quarta-feira, 13 de março de 2019

O que se espera do amor…

Vivemos em busca da pessoa ideal para vivermos o resto de nossas vidas. Como diz a famosa frase “Até que a morte os separe.”

Na adolescência tudo é incerto, os amores são instantâneos, tudo é intenso demais. Com o passar dos anos vamos nos tornando mais seletivos e mais exigentes.

Até que enfim encontramos a pessoal “ideal” para vivermos. Casar é o primeiro passo para a vida a dois. E com o passar dos anos vão-se descobrindo dia após dia: falhas, defeitos, manias, gostos, vícios, medos, fraquezas.

Todo o casamento tem o seu lado bom como tem o seu lado ruim, o que mantém esse casal juntos é o respeito à individualidade de cada um e a cumplicidade. Com o tempo nos acostumamos com a pessoa que temos ao nosso lado. E o amor só resiste se realmente forem parceiros e amigos.

Quando casamos nunca pensamos em um dia nos separar. Ninguém casa pensando na separação. Ninguém quer isso para si. Os casais fazem juras de amor eterno, prometem um ao outro, dias de felicidade, fazem planejamento de tudo juntos: viagens, filhos, aquisições de bens. É um grande investimento a dois.

Como todo investimento tem seus altos e baixos, com o casamento não é diferente, se não for bem administrado, se não for bem conduzido.
O que se espera é que o amor que sentem um pelo outro resista a tudo. Que se for verdadeiro suporte as crises financeiras, as enfermidades e as brigas que todo o casal tem.

Que tudo se resolva porque o amor entre os dois é maior que tudo.
São nesses momentos de crise que descobrimos o quanto verdadeiramente amamos essa pessoa que escolhemos para dividir nossa vida. É nesse momento que se exige muita criatividade, paciência e muito bom-humor para sobreviver a tanta turbulência. Sem esses ingredientes, fica insustentável continuar convivendo.

O que se espera do amor é parceria, envolvimento nos sonhos um do outro, torcida em tudo que nos propusermos a fazer, companheirismo, cumplicidade e respeito. Uma soma de todos os afetos: carinho, atenção e muitos abraços.

Precisamos nos sentir seguro de que vale a pena continuar seguindo juntos e a única forma de se obter essa segurança é fazendo da vida a dois um roteiro harmonioso que ambos ganhem, somem e cresçam juntos.

Que a vitória do outro seja também a sua vitória. Que o sucesso do outro também seja o seu sucesso. E que, mesmo que tudo dê errado, você esteja lá e diga: eu estou aqui e vamos tentar até conseguir.


*Kátia Valéria Lima Oliveira

Quem desconta seus problemas nos outros, acredita que a culpa é de todo mundo, menos dele mesmo!

Você com certeza já conheceu alguém que não consegue admitir um erro e que possui a necessidade de colocar a culpa de tudo que acontece nos ...