quinta-feira, 30 de abril de 2020

A terceira guerra mundial chegou e não nos demos conta

Eu nasci poucos anos depois do fim da última grande guerra, e desde pequeno ouço falar que a Terceira Guerra Mundial provavelmente iria dizimar grande parte da raça humana. Acho que chegamos nela e nem nos demos conta disso. A diferença é que eu, na minha inocência, acreditava que seria uma briga de algum país rico,contra outro país rico, em busca de alguma riqueza maior ainda.Que esses países inventariam bombas terríveis e com toda força bélica iriam demonstrar quem era o mais forte… Errei… Errei feio… Descobri que o país mais forte na terceira guerra mundial, não é o que tem mais armas de fogo.

Não é o que investiu em força bélica, ou armamento nuclear. O país que vai ganhar a guerra é aquele que soube investir na ciência, na saúde e em sua infraestrutura hospitalar, porque o inimigo não morre com um tiro, ele é invisível. Mas, em uma coisa eu estava certa…Muitos vão morrer. Essa guerra está aí para inverter valores. Veja: o petróleo, sem consumo, não vale nada, não é mais ouro negro como sempre disseram… O ouro hoje é em gel, e transparente… E só serve pra desinfetar.
Shoppings fechados, lojas desertas. Pra que comprar, se ninguém vai ver a bota nova comprada na loja cara logo no lançamento da Coleção outono-inverno?

Carros caros que não saem das garagens. Viagens desmarcadas. A Disney perdeu o encanto e o Donald, dessa vez o Trump, pede para que os americanos fiquem em casa.Em todas as línguas a palavra mais falada é essa mesmo “casa”… Que ganha um novo significado, além de morada vira “abrigo”.

A muralha da China não impediu que o vírus se espalhasse. Deixamos todo o trabalho em cima das mesas e de um dia para o outro, tudo parou… Tenho a sensação de que não me despedi de ninguém…Fico imaginando que eu não posso perder ninguém, nem ir embora desse mundo sem me despedir. Será que abracei o suficiente? Será que disse a todos o quanto eu os amo.

Não sei… Essa Guerra me deixou sem chão, verdades tão óbvias apareceram e quebraram paradigmas. Precisou que o mundo parasse e o vírus ameaçasse nossa sobrevivência para que os pais percebessem que educação se faz em casa. E que escolas são centros de socialização. Que ensinar não é fácil e que professores são muito mais heróis do que aqueles que o cinema mostra.Que os mitos estão nos hospitais, de máscaras e sem condições de trabalho e não no Planalto onde a idiotização das pessoas toma forma humana e sem escrúpulos.

Se você aprendeu com a sabedoria dos mais velhos, sorte a sua, o mundo depois desse tsunami será mais jovem, com menos rugas e menos sábio… Ou talvez a sabedoria apareça nesse tempo, desde que ele sirva para entendermos que viagens foram canceladas porque a grande viagem que deve ser feita é pra dentro de nós mesmos. Para que você entenda que o importante não são os custos, mas os valores.

Que essa guerra sirva pra que você reveja seus conceitos, entenda que rico é o trabalhador, sem ele não existe riqueza. Que sem o homem a natureza é mais feliz e o céu mais azul. Que amigos usam a tecnologia pra se fazer perto e que não existe distância para aqueles que se amam. Que vencer uma guerra no sofá é uma benção e está em suas mãos. Sua casa é sua trincheira e na terceira guerra mundial a granada mais perigosa é água e sabão. E quando passar, olhe pra essa quarentena e veja que ela foi apenas o tempo de incubação, que você precisou para renascer.


Adriana Giampietro

quarta-feira, 29 de abril de 2020

O PESO DE AMAR UM CORAÇÃO QUE JÁ AMA

Ou se fala do amor sublime – aquele de quem está vivendo, do lado de dentro, compartilhando sorrisos, beijos e cumplicidade – ou do amor doído, quando ele acaba e um dos protagonistas ainda o sente (ah, e como sente!), do sofrimento causado quando se rompem os laços e tudo vira nó, tudo vira só. E quando o tempo do amor acontece na terceira pessoa do singular? Quando a gente quer que o Eu e Tu vire Nós, mas somos o ‘Ele’ que observa – e sofre – no canto?

Amar é coisa engraçada. A gente está sozinho, carente, quer alguém, nada aparece. Se estamos com pressa, sem tempo, sem disposição, tropeçamos sem querer com ele por aí. Almejamos por aquele que curta as mesmas bandas que nós, tenha umas estranhezas parecidas com as nossas, troque a balada pelo vídeo-game e ria das piadas sem graça. Você encontra uma pessoa dessas, que tinha tudo para ser o par perfeito. Mas eis que falta algo, simplesmente falta. Poderia ser sublime, mas não acontece, não tem chama, não tem pele, não tem. Não é. E então, aquele mais improvável e diferente cruza seu caminho em um dia qualquer da semana, um dia que talvez chovesse ou estivesse sol – você nem lembra, não tinha importância, e do nada o mundo vira de ponta cabeça. Até aí, tudo bem, acontece. Mas e se essa pessoa que descompassou seu coração já faz morada em outro?

 Julgamentos. É essa a primeira coisa que fazemos quando não é com a gente. Onde já se viu, com tanta pessoa solteira no mundo, por que escolher justamente alguém que é comprometido? Saia dessa, caia fora, esqueça: Não é a única pessoa no mundo. O mar está cheio de peixe. Mas o (a)mar, ah esse tem águas desconhecidas: vem como fúria e te encharca. Quem está desse lado, luta para não se afogar, emergir e sair ileso, mas é difícil nadar contra a corrente que vem de dentro do peito. Se fosse para seguir o roteiro e escolher, obviamente optaríamos por amar quem está disponível, o que é alcançável, seguro, certeiro: Mas parece que esse tal de amor é dado a dramas, sem finais óbvios.

Como é difícil interpretar esse tempo, quando o verbo é sentir mas você conjuga esperar, quando a ação é beijar, abraçar, querer, mas você acaba por sofrer. Nesse limbo – localizado entre o céu de quem se ama e o inferno de quem terminou – está lá você que não vive o doce do amor embora ame, nem o amargo do fim, pois nem começou. É difícil saber como agir. Você sabe que é errado. Que não devia. Que tem que esperar passar, que tem que ir pescar quem sabe alguns desses peixes, mas a sua isca não combina com nada. Se você está passando por isso, me desculpa, mas não tenho o que te dizer. Apenas que entendo, e sei o quanto é difícil. Sinta, sinta muito – sinta o sublime do amor dentro de ti, sinta o fardo de não ser você o protagonista dessa história romântica. Como falei antes, amor é drama e o final, quem vai saber? Deixa ser.

(E aos que julgam, me desculpem por esse texto, mas isso precisava ser falado. Sempre há o outro lado, e quando se está lá é bem mais difícil. Não ofereça palavras ruins, quem está passando por isso já vive em bastante conflito. Apenas pensem nisso).

