação?

Claro que a condição de entrega não é uma garantia que relação durará para sempre, mas se acabar vai ser porque o desejo definhou, o amor virou amizade, os sonhos se distanciaram, mas enquanto juntos, houve entrega, e ninguém se culpará de não ter se entregue totalmente.

Quando isso acontece prevalece a máxima de Vinicius de Moraes: “que seja infinito enquanto dure”

*Por: horademudar.com.br

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Sempre é tempo de recomeçar

Sempre é tempo de recomeçar. Em qualquer situação podemos abrir novas portas, conhecer novos lugares, novas pessoas, ter outros sonhos. Renovar o nosso compromisso com a vida e assim, renascer para a vida e alcançar a felicidade. Não importa quem te feriu, o importante é que você ficou.

Não interessa o que te faltou, tudo pode ser conquistado. Não se ligue em quem te traiu, você foi fiel. Não se lamente por quem se foi, cada um tem seu tempo. Não reclame da dor, ela é a conselheira que nos chama de volta ao caminho. Não se espante com as pessoas, cada um carrega dentro de si, dores e marcas que alteram o seu comportamento, ora estamos felizes e transbordamos de alegria e paz, ora estamos melancólicos e só queremos ficar sozinhos.

O mundo está cheio de novas oportunidades, basta olhar para a terra depois da chuva. Veja quantas plantinhas estão surgindo, como o verde se espalha mais bonito e forte depois da tempestade. As portas se abrem para os que não tem medo de enfrentar as adversidades da vida, para os que caíram, mas se levantam com o brilho de vitória nos olhos.

Todo o caminho tem duas mãos, uma que seguimos ainda com passos inseguros, com medo, porque não sabemos ainda o que vamos encontrar lá na frente. Na volta, mesmo derrotados, já sabemos o que tem no caminho, e quando um dia, resolvemos enfrentar os nossos medos e fazer essa viagem novamente, somos mais fortes, nossos passos são mais firmes, já sabemos onde e como chegar ao destino. 

O destino é a vitória, o seu destino é ser feliz, eu creio nisso, e você? Você está pronto para recomeçar?
O caminho está a tua espera, pé na estrada, coloque um sonho na alma, fé no coração e esperança na mochila, a vida se enche de novidades para os que se aventuram na viagem que conduz a verdadeira liberdade.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Nossos limites

Quantas vezes nos pegamos a reclamar de alguém que nos tira do sério?

Quantos são os momentos em que nos queixamos de alguém que nos faz perder a paciência?

E não são tantos os momentos em que dizemos que certa pessoa tem a capacidade de nos fazer perder o sossego?

Debitamos incontáveis vezes a culpa no próximo de algo que acontece conosco.

Insistimos em responsabilizar o outro pelos nossos desalinhos.

Assim, nos eximimos de culpa, desde que, em nosso raciocínio, se a pessoa não tivesse assim agido, nós não nos perderíamos, manteríamos a compostura adequada.

Porém, nos esquecemos, nesses momentos, de que nossas ações e nossas emoções são essencialmente nossas.

Sendo assim, não deveríamos pensar em nós como simples vítimas da ação incomodativa de terceiros.

Vivendo em sociedade, nos relacionando com inúmeras pessoas, estamos sujeitos ao natural embate nas relações.

Algumas são mais educadas, gentis. Outras um tanto grosseiras, rudes ou irônicas. Afinal, cada um oferece aquilo que pode e que possui no seu mundo íntimo.

Se o comportamento do outro é escolha e responsabilidade dele, a mesma regra deve ser aplicada a nós.

Quem decide como agir ou reagir ao contato com nosso próximo, somos nós mesmos.

Portanto, se a impaciência com alguém nos domina é porque não dispomos de paciência suficiente para lidar com a situação.

Logo, não cabe utilizarmos a desculpa de que o culpado do nosso comportamento é o outro.

