sexta-feira, 29 de novembro de 2013

A vida é como...

A vida é como que feita de fotografias. Algumas vivas, coloridas, emocionantes, outras amareladas, envelhecidas, esquecidas num canto, numa gaveta, numa caixa. 
A gente a vê passar bem diante dos nossos olhos, e no fim das contas essa vida acaba se resumindo em Ex’s.
 
Ex-amigo, ex-colega, ex-escola, ex-namorado, ex-amor, ex-paixão, ex-motivo de tristeza, ex-marido… Tudo muda. 
A vida corre, o tempo passa, o mundo gira, e tudo vira ex. E a gente vai superando, a vai suportando, vai esquecendo, deixando pra lá. E quando vê, já era. Já passou, já mudou, já ficou diferente.


O que antes tinha uma importância enorme, vai se tornando tão insignificante, vai virando uma poeirinha que a gente, se não varre pra fora, deixa embaixo do tapete. E às vezes, deixa lá embaixo só pra saber que tá ali. Nem importa mais tanto assim, mas a gente não quer se desprender de uma vez.

Daí um dia, a gente cresce, acorda, faz uma faxina. Despreza tudo aquilo que não nos faz bem, que não acrescenta, e quando vê, se livrou inclusive do tapete!

E deixa pra trás, sem mágoas, sem ressentimentos. O tempo passou, e o passado tem um lugar pra ficar, e que não é no presente! E tudo vira Ex. Me reinvento, mudo, vou deixando tudo virar ex. Ex-tudo. E se preciso, até Ex-eu...
Sonhe com aquilo que você quiser.
Seja o que você quer ser, 
porque você possui apenas uma vida 
e nela só se tem uma chance 
de fazer aquilo que quer.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Julgamentos

Havia numa aldeia um velho muito pobre que possuía um lindo cavalo
branco.
Numa manhã ele descobriu que o cavalo não estava na cocheira.
Os amigos disseram ao velho:
- Mas que desgraça, seu cavalo foi roubado!
E o velho respondeu:
- Calma, não cheguem a tanto. Simplesmente digam que o cavalo não está
mais na cocheira. O resto é julgamento de vocês.
As pessoas riram do velho. Quinze dias depois, de repente, o cavalo
voltou.
Ele havia fugido para a floresta. E não apenas isso; ele trouxera uma
dúzia de cavalos selvagens consigo.
Novamente as pessoas se reuniram e disseram:
- Velho, você tinha razão. Não era mesmo uma desgraça, e sim uma
benção.
E o velho disse:

- Vocês estão se precipitando de novo. Quem pode dizer se é uma benção
ou
não? Apenas digam que o cavalo está de volta...
O velho tinha um único filho que começou a treinar os cavalos
selvagens.
Apenas uma semana mais tarde, ele caiu de um dos cavalos e fraturou as
pernas. As pessoas se reuniram e, mais uma vez, se puseram a julgar:
- E não é que você tinha razão, velho? Foi uma desgraça seu único
filho
perder o uso das duas pernas.
E o velho disse:
- Mas vocês estão obcecados por julgamentos, hein? Não se adiantem
tanto.
Digam apenas que meu filho fraturou as pernas. Ninguém sabe ainda se
isso
é uma desgraça ou uma bênção...

Aconteceu que, depois de algumas semanas, o país entrou em guerra e
todos
os jovens da aldeia foram obrigados a se alistar, menos o filho do
velho.
E os que foram pra guerra, morreram .

Quem é obcecado por julgar, cai sempre na armadilha de basear seu
julgamento em pequenos fragmentos de informação, o que o levará a
conclusões precipitadas.

Nunca encerre uma questão de forma definitiva, pois quando um
caminho termina, outro começa, quando uma porta se fecha outra se abre.
 
"Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter… Calce os meus sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz. E então, só aí poderás julgar. Cada um tem a sua própria história. Não compare a sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida".
— Clarice Lispector.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Meu Melhor Amor


Te amo por tudo que você é, por tudo que você faz por mim. 
Te amo pelas coisas que você fala, te amo pelas atitudes que você toma. 
Te amo pelo seu jeito, te amo pela força que você me da. 
Te amo pelo sentimento que você faz florescer em mim, te amo pela sua simplicidade e seu humor. 
Te amo porque em muitos casos temos opiniões diferentes, e isso faz um o complemento do outro. 
Te amo pelas histórias que você ja passou comigo. 
Te amo porque eu te ensino algumas coisas e aprendo muitas com você.
Te amo porque você me faz rir, mas me deixa assustado com as suas brincadeiras tão feitas com verdade. 
Te amo simples assim
- Você entrou na minha vidα sem pedir e hoje eu não deixo você sair por nαdα nesse mundo. Te αmo αlém dα vidα, αlém dos próprios sentimentos e, te peço pαrα que fique αqui pαrα sempre, sempre αo meu lαdo me fαzendo feliz e deixando eu te fαzer feliz.

No começo eu conseguia viver sem você, hoje não sei se isso é possível, eu te amo tanto e morro de medo de te perder, de alguém fazer alguma maldade para separar a gente.

Por toda a minha vida eu procurei anos e anos. Eu sofri e havia desistido de encontrar alguém que eu pudesse dividir os meus maiores segredos, que eu pudesse viver o meu conto de fadas da vida real, alguém que me amasse tanto o quanto eu amava, e agora você chegou na minha vida, devolveu os sonhos, tirou o medo de me entregar, me deu carinho, amor, me deu e dar tudo o que eu preciso e mais queria nessa vida. Você se tornou muito mais que um príncipe, se tornou o meu amor e hoje eu só posso dizer que eu sou tão feliz ao seu lado e não consigo imaginar uma pausa da minha vida sem você.

Quero estar ao seu lado meses e meses, anos e anos, de janeiro a janeiro, enfim, eternamente. Obrigado por tudo meu amor.

