terça-feira, 29 de dezembro de 2020

Carta aberta para um ano em que SOBREVIVER foi mais importante do que VIVER


Se nos anos anteriores eu ansiava pelo momento de escrever um textão sobre balanço do meu ano, posso dizer com toda a certeza que este ano só deu tempo mesmo de pensar em sobreviver.


dou os meus parabéns para quem achou que este ano não foi tão ruim assim. para quem entendeu que, apesar de tudo, o importante era seguir em frente e tocar a vida – afinal, o que se pode fazer, né? aos envolvidos que conseguiram manter essa sanidade mental, feliz ano novo antecipado.



o ano que sobrevivi foi só pancada mesmo. e que surra. não me lembro do meu emocional ficar tão caótico e os meus dias tão bagunçados desde que estudar para uma prova final de matemática acabava com qualquer perspectiva de felicidade.


este ano doeu pra valer. doeu muito. ainda dói e acredito que mesmo quando ele se tornar passado, muitas cicatrizes vão permanecer dele. o meu emocional passou de tudo um pouco, menos naquela parte importante e saudável chamada equilíbrio.


manter o equilíbrio este ano passou longe. mas longe para um ca****. gostaria de poder chegar agora e dizer que aprendi várias coisas novas, que tive várias ideias revolucionárias e que a minha vida alavancou de vez. se eu consegui me divertir alguns dias, esses foram apenas para não surtar.



não quero soar pessimista ou ingrato, mas não tem como eu sair deste ano inteiro e esbanjando a minha melhor versão. tô abaixando as cortinas deste ano em completo desgaste, com o saldo emocional no limite do negativo para não entrar no limbo existencial.


tiveram coisas boas este ano? algumas. agradeço, reconheço e tenho orgulho delas. mas não é por isso que eu vou sentenciar – que ano maravilhoso, que sorte a minha.


quando sobreviver deixa de ser na teoria e na prática mais importante do que viver é porque a tempestade não deu trégua. agora eu só posso tentar manter a calma, aguentar mais uns dias e ver no que vai dar o ano que vem.


vivi, mas não vivi. sobrevivi com requintes de não deixar saudades. cheguei até aqui sabe-se lá como. este ano machucou e eu tenho o direito de reclamar, deitar em posição fetal e chorar até soluçar.


*Guilherme Moreira Jr

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

DE TODAS AS LIÇÕES QUE JESUS PODERIA NOS DEIXAR, A MELHOR E A MAIS SÁBIA DELAS É O AMOR


Quando alguém que amamos ou convivemos diariamente faz aniversário arrumamos um jeito todo nosso de fazer com que a pessoa sinta-se especial. Algumas vezes oferecemos presentes em forma de amor, outras dedicamos o nosso tempo como quem se alegra pela vida do outro.


Em nossas orações agradecemos a Deus pela vida de alguém tão especial e pedimos a Ele que cuide e mantenha sempre essa pessoa perto de nós. Hoje, o aniversário é daquele que veio ao mundo para nos dar a salvação. Aquele que se fez homem para entender as nossas dores. Ele suportou as dores, as humilhações, as mentiras , o desprezo e mesmo assim continuou amando a humanidade, continuou acreditando em nós.


Muitas pessoas buscam a felicidade em coisas materiais, depositam a felicidade no sucesso, na carreira profissional, deixando para ser feliz apenas quando alcançar as suas metas. Deixam para ser feliz depois sem saber que o depois pode não chegar para nós. O aniversariante de hoje já foi esquecido e atualmente é pouco lembrado, esquecemos de falar com ele porque deixamos sempre para amanhã.


Esquecemos de agradecer a Ele pela vida, pelas oportunidades porque estamos sempre cansados e indispostos. O que não notamos, por um descuido qualquer, é que Jesus sempre dá um jeitinho todo especial de tornar a nossa vida mais bonita. Esperamos grandes milagres, grandes coisas e esquecemos de olhar para os pequenos milagres diários em nossa vida. A saúde de quem amamos, a família que temos, aquela ligação que recebemos, o abraço no final do dia de quem gostamos tanto.


Acredito que de todas as lições que Jesus poderia nos deixar, a melhor e a mais sábia delas é o amor. Um amor genuíno que vê gratidão nas pequenas coisas do dia a dia, que agradece os cuidados, o amparo e a vida que ao meu ver representa uma possibilidade mudança diária. Todos os dias ao acordarmos temos a chance de fazer diferente, de escolher novas coisas e criar novas metas. Que nesse natal possamos agradecer a vida daquele que nos ofertou tudo e que continua olhando e cuidando de nós. Que nós possamos ser imitadores dele e ter um coração disposto a ajudar e amar assim como Ele fez e ainda faz.


Não temos o poder de oferecer a salvação a alguém, porque isso já nós foi dado. Mas podemos “salvar” o dia de alguém quando ao invés de palavras grosseiras oferecemos um abraço, podemos salvar o sonho de alguém quando ao invés de desencorajá-lo o incentivamos. Nós podemos salvar o amor quando ele está frio e decidimos reacender a chama ao invés de apaga-la por completo. Quando elogiamos o riso sincero do outro e não deixamos de reparar nas pequenas atitudes diárias que esboçam carinho e amor. Que tenhamos coragem e determinação para transformar momentos difíceis em grandes desafios, que sejamos mais solidários uns com os outros e que possamos aprender com o mestre a olhar mais para o outro e menos para si.


Que neste natal você possa não só se aproximar mais das pessoas que você ama, mas que você possa também se aproximar mais de Jesus e que aprenda a entregar cada dia mais a sua vida, os seus sonhos e o seu coração nas mãos de quem nunca abandona o nosso barco quando a tempestade vem, nas mãos de quem sempre segura a nossa mão mesmo quando todos decidem partir, nas mãos de quem nos ajuda e nos abraça como quem diz: Filho, o melhor está por vir.