Conheça meu livro.

*Resiliência Humana

terça-feira, 28 de abril de 2020

“Entenda…Dessa vida você só leva uma muda de roupa e nem é você que escolhe”.

“A vida é curta!”

Quantas vezes já ouvimos isso?

Muitas né?

E mesmo assim, sabendo que a vida passa rápido, e que nem sequer poderemos prever quantos dias teremos a mais, para aproveitá-la, passamos os dias contando as horas, os minutos, e os segundos, insatisfeitos e medrosos, desprezando a beleza das coisas simples, a riqueza dos pequenos momentos, como se isso tudo fosse ser eterno.

Alguns são até capazes de rezar para que o dia termine logo, para que o expediente chegue ao fim.

Outros, desejam ininterruptamente que chegue o fim de semana para poderem descansar, e muitos vivem a contabilizar os “vinténs”, dominados pela avareza e pela ganancia que os deixam cegos quando acreditam piamente que precisam acumular mais e mais riquezas.

É MEU AMIGO, DEIXA DISSO QUE A VIDA É CURTA. E DAQUI NÃO SE LEVA NADA! MUITOS JÁ DEVEM TER DITO ISSO A VOCÊ!

Mesmo que você seja um daqueles céticos inveterados que não acreditam em nenhum tipo de energia criadora, e possui a total certeza de que do pó viemos e para o pó voltaremos, mesmo assim, e até por isso, você deveria pensar em aproveitar mais os seus dias, ao invés de guardar tanto dinheiro no banco.

Sabe por quê? Assim que você voltar para o pó de onde veio, o seu dinheiro continuará lá no mesmo banco, e será disputado por muitos que nem sequer perderam todo esse tempo que você gasta hoje, trabalhando, para conquista-lo.

E se você demorou 50 anos para acumular, eles gastarão tudinho antes mesmo que as próximas gerações com seu sobrenome pomposo possam chegar!

Você pode pensar que possui o controle de tudo, que a baixo de você existe um exército de funcionários e que a cima de você, não existe “quase” ninguém.

Seu objetivo pode ser chegar ao topo do mundo, mas o “topo” não existe, as possibilidades não se extinguem, e essa é uma ilusão que você escolheu viver. É apenas mais uma utopia que você criou para poder viver o vazio existencial que dominou completamente a sua alma.

Nada te satisfaz, nem o mais alto cargo, nem o maior poder, nem a mais bonita das mulheres, mesmo podendo comprar a beleza e a juventude eterna, nada, preenche a sua alma. Porque te falta o básico: aprender a amar.

Meu amigo me escute, absolutamente nada será capaz de fazer brotar a verdadeira felicidade dentro do seu coração se você continuar acreditando que apenas será feliz se conseguir acumular o que quer que seja, ter mais do que quem quer que seja. Porque ter não faz ninguém feliz!

A única forma de viver plenamente feliz é ser mais do que se é!

Ser mais justo, ser mais honesto, ser mais humilde, ser mais caridoso, ser mais amoroso, ser mais dedicado, mais carinhoso, prestativo, generoso, amoroso, e ser muito, e muito, e muito mais grato… por tudo que a vida oferecer!

Só assim você poderá um dia se despedir da vida, vestido com a roupa que você não escolheu, e com a sensação de missão cumprida, com o peito aberto, coração liberto, e enfim, poder descansar em paz!

Só quando paramos de contar os dias, as horas, os minutos e os segundos, só quando passamos a nos bastar, a nos sentir satisfeitos com a vida, só quando paramos de temer o que quer que possa acontecer de errado, só quando passamos a prezar pela beleza das coisas simples, dando valor a riqueza dos pequenos momentos, conscientes da fragilidade da vida… Só aí, só quando chegarmos nesse ponto, estaremos prontos para sentir a verdadeira felicidade, e então, perceberemos que para alcançarmos isso, o acúmulo de dinheiro não se fez necessário.

*Iara Fonseca

segunda-feira, 27 de abril de 2020

Nossa sorte é que não somos feitos do que os outros pensam de nós!

Muitas vezes vivemos a vida preocupados com o que pensam de nós. Com o que acreditam que somos, com a imagem que passamos, ou até mesmo nos incomodamos com aquilo que inventam sobre nós.

Essa preocupação nos leva a perder a originalidade e a viver uma vida ingrata.

Muitos de nós nos entristecemos quando nos maldizem, quando são injustos conosco, quando nos nivelam por baixo, quando nos julgam de maneira equivocada.

É natural nos sentirmos assim, é natural querermos provar, que esses, estão errados em relação a nós. Mas, muitas vezes, nos colocamos na posição de advogados de uma causa perdida.

“NOSSA SORTE É QUE NÃO SOMOS FEITOS DO QUE OS OUTROS PENSAM”. SOMOS FEITOS DO QUE SENTIMOS, DO QUE PENSAMOS, DO QUE OFERECEMOS AO MUNDO!

Se o que pensamos, o que sentimos e o que oferecemos é bom, se nossa consciência está tranquila, não devemos nos incomodar com o que pensam, ou com o que falam sobre nós.

Demos deixar que pensem e que falem, porque as nossas atitudes provaram o contrário. E as maldades que disseminarem aos quatro ventos serão dissipadas diante dos olhos daqueles que veem o bem que fazemos!

Por isso, não se martirize, não se aflija, não se irrite!

Prefira fazer uma leitura edificante, ouvir uma música relaxante, praticar caridade, vibrar positivamente e nunca, de maneira alguma, se deixe contaminar por aqueles que querem te ver padecer, sucumbir, ou por aqueles que querem despertar o pior que existe em você.

Pois, por mais bondade que alimentamos em nosso coração, existem pessoas que são capazes de despertar o que existe de pior em nós. Porque todos nós temos o bem e o mal agindo em nós com mais ou menos intensidade. E se realmente queremos nos desvencilhar do mal que o mal nos causa, devemos retribuir esse mal com o nosso bem, para o nosso bem!

O que pensam sobre nós realmente não importa, não precisamos provar nada a ninguém e muito menos nos justificar.

E se por acaso você ainda se sentir incomodado diga em alto e bom som: O QUE VOCÊ PENSA SOBRE MIM NUNCA SERÁ CAPAZ DE MUDAR QUEM EU REALMENTE SOU!


*Iara Fonseca

sexta-feira, 24 de abril de 2020

O que não mata, de fato, fortalece. E não, nada é por acaso!

O que não mata, fortalece!

Mas o pior foi o tempo que perdi tentando obter respostas, para as dúvidas que eu nunca vou conseguir responder.

Então, eu desisti de tentar entender e passei somente a aceitar. Aceitar, não passivamente mas sim com muita dor. E não é, que até com a dor, a gente se acostuma.