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Medo

Eu tinha Medo do escuro até descobrir que ele fazia parte de minha ignorância.
Eu tinha medo de falar em público até descobrir que isso acontecia porque me preocupava muito com o que os outros iriam achar do meu conteúdo.
Eu tinha medo de altura. Não conseguia ficar firme em local alto. Isso até descobrir que eu me achava pequeno frente aos meus problemas. Altura é superação.
Eu tinha medo de filmes de terror até descobrir que eles se confundiam com a realidade de minhas palavras. Gostava muito de amedrontar as pessoas. Parei e este tipo de medo sumiu.
Eu tinha medo, mais que insegurança, de enfrentar situações que desconhecia. Mais tarde descobri que isso me foi colocado na mente por algumas pessoas e credos teológicos.
Eu tinha medo de ter medo. Descobri finalmente que ele nada mais é do que a manifestação da minha profunda insegurança. Aquela que todos temos, mas que insistimos em negar a sua existência.
Assim consegui combater o mal que o medo cria em nossa vida quando comecei a olhar para dentro de mim e fazer uma análise das causas e efeitos que ele acaba criando na nossa existência. O Medo aborta muitas coisas que podem nos deixar felizes antes mesmo de tentarmos.

O medo é o "cupim" de nossa alma. O lodo de nossa base. A goteira de nosso teto e o odor de nossa pele.

Para nós podermos identificar as causas e origens de nossos medos, precisa analisar de maneira atenta e sem "dogmas" quatro coisas:
1. As verdades de nossos familiares. - Você, eu, qualquer um de nós escolheu a família em que vive, portanto, as dificuldades fazem parte do aprendizado. Saber superar tudo isso é um ato de grandeza. A forma como somos educados, com mais, menos ou isenção de medo depende de nossos educadores.
2. As verdades de nossos amigos/professores. - Elas acabam fazendo parte de nossos valores quando as apreciamos. Portanto, temos que admitir que somos um pouco (muito) parecidos com o meio em que vivemos.
3. As verdades da empresa em que trabalhamos. - Por conforto, necessidade ou MEDO de desafiar normas e condutas ultrapassadas, nós nos adaptamos às muitas coisas que precisamos combater, alterar e mudar.
4. As verdades de nossa religião. Elas podem estar equivocadas para nós e temos que ter a coragem de experimentar o novo. A religião e a teologia nela inserida, com seus medos e dogmas, querem o controle de sua mente. A vida, para ser prazerosa, tem que ser aceita e entendida. Muito mais do que isso, desfrutada como um grande aprendizado.

Em outras palavras e falando francamente, precisamos DESTRUIR para CONSTRUIR. Temos que desafiar a mesmice de nossas vidas para podermos criar uma nova ação e fazer que esta atitude nos traga mais conhecimento. ..

Assim, como já afirmei nos dois textos anteriores sobre o mesmo assunto, o Medo nunca vem por um acaso. Ele, de alguma forma, foi instalado por alguém em nossos valores... E, uma vez feito isso, ele, o medo, começa a fazer parte de nossa vida. Ele é quem nos destrói a iniciativa, nos faz estacionar e nos coloca em decréscimo de colheitas.

Nada é tão nefasto para nossas futuras colheitas do que o sentimento de medo. Mas, fiquemos atentos, ele nunca é instalado por nós, mas sempre é Livre-Arbítrio deixar ele morando entre nossos valores internos, ou o descartando definitivamente de nossa vida. Em outras palavras: ele é consequência do despreparo de nossos educadores, mas não são eles que conseguem eliminá-lo da nossa vida. Como as nossas doenças têm origem em nossas emoções, é verdadeiro afirmar que o medo é o começo de todas elas.

Quando conseguimos parar o relógio de nossas atitudes sem analisarmos causa e efeito, e buscarmos entender o mal do medo em nossas vidas, começamos efetivamente a alterar o processo de felicidade em nossas vidas.

Ter medo de tomar atitudes significa estagnar o aprendizado de uma encarnação.
Pior que tudo isso é ter medo de eliminar o medo em nossas atitudes...

 (Saul Brandalise Jr)

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

A Alma do Mundo


Quando você conseguir superar graves problemas de relacionamentos, não se detenha na lembrança dos momentos difíceis, mas na alegria de haver atravessado mais essa prova em sua vida.

Quando sair de um longo tratamento de saúde, não pense no sofrimento que foi necessário enfrentar, mas na benção de Deus que permitiu a cura.

Leve na sua memória, para o resto da vida, as coisas boas que surgiram nas dificuldades.
Elas serão uma prova de sua capacidade, e lhe darão confiança diante de qualquer obstáculo.

Uns queriam um emprego melhor;
outros, só um emprego.
Uns queriam uma refeição mais farta;
outros, só uma refeição.
Uns queriam uma vida mais amena;
outros, apenas viver.
Uns queriam pais mais esclarecidos;
outros, ter pais.
Uns queriam ter olhos claros; outros, enxergar.
Uns queriam ter voz bonita; outros, falar.
Uns queriam silêncio; outros, ouvir.
Uns queriam sapato novo; outros, ter pés.
Uns queriam um carro; outros, andar.
Uns queriam o supérfluo;
outros, apenas o necessário

.
Há dois tipos de sabedoria:
a inferior e a superior.

A sabedoria inferior é dada pelo quanto uma pessoa sabe e a superior é dada pelo quanto ela tem consciência de que não sabe.

Tenha a sabedoria superior. Seja um eterno aprendiz na escola da vida

A sabedoria superior tolera, a inferior julga;

a superior alivia, a inferior culpa;

a superior perdoa, a inferior condena.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Conceito de Amizade


Primeiramente vamos tentar definir o que é Amizade.
Amizade é um sentimento completamente inexplicável, que une duas ou mais pessoas de sexos os mais diversos.
Por razões de difícil explicação, existem algumas pessoas com quem simpatizamos e esse é o primeiro passo para que surja ela, A AMIZADE.
Muitas vezes somos mais irmãos de um amigo, de que de nosso próprio irmão.

Por que?