*Thamilly Rozendo

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

Se perceber que sua vida estacionou, mude! renove-se, faça tudo diferente!


Mude-se, caso a vida não dê conta de satisfazer seus desejos. Se você olha no espelho e pensa que gostaria de viver experiências diferentes, mude.


Mude sua aparência, seu jeito de se portar, levante a cabeça! Encare o mundo olhos nos olhos, porque ele não pode continuar lhe causando ou fazendo você se sentir pequeno.

 

Mude, caso perceba que sua vida está parada, estacionada no mesmo lugar há mais tempo do que o satisfatório.


Saia, agilize, acelere. Faça, invente, mas não fique onde está, caso perceba que o lugar de agora não é mais onde gostaria de estar. Ou caso entenda que o que tinha para acontecer já aconteceu e você não pode esperar mais nada de algo ou de alguém.


Mude de casa, se a vista não lhe agrada ou se os cômodos não o acolhem. Mude de rua, de bairro, mude como quiser mudar. Procure outro trabalho, caso sinta que ele se tornou um fardo, um tormento nas segundas-feiras pela manhã.


Troque suas cores, as de dentro e as de fora; descubra novos amores, coisas novas as quais queira se dedicar. Descubra novos gostos, novos sabores prediletos, novas músicas preferidas.


Troque suas amizades, caso perceba que elas se tornaram mais especulação que companhia. Saia e converse com outras pessoas. Ouça novos pontos de vista, com a mente aberta e sem julgamentos. Perceba que a verdade tem muitas faces e várias delas são interessantes o suficiente para serem consideradas.


Sinta o vento de olhos fechados, aprenda a ver beleza nas coisas simples e aproveite para refletir sobre tudo o que você tem, quem você é e como gostaria que as coisas acontecessem daqui para frente.


Mude o que quiser, mas não deixe ninguém dizer como você deve ou não fazer isso. Não espere aprovação para coisas que o seu coração tem desejo de realizar. As outras pessoas não podem ter esse poder sobre você.

 

Conheça novos lugares, veja coisas diferentes. Enxergue um novo propósito para as coisas que você vive e lembre-se de sorrir para as manhãs, porque são elas que trazem as possibilidades de mudanças até você.


Tenha coragem para superar seus medos e desafie-se. Faça coisas que jamais pensou que faria e descubra que é extremamente prazeroso orgulhar-se de si mesmo.

Tenha fé na vitória e lute, reme contra a maré e levante quantas vezes for preciso. O ato de levantar-se pode ser extremamente educativo. Tente e verá!


Mude a imagem que tem de si mesmo. Enxergue pontos positivos em você, que até então passaram despercebidos. Repense seus atos e comportamentos, se sentir que é preciso. Mas apenas se você sentir que deve fazê-lo.


Lembre-se de que nada precisa ser eterno e que você pode mudar de ideia quantas vezes julgar necessário.


Ouse, arrisque, tente algo novo, abra-se para o que é diferente e perceberá que a vida tem uma capacidade incrível de se reinventar e de fazer de você uma pessoa cada vez mais realizada.


Experimente, renove-se e prepare-se: muitos motivos estarão a caminho, ansiosos para fazê-lo sorrir!


*Alessandra Ferrari Piassarollo


Direitos autorais da imagem de capa: wallhere / 1160742

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Homem de 24 anos com câncer espalha suas últimas palavras (esperando que outras pessoas não tenham os mesmos arrependimentos)


Nós seguimos a maioria dos nossos dias em uma nuvem de estresse e preocupação. Há tantas coisas para nos preocuparmos. Talvez a combinação e intensidade das preocupações mude de semana para semana, mas o desconforto é consistente. Estamos preocupados com o drama de nossas vidas e temos dificuldade em lembrar o que é realmente importante. O tempo passa tão rapidamente. É um mistério como tudo parece extremamente importante e, ao mesmo tempo, nada realmente é.

 

Pequenos e grandes eventos da vida como aniversários, reuniões, viagens e casamentos salpicam nossas vidas, servindo como pontos edificantes ou feridas que nos ajudam a diferenciar um dia do outro. Muitas vezes são os momentos verdadeiramente críticos, como receber um diagnóstico de doença com risco de vida, que nos levam a reavaliarmos nossas vidas.


“Eu tenho apenas 24 anos, mas já escolhi a última gravata que vou usar”, escreve um homem que recebeu um diagnóstico de câncer em um post em reddit.com. Ele salienta vários pontos neste artigo, todos os quais se relacionam com a importância de viver uma vida de significado. Ele explica que se arrepende de ter vivido sem ter contribuído com nada de positivo. Não é difícil sentir profunda tristeza ao ler a sua declaração. O tom é pesado. Ele quer que os outros aprendam com ele, o que ele não aprendeu.


Eis o que ele escreveu …


“Eu tenho apenas 24 anos, mas já escolhei a última gravata que vou usar. É a que vou usar no meu funeral daqui a alguns meses. Pode não coincidir com o meu terno, mas eu acho que é perfeita para a ocasião.


O diagnóstico do câncer veio tarde demais para me dar, pelo menos, uma esperança tênue de uma vida longa, mas eu percebi que a coisa mais importante sobre a morte é garantir que você deixe este mundo um pouco melhor do que era antes de você existir com suas contribuições. A maneira que eu vivi minha vida até agora, a minha existência, ou mais precisamente a perda do mesmo, não importam, porque eu vivi sem fazer nada impactante.


 

Antes, havia tantas coisas ocupando minha mente. Quando eu soube quanto tempo ainda tinha, no entanto, tornou-se claro quais coisas são realmente importantes. Então, eu estou escrevendo para você por uma razão egoísta. Eu quero dar sentido à minha vida, compartilhando com vocês o que percebi:


Não desperdice o seu tempo em um trabalho que você não gosta. É óbvio que você não pode ter sucesso em algo que não gosta. Paciência, paixão e dedicação vem facilmente somente quando você ama o que faz.