Descobri, que quanto mais doía, mais eu aprendia, e passei a aceitar minha dor com carinho, pois sabia que ela sempre viria acompanhada de sabedoria e que a cada ferida cicatrizada, eu me tornava, mais mulher, mais decidida, mais bonita por dentro e por fora, e muito mas muito mais forte.

Por que o que não mata, de fato, fortalece. E não, nada é por acaso.

Já percebeu como essa frase tão simples, ao mesmo tempo diz tantas coisas ? Não sei para você, mas para mim, ela explica, conforta e me ajuda a aceitar aquilo que eu não consigo entender.

Por que nem sempre e possível entender, mas, às vezes a única coisa que nos resta é aceitar.

Entre minhas maiores aceitações, a mais importante foi aceitar a mim mesma, e foi assim que descobri beleza no caos, eu abracei a solidão, e me encontrei.

Descobri que eu sou um ser humano bem melhor do que imaginei.

Tinha mania de me culpar, toda vez que algo saia errado na minha vida, de um modo ou de outro, eu sempre achava que eu podia ter tentado um pouco mais, ter dado mais de mim.

Mas o tempo e ela, a solidão, me mostraram que a minha vida seguia o curso que eu mesma guiava.

Sou grata à força maior do Universo, que é Deus, pelo livre arbítrio a mim concedido, onde a cada dia, através de meus pensamentos, atitudes e reações perante os acontecimentos da vida, sempre aprendo alguma lição. Eu não sei quantas lições eu já aprendi, tão pouco quantas eu ainda preciso aprender.

A única coisa que eu sei, é que estou vivendo, me permitindo, sentindo e amando.
Porque sem amor eu não sou, sem amor eu não existo.
Minha busca maior é por paz, meu desejo maior é a felicidade que só existe na simplicidade de uma vida que vale a pena ser vivida.


*Wandy Luz

quinta-feira, 23 de abril de 2020

ADEUS AO CONTROLE DE TUDO, AFINAL TUDO FUGIU DO CONTROLE

Adeus ao controle de tudo, afinal tudo fugiu do controle. Adeus ao pensamento “Quem manda na minha vida sou eu”, manda nada. O que está acontecendo foge do controle das nossas mãos e da nossa visão tão pequena e limitada.

Adeus a ideia de que “Eu posso fazer o que quiser da minha vida”, pode nada, quem pode é Deus que poda as nossas asas quando tudo que carregamos é orgulho, ego, maldade, agressividade e raiva.

ADEUS AOS MILHARES DE PLANOS “AMANHÃ EU VOU VIAJAR PRA PARIS”, ” FINAL DE SEMANA VOU ACAMPAR”, ‘” NO MÊS QUE VEM EU VOU VISITAR MEUS PARENTES DISTANTES”. ENTENDA: O AMANHÃ NÃO EXISTE. O QUE VOCÊ TEM É O AGORA.

Adeus as certezas absolutas sobre tudo que acontece. Você não tem certeza de nada. A vida não oferece garantia alguma.

Enquanto você acredita na sua verdade o outro acredita na verdade dele e a vida segue. 

Adeus as tentativas de controlar tudo e todos. Adeus as tentativas teimosas em pessoas que não querem nada com você.

Adeus as tentativas de agradar todo mundo, exceto agradar a si mesmo.

Adeus a tentativa de viver uma vida mais ou menos. Adeus aos medos que limita, impede e atrapalha a vida.

Adeus ao pensamento de que sem você a vida vai parar, sinto te dizer, mas a vida não para enquanto você está chorando, reclamando e murmurando. A vida segue.

Adeus ao pensamento de que é um perdedor e derrotado. Adeus ao pensamento que teima em te convencer de que você não é capaz e nem inteligente.

Adeus aos pensamentos tristes e aflitos. Adeus ao desespero que vez ou outra cresce e toma conta do seu ser.

Adeus ao pensamento que tenta te convencer a parar e desistir. Afinal, quando o coração diz adeus ao velho a vida presenteia com o novo.

E, sabemos que o novo da vida é bênção do Criador.


*Sú Cursino

quarta-feira, 22 de abril de 2020

Quando o sentimento é verdadeiro e cativante, ele não morre!

Hoje durante o trabalho me veio uma velha e famosa frase de um livro muito conhecido ao redor do mundo; a frase diz “tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”.

Quando o sentimento é verdadeiro e cativante, ele não morre, transforma-se como todo o resto…
Cativar no dicionário quer dizer impressionar, conservar, e logo me veio à cabeça a lembrança de uma pessoa querida que há alguns anos me cativou de maneira tão profunda que até hoje, anos e distâncias depois, nutro e guardo meus sentimentos e uma única foto que temos juntos na minha carteira.

Já ouvi tanta gente falar que se esqueceu do primeiro amor, ou que esse não teve importância alguma, ou ainda pior, que o amor atual nem é assim tão bom mas é cômodo e por isso é melhor que assim fique.

Isso não é amor, é carência, comodismo, temor da solidão e da vida. Dizemos sempre que amamos, mas nunca paramos para pensar no real significado da palavra.

Amar sem cativar não é amar; amor é conquista, afeto, carinho, paciência, respeito e tolerância. Cativar é prender a atenção, dar seu tempo, seu pensamento, seu respeito, seu sorriso e seu coração; é como se uma coisa estivesse entrelaçada a outra.

Amor não é apenas fogo, desejo e paixão. Amor é calmaria, delicadeza, detalhe, gentileza e sutileza. É tocar a alma do outro com um olhar e fazer com que o mundo pare de girar no instante de um abraço.

Nós sempre vamos nos lembrar daqueles que passaram, mesmo que rapidamente, por nossas vidas e que com um gesto, por menor que tenha sido, nos cativou.

Ainda que os anos passem, que as circunstâncias e os sentimentos mudem, quando alguém cativa nosso coração ele sempre vai saber agradecer e preservar esse sentimento de carinho e tranquilidade.
Quando o sentimento é verdadeiro e cativante, ele não morre, transforma-se como todo o resto, mas vai estar sempre ali para ser lembrado com doçura e pronto a trazer sorrisos na escuridão dos nossos dias.

*Caroline Misokane

quinta-feira, 16 de abril de 2020

Tome cuidado com as maldades camufladas e com os abraços que apunhalam

“Nem tudo o que te dizem é para ajudar, nem todo elogio provém de uma admiração sincera e nem todo mundo que se diz teu amigo realmente quer o seu bem.” (Beatriz Zanzini)

Existe muita gente boa no mundo, mas o que também há de pessoas ruins é incrível. Não se passa um dia sem que nos decepcionemos com alguém, sem que não nos surpreendamos com alguma atitude que não esperaríamos de determinada pessoa, sem que não nos deparemos com alguma manchete absurda nos jornais.