A melhor explicação é um segundo sentimento, chamado Afinidade.
Bem, o que será Afinidade, então?
É o primeiro passo para que surja a Amizade.
Afinidade é um, digamos, encontro de opiniões, de gostos, de preferências musicais, culinárias, artísticas, seja lá o que for.

São pessoas que sequer se conhecem, mas gostam das mesmas coisas, ou quase.
Começam a trocar idéias, e vão descobrindo seus "pontos afínicos", e assim inicia-se uma amizade.
Essa amizade, automaticamente, traz uma certa intimidade, levando fatalmente a uma troca de confidências.
Muitas vezes o grau de amizade permite alguns desabafos, que nem sempre podemos fazer às pessoas que nos cercam, até mesmo para não melindrá-las.

Para isso são excelentes as Amizades Virtuais.

Podemos ter certeza de que tais desabafos são importantíssimos, pois a pior coisa é ficarmos com alguma coisa "entalada" na garganta.
Sapo é bicho de difícil digestão.
Então, termos alguém para quem podemos contar certos assuntos delicados, é muito bom.
Por vezes são problemas pessoais que consideramos insolúveis, mas alguém, de fora, com isenção total de ânimo, pode por vezes dar uma opinião que ajude na solução.

Ou melhor, ainda, quando "estamos de maré baixa", super aborrecidos com algo que está nos perturbando, só o desabafo com alguém que está longe, e não participa dos fatos, já alivia a tensão.

Por vezes esse amigo, além de escutar o desabafo, ainda encontra uma palavra de apoio ou conforto para conosco.

Aí então o benefício é duplo.
Desabafamos e ainda por cima somos consolados.
E isso é muito bom.
Acreditemos que seja bom para os dois lados, pois para quem escuta, é altamente confortador saber que goza da confiança desse amigo.

Claro que por vezes surgem contratempos, um desabafo pode ser mal interpretado, um mesmo uma opinião pode gerar algum mal entendido, e isso pode abalar uma amizade que parecia sólida.

É nessas ocasiões que precisa haver um diálogo que permita aparar as arestas.
Nunca podemos julgar precipitadamente o porque de certos atos de nossos amigos.
Da mesma maneira que somos magoados, podemos magoar aos outros.
Sem que tenhamos essa intenção deliberada de magoar.

Muitas vezes uma atitude que nos parece ser de ajuda é mal interpretada.
Que fazer para remediar a situação?
Por vezes uma explicação... por vezes colocar-se uma pedra sobre o assunto.
Uma amizade sincera é um bem muito precioso para ser desperdiçada por pequenos desentendimentos.

O que não é recomendável em casos assim, são as atitudes radicais, como um afastamento deliberado, ou um silêncio total.

Salvo se não interessa mais a manutenção da amizade.

Nesse caso, também o recomendável é uma conversa franca, em que se possa explicar o porque da perda da confiança e da consideração.
Tanto em um caso, como em outro, o mais aconselhável é um entendimento amigável, evitando que acabe virando em inimizade, gerando rancores.

Então, o certo é que a base de tudo está no diálogo.
Um acerto de contas sempre possibilita reabertura de entendimentos.
O maior de todos os benefícios da Internet é a criação dessas "correntes de amizade".

Afinal, a solidariedade é o melhor sentimento que pode existir, e essa troca de amizade é a maior demonstração de solidariedade que existe.
Por vezes, por algumas dessa amizades sentimos um carinho um pouco maior, que automaticamente nos faz dedicar um pouco mais de atenção a certos "alguéns".

Por que isso?

É um sentimento íntimo totalmente inexplicável, que não tem "tradução".
Vem lá de dentro.
São pessoas com quem afinamos mais, mesmo sem nenhum outro interesse além de ser AMIGO.

E isso é muito bonito.
Enfim, Amizade é uma estrada de duas mãos.
Para que possamos ser amigos de alguém, é preciso que essa amizade encontre reciprocidade.

É algo assim como o Amor.

Não podemos esquecer também que temos ser solidários.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Seja feliz

“Vai devagar"… Pensa duas, três, quatro, quantas vezes forem necessárias pra não fazer bobagem. Cuida do teu coração, cuidado com quem você deixa entrar. Espera o tempo passar. Acredita menos… As pessoas não são tão legais quanto aparentam ser. 
 
Quem acredita menos, sofre na mesma proporção. Até quando você achar que é verdade, desconfie um pouquinho. Faz bem não se entregar totalmente logo de cara. Se arrisca mais, por você.
 
Tenha coragem para dizer tudo que tens aí guardado. Seja forte para conseguir se manter calada perante alguns. Muda de rumo. Quando te mandarem ir por lá, vai pelo outro caminho. Ou vai apenas, pelo caminho do teu coração. Se você não aguentar mais fingir… Chore.
 
Depois que você acabar de chorar, vai sentir-se mais leve. E então vai levantar a cabeça, lavar o rosto, pôr uma roupa bonita no corpo, um sorriso escandalosamente lindo no rosto e dizer que chega, que você vai é ser feliz. Eu sei, é assim mesmo. E vai funcionar!
 
Não diga “nunca”, nunca. Irônico, não? Mas não diga. Porque essa vida é incrivelmente engraçada. Mais uma coisa. Você não pode ter medo que as pessoas te machuquem, viu. Porque as pessoas vão te machucar de vez em quando, até mesmo aqueles que você mais confia e admira. Não vão fazer por mal, mas somente porque são humanos.
 
Cometemos erros ridículos com pessoas maravilhosas. Faz parte. Não esquece que cada um é cada um. Somos diferentes. Graças a Deus, somos. Vive um dia por vez, sem pressa e sem querer ser mais rápida que o tempo. E por favor, vai ser feliz, que tu ainda tem muito por viver.”
 
Caio Fernando de Abreu.