A dificuldade é apenas nossa. Somos os que ainda não cultivamos a virtude da paciência em nós.

O problema não é a pessoa, nem sua maneira de agir. Somos nós os que ainda não dispomos de equilíbrio suficiente para enfrentar determinadas situações ou eventual provocação.

De igual forma, se nos perturbamos com a atitude de alguém, ao ponto de nos tirar o sossego, o problema reside em nossa intimidade.

Está em nossa falta de tranquilidade para nos depararmos com certas situações.

Importante nos recordarmos de que, se colocamos a culpa no agente externo, nos eximimos de buscar solução.

Se nos iludimos pensando que o problema está no próximo e não em nós, nos colocamos no confortável papel de vítima, deixando de buscar a melhoria pessoal. 

Portanto, não nos cabe dizer que perdemos a calma, o sossego ou a paciência devido a comportamento de quem quer que seja.

Melhor será refletirmos para entender que precisamos modificar nosso jeito de ser, nossa maneira de agir.

Conscientes dessa necessidade, o passo seguinte será o de trabalhar essas virtudes em nós.

Investir no cultivo da paciência.

Esforçarmo-nos para que a calma ganhe maior lastro em nosso mundo íntimo.

Exercitar a tranquilidade para que ela seja mais duradoura em nós.

E, por fim, quando essas virtudes se tornarem realidade em nossa intimidade, viveremos mais felizes, no mundo, compreendendo as fraquezas alheias, desculpando comportamentos grosseiros, relevando calúnias e agressões de qualquer ordem.

Pensemos nisso.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Criando Laços de Amizade e Amor

De repente você percebe que, embora tenha passado diversas pessoas na sua vida e ainda exista outras tantas participando do seu dia a dia, você está só... O que aconteceu? O que contribuiu para que, depois de tantos anos, apesar dos amores e amizades que passaram na sua vida você se sinta só? Poderia o seu atual estado ser denominado como solidão? Talvez sim.

Não, você não é uma pessoa chata, nem insignificante, nem desinteressante, nem etc. e tal. Ocorre que, de alguma forma, mesmo que inconscientemente, as suas ações e omissões foram fatores determinantes para que você não tenha conseguido criar laços.

 Não adianta vir com a desculpa de que as pessoas não te procuram, as suas amizades constituíram família, ou tomaram outros rumos, ou que os amores não foram profundos.
Vamos ver se você passa no teste para criar laços. Responda as perguntas abaixo em um papel.

Primeira parte do teste:

Das amizades que passaram pela sua vida quantas continuam sendo sua amiga ou amigo, de verdade, até hoje?
Não serve amizades que nunca aparecem na sua casa ou que só ligam no seu aniversário, eis que, isso não configura amizade de verdade. Só vale contar as amizades que são para todas as horas, boas e ruins :

1- amizades do colegial, quantas?
2- da faculdade, quantas ?
3- dos cursinhos que você frequentou;
4- dos locais onde você morou;
5- do trabalho;
6- dos encontros casuais;
7- das amigas de amigas e de amigos;
8- quantos parentes(filhos, netos, tios, primos, avós, pais) gostam de você de verdade?

Segunda parte do teste:

A pessoa que você ama (marido, namorado, noivo, ficante, amante):

1- ainda diz que te ama?
E você, diz que ama?
2- demonstra que te ama?
E você, demonstra que ama?
3- lembra e comenta sobre o dia em que vocês se conheceram;
E você lembra e comenta?
4- lembra dos bons momentos que vocês tiveram;
E você?
5- te dá presentes?
E você?
6- solicita sempre a sua companhia?
E você?

Se na primeira parte do teste não sobrou ninguém, ou só sobraram aquelas que te procuraram quando precisavam de alguma coisa ou quando estavam em alguma dificuldade e, na segunda parte do teste a maioria das perguntas da pessoa amada para você e de você para ela tiveram o NÃO como resposta, continue o teste abaixo.