É estúpido ter medo da opinião dos outros. O medo enfraquece e paralisa. Se você deixá-lo, ele pode crescer cada vez mais até que não haja mais nada de você. Ouça a sua voz interior e a siga. Algumas pessoas podem chamá-lo de louco, mas alguns podem até pensar que você é uma lenda.


Assuma o controle de sua vida tomando plena responsabilidade pelas coisas que lhe acontecem. Limite maus hábitos e tente levar uma vida mais saudável. Encontre um esporte que te faz feliz. Acima de tudo, não procrastine. Deixe sua vida ser moldada por decisões que você fez.


Aprecie as pessoas ao seu redor. Seus amigos e parentes sempre serão uma fonte infinita de força e amor. É por isso que você não deve desvalorizá-los.


É difícil para mim expressar plenamente os meus sentimentos sobre a importância dessas realizações simples, mas eu espero que você ouça alguém que realmente sabe o valor do tempo.


Eu não estou chateado porque entendo que os últimos dias da minha vida tornaram-se significativos. Só lamento não poder ser capaz de ver um monte de coisas legais que devem acontecer em breve. Espero


Nós nos preocupamos tanto com a saúde e integridade do nosso corpo, que até a nossa morte, não percebemos que o corpo não é nada além de uma caixa – um pacote para a entrega de nossa personalidade, pensamentos, crenças e intenções a este mundo. Se não há nada nesta caixa que pode mudar o mundo, então não importa se ela desaparecer. Eu acredito que todos nós temos potencial, mas também requer muita de coragem para realizá-lo.


Você pode flutuar através de uma vida criada pelas circunstâncias, dia perdido após dia, hora após hora. Ou, você pode lutar pelo que acredita e escrever a grande história de sua vida. Eu espero que você faça a escolha certa.


Deixe uma marca neste mundo. Tenha uma vida significativa. Vá em direção a ela. O lugar em que estamos é um belo parque, onde tudo é possível. No entanto, não ficaremos aqui para sempre. Nossa vida é uma pequena faísca neste belo planeta que voa com uma velocidade incrível para a escuridão infinita do universo desconhecido. Portanto, aproveite o seu tempo aqui com paixão. Torne-o interessante. Faça valer a pena!


Obrigado!


Principais lições a aprender com ele


1.Não desperdice o seu tempo em um trabalho que você não gosta


Precisamos escolher um trabalho que gostamos. Na verdade, ele diz que, “você não pode ter sucesso em algo que não gosta.” Em vez disso, encontre um trabalho que realmente lhe dá razão para viver.


2.Ouça a sua voz interior e a siga


Não podemos permitir que o medo nos consuma. Devemos ouvir a nossa voz interior.


3.Assuma o controle de sua vida


Provavelmente seu maior ponto é que cada um de nós precisa assumir a responsabilidade por nossas vidas. Ele espera que tomemos decisões sábias para melhorar a nossa saúde, carreira e hobby. Não quer que seus leitores acabem como ele, deixando a vida ao acaso. Em vez disso, espera inspirar-nos a vivermos a vida ao nosso pleno potencial.


*Luiza Fletcher

sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Há escolhas que são gaiolas e há escolhas que são asas.⁣


Quando você se abandona e torna seu parceiro responsável por seu sofrimento, seu amor e sua autoestima, você fica presa tentando ter controle sobre ele para que ele cuide e faça o que você precisa fazer por si mesma. Permanecer em um relacionamento no qual não é valorizada só vai piorar o problema. Embora você não possa controlar o comportamento da outra pessoa, você pode controlar sua reação e suas escolhas. Isso inclui a escolha de permanecer em um relacionamento que não é mais feliz para você ou de ir embora. Por mais difícil e doloroso que seja, às vezes ir embora pode ser o maior presente que você pode se dar.⁣⁣

Pode ser tentador acreditar que o outro vai perceber os erros e faltas que vem cometendo e mudar. Infelizmente, isso dificilmente acontece. A verdade é que se alguém não ama a si mesmo, pode simplesmente não ser capaz de retribuir o amor - por mais maravilhosa e incrível que você seja, e por mais que ele queira. Vamos supor que seu parceiro nunca mude: Você pode viver com isso? Você pode amá-lo e aceitá-lo exatamente como ele é e te tratando como te trata? Não se iluda com quem ele "potencialmente" pode ser.⁣ Se você já tentou conversar e mesmo assim nada muda, é preciso considerar os custos de ficar: o custo para seu bem-estar emocional e psicológico, o custo para sua autoestima, o custo para seu senso de identidade e o custo para seu futuro.⁣⁣

Você é a soma de suas escolhas, mas não significa que você é a culpada por cada coisa ruim que acontece com você: não é sua culpa que você faça certas escolhas em sua vida. Aprendemos maneiras automáticas de lidar com as situações com base no que já vivemos e continuamos a reagir da mesma maneira à medida que envelhecemos.⁣

Ninguém te fará livre a não ser que você decida ser livre.  Você não foi colocada na gaiola, você se colocou. Não acredite que alguém como você - que possui asas e o céu como limite  - possa ser feliz em uma gaiola. ⁣

Ninguém te fará feliz a não ser que você decida ser feliz.  A felicidade não chega até você, ela parte de você!


*⁣Thiago Sian Andriolo

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Não acredito que fiz aquilo!


Sem pensar muito, diga-me: quantas experiências você já passou que, hoje, fazem você pensar: “Não acredito que fiz aquilo!”?


Não sei você, mas eu, por muito tempo, apeguei-me ao que sabia que era certo, seguro; tinha medo de me arriscar, de enfrentar o desconhecido.

 

Por muitos anos, segui o script da vida: estudar, obter um diploma, trabalhar, arrumar um emprego melhor, ganhar mais, casar, ter filho, etc.


Quantos milhares de pessoas também não seguem esse script diariamente, para, em um determinado momento (geralmente de dor), perceberem que está faltando algo?