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Pedaços


Porque não consigo? Porque é tão difícil assim te esquecer?A cada hora que passa tudo o que sinto por você aumenta de uma forma tão surreal, queria tanto ter forças pra arrancar, apagar e matar qualquer coisa sua que ainda esteja aqui, mas não consigo apenas amassar e jogar no lixo tudo aquilo que passamos juntos, não consigo apenas fingir que você não existe, não consigo pagar as lembranças suas que estão cada vez mais reais na minha vida.

Sim, perdi meu chão, perdi meu sentido de viver, só seu sorriso era o que me deixava bem e agora onde ele está? Não vejo mais o brilho do sol, pois só do seu lado minha vida foi colorida, sinto tanto sua falta.

Quando o destino escreve nas estrelas, não importa o que aconteça, não importa quanto tempo demore, não importa se tudo mudou, não importa se caminhos diferentes seguimos, sempre vamos encontrar um retorno e sem que nós percebamos voltaremos e nos reencontraremos, pois quando ta escrito nas estrelas, nenhum mero mortal ou qualquer outra coisa consegue apagar, se for pra ser, se nossa vida está ligada e está laçada no mesmo futuro, não importa o que aconteça um dia iremos se reencontrar e faremos o nosso destino se realizar.

Deixe que a vida lhe guie, ela saberá exatamente onde te levar, ela saberá extamente onde está cada coisa e ela te levará onde sua historia está escrita, ela te levará onde seu destino foi ligado e só o tempo te mostrará o caminho certo a seguir e o retorno que deverá percorrer, confie em você, confie no amor, ele sempre te guiará para o caminho certo.

Se você soubesse o quanto eu preciso de você, o quanto eu quero você . De como eu preciso do teu sorriso , de como eu quero ouvir tua voz , saber onde e como você está , queria tanto fazer parte da tua vida , cuidar de você, estar ao seu lado, queria tanto poder te amar.

Você é o meu horizonte, a luz do luar que invade meu quarto toda noite, você é minha fortaleza, meu PORTO SEGURO e eu não dedicarei meus dias a ninguém que não seja você, você é o motivo dos meus sorrisos, você é minha única felicidade e pela vida inteira EU VOU TE AMAR.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

A beleza de cada um

No momento em que a mídia enfatiza a beleza como questão de êxito para o sucesso e condição para se enriquecer de forma muito rápida;
no momento em que se observa que muitos dos nossos jovens estão mais preocupados em mostrar e explorar o corpo, do que em conquistar valores reais;
cabe-nos proceder a uma pequena pausa para meditação a respeito dos caminhos que temos buscado trilhar e daqueles que estamos apontando para os nossos filhos.
Conta-se que um homem acabrunhado entrou em um templo para fazer as suas orações. Em determinado momento, confidenciou a Deus:
Senhor, eu estou aqui porque em templos não há espelhos, pois nunca me senti satisfeito com minha aparência.
Então, na intimidade da consciência, ele começou a ouvir uma voz que lhe dizia, com entonação paternal:
Meu filho, nenhuma das minhas obras surgiu ou ficou sem beleza, pois, lembre-se, que tudo criei com amor.
A aparente feiura é resultado da miopia dos homens, que não sabem, por vezes, descobrir a beleza oculta.
De toda forma, lembre que não importa se o seu corpo é gordo ou magro. O que tem capital importância é que ele é o templo do Espírito imortal. Merece toda a consideração, pois, graças a ele, o Espírito atua no mundo para seu próprio crescimento.
Não importa se seus braços são longos ou curtos. O que tem valor é o desempenho do trabalho honesto que executam.
Não importa se as suas mãos são delicadas ou grosseiras. Sua função é distribuir o bem às outras criaturas. É acarinhá-las e lhes transmitir bem-estar.
Não importa a aparência dos pés. Sua função é tomar o rumo do amor e da humildade.
Não importa o tipo de cabelo, cor, comprimento e se existe ou não numa cabeça. O que importa são os pensamentos que por ela passam e que ela transmite, como criação sua, beneficiando ou destruindo seus irmãos.
Não importa a forma ou a cor dos olhos. O que importa é que eles vejam o valor da vida e, assim ilustrados, colaborem para demonstrar esse valor a outros tantos seres que não gozam da mesma facilidade.
Não importa o formato do nariz. O que importa é inspirar e expirar bom ânimo, entusiasmo, fé.
Não importa se a boca é graciosa ou sem atrativos. O que importa são as palavras que dela saem, edificando vidas ou destruindo pessoas.

Se você não está feliz com a sua aparência física, medite a respeito. Olhe-se no espelho, outra vez, e descubra o brilho dos seus olhos graças ao amor que lhe vai na alma.
Agradeça a possibilidade de um corpo para viver sobre a Terra, nosso lar e nossa escola.
Finalmente, recorde de grandes vultos da Humanidade, que não ganharam prêmios ou foram admirados pela sua beleza física, mas transformaram as comunidades, influenciaram o mundo com seus gestos extraordinários.
Lembre da pequenina irmã Dulce, da Bahia, da também pequena em estatura Madre Teresa de Calcutá.
Por fim, de nosso Francisco Cândido Xavier que, de sua casa, em Uberaba, portador de variadas complicações físicas, espalhava luz para o mundo, através das suas mãos envelhecidas pelo tempo.
Pense nisso

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Nossos Excessos

Nós bebemos demais, fumamos demais, nos expomos demais, gastamos sem critérios, dirigimos rápido demais, ficamos acordados até muito mais tarde, acordamos muito
cansados, lemos muito pouco, assistimos TV demais e rezamos raramente.
Multiplicamos nossos bens, mas reduzimos nossos valores.

Nós falamos demais, amamos raramente, odiamos freqüentemente. Aprendemos a sobreviver, mas não a viver; adicionamos anos à nossa vida e não vida aos nossos anos. Fomos e voltamos à Lua, mas temos dificuldade em cruzar a rua e encontrar um novo vizinho. Conquistamos o espaço, mas não o nosso próprio.

Fizemos muitas coisas maiores, mas pouquíssimas melhores. Limpamos o ar, mas poluímos a alma; dominamos o átomo, mas não nosso preconceito; escrevemos mais, mas aprendemos menos; planejamos mais, mas realizamos menos. Aprendemos a nos apressar e não, a esperar.