Quantas vezes você:

1- procurou ou visitou os seus amigos ou parentes;
2- convidou para sair;
3- para viajar;
4- telefonou para eles sem ser no aniversario;
5- convidou-os para sua casa;
6- deu presentes;
7- ouviu os problemas deles;
8- visitou e ajudou quando estavam doentes;
9- procurou ajudá-los sem querer nada em troca;
10- chorou ou deu boas gargalhadas com eles.

É, agora você já deve saber porque não conseguiu criar laços. Bom, mas nem tudo está perdido, nunca é tarde para recomeçar. Procure o seu amor, amigos e parentes e faça com que todas as respostas negativas se tornem positivas. Se, por acaso, você não conseguir mais os contatos com os velhos amigos, faça novos amigos. Esses laços são importantes para não nos tornarmos pessoas amargas, importantes para nos sentirmos vivas, amadas. Comece a fazer ou refazer os laços de amor e de amizade que você deixou de fazer durante toda a sua vida. Pois, como já dizia Chico Xavier: Se você não pode voltar atras e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

*Por: odivadetodosnos.blogspot.com

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Decepção – Como Superar

O caminho para a decepção reside no fato de depositarmos nossa confiança, sonhos, expectativas e desejo de realização em outra pessoa. Daí, confiamos em alguém, criamos castelos esquecendo que a outra pessoa, que é primordial para que tudo saia da forma que planejamos, se comporta, pensa, sonha ou deseja totalmente diferente do que esperamos. 

Tudo o que não depende única e exclusivamente de nós pode estar fadado a fracassar. Assim, só existem dois caminhos a serem seguidos para não se decepcionar, quais sejam: não se entregar por inteiro e não confiar cegamente em alguém. Contudo, se a decepção já ocorreu não se deixe abater. Ficar só pensando o tempo todo no que ocorreu não vai ajudar em nada, só piora! 

Quem ama não magoa nem maltrata. Pense que a pessoa que te decepcionou não tinha a menor consideração por você. Se tivesse, não teria te decepcionado. Não deixe que o gravador mental que fica ali apertando o “rew” e mostrando a todo o momento as cenas que causaram a decepção destrua a sua cabeça e você se torne uma pessoa dura e amarga. 

Siga o que diz a canção de Raul Seixas: “Tente! Levante sua mão sedenta e recomece a andar. Não pense que a cabeça aguenta se você parar. Não! Não! Não!... Tente! E não diga que a vitória está perdida. Se é de batalhas que se vive a vida. Tente outra vez!...”.


*Por: odivadetodosnos.blogspot.com

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

VÍDEOS NOVOS

Oi, tudo bem?
Novos clips no link - AS MINHAS CANÇÕES PREFERIDAS.
Espero que goste
bj

Se arrependimento matasse...

Quantas vezes você já repetiu esta frase? 

Se arrependimento matasse eu estaria...

Quando nos arrependemos de algo e temos a chance de voltar atrás e refazer, modificar; essa frase deixa de existir, perde o sentido. 

Entretanto, se não temos como mudar as conseqüências do ato que nos levou ao arrependimento, passamos a vida nos culpando e perguntando como teria sido se tivéssemos agido de outra forma. Cria-se aqui um espaço no tempo onde ficamos presos no passado e deixamos de viver o presente e o futuro. 

Contudo, se analisarmos esta questão profundamente, iremos concluir que o “Se” talvez não tivesse um futuro maravilhoso como imaginávamos. Ou quem sabe nem chegasse a existir um futuro para o “Se”. 

