quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Confie em Deus "aconteça o que acontecer"

ÀS VEZES, O SENHOR NOS PERMITE PASSAR POR ALGUNS TESTES, pois é por essas dificuldades que crescemos e amadurecemos. Elas nos fortalecem e podem nos ensinar lições valiosas. Pode até aparecer que Ele está sendo um pouco rígido demais conosco e em certas ocasiões somos tentados a pensar “Como Deus poderia nos deixar sofrer assim? Como poderia deixar esse tipo de coisa acontecer?” O Diabo está sempre por perto tentando nos fazer duvidar e até criticar o Senhor, como fez com Jó.

 Deus disse sobre Jó: “Não há ninguém na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, que teme a Deus e se desvia do mal” (Jó 1:8). Mas o Diabo desafiou o Senhor: “Será? Deixe-me pegá-lo de jeito e vamos ver se é assim mesmo.” Então Deus permitiu que o Diabo submetesse Jó a muitas provas e dificuldades. Jó perdeu sua família, sua riqueza e sua saúde — e foi quando seu pecado aflorou. O Diabo tinha razão. O pecado de Jó era o farisaísmo, ou seja, ele se considerava perfeito. E porque achava que não tinha pecado, não entendia como é que Deus estava fazendo aquilo com ele.

 E só foi quando Jó chegou ao fundo do poço, sentado sobre um monte de cinzas, raspando suas feridas com um caco de cerâmica, que ele finalmente admitiu que não era tão justo quando pensou que fosse. E Deus então o livrou! Jó aprendeu sua lição, o Diabo desistiu e Deus deu a Jó uma nova família, devolveu-lhe a saúde e o tornou mais próspero que antes.

 Satanás quase triunfou, mas o Senhor transformou o que aparentemente seria uma derrota horrível em uma grandiosa vitória. Quando as circunstâncias eram as piores possíveis para Jó e seu futuro não poderia parecer mais tenebroso, ele declarou: “Ainda que Ele me mate, nEle esperarei” (Jó 13:15). É um dos testemunhos mais gloriosos na Bíblia de alguém que manteve sua fé em face de grande sofrimento, derrota e desencorajamento.
Uma coisa é certa: Deus sabe o que faz. Portanto, sempre que não entendermos por que Ele permite que algo aconteça, só temos que colocar nossas perguntas em um embrulhinho de fé e guardá-lo em algum lugar até o dia em que Ele revele Seus motivos. Já me aconteceram coisas que não compreendi o porquê, exceto que serviram para me ensinar humildade e outras lições, e depois contribuíram para a concretização do plano do Senhor para a minha vida.

 Nem sempre sabemos na hora por que Deus fez ou permitiu que certas coisas acontecessem e, em alguns casos, só descobriremos quando chegarmos ao Céu. Tenho muitas outras perguntas que quero fazer quando chegar lá, mas, por agora, preciso simplesmente confiar nEle!

 Uma das grandes questões da vida é por que Deus permite que coisas aparentemente más aconteçam às pessoas, mais especificamente aos que crêem nEle. Isso é algo que provavelmente só entenderemos plenamente quando chegarmos ao Céu; acho que vai estar incluído na continuação da nossa educação após esta vida. Como Paulo escreveu: “Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido” (1 Coríntios 13:12 NVI).

 Não sabemos todas as razões de tudo que nos acontece, mas sabemos que o Senhor nos ama, sabe o que faz e que tudo que não compreendermos agora ficará claro mais tarde. Nesse ínterim, devemos confiar em Deus, não importa o que aconteça. “Apesar das dificuldades que tenho enfrentado e de não entender a razão delas, mesmo assim vou confiar em Deus. Apesar de Ele ter permitido que isto ou aquilo acontecesse, vou continuar confiando nEle!” 

 Esta é a maior de todas as vitórias: confiar nEle apesar de parecer derrotado, porque sabe que na realidade Ele está no controle da situação e fará tudo isso contribuir positivamente de alguma maneira, pois a Bíblia promete que “Todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus” (Romanos 8:28).

 Se você ainda não aceitou Jesus, pode recebê-lO agora mesmo fazendo a seguinte oração.
Querido Jesus, obrigado por dar a vida por mim. Por favor, perdoe-me pelos meus erros, entre no meu coração, conceda-me Sua dádiva da vida eterna e ensine-me mais sobre o Seu amor. Amém.

 *David Brandt Berg

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

NÃO SEJA O SEU MAIOR INIMIGO!

Enfrentamos vários inimigos constantemente: familiares de má índole, relacionamentos falidos, colega de trabalho traiçoeiro, doenças físicas e/ou mentais, chefe carrasco, crise econômica, pouco tempo para resolver diversos problemas, perdas, luto, desilusões, surpresas desagradáveis…

Quando o inimigo se encontra do lado externo é geralmente enfrentado com mais facilidade em comparação ao inimigo interno: se você não gosta de um colega de trabalho, pode até pedir demissão; quando não gosta de um integrante da sua casa, há a possibilidade de mudar de casa…

Mas, e quando o inimigo é interno? E se o meu maior acusador for eu mesmo (a)? Para onde correr? Como fugir de si mesmo?

Já dizia Augusto Cury: “Quando a sociedade te abandona, a dor da solidão é suportável, mas se você se abandona ela é quase intolerável. ”

A pior guerra é a que se trava contra si mesmo. Muitas pessoas que são depressivas por exemplo, entendem essa guerra muito bem. Entendem que as formas como elas veem a vida, não é positiva, nem trazem nenhum benefício. Entendem que estão envoltas por pensamento sombrios e desesperançosos. Sabem que estão nesta condição muitas das vezes em nome do pessimismo, mas sentem uma enorme dificuldade em mudar.

Não digo que os depressivos são culpados pela condição em que se encontram, porém, as formas como eles veem o mundo é negativa, advinda de inúmeros eventos negativos pelos quais eles podem ter passado. Não basta falar que o depressivo deve ver a vida com bons olhos: depressão é uma doença, e como tal, precisa ser levada à sério, e o paciente precisa ser tratado por um profissional adequado.

Os depressivos entendem que na maioria das vezes, eles são auto sabotadores, e em alguns casos, as dificuldades que encontram pelo caminho são frutos do seu pessimismo diante da vida.