Se você sempre vive de acordo com o “roteiro esperado”, permita-se por um minuto olhar para dentro e pensar se realmente essas são as histórias que você quer contar no final da sua vida.


Na verdade, não existe certo ou errado. Existe o que é certo para você… e essa resposta só você tem.

Eu prefiro ter uma vida cheia de histórias para contar, mesmo aquelas sofridas, tipo drama mexicano, do que não ter vivido, arriscado e experimentado.


E se não der certo? Se não der, não deu! Vire a página, sacuda a poeira e siga em frente. Sem arrependimentos.


Arriscar-se é sair da zona de conforto, é experienciar seus próprios limites e expandi-los.


Permita-se, diariamente, pensar: O que eu poderia fazer de diferente hoje, que me deixará mais feliz ou que pode me surpreender?


Arrisque-se e viva fora da caixa. Pode ser que doa, mas, provavelmente, também renderá gargalhadas e boas histórias.


*Fabi Ormerod


Direitos autorais da imagem de capa: Mubariz Mehdizadeh / Unsplash

quarta-feira, 16 de dezembro de 2020

Entenda: se o outro não mudou por amor, não mudará pela sua dor


Quando nos agarramos a alguém que não pertente à nossa vida, podemos nos iludir pensando que o sentido da nossa felicidade ou até mesmo de viver é graças a ela e nos enganamos pensando que a vida deixaria de ser prazerosa, perderíamos o rumo e os sonhos - mas isso não é verdade.  ⁣

Por mais que seja tentador acreditar que o outro vai perceber os erros e faltas que vem cometendo e mudar, isso dificilmente acontece. Ser honesta consigo mesma é essencial. Se você tentou conversar e mesmo assim nada muda, é preciso considerar os custos de ficar: o custo para seu bem-estar emocional e psicológico, o custo para sua autoestima, o custo para seu senso de identidade e o custo para seu futuro.⁣⁣

Segurar alguém que deveríamos deixar ir gera muita dor, além de angústias e preocupações. Pensamos que  soltar vai nos causar muito sofrimento, e novamente podemos nos enganar pensando que custou tanto conseguir e que nunca iríamos encontrar substituto.⁣⁣

Relacionamentos perfeitos não existem. No entanto, confiança, respeito e um sentir segurança física e emocional são os fundamentos básicos de um relacionamento saudável e não devem ser negociáveis. ⁣⁣

Você não deve aceitar menos que alguém que:⁣⁣

- Faz questão de mostrar que você é importante;⁣⁣

- Se interessa por você e por sua vida;⁣⁣

- Te ajuda a superar suas fraquezas;⁣⁣

- Te ajuda a enfrentar seus medos;⁣⁣

- Se preocupa e sente empatia;⁣⁣

- Faz de você uma prioridade;⁣⁣

- Encoraja seus sonhos;⁣⁣

- Te dá valor;⁣⁣

- Te respeita;⁣⁣

⁣⁣

Não adianta esperar atitude de quem não tem. Saiba a hora de deixar partir quem te machuca.


*Thiago Sian Andriolo

terça-feira, 15 de dezembro de 2020

Desapega. Entrega. Confia. Vai ficar tudo bem.


Você acredita mesmo que está no controle? Nada na vida é permanente. Não se iluda, você acha que tem controle, mas não tem.


Tudo está em constante movimento, em mudança. Mesmo no seu corpo. Sua pele morre todos os dias. Suas unhas, seus cabelos. Desde que nascemos, começa a contagem regressiva. Mas queremos microgerenciar tudo e surge a tentativa de controle.

 

Digo tentativa, porque, no fundo, não controlamos nada. Toda e qualquer coisa que você usa como justificativa para sentir que tem controle e segurança é falsa.


Você acha que está seguro porque é funcionário público e tem direito à aposentadoria. Vem o governo e muda todas as regras, ou acontece uma revolução ou algo do tipo e todas as regras mudam. Improvável? Até pode ser, mas possível. Foi-se a sua segurança.


Você investe em fundos, guarda dinheiro, compra imóveis, você tem renda suficiente para viver bem. Será? E se você tiver uma doença incurável? Ou uma outra, rara, que exija uma cirurgia inédita que nem todo seu patrimônio pode pagar?


A verdade nua e crua é que não sabemos nem se estaremos aqui no final de cada dia. Duro? Pode ser, mas aceitar dói menos.

E, além de doer menos, nos faz focar no hoje. Aqui e agora. É assim que a nossa vida é feita, não no passado, nem no futuro.


A maioria das pessoas já sabe, mas não custa lembrar que o passado já foi e viver nele leva à depressão. O futuro não sabemos, viver focado nele gera ansiedade.


Podemos e devemos ter sonhos, fazer planos e entrar em ação para concretizar nossos desejos, mas também precisamos aprender a entregar e confiar que existe algo muito maior que a gente… que faz a parte que lhe cabe. A nossa parte é sermos gratos, diariamente, por acordar mais um dia.


Pode ser que as coisas comecem a acontecer muito diferente do que você planejou e está tudo bem.


Dizem que Deus escreve certo por linhas tortas. Se você é grato, planejou, entrou em ação, aprenda a aceitar e confiar.


“Desapega. Entrega. Confia. Vai ficar tudo bem.”


*Fabi Ormerod


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: dmitryag / 123RF Imagens

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

“A ansiedade não tira o problema de amanhã, ela só tira sua paz de hoje.”


Quem convive com a ansiedade sabe como é desgastante. Nós pensamos muito sobre tudo, a ponto de perdemos a paz e a felicidade com o momento presente.


Antecipamos eventos negativos em nossa mente que podem nem acontecer e sofremos por eles, como se fossem verdade.


Desconfiamos das pessoas que mais nos mostram carinho e apoio e estamos sempre tentando nos proteger de dores e decepções, a ponto de deixarmos de viver, colocando band-aids em feridas que nem foram abertas.