Construímos mais computadores para armazenar mais informação, produzir mais cópias do que nunca, mas nos comunicamos menos. Estamos na era do 'fast-food' e da digestão lenta; do homem grande de caráter pequeno; lucros acentuados e relações vazias.

Essa é a era de dois empregos, vários divórcios, casas chiques e lares despedaçados. Essa é a era das viagens rápidas, fraldas e moral descartáveis, das rapidinhas, dos cérebros ocos e das pílulas "mágicas". Um momento de muita coisa na vitrine e muito pouco na dispensa. Uma era que leva essa carta a você, e uma era que te permite dividir essa reflexão ou simplesmente clicar 'delete'.

Lembre-se de passar tempo com as pessoas que ama, pois elas não estarão por aqui para sempre. Lembre-se de dar um abraço carinhoso num amigo, pois não lhe custa um centavo sequer. Lembre-se de dizer "eu te amo" à sua companheira (o) e às pessoas que ama, mas, em primeiro lugar, ame... Ame muito.

Um beijo e um abraço curam a dor, quando vêm de lá de dentro.
Por isso, valorize o que você tem e as pessoas que estão ao seu lado.

(George Carlin)

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

A Parábola do Lápis

O fabricante de lápis tomou o lápis que acabara de fazer de lado, pouco antes de colocá-lo dentro da caixa.” Há cinco coisas que você precisa saber”, disse ao lápis; ”Antes que eu te mande ao mundo. 
 
Lembre-se sempre desses conselhos e você se tornará o melhor lápis que você pode ser:

“Um: Você será capaz de fazer grandes coisas, mas só se você se permitir ser conduzido pela mão de alguém.”

“Dois: Você enfrentará dolorosas experiências ao longo do tempo, mas você vai precisar delas para se tornar um lápis melhor.”

“Três: Você será capaz de corrigir eventuais erros que você pode cometer.”

“Quatro: A parte mais importante de você sempre será o que tem dentro.”

“E cinco: Em cada superfície que você está acostumado, você deve deixa sua marca. Não importa qual seja a circunstância, você deve continuar a escrever.” 
 
O lápis compreendeu, prometendo lembrar, e foi para a caixa com um propósito em seu coração.

Agora substituindo o lápis por você. Lembre-se sempre deles e você será a melhor pessoa que poderia ser.
 
“Um: Você será capaz de fazer grandes coisas, mas só se você permitir-se ser seguro pelas mãos de Deus. E permitir que outros seres humanos possam ter acesso aos muitos dons que você possui.”

“Dois: Você vai enfrentar experiências dolorosas ao longo do tempo, passando por vários problemas na vida, mas você vai precisar deles para se tornar uma pessoa mais forte.”

“Três: Você será capaz de corrigir eventuais erros possa cometer.”

“Quatro: A parte mais importante de você sempre será aquela que está no seu interior”

“E cinco: Em cada superfície que você atravessar, você deve deixar sua marca. Não importa a situação, você deve sempre fazer seus deveres.”

Permita que esta parábola sobre o lápis o ajude a saber que você é uma pessoa especial e só você pode cumprir a finalidade para a qual você nasceu. Nunca se permita ficar desanimado e nunca ache que sua vida é insignificante e que não vale a pena mudar…
 
Nunca negue ao seu coração suas vontades!
O tempo passa e as oportunidades também.
Na vida o caminho a gente acha
Desafio a gente enfrenta
Saudade a gente mata
Decepção a gente esquece
Erro a gente perdoa
Sonho a gente realiza
E felicidade a gente procura (e acha)...
Por isso nunca deixe que uma lágrima represente uma derrota na sua vida, mas só chore quando a alegria da sua vitória não couber em um lindo sorriso...

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Mais do que belas jóias

Não tenho mapas, nem placas. Não existem bússolas nem sinais. Eu apenas abro as velas do meu barco, solto a mão do leme e deixo que os ventos do Altíssimo me guiem até o lugar onde encontrarei meu tesouro. Não sei suas formas, sua aparência e nem consigo mensurar o seu valor exato, nem muito menos o dimensão do seu brilho.

Não adianta ouvir as pessoas, nem muito menos seguir suas direções. Meu coração é emocional de mais e minha razão é racional de mais. Tentando te encontrar já me perdi, tentando tomar as minhas próprias direções me feri. A tão sonhada odisséia do amor, a guerra de titãs entre coração e razão. Nessa jornada até eu mesmo sou meu próprio inimigo.

Mais diante dos preços da caminhada eu penso no prêmio do final desta jornada, você. Aquela cujo o valor excede o de finas jóias. Se eu encontrasse o baú de ouro no final do arco-íris não me satisfaria como tenho certeza - sem nem mesmo te conhecer - que você me satisfará. Muitos dos textos deste blog foi contando esta aventura e a dor da tua ausência. Que o tempo me faça mais amante, que a tua ausência me torne ainda mais apaixonado, que a dor me faça te valorizar sempre mais, que eu sinta na pele tudo que não sou por que você não está aqui. Amor, estou esperando você, sei que talvez meu coração não esteja pronto, mais sei que ele precisa, e deve está, pronto... para te esperar.
 
Que nosso amor seja nosso bem comum, que sejamos incendiados pela mesma chama de amor, que sejamos filhos da mesma mãe amizade que nos laçou, que bata no meu peito o teu coração e no teu o meu, em meus lábios esteja os teus e nos teus os meus, que nos teus sonhos estejam os meus e nos meus os teus e nos meus olhos os teus olhos nos meus. Que nunca existe eu sem você e você sem mim, que sempre os ventos tragam tua fragrância a mim e que na minha poesia sempre seja assim... eu dedico a você e você dedica a mim...