O mestre Carl Jung dizia: “Mas o que acontecerá, se descubro, porventura, que o menor, o mais miserável de todos, o mais pobre dos mendigos, o mais insolente dos meus caluniadores, o meu inimigo, reside dentro de mim, sou eu mesmo, e precisa da esmola da minha bondade, e que eu mesmo sou o inimigo que é necessário amar? ”

E quando é você que não se ama, e não o outro? E quando é você que odeia partes ou todo o seu corpo? E quando você se sabota, se distancia das pessoas por julgar-se inferior, quando aceita conviver com pessoas falsas, violentas, oportunistas e sugadoras? Quando você se julga incapaz devido a cor, à idade, ao peso, etc.?

Não aceite esta condição!

Viva um caso de amor consigo mesmo!

Pare de correr atrás de quem sabe onde você está!

Pare de dar a vida por quem não dá a mínima para você!

Pare de se relacionar com pessoas que só aproveitam da sua bondade!

Pare de se olhar no espelho para se julgar a pior das pessoas!

Ame cada pedacinho do seu corpo!

Se respeite!

Jamais permita ser subjugado e maltratado por pessoas sem coração!

Mude a rota, saia da inércia, livre -se da zona de conforto! Mude o corte de cabelo, o look, a profissão!

Procure meditar, sair da rotina, fazer um curso novo, conhecer novas pessoas!

VIAJAR!

Ah, viajar… uma das melhores coisas que podemos fazer.

Viajar por aí, conhecer outros povos, outras línguas, outros costumes, novos ares!

Viajar para dentro de si, conversar com os seus monstros, deixá-los em silêncio e se lançar para a vida, aproveitar cada momento sabendo que ele é único!

Sente-se incapaz de fazer isto sozinho (a)? Procure uma boa companhia e se jogue!

Ainda assim se sente incapaz? Procure um Psicólogo, fale dos seus dilemas, deixe a sua alma andar, se libertar, se conheça melhor e encontre a paz! O que não dá para ficar é parado, se sabotando!

Os bens materiais são perecíveis; o que você fez, os ensinamentos que deixou, as boas e más ações, a intensidade em que viveu, isto sim ecoa pela eternidade!

*Thaís Guimarães

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

A VIDA ME ENSINOU A SER GRATA PELO ONTEM, PELO HOJE E PELO DIA DE AMANHÃ!

Há dias tão lindos.
Há momentos tão simples.
O que nos move é essa sensação,
de sentir que alguém que se importa,
e gosta da gente de verdade.
Patty Vicensotti 

Eu poderia dizer que a gratidão vem do latim “gratia”, que significa graça, ou que vem de “gratus”, que quer dizer agradável, mas para mim a gratidão vem mesmo do coração.

Não sou linguista, portanto não sei se existe alguma relação semântica para o que vou dizer, mas acho que a gratidão se liga muito bem ao conceito de “grátis”, aquilo que damos sem exigir nada em troca.

A gratidão é um reconhecimento espontâneo, bem-disposto e não imediato a tudo que nos acontece. É uma resposta otimista que nos faz enxergar mais além.

Aprendi com a vida a ser grata pelo dia de hoje, pois o meu hoje (e o seu) é único, como nenhum outro. Um dia perfeito para novos aprendizados e formas de ver a vida. Também sou grata pelo ontem e por todos ensinamentos do passado que me trouxeram até aqui.

Agradeço pelas pessoas raras que de alguma forma me tocaram profundamente a alma. Pessoas que com carinho e simplicidade tornaram meus dias mais leves. Pessoas que chegaram na hora certa dizendo o que meus ouvidos precisavam ouvir. Pessoas acometidas de uma vontade louca de tornar a vida do outro melhor.

Agradeço pelas pessoas que foram meu paraíso na Terra. Pessoas cujo colo me foram bálsamo e alento. Pessoas diante das quais eu pude, sem constrangimentos, me entregar às lagrimas ou à alegria desmedida, sem parecer queixosa ou exibida por isso.

Agradeço também às pessoas que foram meu inferno. Aquelas que me queimaram com um fogo que angustia. Que me negaram um assento em dias cansativos, pois por conta delas descobri que não podia ficar onde estava. Que Deus guardava outros caminhos mais dignos, mais compensadores e justos para mim.

Agradeço por aqueles que foram profetas em minha vida. Que me apontaram as estrelas mais distantes e disseram que eu poderia alcançá-las. Que disseram das montanhas de onde eu poderia avistar novas e inebriantes possibilidades.

Agradeço às pessoas que me chegaram com palavras de fé e esperança e me devolveram a ânsia de acreditar no melhor. Agradeço às pessoas que me contaram seus pequenos segredos para uma vida feliz, que partilharam comigo impressões, acreditando que eu as ouviria e compreenderia.

Agradeço àqueles que foram meus pequenos milagres. Que seguraram forte minha mão e confiaram que eu tudo podia. Que disseram que eu seria capaz e que nunca duvidaram disso, mesmo quando eu duvidei.

Agradeço aos estranhos que me disseram com poucas palavras o que alguns amigos nunca me disseram em uma vida. E agradeço aos amigos que se tornaram estranhos, pois eu pude entender através deles que eu não queria ser assim também.

Agradeço àqueles que me ajudaram a vencer minhas dificuldades. Àqueles que notaram que eu passava por apuros e me estenderam a mão sem que eu precisasse gritar por socorro. Agradeço àqueles que souberam ler em meus olhos a minha verdade e me ofertaram companhia sincera em dias de sol ou de chuva.

Sou grata por tudo. Pelo que passou, pelo que hoje é e também pelo que virá. Aprendi lendo um livro que eu poderia agradecer não só pelo ontem e pelo hoje, mas também pelo amanhã, na certeza de que ele seria maravilhoso, cheio de bons acontecimentos, lições e pessoas preciosas.

Então, eu que agradecia o ontem e o hoje, passei a agradecer baixinho o dia que ainda não tinha nascido, dizendo: “Deus, obrigada pelo dia que ainda virá, por ele ser tão lindo, cheio de tantas alegrias e aprendizados. Por nele encontrar tudo o que eu preciso para me ver completa e feliz. Por nele ser o melhor que posso ser.

Que amanhã eu possa ser o milagre de alguém. Que amanhã minhas palavras possam curar feridas da alma e meus abraços possam aquecer corações feridos. Que amanhã eu não seja fogo ou lixa, mas mar sereno e sem fim para aqueles que anseiam se banhar em águas mansas”.