Apesar de sermos seres racionais, muitas vezes agimos irrefletidamente, apenas seguindo o impulso, esquecendo-nos de pensar sobre as consequências do que fazemos, do que dizemos, sem levar em conta os sentimentos alheios. Mesmo sofrendo, mesmo sabendo como dói viver, muitos de nós não nos importamos com a dor do outro, nem mesmo com a dor por nós causada.

Não dá para entender, por exemplo, o prazer que possa trazer a destruição da imagem do outro, mesmo que às custas de inverdades. Não é raro, nesse sentido, surgirem polêmicas envolvendo quem está se destacando em algum setor da vida, quando se espalham boatos que podem macular a imagem de quem brilha, principalmente na mídia e na política.

Isso se constata rapidamente ao prestarmos atenção nos participantes do programa BBB, que, mal surgem na telinha, já têm seu passado vasculhado e polemizado por internautas. O julgamento do outro parece ser um comportamento recorrente, como se ninguém houvesse errado, como se a perfeição fosse uma possibilidade. O que importa mesmo é acabar com a vida de quem se destaca, porque a muitos é insuportável assistir ao sucesso de quem fez por merecer.

Por essa razão é que devemos ter cuidado com as pessoas, no sentido de nos precavermos de gente ruim, que não sabe ser sincera, que não age sem querer algo em troca. Há muitas pessoas que são infelizes e não suportam que ninguém mais seja feliz. Invejam o outro e, em vez de tentar conquistar e chegar lá onde a pessoa está, apenas tentam destruir quem é feliz. É preciso, pois, cautela – como nos ensinam as escrituras, “orai e vigiai”.

*Marcel Camargo

terça-feira, 14 de abril de 2020

O PROFESSOR ANALFABETO

As pessoas que confundem o que elas são, como que têm, quando perdem o seu cargo se despedem de quem?

De quem nunca foram na realidade.

Porque não existe hierarquia que diminua nossa personalidade quando a gente se dá conta que atrás do crachá é que está a nossa identidade.

Sempre que eu vejo alguém que está numa posição mais elevada se sentindo superior eu lembro de um senhor analfabeto que era chamado de professor, ele era muito respeitado sem ter muita instrução mas por ser dotado de sabedoria, e a diferença? “A diferença” ele dizia “é que sabedoria ninguém tira, e esse monte de informação, hoje vai ter validade, amanhã expira”.

E ele sempre repetia, eu respeito o seu título mas me identifico com seu nome, eu respeito o seu sobrenome, mas é só uma identificação e por isso eu respeito tanto alguns amigos que a gente se identifica ponto, de chamar de irmão.

E foi com esse professor analfabeto, que eu aprendi que respeito não é competição, você continua ganhando, se respeitar o outro, mesmo fora do ambiente de trabalho ou fora do horário, porque valorizar alguém, não significa perguntar o salário, e ser quem a gente é, é diferente de ser o que a gente quer ter, então não deixe que a sua posição, chegue primeiro que você… Ninguém tira o que você é!!!


Allan Dias Castro

segunda-feira, 13 de abril de 2020

Que tempo foi esse que se dava valor a tantas coisas sem valor?

O que tem real valor? O que realmente faz sentido?

O tempo nunca mais será o mesmo. Você não será mais o mesmo, as pessoas não serão as mesmas, o mundo não será mais o mesmo.

Já é possível observar tudo de uma nova forma. Existe agora uma lente de aumento para todo o seu olhar.

Abruptamente tudo se transforma e mexe com a cabeça de todos.

Que tempo foi esse que se dava valor a tantas coisas sem valor?! Onde andava a humanidade? O que foi feito dos seres humanos, do planeta terra?

Nada será como antes.

Como canta Ivan Lins: “No novo tempo apesar dos perigos, pra que a nossa esperança seja mais que vingança, seja sempre um caminho…”

UM NOVO CAMINHO, EM UM NOVO TEMPO QUE NADA TEM A VER COM O TEMPO ANTIGO.

Um caminho construído no entendimento de que é possível ser mais próximo de si, dos outros, e que não é perda de tempo olhar para as suas reais necessidades, e as dos outros. Saber que é possível construir relações verdadeiras baseadas no afeto, no amor.

Em um novo tempo de entendimento, ficará no passado o poder ligado a obstinação do lucro desmedido e acima de qualquer valor que destrói o planeta. É preciso constatar isso em uma nova forma de vida, onde cada um pode contribuir sem se sentir ameaçado, onde a competição poderá ceder lugar a cooperação. Encontrando novos caminhos para ‘ser’ e não somente ‘ter’.

Não é fácil rever conceitos, entender que não se tinha tempo porque havia necessidade para todos do automatismo, para “Não pensar” em nada disso, ninguém estava preparado para parar, rever, saber que o que se vendeu na sociedade, no mundo, o que se comprou como felicidade, amor, vida, alegria, nada tinha a ver com a realidade, tudo foi uma grande ilusão.

UM RESSIGNIFICAR DO TEMPO, DAS HORAS, DA VIDA…

Existe uma desorganização em nós agora, no mundo, mas ao mesmo tempo existe a possibilidade de ressignificar tudo. O que realmente faz sentido? O que tem real valor? O que toca o seu coração?

A partir de agora novos significados, novo sentido de vida, o tempo, os caminhos feitos com o coração serão sentidos com a alma!

A expansão de consciência se iniciando através do amor, novos valores e um bem querer que se renova em cada coração, mostrando que há muito mais a ser vivido, sentido, trocado do que era antes.

O QUE ERA GRANDE FICOU PEQUENO, O QUE SE ENTENDIA COMO PEQUENO FICOU IMENSO.

Você vai ver surgir algo grandioso na sua frente, uma beleza do seu ser em expansão, e de todos os outros seres.

Agora é um novo tempo, o tempo mais importante de todos os tempos, o tempo em que a humanidade se refaz no amor, na paz, na união, da ajuda mútua, na verdade da alma e do coração.

NENHUM TEMPO FOI PERDIDO, TODOS OS TEMPOS TROUXERAM A ESTE TEMPO

Viva integralmente o ser e queira viver melhor os caminhos, porque viver não é apenas estar vivo, ou viver no automatismo, viver é criar, é recriar, é se encantar, é vibrar com a vida, é encontrar espaço e tempo para realizar o que faz muito bem a sua alma, ao seu coração, é ter afeto e construir este afeto nas suas relações próximas e distantes, é conseguir amar infinitamente a você e a todos da humanidade.
Entenda na prática do momento que só o amor constrói!

Viva este novo tempo a partir de hoje desejando o melhor que conseguir para você, para as pessoas, para o planeta.

TEMPO QUE FOI, TEMPO QUE É, TEMPO QUE VIRÁ.

Um tempo que nunca mais será o de antes mas será o melhor tempo de todos, o tempo do amor, de amar, da vida com amor.



AMAR É VIVER. VIVER É AMAR. A CURA PELO AMOR.