Quando temos ansiedade, estamos constantemente tentando resolver os problemas de amanhã. Agimos como se já soubéssemos como cada pessoa agirá e como se conhecêssemos todos os segredos da vida e pudéssemos nos antecipar para prevenir problemas.


Nós cortamos relações com pessoas das quais gostamos, porque sentimos que nos decepcionarão, abandonamos algumas coisas que realmente desejamos, porque temos medo de que nos levem à dor e à decepção, e deixamos de falar determinadas coisas temendo sua recepção.


Nós nos privamos de muitos sentimentos, companhias e realizações achando que estamos poupando o nosso coração de dores, mas na verdade estamos apenas tirando a nossa paz hoje.

Nós nunca sabemos como será o amanhã, e por mais que acreditemos saber tudo sobre uma pessoa ou a vida de maneira geral, podemos acabar surpreendidos com algumas coisas.


Mas a ansiedade nos tira o direito de descobrir o melhor lado de alguém, de nós mesmos ou do mundo, ela nos prende no mundo negativo que criamos em nossa mente e nos faz ficar lá, sozinhos e cheios de pensamentos de derrota e insuficiência.

 

A ansiedade tira a nossa paz hoje, sem resolver nenhum problema amanhã, rouba a oportunidade de sermos felizes de verdade e nos enche de medos e inseguranças que nos paralisam e nos impedem de avançar com confiança.


Viver com ansiedade é estar a todo momento com o coração apertado e a mente cheia de preocupações, é tentar viver bem e feliz, mas não suportar o peso dos próprios pensamentos. É tentar constantemente encontrar soluções para problemas que não foram criados e perder tempo sofrendo com situações que existem apenas em nossa mente.


Viver com ansiedade é tentar resolver problemas que ainda não foram criados; é uma guerra interior cujo maior objetivo é a paz.


*Luiza Fletcher


 Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2020

A desconfiança é capaz de destruir relações que tinham tudo para dar certo.⁣


Muitas pessoas são irrealistas quanto à confiança: elas presumem o pior e são desconfiadas.⁣

Apesar das dificuldades que algumas pessoas podem ter em estabelecer confiança, ela é um aspecto essencial de relacionamentos felizes e satisfatórios - especialmente os de longo prazo. A confiança ajuda a garantir que haja um sentimento positivo na relação, e aumenta a conexão entre os parceiros. A confiança também afeta a equidade em um relacionamento.⁣

A comunicação honesta depende da segurança sobre o que se quer e precisa e que se expresse abertamente sobre os sentimentos, incluindo o que não gosta - não se deve esperar que o parceiro use a bola de cristal para lidar com as expectativas não ditas: isso leva a ressentimento e conflito, minando a confiança. Da mesma forma, quando se esconde sentimentos negativos, eles aparecem como desconfiança ou ressentimento.⁣

Limites também são importantes para criar uma sensação de segurança. É importante ter uma discussão honesta sobre os limites e a privacidade com que você se sente confortável. Você pode desejar limites em relação aos seus pertences, espaço, e-mails e conversas que, se violados, fariam com que você desconfiasse de seu parceiro. Você pode se sentir traído se uma conversa particular com seu parceiro for repetida para o amigo dele, ou se ele falar com um de seus amigos ou parentes sobre você. ⁣

Coisas simples, como fazer o que se diz que fará, devolver coisas emprestadas ou pontualidade, geram confiança. Quebrar promessas, mesmo as pequenas, cria decepção e envia a mensagem de que os sentimentos e necessidades da outra pessoa não importam. Se isso acontecer muitas vezes, o parceiro perderá a confiança e criará ressentimento que corroerá o relacionamento.⁣

A desconfiança faz um desconfiar do outro e perder-se de si. Desconfiar de quem se ama é não confiar na própria capacidade de amar.


*Thiago Sian Andriolo

quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

“Quando Deus está no controle, tudo o que vem contra nós perde a direção”, diz Padre Marcelo Rossi


Frase de muita sabedoria do padre, que nos motiva a depositar nossa confiança em Deus, pois Ele sempre sabe o que é melhor para nós.


A confiança no agir de Deus em nosso favor é um dos aspectos mais importantes da fé. Quando realmente sabemos que Ele está à frente de tudo e que conduz cada etapa de nossas vidas com sabedoria e amor, torna-se muito mais fácil abrir mão da necessidade de controle e permitir que Ele guie nossos passos, de acordo com Sua vontade.


Nem sempre é simples entregarmos as rédeas de nossas vidas nas mãos de Deus, especialmente se, por muito tempo, nós nos vimos como os únicos responsáveis por cuidar de nós mesmos. No entanto, a verdade é que Ele caminha conosco em todos os momentos, cuida de nós mesmo que não sejamos capazes de perceber isso, e nos fortaleceu para que chegássemos até aqui.


Deus sabe como cuidar de nós, Ele nos conhece melhor do que nós mesmos e está apenas esperando nossa permissão para estar na direção de nossos caminhos, pronto para derramar grandes bênçãos em nossas vidas e nos afastar de tudo aquilo de ruim que nos ameace.


Uma frase compartilhada pelo padre Marcelo Rossi em seu perfil no Instagram trata exatamente disso. Ela diz: “Quando Deus está no controle, tudo o que vem contra nós perde a direção.”


Essa frase é poderosa e carregada de sabedoria. Por mais que nos consideremos inteligentes e cheios de experiência da vida, continuamos sendo humanos, e falhos em muitos sentidos, inclusive em tentar identificar pessoas de coração maldoso, que agem contra nós.


No entanto, Deus nunca falha, Ele sabe exatamente onde estamos e quem deseja o nosso mal. Deus enxerga tudo antes de acontecer, porque é o criador de todos nós e conhece a nossa natureza.