Assim, a vida foi se fazendo e eu fui compreendendo que a gratidão é a linha que une todos os tempos do nosso viver. Que a gratidão é uma coisa bonita e gentil, um sentimento sincero que mora no peito daqueles que guardam para a vida um jeito bonito de olhá-la, dizê-la e vivê-la.

*Vanelli Doratioto

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

PARA AQUELE QUE TEM MEDO DE ARRISCAR: SE NÃO AGORA, QUANDO?

A vida é curta e está em constante mudança, às vezes pensamos que temos todo o tempo do mundo assim não nos apressamos a nos arriscar, tomamos nosso tempo até que um dia acordamos e percebemos que ele escorreu por nossa mãos, que as pessoas com as quais nos importávamos nunca souberam disso e que nós nunca dissemos tudo o que deveríamos ter dito.

Diga a verdade. Isso te liberta e te ajuda a superar ou finalmente obter o que você quer ou o que estava esperando. Às vezes tudo o que você tem que fazer é ser honesto consigo mesmo primeiro, e então a verdade seguirá.

E daí?! E daí que você não conseguiu o que queria, e daí que você se importou um pouco mais do que deveria, e daí?! Se você não está cometendo erros muitas vezes, não está aprendendo, e se não está aprendendo, não está crescendo.

Faça as perguntas difíceis. Pergunte a si mesmo, à pessoa que continua enviando sinais misturados, pergunte a seus pais, ao seu chefe, pergunte a seus amigos, a seu ex. Se você precisa de respostas, então precisa ser corajoso o suficiente para fazer as perguntas difíceis. As perguntas que podem determinar seu futuro ou mudar sua vida.

Não seja muito duro consigo mesmo. Espere mais, ame-se um pouco mais, perdoe-se mais frequentemente e saiba o que você merece. Saiba o seu valor e se orgulhe de quem você é ou de quem está se tornando, orgulhe-se de sua jornada, de suas cicatrizes, de seu progresso e aprenda a acreditar novamente, a levantar-se novamente e a tomar outro salto de fé.

Escolha sua vida. Não se contente em viver uma vida que não te excita, você não pode voltar e mudar o passado, mas sempre pode escolher o seu futuro, pode escolher quais riscos correr e de quais desistir, você pode escolher quais capítulos reescrever e quais terminar, pode escolher quais portas reabrir e quais portas fechar, e você sempre pode escolher tentar de novo, dar uma segunda chance, começar de novo e deixar as chances te guiarem em vez de te aterrorizarem.

Às vezes, tudo o que você precisa é uma chance de mudar sua vida, e nunca vai conseguir se sempre escolher seguir o caminho mais fácil. As possibilidades estão sempre te chamando desesperadamente, esperando que você responda.

*Luiza Fletcher

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

5 SINAIS DE QUE VOCÊ AMA ALGUÉM QUE NÃO O MERECE

Muitas vezes, não valorizamos o que temos até perdermos. Algumas pessoas não te valorizam até mesmo depois de você ter partido. Elas são tão egoístas e egocêntricas que qualquer coisa que não seja de benefício direto e imediato para elas nem aparece em seu radar.

Elas estão tão apaixonadas por si mesmas que não sobra mais nada para você. Não importa o quanto você tente, não importa quão flexível ou compreensível você seja, e não importa o quanto você as ama, elas nunca vão mudar quem são.

Elas nunca irão aceitar o seu amor e retribuí-lo, porque depois de seu enorme amor por si mesmas, elas não têm nada sobrando para você. Todo o seu tempo, interesse, amor e afetos são voltados para si mesmas. Como um buraco negro, elas sugam e devoram as emoções de todos ao seu redor.

Aqui estão 5 sinais de que essa pessoa não o merece:

1.Ela mente para você e te trai

Ela quebra sua confiança e mente para você. Ela nunca lhe diz onde está indo ou o que está fazendo. Ela vive uma vida dupla e te usa. Ela mente para você porque você não é importante. Só ela é importante para si mesma. Todos os outros devem ser usados e descartados, a fim de promover o seu prazer. Ela não te ama o suficiente para ser honesta com você e não é atenciosa o suficiente para terminar um relacionamento antes de iniciar outro.

2.Ela só recebe mas nunca fornece
Pessoas em uma relação mutuamente amorosa, em certa medida, são doadores. Doam seu tempo, recursos, amor e espaço a seus parceiros. Com um doador, todo mundo é cuidado e feliz. Com um tomador, apenas metade do relacionamento está dando tudo enquanto o outro parceiro apenas se aproveita. Como um buraco negro, elas sugam recursos e não dão nada de volta. É uma via de mão única. Você precisa de alguém que possa aceitar que você é, seus próprios desejos, emoções e necessidades. Você precisa de alguém que retribui mais do que recebe.

3.Ela te menospreza
Ela está tão envolvida em sua própria vida e desejos que você se torna sem importância em seu mundo interno. Na maioria das vezes, isso é mantido dentro de suas próprias cabeças. Quando ela está emocionalmente instável ou chateada, essa falta de respeito escapa através de comentários menosprezadores. É uma coisa para provocar seu parceiro e ser provocada em troca, mas quando a pessoa é mesquinha e faz comentários exclusivamente destinados a machucá-lo, é hora de ir. Alguém que te ama e respeita não vai te menosprezar, especialmente na frente de outras pessoas.

4.Você não pode contar com ela
Você não pode contar com ela para apoio. Ela vive em seu próprio mundo e não pode ver além de seu próprio ego. Ela vai esquecer datas importantes, perder atividades especiais, como eventos esportivos de seus filhos ou jogos porque está envolvida em seu mundo. Se você precisar, ela não estará lá para você, porque é uma inconveniência para ela. Você precisa de alguém com quem possa contar. Alguém que retribua seu apoio.

5.Ela é egoísta

Vocês são uma equipe. Têm sucesso ou falham em conjunto. Se uma pessoa na equipe ganha, a equipe como um todo ganha. Nós trabalhamos como indivíduos mas ganhamos como uma equipe, ou pelo menos, é assim que deveria ser. Mas se o seu parceiro não te merece, ele precisa ganhar para encher o seu próprio ego – um ego tão frágil que não suporta ver alguém ir bem em algo, mesmo que seja o seu parceiro. Você precisa de alguém que vá na mesma direção que você e esteja disposto a se esforçar para ver a equipe ter sucesso, mesmo que não obtenham nenhuma glória.