Vou citar algumas frases para que a questão fique melhor esclarecida: “Se eu tivesse me casado com..., me separado de..., namorado tal..., ou “Se eu tivesse escolhido tal carreira..., ou tal emprego..., ou estudado..., ou viajado para..., ou mudado para..., ou não tivesse feito..., ou tivesse feito..., eu não estaria passando por isso”. E, na certeza de que o “Se” teria dado certo, teria mudado nossa vida por completo e para melhor, ficamos agarrados no passado enquanto o presente acontece, o futuro vira passado e deixamos de ser felizes porque criamos um destino lá no passado e colocamos nele toda a felicidade da qual nunca tivemos a chance de participar, de viver e muito menos saber se ela existiria concretamente. 

Como você pode achar que tem a capacidade de dar um desfecho, ou seja, um final feliz para uma história que não aconteceu. A vida e o destino são imprevisíveis. Arrepender-se de atitudes que tomamos ou deixamos de tomar é saudável para nosso crescimento como seres humanos. É errando que aprendemos o que é certo. É seguindo em frente que construímos o nosso futuro. 

Ficar cultivando o passado é instrumento para Museu e historiadores. A tua vida é hoje. O teu destino é este que está na tua frente. Portanto, não permita que um arrependimento do passado tenha o poder de controlar e impedir que você seja feliz no presente. Como já dizia Chico Xavier: “Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim”.

* Por: odivadetodosnos.blogspot.com

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Aprenda a chamar a polícia

Eu tenho o sono muito leve, e numa noite dessas notei que havia alguém andando sorrateiramente no quintal de casa.
Levantei em silêncio e fiquei acompanhando os leves ruídos que vinham lá de fora, até ver uma silhueta passando pela janela do banheiro.
Como minha casa era muito segura, com grades nas janelas e trancas internas nas portas, não fiquei muito preocupado.
Mas era claro que eu não ia deixar um ladrão ali,espiando tranqüilamente.
Liguei baixinho para a polícia, informei a situação e o meu endereço. Perguntaram- me se o ladrão estava armado ou se já estava no interior da casa.
Esclareci que não e disseram-me que não havia nenhuma viatura por perto para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse possível.
Um minuto depois liguei de novo e disse com a voz calma: - Oi, eu liguei há pouco porque tinha alguém no meu quintal.
Não precisa mais ter pressa. Eu já matei o ladrão com um tiro da escopeta calibre 12, que tenho guardada em casa para estas situações.
O tiro fez um estrago danado no cara!
Passados menos de três minutos, estavam na rua 5 carros da polícia, um helicóptero, uma unidade do resgate, uma equipe de TV e a turma dos direitos humanos, que não perderiam isso por nada neste mundo.
Eles prenderam o ladrão em flagrante, que ficava olhando tudo com cara de assombrado.
Talvez ele estivesse pensando que aquela era a casa do Comandante da Polícia.
No meio do tumulto, um tenente se aproximou de mim e disse: - Pensei que tivesse dito que tinha matado o ladrão.
Eu respondi: - Pensei que tivesse dito que não havia nenhuma viatura disponível. 

*por Luiz Fernando Veríssimo

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Reparando débitos

Existe erro irreparável? Será que acontecem tropeços na vida que jamais poderemos ressarcir?

Quando nos damos conta de alguma atitude errada, de uma ação desmedida, é natural que busquemos reparar o erro.

Quando nos conscientizamos do engano, a consciência, por processo natural, nos pede para ressarcirmos perante a vida, o que dela, de uma ou de outra forma, extorquimos.

Então nos armamos de coragem, humildade e entendimento, para buscar os meios de corrigir o erro.

Porém, é verdade que não raras são as situações onde essa reparação não se mostra tão simples ou corriqueira.

Alguns equívocos se alastram por toda a existência, sem oportunidade ou, por vezes, coragem de serem reparados.

São aqueles de difícil solução, envolvendo circunstâncias que nos fogem ao controle.

Assim, se pensamos em uma única existência, a resposta para a primeira pergunta será, inevitavelmente, Sim: existem erros irreparáveis.

Seja por dificuldades pessoais ou circunstâncias que se imponham, haverá situações que não permitirão reparação, nesta vida.