Novo tempo/ Ivan Lins:

No novo tempo, apesar dos castigos
Estamos crescidos, estamos atentos, estamos mais vivos
Pra nós socorrer

No novo tempo, apesar dos perigos
Da força mais bruta, da noite que assusta, estamos na luta
Pra sobreviver

Pra que a nossa esperança seja mais que vingança.
Seja sempre um caminho que se deixa de herança .
No novo tempo, apesar do castigo

De toda fadiga, de toda injustiça, estamos na briga, de todos enganos
Pra nos socorrer



*Patricia Tavares.

sexta-feira, 10 de abril de 2020

Jesus – o mestre do amor

Jesus, – O Mestre do Amor, conforme Augusto Cury.
Conforme o psiquiatra e reconhecido escritor Augusto Cury, Jesus, Mestre do Amor, foi e ainda é, “o maior exemplo de sabedoria, perseverança e compaixão”.

O Salvador, em ato de puro amor à humanidade, esqueceu de si, quando era o momento em que mais deveria se lembrar, diante da dor da cruz, que tentavam cegá-lo. Ainda assim, foi o momento em que usou o pouco de vida que lhe faltava, para cuidar de sua amada mãe e daqueles que choravam por Ele, no Calvário e da humanidade enfim.

Cristo não deixou que a dor física abalasse o seu emocional. Assim, o Mestre do Amor, momentos antes da Sua morte, deixou-nos frases não somente de impacto, mas ensinamentos que deverão ser colocados em prática:

1. “É chegada a hora”: Cristo sabia que deveria morrer e, assim, aceitou o desígnio Divino, da mesma forma como deveremos aceitar, quando estivermos diante de alguma missão sobre a qual chegou o momento de ser cumprida.

2. “Tenho sede”: passadas seis horas de crucificação, a boca do Salvador estava seca. Assim, tenha sede da palavra de Deus e faça dela o seu alimento espiritual diário.

3. “Está consumado”: Cristo cumpriu a sua missão de salvar almas, a partir do seu último suspiro e, assim, da consumação da morte.

4. “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito”: Cristo, entrega a sua alma a Deus e, docemente, refere-se a Ele, como Pai.

Em cada um dos momentos vivenciados por Cristo, seja ele “chegada a hora”, ou “tenho sede”, ou “está consumado” e, finalmente, “Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito” é possível observar a entrega e Fé do próprio Cristo em seu Pai, confiando, profunda e cegamente, no projeto de vida Divino!

Mestre do Amor, agradecemos os vossos sábios e amorosos ensinamentos!

*Christie Christen

quinta-feira, 9 de abril de 2020

Muitas vezes, é preciso passar pelo pior para conseguir o melhor

Ao contrário da escola, na vida as provas ocorrem antes das lições, porque é a experiência que nos ensina, é a dor que nos fortalece, são as perdas que nos direcionam aos objetivos a serem priorizados.

Uma certeza dessa vida é que nada é fácil, quase nada se obtém sem luta, dedicação, perseverança e atitude. E, ainda assim, manter o que se conseguiu também requer dedicação e entrega, ou tudo se vai. Nada se mantém onde não exista terreno regado, adubado, pois onde ninguém se importa, nada permanece.

A vida aperta e atarracha, acua, recua, puxa e solta, a todo momento, colocando-nos à prova, testando nossa capacidade de levantar de novo, de recomeçar. É assim que vamos ficando mais fortes, mais seguros, valorizando o que e quem realmente importam, deixando de perder tempo com o que não acrescenta, não soma, não enriquece os sentidos.

Muito do que queremos não conseguiremos alcançar, o que nos deixará alquebrados e tristes. Muitas pessoas não nos amarão de volta, o que machucará nossos corações. Muitas pessoas nos decepcionarão, o que nos levará a desistir delas. Com o tempo, porém, retomaremos o querer, o amar, o confiar, pois é tudo isso que nos habilita ao viver.

Ao contrário da escola, na vida as provas ocorrem antes das lições, porque é a experiência que nos ensina, é a dor que nos fortalece, são as perdas que nos direcionam aos objetivos a serem priorizados. Após ter atravessado as escuridões dos erros e das tempestades emocionais, tornamo-nos mais desejosos de alcançar a felicidade que, quando sentida, então nos preenche em toda sua inteireza.

Não existe outra maneira de aprender que não seja atravessando os caminhos que se pretendem, sentindo em si mesmo a dor, o suor e o prazer que toda travessia contém. Não podemos entender o outro, a não ser nos colocando em seu lugar, compreendendo que cada pessoa é única e especial, pois sente de forma peculiar, de acordo com o que vivenciou e possui dentro de si.

Algumas coisas entrarão em nossas vidas tranquilamente, como um amor verdadeiro, um sorriso amigo, olhos que se encontram, pessoas aconchegantes. Outras vezes, sofreremos, cairemos, choraremos sozinhos, agarrando-nos a um tênue fio de esperança, antes de poder sorver com serenidade aquilo que então fará parte de nossas vidas.

Por isso é que não podemos desistir de sonhar, de amar, de sorrir, nem de chorar, porque isso tudo é vida. Isso tudo é prova inconteste de que fomos feitos para durar.

*Marcel Camargo

quarta-feira, 8 de abril de 2020

O amor é uma escolha

O amor é uma escolha. O amor é assim mesmo, meio imperfeito, meio desordenado, meio burro. Amar é amar nas indelicadezas. É se acostumar com aquele sorriso torto e com aquele cabelo bagunçado.

Sabe aquela pessoa que você idealiza? Aquela que você espera encontrar um dia, que não vai te magoar, nem te decepcionar, que vai fazer tudo certo? Sim, este é o seu grande amor.

Na verdade, é o seu amor platônico, e nada mal em ter um. Aliás, seria muito bom se existisse, seria fácil, seria simples, mas não seria amor. É que amor mesmo, bem clichê, é outra coisa. Se fosse fácil, ninguém nunca teria pensado em ir embora, e quem nunca pensou? Quem nunca se perguntou se todos os esforços valiam a pena? Ou ficou imaginando como seria se estivesse em outro lugar?

É que o amor é difícil pra caramba, é sobre doar-se, sobre entender o outro (e toda a sua complexidade) e a si mesmo, e ainda tentar encaixar tudo isso. Perceba que o amor é entender os detalhes, aliás, está tudo neles. É saber que uma parte do amor pode morrer a cada dia, com pequenas atitudes, e tentar mantê-lo ou reconquistá-lo no dia seguinte. Amar é sobre valorizar os pequenos momentos.

O amor é assim mesmo, meio imperfeito, meio desordenado, meio burro. Amar é amar nas indelicadezas. É se acostumar com aquele sorriso torto e com aquele cabelo bagunçado. É abraçar apertado, mesmo com aquele cheiro de suor no verão. É aguentar as birras de criança, e desculpar os inúmeros e previsíveis atrasos. É dar o braço a torcer naquelas brigas idiotas e sem sentido, e valorizar aquele ciúme bobo e desnecessário. Amar é criar carinho pelo imperfeito.