*Luiza Fletcher

terça-feira, 22 de novembro de 2016

TENHO MEDO DE QUEM FALA MAL DOS OUTROS E PAVOR DE QUEM ELOGIA DEMAIS A SI MESMO!

Deus nos livre de gente autorreferente. Eu, hein! Não gosto, não. Assumo. Desconfio de quem começa uma frase com a máxima “eu costumo dizer que…”, como quem tenta atribuir um valor enciclopédico a ideias repetidas, banais, verdades prontas e cansativas tungadas de todo canto.

Não dá! Tal como os alérgicos a camarão e lactose, eu tenho alergia a pessoas afeitas a falar bem de si mesmas.

Gente que não perde uma oportunidade de anunciar o quanto se preocupa com o outro, o quanto paga seus impostos corretamente, o quanto defende a liberdade, a igualdade e a fraternidade me dá coceira e me dá medo. Quem faz o que acha certo não precisa dizer o que faz.

É só fazer e pronto! Quem diz maravilhas demais sobre si próprio me dá mais pavor do que quem fala horrores sobre os outros. Fujo de um tanto quanto do outro.

Não, eu não estou defendendo a autoesculhambação sem medida. Não acho que todos os seres capazes de falar mal de si mesmos sejam poços de virtudes.

Eu só tenho a impressão de que o autoelogio é um péssimo hábito. Puro e simples cabotinismo, jeito rasteiro de chamar a atenção: puxando o próprio saco. Quem se presta a elogiar os próprios feitos tenta provar a seus interlocutores que eles estão diante de um dos melhores exemplares da espécie humana. E isso, cá entre nós, é masturbação com plateia. Patético!

Não é por nada, não. A liberdade de expressão garante a qualquer um o direito de exaltar suas próprias maravilhas. Mas eu acho que gente boa de verdade prefere investir o seu tempo em coisas boas de verdade. Não em tagarelar por aí o quanto é especial. Amor próprio é bonito. Autopropaganda é exagero.

Ninguém devia falar bem de si mesmo para provar isso ou aquilo. Se o sujeito é pessoa boa, basta ser o que é, uma pessoa boa, e deixar os outros concluírem o que quiserem. O que há de difícil nisso?

E como cansa essa ladainha do “ó, eu acredito num mundo melhor… ó, eu choro quando vejo uma injustiça… ó, eu divido tudo o que tenho… ó, eu distribuo cestas básicas…”. Tudo isso para nada presta se não vier acompanhado de gestos práticos, atitudes e ações que dispensam o discurso.

Quem é bom mesmo não precisa dizer, repetir, alardear. A gente sabe. O mundo se dá conta e agradece de seu jeito. Mesmo que ninguém vá lhe oferecer a chave da cidade, um título de cidadão honorário e outros gestos tão úteis quanto distribuir capas de chuva na seca nordestina.

Quem faz uma coisa boa não o faz porque espera que alguém reconheça e lhe dedique uma estátua em praça pública. Faz porque acha que deve fazer. Ou não?

Do mesmo jeito que ninguém precisa falar mal dos outros para dizer bem de si mesmo, ninguém carece mergulhar no autoelogio para provar o seu valor. Isso é chato, enfadonho, serve apenas para fazer a vida passar mais rápido.

Você não me leve a mal. Mas eu acho que quem precisa tanto falar bem de si mesmo tem das duas uma: ou uma imensa ignorância ou uma tremenda culpa no cartório. Deus nos livre de um e de outro.

*André J. Gomes

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

SOBRE OS PROBLEMAS: SIMPLESMENTE, ESQUEÇA-OS! HÁ UMA FORÇA INVISÍVEL A CUIDAR DE TUDO…

Há uma força invisível a cuidar de tudo. Por muito que queiramos acreditar que cabe às nossas ações a resolução dos problemas, é quando baixamos as guardas que deixamos essa força trabalhar.

A vida é feita de altos e baixos. No dia a dia, por muito felizes que estejamos, os problemas aparecem, seja sob a forma de café derramado ou um despedimento de trabalho. Grandes ou pequenos, todos eles têm um motivo e resolução.

É um facto: problemas existem para dar lugar às soluções, que em todas as vezes, sem exceção, tornam as circunstâncias melhores do que se estes acidentes não tivessem acontecido.

Não há acasos, o Universo funciona no ritmo perfeito, juntando intenções e concretizando sincronia.

No caminho para o sucesso (ou mais sucesso, pois não existe apenas um caminho que termina quando alcançamos a vitória) há obstáculos, originados pelas nossas emoções negativas e crenças limitantes. O “monstro” que se encontra à nossa frente está ali como indicador do que andamos a praticar, e é um catalisador para a mudança que origina a melhoria – a mudança interna.

Como disse Einstein, para alcançarmos um objetivo que nunca concretizámos antes, temos que fazer algo diferente do que alguma vez fizemos.

Assim, o resultado desejado é fruto da implementação de um novo hábito. Porém, todo o hábito requer prática contínua, consistente e disciplinada. Mas não é no meio de uma mente enevoada de pensamentos limitantes que se vai implementar, do nada, um conjunto de crenças positivas e motivadoras! É preciso calma.

A calma é o início de tudo: o descanso mental, a pausa, o silêncio, a solitude. Qualquer coisa que pare o ritmo acelerado dos pensamentos negativos é boa ideia: para mim pode ser meditação, para ti pode ser saltar de pára-quedas, ou comer brigadeiro. Qualquer coisa que distraia a mente do frenesi negativista vai acalmá-la, e dar espaço para os pensamentos úteis ao progresso.

Muitos exemplos de sucesso na nossa sociedade falam que, para terem chegado onde chegaram, tiveram que enfrentar inúmeros sacrifícios, e por meio do esforço, alcançaram a vitória. Mas não é bem assim. O que eles fizeram foi simplesmente largar as suas crenças limitantes, e seguir em frente mesmo com os problemas – o “não” dos especialistas, as falhas inesperadas, a falta de recursos.

Para um vencedor, uma mente positiva basta. Porque a mente positiva é o que dá combustível mesmo no meio de condições desgastantes. Um otimista não diz que está sol quando está chuva: ele reconhece a importância da chuva e que eventualmente o sol virá, mas que, graças ao tempo húmido, mais plantas puderam crescer.