Basta que recordemos quantas pessoas concluem a sua jornada na Terra sem terem conseguido perdoar o próximo, ou sem terem tido a oportunidade de pedir perdão.

No entanto, lemos nos Evangelhos que Jesus afirmou que ninguém deixará a Terra sem antes pagar até o último ceitil, ou seja, a última moeda.

Se assim assevera o Mestre, como explicar essas situações onde a morte nos alcança antes de nos reabilitarmos?

Como pagar todas essas dívidas?

A orientação de Jesus, nos ensinando que pagaremos tudo antes de deixar a Terra, mostra a bondade de Deus, e o alcance da Providência Divina.

Mostra-nos o Mestre que, mesmo que nesta existência não tenhamos a oportunidade de restabelecer a paz de consciência, outras se apresentarão.

Esta vida poderá se esgotar, mas outras virão.

Outras vidas, outras oportunidades em que poderemos reencontrar os desafetos, para nos perdoarmos mutuamente.

Voltarmos a conviver com aqueles a quem magoamos, ferimos, de muitas e diversas formas, para nos ajustarmos, agindo de forma oposta.

Isso explica algumas situações difíceis, no seio familiar. São os desafetos de outros tempos a nos convidar para refazermos laços de amizade, de compreensão.

Não renascemos para cobranças, mas para reformularmos nossa maneira de ser, onde os sentimentos de perdão, tolerância, doação se devem fazer presentes.

Por isso, tudo o que nos ocorre são as respostas do ontem que nos chegam, dando-nos a chance de pagar as moedas da dívida contraída outrora.

E tudo acontece sob a chancela da Divindade. Nenhuma injustiça, nenhum fato sem um bom e justo motivo. Exatamente como ensinou o Mestre Jesus: A cada um segundo as suas obras.

Cada um colhe o que semeou, em estação recente ou há muito tempo. Flores para quem lançou as sementes do bem, cardos e espinhos para quem somente provocou dores e sofrimentos em alheias vidas.

Pensemos nisso e, se não podemos modificar a semeadura do ontem, tenhamos a certeza de que somos os detentores de todo o poder para a melhor escolha da lavoura, nestes dias. 

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Aprendendo a Viver

Na minha casa tem um pé de Costela de Adão . O tronco saía da terra fazendo um pequeno "u" e seguia reto apontando para o céu medindo mais ou menos um metro de altura. Quando mudei para essa casa a planta já existia. Certo dia percebi que o "u" não suportou o peso da planta e quebrou separando totalmente o caule da raiz. 

Fiquei triste pensando o que eu poderia fazer para salvar aquela planta. Talvez replantar o caule na terra. Contudo, não sabia se em razão do tamanho ela conseguiria sustentar-se com o caule enfiado na terra, se essa providência era correta ou de nada adiantaria. Resolvi que tentaria descobrir um jardineiro que soubesse o procedimento correto para salvar a planta. Com a correria do dia a dia: sair cedo para o trabalho e retornar à noite, acabei por esquecer da planta.

Qual não foi a minha surpresa ao perceber, uns dois meses depois, que a planta havia criado raízes em seu tronco, mesmo estando o tronco completamente fora da terra, enfiou suas raízes na terra, cresceu e estava mais maravilhosa do que nunca.

Em nossa vida, muitas vezes, somos atingidos por determinados fatos que o destino ou a própria vida nos impõe: decepções, fim de um sonho, quebra de relacionamentos, perda do emprego, do amor ou de pessoas que amamos, falta de dinheiro, falta de carinho, de um teto, solidão...Daí nos sentimos como a Costela de Adão, abandonados, falta-nos o chão, parece que nada mais se pode fazer, perdemos a esperança, falta a vontade de seguir em frente. Vem uma vontade de abandonar tudo, perdemos o amor pela vida.