*por Romântico Rebelde

terça-feira, 12 de novembro de 2013

A Chama da Alma

Havia um rei que, apesar de ser muito rico, tinha a fama de ser um grande doador, desapegado de sua riqueza. De uma forma bastante estranha, quanto mais ele doava ao seu povo, auxiliando-o, mais os cofres do seu fabuloso palácio se enchiam.
Um dia, um sábio que estava passando por muitas dificuldades, procurou o rei. Ele queria descobrir qual era o segredo daquele monarca.

Como sábio, ele pensava e não conseguia entender como é que o rei, que não estudava as sagradas escrituras, nem levava uma vida de penitência e renúncia, ao contrário, vivia rodeado de luxo e riquezas, podia não se contaminar com tantas coisas materiais.

Afinal, ele, como sábio, havia renunciado a todos os bens da Terra, vivia meditando e estudando e, contudo, se reconhecia com muitas dificuldades na alma. Sentia-se em tormenta. E o rei era virtuoso. E amado por todos.

Ao chegar em frente ao monarca, perguntou-lhe qual era o segredo de viver daquela forma. Sua majestade lhe respondeu:

Acenda uma lamparina e passe por todas as dependências do palácio e você descobrirá qual é o meu segredo. Porém, há uma condição. Se você deixar que a chama da lamparina se apague, cairá morto no mesmo instante.
O sábio tomou de uma lamparina, acendeu e começou a visitar todas as salas do palácio. Duas horas depois voltou à presença do rei, que lhe perguntou:

Você conseguiu ver todas as minhas riquezas?

O sábio, que ainda estava tremendo, por conta da experiência, porque temia perder a vida se a chama apagasse, respondeu:

Majestade, não vi absolutamente nada. Estava tão preocupado em manter acesa a chama da lamparina que só fui passando pelas salas, e não notei nada.

Com o olhar cheio de misericórdia, o rei contou o seu segredo:

Pois é assim que eu vivo. Tenho toda minha atenção voltada para manter acesa a chama da minha alma que, embora tenha tantas riquezas, elas não me afetam. Tenho a consciência de que sou eu que preciso iluminar meu mundo com minha presença e não o contrário.
*   *   *
O sábio representa, na história, as pessoas insatisfeitas, aquelas que dizem que nada lhes sai bem. Vivem irritadas e afirmam ter raiva da vida.
O rei representa as criaturas tranquilas, ajustadas, confiantes. Criaturas   que são candidatas ao triunfo nas atividades a que se dedicam. São sempre agradáveis, sociáveis e estimuladoras.
Quando se tornam líderes são criativas, dignas e enriquecedoras.
Desse último grupo fazem parte os que promovem o desenvolvimento da sociedade, os gênios criadores e os grandes garimpadores da verdade.

Com ligeiras variações, é sempre o lar que responde pela felicidade ou a desgraça da criatura. É o lar que gera as criaturas de bem ou os candidatos à perturbação.
É na infância que o Espírito plasma a sua escala de valores que lhe orientará a vida.
Por tudo isso, o carinho na infância, o amor e a ternura, ao lado do respeito que merece a criança, são fundamentais para a formação de homens saudáveis, ricos de beleza, de bondade, de amor, que influenciam positivamente a sociedade onde vivem.
Em nossas mãos, na qualidade de pais, repousa a grande decisão: como desejamos que sejam os nossos filhos: tranquilos como o rei ou atormentados como o sábio?

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Faça Acontecer

Quase não existe diferença visível entre o atleta vencedor e o que chega por último.

Ambos possuem o mesmo número de músculos para trabalhar.

Ambos jogam com as mesmas regras e usam equipamentos semelhantes.

Porém, o vencedor é o que tem a determinação de vencer.

O vencedor é aquele que faz o que é preciso, treina dia após dia, esforça-se um pouco mais a cada treino, é capaz de visualizar sua passagem pela linha final à frente do resto.

Tanto o vendedor melhor pago quanto aquele que raramente realiza uma venda possuem os mesmos talentos e recursos.

A diferença está no que eles fazem com o que têm.

Tanto o escritor que mais vende quanto o que nunca publicou nada possuem o mesmo dicionário cheio de palavras para trabalhar.

A diferença está no que eles fazem com o que têm.

Você já possui a matéria-prima para o sucesso e a realização. Você possui o necessário para atingir a grandiosidade em tudo que você quiser.

Você tem dentro de si o potencial para conquistas extraordinárias.

Ninguém é mais nem menos equipado para o sucesso do que você.

Mas é você quem deve fazê-lo acontecer, e é quem tem que assumir o compromisso e fazer o que for necessário para atingir a grandiosidade de que é capaz.

Você tem o que é preciso.

Faça acontecer.

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Jamais se arrependerás

Jamais se arrependerás de ter refreado a língua, quando teve.
Vontade de dizer o que não convinha ou o que não era verdade.
De ter formado o melhor conceito sobre o proceder de outrem.
De não ter julgado com severidade os atos alheios, ignorando.
A real motivação de cada ser.

Jamais se arrependerás de ter perdoado aqueles que te magoaram e de ter contribuído com sua evolução espiritual.
De ter cumprido pontualmente suas promessas bem pensadas.
De ser fiel aos compromissos dignos e nobres a que te vinculastes.

Jamais se arrependerás de ter suportado com paciência as faltas alheias.
De ter ignorado as mentiras e as maledicências que te chegaram aos ouvidos.
De ter dirigido palavras bondosas aos desventurados e tristes.
De ter simpatizado com os menos afortunados e de ter realizado algo de efetivo e bom em prol de alguém.

Jamais se arrependerás de ter pedido perdão pelas faltas cometidas.
De ter reparado o mal que causastes.
De ter pensado antes de falar.
De ter honrado a teus pais, agindo com gratidão por todo o bem que deles recebestes.
De ter sido cortês e honesto em tudo e com todos.

Jamais se arrependerás de ter ensinado algo de bom e de verdadeiro a uma criança.
De ter sido capaz de cativar um coração e de ter feito uma amizade verdadeira.
De ter oferecido pão a um faminto e consolo a um aflito;
De desviar do caminho errado e seguir pelo caminho correto, por mais árduo que essa possa ser.