Face aos problemas, devemos ter uma atitude calma e serena – quando alcançamos este estado, é evidência de que conquistámos um grande poder.

O poder da mente é o mais útil que podemos cultivar, pois é da mente que surgem as ideias que se tornam palavras que se tornam ações que se tornam coisas.

Mas apenas poderemos ter acesso às mais belas manifestações se primeiro tivermos calma. Saber relaxar o corpo e o cérebro é essencial: uma mente em branco é mais poderosa que uma mente negativa, porque a mente em branco é aquela que melhor nos faz, especialmente em momentos de grande transtorno e confusão à nossa volta.

Escolhe ser aquele que permanece em paz mesmo quando alguém grita ou usa violência. Que dá uma resposta sábia e otimista quando lhe dizem que algo correu mal. Tu sabes mais do que os outros te fazem parecer: sabes que a poeira sempre baixa e que para todos os problemas há uma solução.

Por isso, deixa o Universo fazer o seu trabalho e providenciar-te com exatamente aquilo que precisavas, no tempo perfeito: mais cedo do que pensavas ser possível.

*Claudia Rocha

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

O HÁBITO DE AGRADECER – VÁ EM FRENTE, AGRADEÇA E RELAXE! A VIDA TEM MUITO A OFERECER!

Confie, creia, acredite e não desista, porque para Deus a sua vitória já tem dia e hora marcada!!

Você já parou para pensar quantas vezes você agradece por sua vida? Seja Deus, Jeová, Buda, independentemente de sua religião, você está em dia com suas orações?

A verdade é que estamos cada vez mais levando uma vida corrida, o que nos leva a um desgaste tamanho, seja ele físico ou emocional.  Corremos para tomar nosso café da manhã, corremos pelas ruas para chegar a tempo em nossos compromissos.

Temos pressa para tudo, para encontrar um grande amor, e logo mais terminá-lo, pressa para o dia acabar logo e cair na cama, e enfim dormir.

Mas esquecemos que alguém lá em cima quer nos ouvir, mesmo que seja um pensamento mais alto que tenhamos. Ele quer saber das nossas angustias, das nossas alegrias, conquistas e sonhos. É através de nossa fé que podemos alcançar nossos objetivos, apenas com essa força tamanha que teremos as soluções para os problemas e dúvidas.

Acredite, tudo vai mudar, e mais que isso, as coisas vão melhorar! Nada é ruim ou preocupante para sempre. Falta aquele empurrãozinho.

E é nesse momento que você deve olhar para o céu e simplesmente agradecer, afinal a oportunidade de acordar mais um dia já é uma grande vitória.

E hoje, se você for parar para agradecer, o que seria? Tenho certeza que mesmo que simples, você conquistou muita coisa.

Vá em frente, agradeça e relaxe. A vida tem muito a oferecer e o que ser extremamente aproveitada.

*Pamela Lana

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

SE ALGUÉM COLOCAR RETICÊNCIAS EM VOCÊ, ESCOLHA EXCLUIR DOIS DOS PONTOS!

As relações não podem ser adiadas, muito menos os sentimentos. Por isso, se alguém tentar moldar a nossa vontade, não devemos permitir isso. Não é saudável mendigar amor, já que verdadeiramente e como todos sabemos, o afeto e o apreço não têm valor se forem solicitados ou se tivermos que esperar por eles. Dessa forma, se alguém colocar reticências em você, escolha excluir dois dos pontos e deixar o ponto final.

Por quê? Porque o amor é imediato, e não algo que se pode adiar. Se nos entregarmos à ideia de que o egoísmo alheio pode ser transformado em agradecimento e carinho, estaremos apenas perdendo tempo.

Quando amamos, amamos todos os dias, não hoje sim e amanhã não. No entanto, muitas vezes hipotecamos o nosso bem-estar emocional para dar lugar a uma espécie de miséria que nos faz esperar onde os outros nos deixaram escritas umas reticências.

Outra situação distinta é aquela em que um ou ambos os membros de uma relação têm a necessidade de tirar um tempo para definir prioridades e esclarecer sentimentos novos ou encobertos por algum conflito em concreto.

Assumir que alguém é a sua prioridade é uma questão de escolha. Quando vemos que o nosso mundo interior se converte em uma batalha entre os nossos próprios desejos e as expectativas alheias, acabamos por cair em um profundo vazio emocional.

Merecemos cuidar de nós próprios, escutar a nós mesmos e sermos os protagonistas do nosso próprio filme, no qual existe uma tela de fundo que deve permanecer sempre: o amor próprio. Ele se baseia na consideração por si mesmo, afastada da submissão.

Se queremos dizer NÃO, estamos no nosso pleno direito. Se queremos dizer CHEGA, também. E se não queremos negociar os termos de uma relação porque os nossos desejos saem lesados, também.

Temos que procurar nos colocar a salvo de nós mesmos e não nos enganarmos com falsas promessas escritas com reticências. Quando os desejos e os direitos de alguém estão em jogo, não vale tudo. Por isso temos que deixar de lado essa falsa ideia de que no amor e na guerra vale tudo. Nos sentirmos bem não é uma opção alheia, mas sim nossa.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Aprenda a amar

Ninguém é atraído para alguém com um coração sem amor
Todo dia coloque uma pitadinha de amor no seu coração! 
Todo dia se proponha a amar mais!

Sabe por que o amor é o segredo de tudo? Porque ele é a essência da simplicidade. Pare de complicar as coisas e você acabará achando o seu caminho, a sua história, a sua missão! Seja simples e o amor surgirá!
A simplicidade olha a natureza sem colocar obstáculos! Por isso, busque na simplicidade a solução de suas dificuldades. Não há outro jeito de conhecer a essência do amor sem ter mais e mais amor em seu coração. Sem amor você não pode conhecer o seu Eu Superior. Sem amor não é possível viver uma vida, viu?

Mantenha o amor fluindo livremente em sua vida e aprenda a amar todos aqueles que te rodeiam! Ame a si mesmo!

O amor que você dá nunca é demais! Não tenha medo de amar! Ame basta então! E sempre! Nem tente se esquivar do fluxo de amor, mesmo que outros o rejeitem. Você já veio assim de fábrica, sabia? Repleto de amor! Para dar e para receber!