Essa planta é uma lição de vida, mostra-nos que mesmo quando tudo parecer estar perdido não devemos nos entregar. A vontade de viver dela era tão grande que, mesmo sem a minha ajuda, fez nascer novas raízes em seu caule e enfincou-os na terra mostrando que, quando se quer de verdade, sempre há uma saída para recomeçar. Apesar dos pesares a vida continua e, se temos que vivê-la, vamos aprender a viver com a própria vida.Que cada revés seja uma lição para fazer um novo recomeço mais forte, mais confiante e mais vivos do que nunca.

*por: odivadetodosnos.blogspot.com

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Desprezo é o melhor Remédio?

Você trata a pessoa com carinho, atenção. Só você é quem procura, ela nunca tem tempo, está sempre de saída, tem compromissos inadiáveis, apronta poucas e boas, te faz de gato e sapato, é egoísta, magoa e nem percebe que te magoou. 

E você...sempre prestativa, relevando, fingindo que não vê. Acha que mais dia menos dia ela vai reconhecer, vai pedir desculpas e vai mudar da água para o vinho tratando você como você merece. Ledo engano! 

Não existe aprendizado sem ensino. Seja no amor, numa amizade ou com um parente, não importa o tipo de relacionamento, ou você muda a sua forma de agir e mostra a sua insatisfação, ou vai passar a vida esperando por algo que nunca vai acontecer. Ela nunca terá consciência dos erros que está cometendo.

- Huumm! Sinto uma dificuldade de pagar com a mesma moeda ou de mostrar para a pessoa que ela está agindo errado.

Neste caso, só existe uma solução para lidar com pessoas que não têm senso, interesseiras e que se acham indispensáveis e absolutas: desprezar.

Desprezo é o melhor remédio!

Se você não consegue ter uma conversa com a pessoa para expor o que você pensa e sente a respeito dela, despreze, ignore a existência dela por um tempo, logo você vai perceber o resultado desta atitude. Chegou à hora de você se valorizar, deixar de ser tão tolerante, submissa(o). Quem se faz de cordeiro acaba sendo comido pelo lobo.

* Por: odivadetodosnos.blogspot.com

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Por que nos fazem acreditar e depois nos magoam?

Sua pergunta é sobre um caso amoroso ou amizade? 

Sinceramente não sei onde este mundo vai chegar. Acho que se alguém não quer saber de compromisso, se alguém não está disposto a ser amigo, então que sejam claros e joguem limpo. 
É dolorido perceber que as pessoas vão em busca de "não sei do que" quando se aproximam de você. Falam uma coisa, fazem outra, deixam entender outra. E capaz que ainda deixe a outra com sentimento "será que fiz algo errado?" 

Seria mais honesto e sincero que estas pessoas descaradas e f.d.p, fossem decentes e falassem: "olha fulano(a), estou a fim de ficar contigo, estou a fim de só sexo, e pronto, não gosto de compromisso, e se você tem esta idéia chau". Assim o fulano já estaria consciente e só toparia ou não por livre escolha. 

OU, "Estou a fim de namorar, mas não pretendo viver junto com alguém nunca nem amarrado(a)". 
OU, no caso de haver uma decepção, a pessoa esclarecer e não deixar a outra ansiosa, se remoendo por dentro. Devem falar: "olha, eu até curti sair e estar contigo, mas prefiro só ser seu amigo, ou então nem isso". 

É detestável e de mal gosto pessoas que simplesmente desaparecem para se livrar de uma situação. Falam mil e uma coisas, fazem você se sentir bem, e depois não te dão a mínima. 

No caso das "amizades", seria melhor que as pessoas se aproximassem das outras por afinidades de idéias, por terem estilos de vida parecidos. 
Conheço gente que só querer ser amigos de quem tem dinheiro, ou carro. Quando a pessoa começa a se distanciar, (porque quem vai querer ser amigo de alguém assim?), elas ficam bravas e capaz que falem mal de você para Deus e todo o mundo. 