Podes escolher os caminhos que vais seguir no curso de sua Vida.
Pode optar quais posturas que assumirás diante das mais variadas circunstâncias da vida.

Você é o senhor de seus passos e o dono de seu futuro.
Não compete a mais ninguém as escolhas que afetarão a tua história.
Por mais que os terceiros possam atingi-lo, somente os seus próprios atos, suas reações é que definirão os rumos do teu destino.

Antes de agires, reflita com ponderação e sabedoria.
O arrependimento nas decisões equivocadas, tomadas sob a influência do egoísmo e da ira o fará sofrer.
Fazer o bem sempre é motivo de satisfação e alegria.
Para o homem de bem não interessa o reconhecimento pelo seu ato, nem gratidões e honrarias.
A consciência tranqüila e a certeza de que se fez o melhor e o possível, é o suficiente para apaziguar o coração.
Não tenha medo de ousar e fazer coisas que nunca fez antes e nem tão pouco de mudar em sua vida aquilo for necessário, busque recompensas materiais em tudo que fizer.

Siga sempre pelo caminho do bem, e jamais se arrependerás dessa escolha.
Controle-se e procure escutar o que seu coração tem para lhe contar e investigue suas razões.
Compartilhe seus desejos com a pessoa amada, quem sabe ele (a) também não tenha algo para compartilhar contigo.
Utilize seus talentos, use a iniciativa e dê início aos seus projetos com amor, coragem e dedicação.
Esse será o segredo do seu sucesso.
E quando amar...
Não encontre justificativas para fugir dele.
Lembre-se que às vezes ele está nos lugares menos prováveis e onde menos esperamos.
Jamais se arrependerás.
De ter tido calma e paciência, pois se esse amor ainda não chegou, uma hora ele chegará até você.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Amor e a vida

Ás vezes as pessoas que amamos nos magoam, e nada podemos fazer senão continuar nossa jornada com nosso coração machucado.
Ás vezes nos falta esperança.
Ás vezes o amor nos machuca profundamente, e vamos nos recuperando muito lentamente dessa ferida tão dolorosa.
Ás vezes perdemos nossa fé, então descobrimos que precisamos acreditar, tanto quanto precisamos respirar...é nossa razão de existir.
 Ás vezes estamos sem rumo, mas alguém entra em nossa vida, e se torna o nosso destino. Ás vezes estamos no meio de centenas de pessoas, e a solidão aperta o nosso coração pela falta de uma única pessoa.


Ás vezes a dor nos faz chorar, nos faz sofrer, nos faz querer parar de viver, até que algo toque nosso coração, algo simples como a beleza de um por de sol, a magnitude de uma noite estrelada, a simplicidade de uma brisa batendo em nosso rosto, é a força da natureza nos chamando pra a vida.
Você descobre que as pessoas que pareciam ser sinceras e receberam sua confiança, te traíram sem qualquer piedade.

Você entende que o que para você era amizade, para outros era apenas conveniência, oportunismo.
Você descobre que algumas pessoas nunca te disseram “eu te amo”, e por isso nunca fizeram amor, apenas transaram...descobre também que outras disseram “eu te amo” uma única vez e agora temem dizer novamente, e com razão, mas se o seu sentimento for sincero poderá ajudá-los a reconstruir um coração quebrado...Assim ao conhecer alguém, preste atenção no caminho que essa pessoa percorreu, são fatores importantes...

Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá, manifeste suas idéias e planos, para saber se vocês combinam, e certifique-se de que quando estão juntos aquele abraço vale mais que qualquer palavra...

Esteja aberto a algumas alterações, mas jamais abra mão de tudo, pois se essa pessoa te deixar, então nada irá restar.
Aproveite sua família que é uma grande felicidade, quando menos esperamos iniciam-se períodos difíceis em nossas vidas.

Tenha sempre em mente que as vezes tentar salvar um relacionamento, manter um grande amor, pode ter um preço muito alto se esse sentimento não for recíproco, pois em algum outro momento essa pessoa irá te deixar e seu sofrimento será ainda mais intenso, do que teria sido no passado.
Pode ser difícil fazer algumas escolhas, mas muitas vezes isso é necessário, existe uma diferença muito grande entre conhecer o caminho e percorrê-lo.

Não procure querer conhecer seu futuro antes da hora, nem exagere em seu sofrimento, esperar é dar uma chance à vida para que ela coloque a pessoa certa em seu caminho.
“A tristeza pode ser intensa, mas jamais será eterna”
A felicidade pode demorar a chegar, mas o importante é, que ela venha para ficar e não esteja apenas de passagem...

François de Bitencourt

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Uma Flor Rara


Havia uma jovem muito rica, que tinha tudo: um marido maravilhoso, filhos perfeitos, um emprego que lhe pagava muitíssimo bem, uma família unida.
O estranho é que ela não conseguia conciliar tudo isso, o trabalho e os afazeres lhe ocupavam todo o tempo e a sua vida estava deficitária em algumas áreas.

Se o trabalho lhe consumia muito tempo, ela tirava dos filhos, se surgiam problemas, ela deixava de lado o marido... E assim, as pessoas que ela amava eram sempre deixadas para depois.

Até que um dia, seu pai, um homem muito sábio, lhe deu um presente: uma flor muito cara e raríssima, da qual havia apenas um exemplar em todo o mundo.

E disse a ela:
- Filha, esta flor vai te ajudar muito mais do que você imagina! Você terá apenas que regá-la e podá-la de vez em quando, ás vezes conversar um pouquinho com ela, e ela te dará em troca esse perfume maravilhoso e essas lindas flores.

A jovem ficou muito emocionada, afinal a flor era de uma beleza sem igual. Mas o tempo foi passando, os problemas surgiam, o trabalho consumia todo o seu tempo, e a sua vida, que continuava confusa, não lhe permitia cuidar da flor.