E o que fazer quando for rejeitado na sua forma de amar? Siga em frente! Ame mais e mais! E assim você deixará de ser amargo, endurecido, ferido e medroso! E nesse estado, você não será capaz de ajudar outras pessoas. Ninguém é atraído para alguém com um coração sem amor.

Continue aprendendo a amar! Ou reaprendendo, certo? Então, está esperando o que? Não perca mais tempo e viva intensamente a sua vida amorosamente! Quanto mais rápido aprender isso, melhor!

Bom Dia! Bom Divertimento! Seja feliz e ame bastante, tá?
"Entenda de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente: você é aquilo que fizer de você mesmo"

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Mensagem de lição de vida

Num belo dia de sol, Sr. Mário, um velho caminhoneiro, chega em casa todo orgulhoso e chama a sua esposa para ver o lindo caminhão que comprara depois de longos e árduos 20 anos de trabalho. Era o primeiro que conseguia comprar depois de tantos anos de sufoco e estrada. A partir daquele dia, finalmente seria seu próprio patrão.

Ao chegar à porta de casa, encontra seu filhinho de seis anos, martelando alegremente a lataria do reluzente caminhão. Irado e aos berros pergunta o que o filho estava fazendo e, sem hesitar, completamente fora de si, martela impiedosamente as mãos do garoto, que se põe a chorar desesperadamente sem entender o que estava acontecendo.

A mulher do caminhoneiro corre em socorro do filho, mas pouco pôde fazer. Chorando junto ao filho, consegue trazer o marido à realidade e juntos levam o garoto ao hospital para cuidar dos ferimentos provocados. Passadas várias horas de cirurgia, o médico desconsolado e bastante abatido, chama os pais e informa que as dilacerações foram de tão grande extensão, que todos os dedos da criança tiveram que ser amputados. Porém, o menino era forte e resistia bem ao ato cirúrgico, devendo os pais aguardá-lo no quarto.

Ao acordar, o menino ainda sonolento esboçou um sorriso e disse ao pai:

“Papai, me desculpe. Eu só queria consertar seu caminhão, como você me ensinou outro dia. Não fique bravo comigo.”

O pai, enternecido e profundamente arrependido, deu um forte abraço no filho e disse que aquilo não tinha mais importância. Não estava bravo e sim arrependido de ter sido tão duro com ele
e que a lataria do caminhão não tinha estragado. Então o garoto com os olhos radiantes perguntou:

“Quer dizer que não está mais bravo comigo?”

É claro que não – respondeu o pai. Ao que o menino pergunta:

“Se estou perdoado papai, quando meus dedinhos vão nascer de novo?”

Nos momentos de raiva cega, machucamos as pessoas que mais amamos, e muitas vezes não podemos “sarar” a ferida que deixamos. Nos momentos de raiva, tente parar e pensar em suas atitudes, a fim de evitar que os danos seja irreversíveis. Não há nada pior que o arrependimento e a culpa.

Pense nisto!

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Tenha paciência, muita paciência

A paciência é uma virtude que poucas pessoas têm. Na maioria das vezes, não se contentam com as coisas, no momento em que se nos apresentam, pondo-se a maldizer tudo e a todos, exigindo dos outros aquilo que não pratica.

A paciência é, acima de tudo, sabedoria. É esperar o momento certo de fazer ou de dizer as coisas, sem criar nenhum tipo de rejeição. É a serenidade, diante das dificuldades, impedindo que ações mal pensadas sejam externadas. Não é subserviência, é cautela, é saber esperar a oportunidade exata… é ter a calma necessária….

A paciência é um Dom Divino…. Felizes aqueles que a usam com sabedoria. A paciência é a certeza do que se quer, se busca, se espera…. Não adianta ficar impaciente, isto só irá aumentar o sofrimento, angústia, a agonia, o desespero… e tudo isso faz com que a pessoa se perca em meio aos seus próprios objetivos.

Não se desespere diante das dificuldades…, mantenha-se calmamente, ainda que grande seja a dor e o sofrimento interminável. Espere. Espere. Não tenha pressa… nada acontece por acaso…, tudo tem seu tempo certo.

De nada adianta apavorar-se, desatinar-se…, isto fará com que você tome uma decisão que talvez, mais tarde, poderá lhe custar muito. Não queira resolver tudo ao mesmo tempo,… dedique-se um pouco a organizar as coisas à sua volta…, isto facilitará a sua vida e a dos outros e tornará melhor o seu dia a dia, o convívio com os outros, onde quer que você esteja.

É devagar que se vai ao longe…. Toda grande caminhada começa com o primeiro passo. Tenha paciência, muita paciência.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Recomeçar do zero

Você já quis ter uma borracha especial para apagar algo que fez, que aconteceu, algo que doeu tão fundo ou teve consequências tão graves que você daria tudo para voltar atrás e recomeçar?

Há muitos que dariam tudo na vida para recomeçar do zero, ter uma nova oportunidade para agir diferente, tomar outras decisões, fazer diferentes escolhas. E eu sei que muita gente já recomeçou uma nova vida, já deu uma volta importante que fez com que os caminhos mudassem de direção e isso sempre é possível.

Mas não é possível recomeçar do zero. Recomeçar do zero não existe! Não existe fingir que não houve um passado e não estar ligado a ele de alguma forma. Não existe zerar o coração, nem as emoções, mesmo se passássemos nosso tempo voltando os ponteiros do relógio.

A verdade é que se pudéssemos recomeçar do zero, numa amnésia existencial, cometeríamos erros novamente, choraríamos de novo... porque não traríamos conosco essa carga de experiência que carregamos hoje, que às vezes até pesa, mas é nossa e isso não podemos negar, nem renunciar.
E é melhor assim: acreditar que tudo o que fizemos valeu de alguma forma. Erramos? Sim, e daí? Aquilo que reconhecemos como erro não faremos novamente e cada vez que tropeçamos e aprendemos com isso, colocamos algo mais na nossa bagagem da vida.

Lamentar por algo que não se teve? Que perda de tempo! As lamentações pelo que não fizemos não acrescenta nada na nossa vida. Precisamos viver de coisas concretas, do que realizamos, do que tivemos, mesmo se as perdemos.

Quem nos julga deveria julgar-se primeiro.

Ninguém é de todo bom e de todo mal. Não existem pessoas melhores que as outras, apenas as que ainda querem aprender e as que já perderam a esperança. Quem não chora por fora, chora por dentro, a diferença é que nesse caso ninguém percebe.