Você precisa fazer uma escolha

É aquela companhia que dorme no meio do filme, que cansa no meio da festa quando você quer dançar a noite inteira. É aquele pote de sorvete napolitano que ela exige e depois, sem sentido algum, vê-la comer apenas a parte do morango. É aquele gosto musical que nunca encaixa. Enfim, amar é aprender a lidar com as diferenças e as estranhezas.

É comprar uma rosa em um dia inesperado, um chocolate na TPM, levá-la pra jantar apenas porque sim ou pagar o cinema quando ela estiver sem grana, amar é gastar muito. É fazer questão de beijá-la, mesmo quando ela está com gripe, com febre, com dor de garganta, com o que for, amar é ficar doente em doses homeopáticas. É perder o show que você queria tanto assistir, por acompanhá-la aos eventos familiares, ou por qualquer outro motivo relevante. Amar é não ligar para os déficits.

Escolha amar!

Porque amar o perfeito é muito fácil, amar nas horas boas é sossego, amar quando há mil motivos é espontâneo. Só que amor mesmo é consertar o quebrado, substituir as peças juntos e se reconhecer ao longo do caminho.

Poderia dizer que amar é conhecer a melhor e a pior face da outra pessoa e mesmo assim, decidir ficar. Sim, decidir. Porque talvez o amor, acima de tudo, seja uma escolha.


*Francisco Galarreta

terça-feira, 7 de abril de 2020

Deus ajuda a quem se ajuda!

Por vezes, cansamos. Por vezes, nós nos damos conta de que nem sempre estamos prontos ou somos assim tão fortes.

Aí, descansamos um pouco, por acharmos que também temos o direito de nos refazer de muitas coisas.

Daquele perdão que foi dado e a vida precisou seguir, daquele sentimento que ficou meio inacabado no peito, ficou faltando dizer aquilo que não se disse, mas que o silêncio tratou de selar como voz da consciência.

Por vezes, levantamos, olhamos para fora e pensamos: que dia é hoje, que momento é o meu ou o que preciso para prosseguir melhor, sem tantos tropeços?

Aí, você pensa: Deus ajuda quem se ajuda!

Aí, nós nos apegamos àquilo em que acreditamos mais e deixamos ir feito sopro, os pensamentos que não devem morar dentro de nós, feito intrusos, e que podemos escolher uma roupa que caia bem, podemos nos arrumar de acordo com o que o coração sente, sem despertar qualquer suspeita ao que nós realmente estamos buscando ou idealizando naquele instante.

Por vezes, caminhamos e não saímos do mesmo lugar.

O peso dos ombros, muitas vezes, não nos deixa mais leves e paramos várias vezes, teimando em achar que dá para ir com o peso extra que nem nos pertence.

Aí, novamente, vem a voz da consciência nos alertando, mostrando que ser bom é uma coisa, ser feito de bobo é outra e que gentileza gera gentileza, que respeito é essencial no caminho de qualquer um que queira mostrar a si mesmo que não precisa baixar o nível da vida, não precisa maltratar ou ser ignorante com quem quer que seja, muito menos se sentir o suprassumo do momento.
Por vezes não estamos num dia bom, ou vivemos um momento mais confuso dentro de nós.

Mas assim como os dias passam, todas as fases passam, e aí vamos deixando para trás aqueles nãos que serviram de alavanca, vamos desatando aqueles nós tão complicados que fizemos e que, muitas vezes, nem sabemos porquê.

Do sofrer ninguém estará livre. Mas garanto que um bocado de fé, de gratidão e pensamento mais leve, ajudará a cativar mais momentos bons.

Nós fazemos o nosso momento e nós podemos, tanto emburrar num canto, jogando a culpa em cima de todo mundo, como sair e dar a cara pra bater e mostrar que dá pra conquistar muitos sorrisos internos e espalhar boa vontade por aí.

A vida é agora, o ontem passou. Não devemos tentar aprisionar coisas que já não existem mais e que sabemos, não voltam.

Melhor tirar a venda do coração e abrir espaço para aquilo que Deus, com certeza, anda preparando para cada um.

Basta que a aceitação venha e que, a cada lição diária, a gente aprenda a ver tudo por outro ângulo.

Aquilo que, por vezes, fica meio nebuloso, escondido, apagado dentro do nosso subconsciente.

Viver é preciso. Acima de tudo, por nós

*Sil Guidorizzi

segunda-feira, 6 de abril de 2020

Você não está só, existe um Deus forte e poderoso ao seu lado

Talvez você já tenha se perguntado: onde está Deus? E eu lhe digo: Ele está contigo. Você não está sozinho, Deus não se esqueceu de você, e lhe garanto: você não perderá essa batalha. Por mais difícil que seja o seu momento, creia, Deus é contigo e você vencerá.

Sinta em seu coração a presença do Senhor. Você chegou até aqui porque a mão de Deus o sustentou, por graça e misericórdia.

Não pense que está sozinho, porque Deus e Seu Espírito Santo são sua companhia desde o seu levantar até o deitar. O Senhor tem livrado você de muitos males e feito prosseguir rumo às suas vitórias. Por quanta coisa você já passou, quantas lutas já enfrentou e olhe você aí, de pé!

Sei que não é fácil mas, com Deus, todas as coisas são possíveis. Se quiser chorar, chore. Se lhe faltarem forças para ficar de pé, ajoelhe-se, aproxime-se mais de Deus e encontrará a força de que tanto você precisa.

Deus é o único que o entende e ampara, não o julga e jamais o decepcionará. Deposite sua confiança em Deus e deixe que Ele faça acontecer o melhor, no tempo certo, e creia que valerá a pena.

Poderá lhe faltar tudo, mas se há a presença de Deus, você terá tudo de que precisa para vencer. Deus viu quando você chorou, quando alguém feriu seu coração. Ele é justo e fiel, é seu consolador, é quem enxuga suas lágrimas, conhece sua história e sabe o que se passa em seu coração.

Não duvide das promessas de Deus para você, Ele não se esqueceu delas, e no tempo certo chegará à sua vida toda sorte de bênçãos para que possa viver o sobrenatural de Deus. Há tanta coisa para lhe acontecer, então não desista, vai valer a pena.

Tenha ânimo, o seu impossível não é impossível para Deus. Coloque nas mãos Dele todas as coisas e confie em que Ele vai cuidar de tudo, Ele é especialista em causas impossíveis.

Você não está sozinho nessa luta, não é para o seu fim, mas para o começo de uma nova história. O que hoje é luta amanhã será o testemunho de como você venceu. Não reclame do seu momento, a murmuração o fez retroceder; seja grato, mesmo nos dias mais difíceis, isso lhe dará mais força para prosseguir.

Você não precisa entender o agir de Deus, mas confiar, pois Ele está agindo. E hoje lhe diz: “Filho, Eu estou contigo, confie em Mim!”