Por isso, a melhor coisa que podemos fazer é entregar nossas vidas em Suas mãos e permitir que Ele nos oriente, porque jamais nos levará a lugares errados e não nos fará passar por provações maiores do que nossas forças, mas permitirá que elas nos ensinem lições preciosas.


Quando Deus é por nós, não há força contrária que tenha poder em nossas vidas. Quando Ele ocupa um papel de liderança em nosso coração, nenhum mal pode nos atingir de verdade, pois o Seu amor bloqueia tudo aquilo que não vem para o nosso bem.


Coloque Deus como Senhor de sua vida, entregue seus problemas e medos em Suas mãos, Ele cuidará de você em todos os momentos e garantirá que todo o mal seja afastado de seus caminhos.


*Luiza Fletcher 


Compartilhe o texto com um amigo que está precisando ouvir essas palavras!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

Repare e esteja junto de alguém que te renove


Alguém para respeitar a sua história, para entender e ser gentil sobre as suas feridas. Alguém sem nenhum desejo ou ego em desmerecer os seus sonhos, de diminuir todos os momentos dedicados ao seu processo evolutivo, seja ele emocional ou profissional – ambos, eu diria.


Alguém ausente de um pretenciosismo machista e controlador a respeito das suas capacidades, da sua visão de mundo e de experiências oportunas no futuro. Alguém para ser cúmplice das lágrimas, dos dias cinzas, das perdas oriundas do fato de estarmos vivos, no mesmo universo mas em instantes diferentes. Alguém propício para a compaixão, para o cuidado e também para o espontâneo.


Alguém para ser parte de novos capítulos, de novas conversas, de novas permissões. Alguém com a tranquilidade e ao mesmo tempo urgência em disponibilizar os mais intensos e interessados encontros. Na cama pela manhã, no jantar, na reunião entre amigos, familiares. Alguém realmente presente de coração. Mas é importante ser alguém sem nenhum medo das incertezas, pois ninguém tem todas as respostas, todos os caminhos. Ainda assim, quando se tem a sorte de combinar com a disposição de alguém para fazer dar certo, todo o resto vira uma imensa colcha de detalhes. Detalhes podem e devem ter a intenção para ajustes.


Então, alguém no meio de tantos alguéns não é lá uma tarefa impossível. Saber das próprias possibilidades e aberturas sentimentais é a primeira das maturidades. Tendo isso, reconhecendo-se sem qualquer tipo de restrição, tente. Repare e esteja junto de alguém que te renove, de alguém que te queira em todas as peculiaridades que você tem a humildade para deixar acrescentar. Alguém amor para você que transpira amor.


*Guilherme Moreira Jr

terça-feira, 8 de dezembro de 2020


Embora tudo não tenha mais sentido, acredite, não existe nada melhor que um dia após o outro, não há nada melhor do que acalmar o coração em dias agitados e confiar em Deus.


Não sei como você se sente neste momento, talvez esteja se sentindo uma pessoa fracassada, falando para si mesma que não tem sorte na vida, e que tudo para você é complicado.

 

Ultimamente não tem sido nada fácil, você tem vivido cada dia o seu “próprio mal”, e não sabe ao certo por onde começar. Tribulação por todos os lados, tudo isso está desgastando você, tirando o seu sono e a paciência também.


Você se cobra ao máximo e busca de todas as formas uma melhoria para a vida e para cada momento o qual está vivendo, porém, quanto mais procura melhorar algo, o que acontece é o contrário do que você programou. Então, é tribulação atrás de tribulação.


Você vive se perguntando: “Será que fiz algo errado e por isso estou passando por tudo isso? Deus se esqueceu de mim? Que vida é essa?”

 

E assim vai, milhares de perguntas e algumas delas sem respostas para determinados momentos.


Sem falar que em algumas batalhas você precisará recomeçar, o que não é nada agradável, muito menos fácil.


Embora tudo não tenha mais sentido, acredite, não existe nada melhor que um dia após o outro, não há nada melhor do que acalmar o coração em dias agitados e confiar em Deus.


São poucas pessoas que conseguem sentir a inquietude de sua alma e perceber a tristeza explícita em seus olhos. Como é difícil para você carregar esse fardo, como você se esforça para superar tudo isso, cada sorriso lhe custa a vida, ou uma parte dela.


Provavelmente, você esteja neste momento se questionando onde você errou ou em que momento e circunstância não ouviu a voz de Deus.


Dou-lhe um conselho? Pare de se julgar, pare de se diminuir, pare de desacreditar na sorte, na vida e em você.


Você já passou por momentos piores, enfrentou situações mais complexa e venceu, não serão as adversidades de hoje que ditarão seu futuro, e sim as suas escolhas.


Escolha ser forte, e não se entregar às adversidades, mas superá-las com ousadia!


Tenha fé, você tem um potencial que desconhece, acredite! No tempo certo as coisas se ajeitam.


*Renata Guimarães


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens/rawpixel.


segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

“Ame o que você tem, antes que a vida o ensine a amar o que você tinha”


Tenho mania de tirar o esmalte das unhas. O esmalte está lá, todo bonito e reluzente, e de repente minhas mãos distraídas riscam a textura cintilante que recobre a ponta dos meus dedos. Absorta em meus pensamentos, só percebo o estrago tempos depois, o que gera arrependimento, constrangimento e alguma tristeza.


Do mesmo modo, muitas vezes estragamos os presentes que a vida nos dá. Distraídos e alheios à alegria de estar onde estamos, rodeados pelas pessoas que amamos, não damos o devido valor ao que deveria ser valorizado. Tempos depois, revendo fotos antigas, ouvindo músicas de um tempo bom ou saboreando delícias que remetem à uma época feliz, murmuramos saudosos que “éramos felizes e não sabíamos…”


É preciso se saber feliz. É preciso se lambuzar de alegria presente e ser grato pelo que se concretizou em nossa vida.