É possível recomeçar a vida, com novas ambições, fazer do velho, o novo e com uma grande vantagem: dessa vez existirão os parâmetros de comparação, as chances serão maiores de tomar decisões acertadas.
Então, acredite: tudo o que você viveu até agora valeu a pena porque é dessa vivência que você tira seu aprendizado. Se você tem 30, 50 ou 80 anos, você pode fazer sua vida diferente ainda, você pode olhar o mundo com olhos novos.

Deus não condena ninguém. São as pessoas mesmas que condenam-se quando cruzam os braços, imobilizam as pernas e colocam uma venda nos olhos.

A vida continua, mesmo se muitos desistem. E ela é muito mais rica para aqueles que abrem os braços ao futuro, dão as mãos ao passado e recomeçam. Essas pessoas jamais sentir-se-ão sozinhas.

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Ofendendo-se

Algumas vezes é preciso silenciar,
sair de cena, e esperar que a sabedoria do tempo
termine o espetáculo.

As pessoas maduras não se abalam por causa de comentários indelicados de outras pessoas. De vez em quando as pessoas dizem coisas para nos testar e fazem comentários do tipo: “você não trabalha duro!” ou “você come demais!” ou ainda “todo mundo sabe que você casou com ele por dinheiro!”.
Às vezes, essas coisas são ditas por inveja, mas com frequência, são ditas para provocar uma reação. Qualquer que seja o motivo, a melhor maneira de lidar com isso é sorrir e, ou não dizer nada, ou concordar com a pessoa.

Assim sendo, da próxima vez que seu vizinho o vir em seu carro novo e disser: “você não trabalha quase nada e, ainda assim, eles lhe pagam uma fortuna!”, simplesmente sorria e responda: “não é maravilhoso?”.
Você não tem de explicar nada sobre suas responsabilidades e sobre o tempo que fica “ralando” no trabalho. Não precisa justificar. Apenas sorria e deixe isso para lá. Quando a sua cunhada observar coisas do tipo: “você está sempre tirando férias!”, concorde com ela. Diga: “sim, adoro tirar férias!”.
Se o seu primo disser: “puxa, você deve ter gasto uma nota nessa piscina”, sorria e fale: “pode apostar que sim. É que detesto piscinas baratas”! Não se deixe perturbar. Você não vai ganhar nada discutindo com seu primo, sua cunhada, seu vizinho ou com quem quer que seja. Quando encontrar com pessoas assim, concorde com elas de uma maneira gentilmente natural. Se você começar a tentar se defender, estará frito.

Em poucas palavras: somente pessoas que “pensam pequeno” fazem comentários desagradáveis. e somente pessoas que também “pensam pequeno” se ofendem. Seja alguém que “pensa grande.

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Estou apaixonada demais por você

Existe dentro de mim um sentimento enorme. Esse sentimento está presente em todas as minhas horas, em todos os meus minutos. Pensei em dizer a você, o que penso, o que sinto, e a razão da minha felicidade que tudo isso me traz. Mas vem o receio, a dúvida em dizer tudo aquilo que meu coração estava cansado de saber. Talvez você não saiba, mas sua presença em mim, se afirma a cada dia. Tenho vontade de estar perto de você, de conversar, simplesmente curtir cada momento com você. Quando te vejo, alguma coisa acontece em mim. Tento desviar o olhar, mas os meus olhos não obedecem, parecem que querer me desafiar, mostrar toda a realidade desse sonho. Por um lado sou feliz, pois tenho essa chama dentro de mim. Por outro lado, essa vontade de transformar tudo isso numa gostosa realidade. Sei que é difícil explicar tudo isso com palavras, mas não posso segurar esse impulso que supera a minha capacidade. Está acima de qualquer vontade, e insiste em explodir a qualquer momento. Preciso de você, e não importa a solução que tudo isso possa ter, mas uma coisa é certa, estarei aliviada desta dor, que de tão gostosa é capaz de explodir meu coração. Te quero muito. Quero estar com você.

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Limites

Qual o seu limite para sonhar e realizar objetivos em sua vida? Nenhum. O limite é você quem impõe.Você é a única pessoa que pode colocar restrições nos seus desejos.Veja que as grandes realizações do nosso século acontecerão quando alguém resolveu vencer o impossível. Nas navegações, encontramos um Colombo determinado a seguir viagens pelo mar, mesmo estando cansado de ouvir que o mar acabava e estava cheio de monstros terríveis. Santos Dumont foi taxado de louco tantas vezes que nem mais ligava para os comentários, até fazer subir seu 14 Bis. 

Ford foi ignorado por banqueiros e poderosos que não acreditavam em carros em série. Einstein foi ridicularizado na Alemanha. Desistir de nossos projetos, ou aceitar palpites infelizes em nossas vidas é mais fácil do que lutar por eles. Renunciar, chorar a derrota é mais simples pelo simples fato de que não nos obriga ao trabalho.
E ser feliz dá trabalho. 

Ser feliz é questão de persistência, de lutas diárias, de encantos e desencantos. Quantas pessoas passaram pela vida e te magoaram? Quantas passarão pela sua vida só para roubar tua energia? Quantos estarão realmente preocupados com você? A questão é como você vai encarar essas situações. 

Como ficarão seus projetos: eles resistirão às amarguras e desacertos do dia a dia? O objetivo você já tem: ser feliz! Como alcançar você já sabe: lutando! Resta saber o quanto feliz você realmente quer ser. 

E principalmente: qual o limite que você colocou em seus sonhos. Lembre-se: não há limites para sonhar... Não se limite. Vá a luta! O impossível é apenas algo que alguém ainda não realizou!

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Cabeça abandonada

Você conhece alguém que antes de dormir fica remoendo
todos os erros que cometeu durante o dia que passou?

Antes que o outro dia chegue, ele já se preocupa e planeja
como irá corrigir os erros cometidos no dia anterior?

Você conhece alguém que, ao acordar, já vê o dia
como sendo uma enorme montanha a ser nervosamente
escalada antes que anoiteça outra vez ?

Ele não consegue relaxar um minuto sequer, ocupando-se
o tempo todo e já pensando no que vai fazer em seguida?

Ele nem sente o sabor da comida nas horas de refeição?

Tem profundas olheiras, corpo dolorido,
pernas e braços cansados?

Você conhece alguém que deixa tudo para a última hora
e depois se desespera porque o tempo acaba não sendo
suficiente para ele fazer tudo que andou protelando?

