quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

“Não se esprema para caber. Se o outro realmente fizer questão, ele abre espaço para você” (Fábio de Melo)


Algo com o qual todos nós já nos deparamos ou ainda vamos nos deparar em qualquer tipo de relacionamento é a falta de interesse.


Nós gostamos muito de uma pessoa e sempre fazemos tudo o que está ao nosso alcance para estar por perto e realmente fazer parte de sua vida, mas percebemos que não importa o quanto nos esforcemos, ela sempre parece tentar nos afastar, como se não nos quisesse em sua vida.


Se você já passou por uma situação como essa, sabe o quanto pode ser desgastante e decepcionante, especialmente quando o que sentimos por ela é realmente forte e que poderíamos construir um forte vínculo de amor e amizade.


O padre Fábio de Melo compartilhou recentemente, em seu Instagram, uma frase que fala exatamente sobre esse assunto, e que desperta uma reflexão muito bacana.


A frase diz: “Não se esprema para caber. Se o outro realmente fizer questão, ele abre espaço para você.”

É uma frase bastante poderosa, que nos ajuda a refletir sobre como temos nos comportado em nossos relacionamentos e quais as consequências de nossas atitudes.


De fato, muitas vezes, mesmo sem perceber, podemos “nos espremer” para caber na vida de outra pessoa. Estamos constantemente nos doando, nos sacrificando para atender a todas as suas necessidades e expectativas, e comprometendo nossa felicidade para ver a outra pessoa bem.

 

Deixamos de fazer coisas por nós mesmos para fazer por elas, e não recebemos nenhuma atitude de gratidão, respeito, nem sequer consideração. Podemos passar tanto tempo vivendo nesse modo automático, que quando paramos para analisar nossas atitudes, percebemos que perdemos muito tempo vivendo para os outros, em vez de nos esforçar por nós mesmos.


Dedicar-se a uma relação e fazer a sua parte para que ela funcione não é o mesmo que lutar sozinho por uma interação sem o mínimo de reciprocidade. Precisamos aprender a estabelecer limites em nossos relacionamentos, para que eles sejam realmente positivos e não nos afastem da nossa felicidade e realização.


Uma relação feliz e saudável é aquela em que não precisamos nos espremer, porque o outro está constantemente abrindo espaço para nos aconchegar e dividir bons momentos e histórias.


É aquela em que há dedicação, amor e respeito mútuos, e na qual nunca sentimos que estamos caminhando sozinhos.


A relação que merecemos é aquela em que não precisamos pedir para entrar, pois a porta estará sempre aberta para nós, e onde nos sentiremos verdadeiramente em casa.


Carregue as palavras do padre em seu coração e deixe de fazer o impossível por quem não está disposto a realizar o mínimo por você. Sua vida melhorará grandemente.



*Luiza Fletcher 

“Graças a Deus algumas coisas não deram certo, para que tantas outras melhores viessem”.

E assim começamos o nosso artigo de hoje, lembrando-nos de todas as vezes que algo em nossas vidas não fluiu. Podemos trazer para o momento,...