Todos já passamos por sustos que provam que a vida é feita de altos e baixos. Por isso há que ser feliz na varanda dos dias, quando ainda há luz e calor. Não deixar para depois o reconhecimento de nossas dádivas, presentes que querem ser desembrulhados agora, com a euforia de meninos na noite de natal.


Não deixe empoeirar os presentes que você recebe hoje. Não permita que a ferrugem do tempo estrague o brilho de suas realizações ao perceber, tarde demais, que abriu mão de suas maiores riquezas na ânsia de ser “muito” mais feliz.


Tem gente que espera ser feliz no próximo ano, no próximo aniversário, na próxima primavera. Não percebe que a felicidade não obedece calendários nem floresce de acordo com as estações do ano. A felicidade acontece numa fagulha de instantes, e é preciso olhos atentos para não perde-la.


Por isso é primordial fazer pactos com o presente e amar a vida que se tem. Cuidar daqueles que escolheram partilhar a vida conosco e olhar para trás com gratidão, nunca com nostalgia ou arrependimento.


O novo ano nos traz esperança. Porém, mais que pedir, devemos agradecer e cuidar. Agradecer o tempo de descanso ao acordar; agradecer o cheirinho de café nas primeiras horas da manhã; agradecer nosso trabalho; agradecer os amigos com quem dividimos nosso dia (tão próximos ou tão distantes _ a internet nos aproximou tanto…); agradecer nosso lar, nossos filhos, nosso par…


Não adie a oportunidade de ser grato pelo que você tem. Suas possibilidades são dons preciosos, e você precisa saber enxergar e agradecer. Ame o que é seu, e conduza seu barquinho com a fé dos que acreditam navegar em águas mansas e deliciosas.


Não espere fogos de artifício quando a sorte lhe sorrir. A sorte é silenciosa, e você pode deixar passar simplesmente porque não soube enxergar.


Que venha o novo ano, as novas conquistas, cheirinho de roupa nova, esmalte cintilante e perfume borrifado no pescoço. Que haja fé e esperança, alegria e bonança. Mas que, principalmente, não nos falte a gratidão. A capacidade de amar o que temos para que a vida não nos ensine a amar o que tivemos… FELIZ 2017!


*Fabíola Simões 

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

As vezes, o medo do mundo não nos deixa enxergar claro!


Oi! Está tudo bem com você? Aconteceu alguma coisa? Será que eu posso ajudar? Sabe, não é bom guardar as coisas! O medo do mundo não nos deixa enxergar claro! As vezes, a dor tem que ser compartilhada para ser compreendida. As vezes, só precisamos abrir uma porta para encontrar a resposta!


Deus fala através das pessoas, e algumas vezes, nos acalma com a natureza! Nos mostra soluções nos detalhes, mas só vê quem mantém os olhos abertos! Só ouve, quem tem ouvidos sensíveis! Mas a agitação do mundo não nos deixa ouvir! A névoa da preocupação não nos deixa enxergar claro!


Esfregue bem os olhos para enxergar bem claro tudo que está acontecendo!


Primeiro, do fundo do seu coração, peça perdão a Deus por tudo que tenha feito de errado, ou se tiver contribuído com algo que veio a prejudicar alguém! Logo em seguida, acolha as suas emoções, absorva os ensinamentos e se perdoe também!


Se não cometemos ato criminoso, quiçá doloso, a todo momento pecamos em pensamento!


E nossos pensamentos são responsáveis por atrair tudo o que nos acontece de ruim! Nossos pensamentos atraem companhias erradas, que chegam para nos distrair e nos desalinhar. O objetivo é que desistamos de conquistar o perdão! Tanto das nossas falhas quanto das falhas alheias! E que nos sintamos incapazes de cumprir a missão que Deus nos confiou!


São muitos os especialistas em julgar para poucos preparados em auxiliar!


É bom silenciar quando percebemos por perto os abutres que só pensam em se divertir com o sofrimento alheio! Esses, do tipo que julgam até quem só quer ajudar! Que pensam mal da pessoa gentil que se dispõe a estar ao lado em um momento difícil, e que tentam afastar aqueles que fazem o bem, as vezes, por puro preconceito!


Abra seu coração e entenda que a luz de Deus está em você!


A sua fé pode e vai te curar!


A fé é o interruptor que acende a sua luz!


Se perder a fé, a sua luz simplesmente se apaga, é simples assim!


Mas… manter a brasa acesa exige muito de nós! Porque na maioria das vezes, a neblina do mundo não nos deixa enxergar claro!


Muitas opiniões! Pessoas que dizem isso, pessoas que dizem aquilo! Outras tantas aproveitadoras que só se aproximam quando precisam… pessoas correndo, desenfreadas, numa competição desonrosa, temendo muito mais os homens do que a Deus!


Tantos sentimentos mesquinhos… inveja, vaidade, traição! Quanta maldade no coração! Quanta emoção a procura de si mesmo!


E mesmo trilhando o caminho do bem, com boa intenção, as vezes, a maldade nos alcança!

Não somos apenas bons ou maus!


Por isso, precisamos parar e compartilhar nossa dor de vez em quando! Para que essa maldade que se fez dor, se transforme em boa lição!


Se quiser aprender coisas grandes e valiosas sobre a vida… pense em conversar com alguém de sua confiança!


Mas só abra o seu coração para quem tenha um!


E se coloque também a disposição para ouvir e perguntar: Está tudo bem? Aconteceu alguma coisa? Posso ajudar?


Pode ser que aí esteja a resposta para os seus problemas hoje!


