quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Quando a gente encontra a pessoa certa o “nunca” passa a não existir e o ”para sempre” dá boas vindas com estilo!


Depois de te conhecer, algo mudou em mim. Parece que você era o que faltava, somando, multiplicando e trazendo em todas as atitudes algo bom.


Óbvio que você ainda não sabe disso, não sou tão boa com palavras, discursos ou textos. Imagina só, como é pra mim, chegar e dizer: ei, você faz um bem danado por aqui. Falta coragem, sabe? Já foram tantos machucados que, mais uma vez, prefiro demonstrar ao invés de usar as benditas palavras.


A verdade é que diante de tantas coisas vividas, relacionamentos passados, caras errados, caminhos confusos e um tremendo vazio onde nada fazia qualquer sentido, você apareceu. Apareceu de maneira inesperada e foi ganhando certo espaço.


Aprendi a valorizar pessoas que me fazem bem, não se pode deixar passar. Tem que dar a mão e sair para passear. Vamos?

 

Cazuza não estava tão errado com aquela coisa do exagerado. A sensação por aqui é essa mesmo, “daqui para a eternidade”.


Aprendi com o aqui e agora, mas os planos, antes extintos da minha vida, voltam a ganhar espaço. Aqueles bons sentimentos voltaram a morar no meu peito.


Tudo é tão recente, tão bonito e contente. Talvez esse amor todo que exista aqui dentro não seja para já, nem assumido mês que vem, ou no próximo, mas ainda será gritado aos quatro cantos.É sempre melhor ir com cautela e isso não significa que não sentir.


Existem coisas que foram feitas para darem errado, mas existem aquelas que vão dar certo de qualquer maneira. De tão certas, chegam com verdades e sensação de eternidade. Quando isso acontecer, abrace.


O destino já fez a parte dele, que venha o tempo certo. O tempo onde tudo faz sentido e a gente sempre agradece por nada ter sido diferente.


Quando a gente encontra a pessoa certa, o “nunca” passa a não existir. O “para sempre” dá boas vindas com estilo. Pronto, agora eu tenho uma vida inteira com você!


*Juliana Manzato

E com o tempo você vai perceber que muitas vezes é perdendo que se ganha

Talvez tenhamos repetido ou ouvido isso muitas vezes, mas nós já interiorizamos o seu significado? Realmente perder não é algo que é agradáv...