quarta-feira, 17 de abril de 2013

Há, que falta eu sinto


Há que falta eu sinto de um amor, que falta sinto de um braço que me acalente numa noite fria, onde eu troque meu solitário cobertor pelo calor do seu afago. Que falta eu sinto de uma voz suave que sussurre aos meus ouvidos palavras tão puras e perfumadas que parecem nardo ou aroma de flor.

Quanto dói não ter o veludo de tuas mãos como sedas e tecidos caros a me acariciar, não ter o suor que destila delas como fonte d'água a brotar. foge-me a vida, foge-me a ternura, amordasa-se meu fôlego, pois que falta eu sinto de uma respiração que como ar vida dá aos meus pulmões.

Há que falta eu tenho de um riso, de uma alegria que só tua presença me trás, que falta sinto de uma voz me convidando para está mais perto, de um olhar encontrando o meu e me dizendo coisas que só nosso próprio olhar consegue traduzir. Quanta falta eu sinto de um ninho, de um berço onde acalenta-me teu amor e me faz sentir paz em meio a fúrias dos dias. Que falta eu sinto, que dor no meu peito aperta, pois falta você aqui, falta tua suavidade, pois falta tua paz, falta teu amor, falta o fogo, ardor da tua paixão, falta o teu conselho, falta metade de mim.

Há que falta eu tenho, de um amor que me cure, que falta eu sinto de amar perdidamente, de me entregar sem medo do futuro, sem medo do depois, que vontade de transbordar, de amar tanto e não amar demais, que falta eu sinto de dizer tudo que digo em apenas um beijo em tua boca, de te amar e declamar tudo que declamo em apenas um abraço, que vontade e que falta eu sinto de te dar o mundo e todas as estrelas em apenas um momento quando te olho, que falta, que perda, que dor, de querer te amar, de querer ser teu, de querer pensar só em ti, de te querer mais que bem-querer, de te amar muito mais que bem-amar.
                      
                                                                                                              *por Romantico Rebelde

“Cada próximo passo da sua vida vai exigir um novo você. E algumas vezes precisamos ser quebrados para nos tornarmos uma nova versão de nós mesmos”

Você já parou para pensar que as experiências que a gente vive, por mais turbulentas ou dolorosas que sejam, talvez tenham acontecido para n...