*Iara Fonseca

quinta-feira, 3 de dezembro de 2020

Evite o desperdício, não transborde em pessoas rasas.⁣


O que torna uma pessoa rasa é a falta de profundidade no pensamento e a incapacidade de compreender as emoções - próprias e dos outros. Os sinais mais comuns de pessoas rasas são:⁣

- Não se interessam quando outra pessoa está falando: eles não têm interesse em entender o que a outra pessoa está dizendo, e geralmente falam com o único objetivo de serem notadas.⁣

- Dificilmente possuem objetivos: elas não têm objetivos de longo prazo ou sentimentos de buscar algo maior do que elas e geralmente usam coisas externas para preencher qualquer vazio que possam sentir.⁣

-  Medem seu valor com base em seus ativos materiais: eles pensam que são melhores do que os outros porque têm mais coisas.⁣

- Geralmente não acreditam no amor genuíno, e por isso não se permitem ter conexão mais profunda com outro indivíduo.⁣

- Valorizam muito a atratividade física: muitas vezes fazendo disso seu único critério, sem se importar com qualquer outro fator.⁣

Pessoas com narcisismo se encaixam nessa descrição. Grandiosidade geralmente é a característica definidora. É mais do que arrogância ou vaidade: é um senso irreal de superioridade, onde acreditam que são únicas ou “especiais” e só podem ser compreendidos por outras pessoas especiais. ⁣

Cuidado pular de cabeça: o risco de se machucar é grande. Você transbordará amor, ela falta de reciprocidade.


*⁣Thiago Sian Andriolo

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Invista nos recomeços. Nada é por acaso, tudo tem o seu tempo, tudo tem uma razão de existir e acontecer


Através dos recomeços é que a vida se transforma, que as pessoas mudam. Invista nos recomeços!


Todos nós sabemos que recomeçar não é nada fácil, exige determinação, garra, ousadia e esperança.


Como a própria palavra diz, recomeçar é retomar após interrupção.


Recomeçar é desconfortável, gera insegurança, leva tempo e exige grandes investimentos e muita dedicação.


Os recomeços nos incomodam, travam e, às vezes, nos envergonham. Recomeços são para vencedores, que não seguem o fluxo dos fracassados, do insucesso e covardes.


Recomeços são para aqueles que aproveitam as oportunidades e também geram oportunidades.


Todo investimento exige esforço, renúncias, a fim de obter outros objetivos, realizar sonhos ou concluir projetos.


Porém, alguns recomeços exigem cura emocional, aceitação, liberação de perdão, autoperdão, tempo, iniciativa, moderação, persistência e fé.


Jamais devemos focar no erro, nos trajetos não concluídos e nos “fracassos”. Devemos entender que errar faz parte da nossa caminhada, e que a vida sempre nos oferece uma segunda chance.


Recomeços nos fazem bem, nos amadurecem e têm um poder enorme de nos transformar.


Embora algumas pessoas ainda sejam imaturas e façam dos recomeços uma forma de vingar-se, de punir os que contribuíram para o seu “fracasso”, culpando a si mesmos, aos outros, a Deus e se tornando pessoas geniosas e más. Mas são nos recomeços que a vida se transforma, que as pessoas mudam.


Quando entendemos que temos a oportunidade de fazer uma nova história, os recomeços tornam-se favoráveis, a vida tem sentido, os planos saem do papel, os propósitos se cumprem e os sonhos se realizam.


Nada é por acaso, tudo tem o seu tempo, tudo tem uma razão de existir e acontecer.


Quando somos gratos pelos recomeços, o Universo contribui para o sucesso e a vida tem sentido e aquilo que parecia um quebra-cabeças tem forma, faz sentido e é vivido.


Por mais desconfortável que seja o seu recomeço, por mais difícil que seja, por mais incapaz que se sinta em dar o primeiro passo, confie em Deus, entregue-se, não olhe para o passado, foque no presente, idealize o futuro e tenha fé.


Inúmeras pessoas foram e são bem-sucedidas nos recomeços. Se eles conseguiram, você também conseguirá.


Você é um desbravador capacitado a vencer qualquer obstáculo. Jamais se esqueça: A VIDA É FEITA DE RECOMEÇOS!


*Renata Guimarães


Direitos autorais da imagem de capa: wallhere.com / 341081

terça-feira, 1 de dezembro de 2020

Quer saber se o outro te ama de verdade? É só identificar se ele seria capaz de tolerar a sua inutilidade.


A inutilidade e o amor


Ter que ser útil pra alguém é uma coisa muito cansativa. É interessante você saber fazer as coisas, mas acredito que a utilidade é um território muito perigoso porque, muitas vezes, a gente acha que o outro gosta da gente, mas não. Ele está interessado naquilo que a gente faz por ele. E é por isso que a velhice é esse tempo em que passa a utilidade e aí fica só o seu significado como pessoa. Eu acho que é um momento que a gente purifica, né? É o momento em que a gente vai ter a oportunidade de saber quem nos ama de verdade.


Porque só nos ama, só vai ficar até o fim, aquele que, depois da nossa utilidade, descobrir o nosso significado. Por isso eu sempre peço a Deus para poder envelhecer ao lado das pessoas que me amem. Aquelas pessoas que possam me proporcionar a tranqüilidade de ser inútil, mas ao mesmo tempo, sem perder o valor.


Quero ter ao meu lado alguém que saiba acolher a minha inutilidade. Alguém que olhe pra mim assim, que possa saber que eu não servirei pra muita coisa, mas que continuarei tendo meu valor.


Porque a vida é assim, fique esperto, viu? Se você quiser saber se o outro te ama de verdade é só identificar se ele seria capaz de tolerar a sua inutilidade. Quer saber se você ama alguém? Pergunte a si mesmo: quem nessa vida já pode ficar inútil pra você sem que você sinta o desejo de jogá-lo fora?


É assim que descobrimos o significado do amor. Só o amor nos dá condições de cuidar do outro até o fim. Por isso eu digo: feliz aquele que tem ao final da vida, a graça de ser olhado nos olhos e ouvir do outro: “você não serve pra nada, mas eu não sei viver sem você”.


*Padre Fábio de Melo

Não tenha medo de abrir mão do que você quer para viver o que Deus quer para você

Deus só pode agir naquilo em que O deixamos trabalhar. Às vezes, saímos feridos de um relacionamento, tão machucados, que achamos que o “o a...