Guarde em seu coração essa certeza e espere em Deus. Este é o segredo: esperar em Deus. O seu Pai é contigo, Ele segura suas mãos, enxuga suas lágrimas e tem lhe dado forças neste momento.

Sua história tem vitória, tem sorrisos, tem conquistas e realizações, que vão além das suas expectativas. Deus está trabalhando a seu favor, confie n’Ele e continue lutando. Você vencerá!


Yla Fernandes

sexta-feira, 3 de abril de 2020

Quando somos forçados a esperar nos tornamos mais fortes espiritualmente!

Muitas vezes, para não dizer todas as vezes, queremos as coisas AGORA. Agora é a hora de comprar um tênis novo, agora é a hora de casar, agora é a hora de fazer aquela viagem, agora é a hora de começar a fazer um novo curso. Nós queremos e planejamos todas as coisas para o agora. Somos imediatistas e não queremos esperar um minuto se quer para fazer alguma coisa, começar um novo projeto ou comprar alguma coisa nova. Como é difícil esperar, não é verdade? Porque não queremos fazer isso e acabamos ficando irritados quando precisamos. Eu tenho certeza que você não gosta de ir ao banco para fazer um depósito e ter que esperar na fila por horas.

Nós queremos as coisas para agora e o mais rápido possível. Nós vivemos nos tempos da modernidade e da tecnologia onde temos fácil acesso à informação ou a qualquer coisa que precisamos. Esperar por qualquer coisa parece estar ficando cada vez mais difícil pois o estilo de vida que levamos está cada vez mais acelerado e quando se trata de esperar nós simplesmente não queremos.

Porém, quando se trata de algo que não está em nosso controle, talvez teremos que esperar. Tenho certeza que você já fez algumas vezes algum pedido para Deus e Ele não respondeu prontamente e você teve que esperar. Teve que esperar para passar naquele teste de direção, ou teve que esperar para conseguir um novo emprego, ou teve que esperar para comprar um cachorro. As vezes temos que esperar horas, dias ou meses. Existem situações que temos que esperar anos. Existem orações que eu faço a Deus por muitos anos e ainda não foram atendidas. Já me peguei pensando que Deus esqueceu de mim ou que aquilo era simplesmente para não acontecer.

Mas eu fielmente acredito que Deus, as vezes não responde às nossas orações imediatamente para nos ajudar a sermos pessoas melhores, ter mais fé e também praticar a nossa paciência. Imagine só se Deus respondesse todas as nossas orações imediatamente? Isso parece maravilhoso, porém será que teríamos fé? Será que teríamos paciência? Como seria a nossa vida espiritual, o nosso relacionamento com o Pai?

Vamos pensar em um exemplo aqui. Uma criança de 10 anos pede ao pai um iPhone de presente de aniversário pois todos os amiguinhos dela têm um e o pai diz que ainda não é o momento. Porém quando aquela criança faz 15 anos o pai decide que o filho está pronto para ter um iPhone. Você acha que essa criança aprendeu alguma coisa com essa espera? Essa criança dará mais valor ao iPhone se ganhar o telefone quando tem 10 anos ou depois de esperar 5? Isso é exatamente o que Deus faz com a gente, Ele nos faz esperar. E durante a espera, aprendemos. Aprendemos a ter mais paciência, aprendemos que a vontade de Deus deve ser feita e não a nossa, aprendemos que a vida continua enquanto estamos esperando, aprendemos que o tempo de Deus é diferente do nosso. E durante a espera, nos tornarmos mais fortes espiritualmente, a nossa fé aumenta, nos aproximamos de Deus e aprendemos a confiar e esperar.

Olhe para o exemplo de Jó, do dia para a noite; Jó perdeu tudo. Perdeu os filhos, os bens e a saúde. Ele teve que ter muita fé e esperar em Deus. Foi uma espera muito dolorosa, mas, depois de tudo, Jó teve grandes bênçãos e a graça derramada sobre Jó foi abundante. A sua espera pode estar parecendo eterna, porém não desista. Assim como Jó, tenha fé em Deus e espere, pois, o tempo de Deus pode ser diferente do seu. Isso não quer dizer que Deus não está ao seu lado, pelo contrário, Cristo está exatamente aí, do seu lado, segurando a sua mão. Essa espera um dia vai acabar e a bênção virá. De uma forma ou de outra a sua oração será atendida e depois de tanto esperar, tenho certeza que a bênção será muito maior pois valeu muito a pena esperar.

Isso não é fácil para mim também, tenho muita dificuldade de esperar e ter paciência. Mas sinto o poder do Espírito Santo trabalhando em meu coração. A cada espera, cada vez que falho e tenho que esperar para tentar de novo, sinto que cresci como pessoa e espiritualmente também. Deus conhece as minhas falhas e por me amar, Ele vai me ajudar a ser uma pessoa melhor, uma melhor cristã e uma melhor filha. Estamos juntos nessa espera, sinto os mesmos sentimentos que você, tem dias que também penso que não consigo mais aguentar. Mas Deus me prova que eu posso ir além e que Ele está comigo todo o tempo, o tempo todo.

Hoje eu te desafio a entregar todo e qualquer problema que você tenha nas mãos do Salvador. Nosso papel como filhos de Deus é entregar nas mãos do Pai aquelas coisas que não temos capacidade e poder de resolver. Tenha fé, tenha muita fé. Deus é o Deus do impossível, Ele é o nosso Criador e também nosso Salvador. Confie nesse Deus que tudo pode e lembre-se que você tudo pode naquele que te fortalece. A bênção vai chegar, uma hora ou outra ela vai chegar. Fique calmo, Deus não esquece nunca de seus filhos. O desejo do meu coração é que você seja muito abençoado durante essa espera e que ao final disso tudo, você seja uma pessoa melhor pois aprendeu muito durante o caminho que teve que percorrer. Você irá vencer, confie nisso, estamos juntos nessa caminhada.

*Danielle Luppi

quinta-feira, 2 de abril de 2020

Justificar o seu comportamento não é o mesmo que pedir desculpas.

Você já parou pra pensar que você pode magoar alguém mesmo não querendo? Isso acontece com muita frequência em nossa vida, principalmente no casamento. Quantas vezes um esposo já magoou a esposa porque esqueceu da data de aniversário de casamento? Ou então, quantas vezes ela já magoou ele por ter feito algum comentário na frente dos amigos que o deixou embaraçado?

É muito fácil magoar o outro quando estamos dentro de um relacionamento, dividindo o mesmo teto e compartilhando os desafios e lutas do dia a dia. Aquela pessoa se torna tão próxima de você, tão íntima que você acaba magoando sem nem perceber ou querer. Porém, as mágoas vão vir. Ah sim, elas vão vir e serão diárias.