Quem faz isso merece encontrar amigos ou parceiros iguais a eles. Vão viver de falsidade e interesse o resto da vida. 
Espero que você supere este difícil momento.

E acredito q as pessoas q fazem isso nunca souberam o que é gostar de alguém de verdade e acredito que nem gostam de si mesmas ou talvez tenham medo de aprender a amar mas um dia a gente encontra alguém que goste mesmo da gente! 

Acredite em mim, algumas pessoas não merecem a nossa tristeza e o tempo que passamos pensando nelas. Infelizmente, muitas vezes nós aprendemos isso da maneira mais difícil.

Mas não se deixe abater por causa disso. Eu gosto de pensar que na vida não há más experiências, há experiências que te preparam para momentos diferentes. Elas te ensinam a lidar de forma mais sábia quando as situações difíceis surgem.

O importante é você investir o seu tempo em pessoas que te valorizam e que nunca vão te abandonar quando você mais precisa delas!

Você merece respeito, carinho e amor! Não se contente com menos do que isso!

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Para refletirmos...

Um homem morreu. 
Ao se dar conta, viu que  Deus se aproximava e tinha uma maleta com Ele.
E Deus disse:
- Bem, filho, hora de irmos.

O homem assombrado perguntou:
- Já? Tão rápido?
Eu tinha muitos planos...

- Sinto muito, mas é o momento de sua partida.
- O que tem na maleta?
Perguntou o homem.

E Deus respondeu:
- Os seus pertences!!!
- Meus pertences?
Minhas coisas, minha roupa, meu dinheiro?

Deus respondeu:
- Esses nunca foram seus, eram da terra.

- Então são as minhas recordações?
- Elas nunca foram suas, elas eram do tempo.

- Meus talentos?
- Esses não pertenciam a você, eram das circunstâncias.

- Então são meus amigos, meus familiares?
- Sinto muito, eles nunca pertenceram a você, eles eram do caminho.

- Minha mulher e meus filhos?
- Eles nunca lhe pertenceram, eram de seu coração.

- É o meu corpo. - Nunca foi seu, ele era do pó.

- Então é a minha alma. 
- Não!
Essa é minha.

Então, o homem cheio de medo, tomou a maleta de Deus e ao abri-la se deu conta de que estava vazia...
Com uma lágrima de desamparo brotando em seus olhos, o homem disse:
- Nunca tive nada?

- É assim, cada um dos momentos que você viveu foram seus.
A vida é só um momento...
Um momento só seu!
Por isso, enquanto estiver no tempo, desfrute-o em sua totalidade.

Que nada do que você acredita que lhe pertence o detenha...

Viva sua vida!
Mas Reserve um tempo para Deus..!

E não se esqueça de SER FELIZ, é o único que realmente vale a pena! 
As coisas materiais e todo o resto pelo que você luta fica aqui.

VOCÊ NÃO LEVA NADA!

Valorize àqueles que valorizam você, não perca tempo com alguém que não tem tempo para você.

Passe esta bela reflexão a todos que você gosta neste mundo e desfrute cada segundo vivido.

É isto que você vai levar.
Vc ja fez sua oração  hoje?  Então vamos  orar  juntos!!!

- Hoje Senhor, agradeço pelo dia maravilhoso. Pelo alimento, por mais um dia de trabalho e, principalmente, por mais um dia de vida. Abençoa Senhor, meus amigos e inimigos por que eles precisam de ti. Abençoa Senhor, a pessoa que acabou de orar comigo, realize os sonhos dela, lhe dando vitórias que lhe são necessárias, em nome do senhor Jesus amém ! Passe esta ORAÇÃO, bem depressa, o máximo que você puder e em instantes, muitas pessoas estarão orando com você.
Que Deus abençoe você e sua casa...amém.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Busque a Felicidade

Há momentos na vida em que sentimos tanto a falta de alguém que o que mais queremos é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraça-la.
Sonhe com aquilo que você quiser.

Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida
e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.

Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se machucam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passam por suas vidas.

O futuro mais brilhante é baseado num passado intensamente vivido.

Você só terá sucesso na vida quando perdoar os erros e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar porque em belo dia se morre.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

O Segredo da Vida

Toda vez que Mariana encontrava seu avô, era oportunidade para boas conversas.

A cada encontro, ela aprofundava ainda mais sua admiração pelo seu idoso avô, cheio de sabedoria.

Muitos desses diálogos se tornaram inesquecíveis, servindo de referência para seu caminhar.

Quando ela completou seus vinte anos, vendo desdobrar-se à frente todas as possibilidades de uma existência plena, rica de conquistas, perguntou:

Vovô, sob seu ponto de vista, qual o segredo para se viver bem?

O ancião refletiu um pouco e respondeu, calmamente:

Minha querida, o segredo para se ter uma boa existência está pautado em três coisas.

A primeira, para que a vida valha a pena, realmente, é ter bons sonhos. Sonhar é ter ideais, é ter o que conquistar, um objetivo a alcançar.

Quanto mais nobre for o ideal, quanto mais significativo, mais longe ele nos leva a caminhar, a crescer.

Assim, todo idealista é no fundo um grande sonhador! Um sonhador que tem o coração nas estrelas mas os pés no chão.

Isso quer dizer que sonhar só não basta, é necessário buscar realizar nossos sonhos.

E, nesse momento, se faz necessária a perseverança.

Muitas pessoas cansam, desistem, abandonam seus sonhos nas primeiras lutas.

Desistem por não estarem dispostas a pagar o preço que exige a concretização do seu ideal. Sem perseverança, não há permanência nos objetivos, e os imprevistos e dificuldades naturais de toda empreitada acabam por apagar o sonho, levando-nos a abandonar o idealizado.

Ilusão é acreditarmos que um ideal, um sonho será alcançado sem esforço, sem luta, como se tudo fosse um mar de rosas e que o planejado se concretizará, sem demora.

Por isso é muito importante a perseverança. É ela que nos mantém no rumo nos dias difíceis, quando pensamos que nada mais dará certo. É ela que nos acena, adiante, dizendo que devemos insistir e insistir.

Por fim, a terceira condição é ter coragem para nos mantermos perseguindo o ideal. Muitas vezes parecerá mais cômodo, mais conveniente buscarmos outros caminhos.

Por vezes, a vida nos oferecerá convites contrários aos nossos valores, àquilo em que nos empenhamos.

São convites sedutores, coloridos e, aparentemente, portadores de felicidade mas, que nos afastarão do caminho que perseguimos.

Nesses momentos é necessária a coragem para dizer não, para não se deixar levar por aquilo que, aparentemente, seja mais conveniente no momento, sem maiores exigências de esforço.

É necessário coragem para nos mantermos nas nossas propostas, para optar por aquilo que seja mais adequado, correto, condizente com nossos propósitos.

E também coragem para, ao nos percebermos em erro, ao nos vermos abandonando nosso sonho, voltar, retomar o caminho, recuperar o sonhado e o idealizado, não importando os anos decorridos, os dias passados, eventual tempo desprezado.

Assim minha filha, eu diria que ter bons ideais, ter perseverança e ter coragem são os grandes segredos para uma boa e proveitosa vida.

*   *   *

A lição calou fundo no coração da jovem que, ao longo de sua vida, mais de uma vez lembraria daquele conselho sábio.

De nossa parte, pensemos em como estão os nossos sonhos. Será que os abandonamos em alguma curva da estrada da vida ou permanecem vívidos em nós, como meta a alcançar logo mais?

Não tenha medo de abrir mão do que você quer para viver o que Deus quer para você

Deus só pode agir naquilo em que O deixamos trabalhar. Às vezes, saímos feridos de um relacionamento, tão machucados, que achamos que o “o a...