Ela chegava em casa, olhava a flor e ela ainda estava lá, não mostrava sinal de fraqueza ou morte, apenas estava lá, linda, perfumada. Então ela passava direto.

Até que um dia, sem mais nem menos, a flor morreu. Ela chegou em casa e levou um susto!
Estava completamente morta, suas raízes estavam ressecadas, suas pétalas caídas e suas folhas amarelas.

A jovem chorou muito, e contou a seu pai o que havia acontecido.

Seu pai então respondeu:

- Eu já imaginava que isso aconteceria, e eu não posso te dar outra flor, porque não existe outra igual a essa, ela era única, assim como seus filhos, seu marido e sua família.

Todos são bênçãos que Deus te deu, mas você tem que aprender a regá-los, podá-los e dar atenção a eles, pois assim como a flor, os sentimentos também morrem.

Você se acostumou a ver a flor sempre lá, sempre florida, sempre perfumada, e se esqueceu de cuidar dela.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

A coisa mais importante da vida?



Descobri muito cedo que a coisa mais importante da vida é o amor… e que tudo o que as pessoas desejam é alguém que as ame de uma maneira forte e constante. Com aquele tipo de carinho que dispensa palavras. 

Que não fica criticando o tempo todo, mas que é um braço estendido na hora em que a gente mais precisa. Encontrar alguém que ama assim é uma alegria e põe a gente feliz, sorrindo pra vida.   
 Há pessoas que têm o dom de levar a beleza por onde elas passam… parece que carregam na boca um pedaço de céu e os seus rostos têm a clareza e o frescor de uma manhã de sol. São frascos de perfume que mesmo quebrados exalam a mais encantadora fragrância: o amor. 

Acho bonito quando os sábios dizem que é pela inteligência e o caráter que a pessoa resplandece as qualidades que tem. Só não consigo concordar inteiramente. Não por oposição mas por insuficiência. Porque o caráter e a inteligência podem impressionar, mas é o amor que damos a alguém que nos faz brilhantes e inesquecíveis em sua vida.

Não basta ser inteligente… ter caráter não chega; é preciso amar. Porque o amor torna as pessoas indispensáveis. Se eu amo, eu preciso de você… e isso me faz melhor. Se eu amo, passo a gostar mais da sua voz do que da minha… então, calo para você falar, e ao escutar estarei amando.   

Por isso, se você quiser acender um sorriso, iluminar um coração ou acordar a esperança em alguém, precisa lembrar de uma coisa: as pessoas se alegram com sua inteligência, apreciam o seu caráter, mas precisam de seu amor. O amor tem o poder de transformar todas as coisas e destrancar todas as portas. Só ele faz luzir nossos talentos e resplandecer quem a gente é. 
  
Então, se você calar, cale com amor; se gritar, grite com amor; se corrigir alguém, corrija com amor; se perdoar, perdoe com amor. Se você tiver o amor enraizado em você, diz um antigo profeta, nenhuma coisa senão o amor serão os seus frutos… e todos se aproximarão. E, aos que perguntarem porque nessa ou naquela circunstância agimos assim, como será gostoso responder: É que o amor luzia em mim! 


Prefiro me apresentar a partir dos valores em que acredito do que das coisas que faço. Tenho tentado pautar minha vida no amor e isso, certamente fala de quem eu sou mais do que qualquer outra coisa. 

*Por Márcio Mendes

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Nascer de novo

Num artigo muito interessante, Paulo Angelim que é arquiteto, pós-graduado em Marketing dizia mais ou menos o seguinte:

Nós estamos acostumados a ligar a palavra morte apenas à ausência de vida e isso é um erro.

Existem outros tipos de morte e nós precisamos morrer todo dia.

A morte nada mais é do que uma passagem, uma transformação.

Não existe planta sem a morte da semente, não existe embrião sem a morte do óvulo e do esperma, não existe borboleta sem a morte da lagarta, isso é óbvio!

A morte nada mais é do que o ponto de partida para o início de algo novo. É a fronteira entre o passado e o futuro.

Se você quer ser um bom universitário, mate dentro de você o secundarista aéreo que acha que ainda tem muito tempo pela frente.

Quer ser um bom profissional? Então mate dentro de você o universitário descomprometido que acha que a vida se resume a estudar só o suficiente para fazer as provas.

Quer ter um bom relacionamento, então mate dentro de você o jovem inseguro ou ciumento, os amores mal resolvidos, ou o solteiro solto que pensa poder fazer planos sozinhos, sem ter que dividir espaços, projetos e tempo com mais ninguém.

Enfim, todo processo de evolução exige que matemos o nosso "eu" passado, inferior.

E, qual o risco de não agirmos assim? O risco está em tentarmos ser duas pessoas ao mesmo tempo, perdendo o nosso foco, comprometendo nossa produtividade e, por fim, prejudicando nosso sucesso.

Muitas pessoas não evoluem porque ficam se agarrando ao que eram, não se projetam para o que serão ou desejam ser. Elas querem a nova etapa, sem abrir mão da forma como pensavam ou como agiam.

Acabam se transformando em projetos acabados, híbridos, adultos "infantilizados".

Podemos até agir, às vezes, como meninos, de tal forma que não matemos virtudes de criança que também são necessárias a nós, adultos, como:brincadeira, sorriso fácil, vitalidade, criatividade etc.

Mas, se quisermos ser adultos, devemos necessariamente matar pensamentos infantis, para passarmos a pensar como adultos. Quer ser alguém (líder, profissional, pai ou mãe, parceiro ou parceira,cidadão ou cidadã, amigo ou amiga) melhor e mais evoluído?

Então, o que você precisa matar em si ainda hoje para que nasça o ser que você tanto deseja ser?

Pense nisso e morra!

Mas, não esqueça de nascer melhor.

Não tenha medo de abrir mão do que você quer para viver o que Deus quer para você

Deus só pode agir naquilo em que O deixamos trabalhar. Às vezes, saímos feridos de um relacionamento, tão machucados, que achamos que o “o a...