Aquela pessoa que você ama tanto vai te magoar, e pode ter certeza que você vai magoar ela bem fundo também. Eu entendo que essa não é a sua intenção pois afinal você ama o seu esposo ou a sua esposa. Você o (a) escolheu e quer viver o resto da sua vida com ele (a), foi para ele (a) que você disse sim e é com ele (ela) que você planeja sonhos lindos.

Mas apesar das mágoas e dos desentendimentos, a coisa mais linda que alguém pode fazer é humildemente reconhecer o erro, mesmo que aquilo foi sem intensão, e pedir perdão. Quando você magoar alguém tão íntima de você como o seu cônjuge, você precisa ter um coração humilde para parar por um momento, deixar o seu orgulho de lado, e olhar para aquela pessoa que está ali triste, chorando,com o coração partido e pedir perdão. Mesmo que você acredite que não está errado (a), você pode pedir desculpas por ter magoado ela (e). Sua palavras podem ajudar a pessoa machucada a superar a mágoa.

Eu acredito, que se todo casal soubesse humildemente reconhecer que falhou e pedir perdão muitos relacionamentos seriam muito mais saudáveis. A própria Bíblia nos diz que se temos alguma coisa contra alguém, devemos primeiro ir até essa pessoa e pedir perdão.

Vamos pensar em duas situações aqui. Na primeira, a esposa gritou com o marido antes do jantar porque ele esqueceu de tirar o lixo. Ao invés de pedir perdão ela começa a justificar os seus erros: “eu só falei com você daquela forma porque você esquece de tirar o lixo todas as semanas e eu sempre tenho que ficar te cobrando…”. Vamos agora pensar na mesma situação porém a atitude e a fala da esposa seriam completamente diferente: “querido, eu não queria ter gritado com você daquela forma. Eu posso ver que eu te magoei. Eu não tive a intensão de te magoar porque eu te amo. Me perdoe por ter feito algo que feriu os seus sentimentos”. Você consegue perceber a diferença? Em qual situação você acha que o esposo se sentiria amado e que realmente os seus sentimentos seriam validados?

Justificar o seu comportamento não é o mesmo que pedir desculpas. Se você não tem um coração inclinado a pedir perdão, então comece hoje mesmo a pedir auxílio do Espírito Santo para transformar o seu coração. Se para você é muito difícil simplesmente reconhecer o seu erro, mesmo que sem intenção, então coloque os seus joelhos no chão e rogue pela misericórdia do Pai. Pedir perdão por ter magoado seu parceiro não quer dizer que você será inferior a ele. Ser humilde é completamente o contrário de se humilhar. Mesmo que as vezes você pense que não fez aquilo por mal e que o seu cônjuge entendeu tudo errado, você magoou aquela pessoa, os seus atos ou palavras machucaram ele (a). A pessoa magoada está ali, simplesmente esperando para ser acolhida por você e se sentir validada e amada.

Perdão significa amor. Deixar o “eu” de lado e pensar apensas no outro é amor. Ceder aquele pouquinho, mesmo que você esteja “certo” é amor. Pedir desculpas e colocar o casamento acima dos seus próprios interesses é amor.

E não demore, não deixe muito tempo passar para você pedir perdão. Assim que você perceber que magoou o seu amor, ore e peça a Deus um coração humilde e vá até seu esposo (a) e peça perdão. Apenas peça perdão. Você não precisa justificar os seus erros, apenas peça desculpas. É claro que vocês podem conversar sobre o que aconteceu para aprenderem com aquela situação, porém naquele primeiro momento, APENAS peça perdão. Você vai perceber que diferença isso vai fazer não só no seu relacionamento mas também na sua vida. Deus quer que tenhamos um coração pronto a pedir perdão e reconhecer as nossas falhas. Então, abra o seu coração para a possibilidade de pedir mais perdão ao invés de justificar as suas falhas. Abra o seu coração para ser humilde e reconhecer os seus erros ao invés de “provar” que estava certo. Erros são erros e todos nós erramos. Temos que aprender a reconhecer os nossos erros e falhas e pedir perdão.

Hoje é um novo dia, uma nova oportunidade para você se desculpar por aquilo que fez o amor da sua vida chorar a noite passada. Não perca mais nem um minuto, corre lá e pede perdão. Tenho certeza de que Deus irá sorrir com essa atitude linda e humilde que você tomará. Apenas faça o que é certo e peça perdão de coração aberto.

*Danielle Luppi

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Se amanhã eu não estiver mais aqui

Se amanhã eu não estiver mais aqui, eu espero que você se lembre de mim pelas minhas palavras. Eu espero que você pegue todas aquelas cartas que eu te escrevi e leia com atenção cada linha de sentimento que eu te dediquei. Porque você sabe que cada letra que eu entreguei a você levava junto um pedaço do meu coração.

Se amanhã eu não estiver mais aqui, eu espero que você puxe da memória todas aquelas vezes em que eu acreditei em você, mesmo quando já não tinha mais nenhum motivo para isso. Eu espero que você se lembre de quantas vezes eu persisti naquilo em que eu acreditava, porque essa foi a maior prova do nosso amor.

Se amanhã eu não estiver mais aqui, eu espero que você se recorde de todas as nossas conversas sobre o quanto a gente se sentia de uma forma extraordinária. Eu espero que você ainda possa me sentir da mesma forma que eu continuei te sentindo até o meu último dia. Porque você sabe que juntos nós aprendemos que não se sente assim todo dia, nem com qualquer pessoa.

Se amanhã eu não estiver mais aqui, eu espero que você finalmente tente começar a colocar em prática todos os conselhos que demos um ao outro. Eu espero que você seja capaz de se expor a ponto de colocar seus sentimentos na mesa e, enfim, começar a dividi-los com quem realmente importa, mesmo que essa pessoa não seja eu. Porque uma das marcas que eu espero ter deixado em você é que sentir demais também é bom, e que se mostrar vulnerável em relação ao amor faz parte da natureza humana.

Se amanhã eu não estiver mais aqui, eu espero que você sinta meu agradecimento por você ter cruzado a minha vida, ao mesmo tempo em que entendemos o alívio da partida. Eu espero que você me guarde em sua memória com a mesma intensidade que a gente se sentiu. Porque se amanhã eu não estiver mais aqui, significa que eu cruzei a ponte do nosso amor. Significa que, enfim, eu cheguei ao outro lado e que agora eu te enxergo, mas não posso mais tê-lo.

Se amanhã eu não estiver mais aqui, promete que me guardará junto com tudo o que nós vivemos. Promete que se lembrará de mim pelas minhas palavras e por tudo o que elas já significaram para nós. Porque se amanhã eu não estiver mais aqui, significa que você ainda existe, apenas não existe mais ao meu lado.

*Bruna Cosenza

Deus colocou você exatamente onde deve estar. Não se apresse, tudo ficará bem!

Nada em nossa vida foge do controle de Deus, é Ele quem define o melhor momento para realizar nossos sonhos. A nossa vida não segue um manua...