Ele se queixa que 24 horas são pouco para quem tem
muito para resolver, gerenciar, providenciar,
fazer, fazer e fazer ?

Você conhece alguém que já não consegue se divertir,
já não sabe sorrir, sempre sério, atormentado, exaurido, frustrado
com os poucos resultados que obtém como “paga”
do tanto que faz ?

Ele reclama que os ganhos são poucos, que a família é
complicada, que o chefe é um tirano, que os empregados
são incompetentes e que os amigos só aparecem
quando tudo vai bem?

Você conhece alguém que responsabiliza a Vida pelas coisas
que não dão certo, que não saem como ele queria?

Ele se sente um outro Cristo crucificado, sacrificado
e parece um poço de dores e de decepções?

Você conhece alguém que se imagina sendo o alvo
de todos os problemas e mazelas do mundo?

Ele costuma dizer que será feliz quando o mundo mudar,
quando as pessoas o entenderem, quando o tempo melhorar,
quando as finanças ajudarem?

Você conhece alguém assim?

Será que ele sabe que todo esse caos é atraído por sua
própria cabeça, cheia de pensamentos desordenados?

Será que ele sabe que tudo que o incomoda é reflexo
do modo como ele pensa, age e interage com o mundo exterior?

Não seria bom dar-lhe um “toque”, contando que o
“lado de fora” só vai mudar quando ele mudar seu
“lado de dentro” ?

Aqui se espera que você não tenha concluído que esse alguém
é você mesmo, mas se não for, a semente está plantada.

E ainda é deixada uma amorosa sugestão:
Adote uma cabeça abandonada
A SUA

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Como roubar um coração

Para se roubar um coração é preciso que seja com muita habilidade, tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, não se chega com ímpeto, não se alcança o coração de alguém com pressa. Tem que se aproximar com meias palavras, suavemente, apoderar-se dele aos poucos, com cuidado. Não se pode deixar que percebam que ele será roubado, na verdade, teremos que furtá-lo, docemente.

Conquistar um coração de verdade dá trabalho, requer paciência, é como se fosse tecer uma colcha de retalhos, aplicar uma renda num vestido, tratar de um jardim, cuidar de uma criança. É necessário que seja com destreza, com vontade, com encanto, carinho e sinceridade.

Para se conquistar um coração definitivamente tem que ter garra e esperteza, mas não falo dessa esperteza que todos conhecem, falo da esperteza de sentimentos, daquela que existe guardada na alma em todos os momentos.

Quando se deseja realmente conquistar um coração é preciso que antes já tenhamos conseguido conquistar o nosso, é preciso que ele já tenha sido explorado nos mínimos detalhes, que já se tenha conseguido conhecer cada cantinho, entender cada espaço preenchido e aceitar cada espaço vago.

... E então, quando finalmente esse coração for conquistado, quando tivermos nos apoderado dele, vai existir uma parte de alguém que seguirá conosco. Uma metade de alguém que será guiada por nós e o nosso coração passará a bater por conta desse outro coração.

Eles sofrerão altos e baixos sim, mas com certeza haverão instantes, milhares de instantes de alegria. Baterá descompassado muitas vezes e sabe por quê? Faltará a metade dele que ainda não está junto de nós.

Até que um dia, cansado de estar dividido ao meio, esse coração chamará a sua outra parte e alguém por vontade própria sem que precisemos roubá-la ou furtá-la nos entregará a metade que faltava... E é assim que se rouba um coração, fácil não? Pois é, nós só precisaremos roubar uma metade, a outra virá na nossa mão e ficará detectado um roubo então!

... E, se em algum momento, chegar a hora da partida, as coisas vão complicar, alguém terá que partir em o seu coração, pois quem roubou não aceitará fazer a devolução.

Vão tentar negociar, subornar, chantagear, tantas coisas, mas o ladrão não cederá, não poderá haver devolução porque um coração se consolidou junto ao outro e estarão num cantinho impenetrável que ninguém conseguirá alcançar.

E é só por isso que encontramos tantas pessoas pela vida a fora que dizem que nunca mais conseguiram amar alguém...

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

E a semente continua a ser oferecida

Bom dia...Você já parou para pensar por que em todas as aparições Nossa Senhora pede para rezar o terço, se não fosse algo importante? Pense nisso! Faça isso!

César


Todos almejamos pela paz de espírito, pela sensação de fortalecimento diante das dificuldades que se apresentam à nossa frente.Também encontramo-nos ansiosos pela transformação de nossa vida, desejando intensamente que novos ventos tragam um perfume renovado para nossa existência.
Assim caminhamos à espera de que Jesus venha ao nosso encontro e nos mostre um caminho. Certamente, o Mestre Amado virá, como continua vindo há dois mil anos...
Continuará a nos mostrar o caminho da redenção e a nos convidar a segui-Lo, fazendo parte do seu rebanho.
Rebanho que segue a proclamar o Evangelho, ovelhas a seguir o Eterno Pastor, sem nada temer, porque sabem que Ele lhes salvará de qualquer ataque.
Sim, o Mestre nos salvará de qualquer perigo. Ele é a fortaleza naqueles dias em que estamos mergulhados na aflição.
A resposta segura quando as dúvidas querem nos desequilibrar espiritualmente.
O alívio quando a raiva ameaça tomar conta do nosso ser.
A luz que ilumina nossos passos cansados de tanto caminhar sem rumo.
Jesus... Reacende a esperança em nossa alma.
Quantas vezes já não fomos envolvidos pelo abraço do Nazareno? Fomos reconfortados em nossa dor. Acalmados quando o desespero surge?
De fato, muitas e muitas foram as circunstâncias em que novo ânimo nasceu em nosso Espírito, todavia, ao longo do percurso, gradativamente, a coragem se enfraquece e logo nos rendemos ao desânimo, como se Jesus tivesse se afastado. Porém, Ele jamais nos deixa sós!
Então, o que ocorre? Por que voltamos a nos sentir desamparados, incapazes de enfrentar a prova que surgiu?
Isso ocorre porque simplesmente deixamos de plantar a poderosa semente que Jesus nos entregou e que é a base do seu Evangelho: Amor.
Como sentir Jesus em nossas vidas e fortalecer nosso Espírito se fechamos todas as portas para o amor?
Ontem, hoje e sempre será o Amor a grande luz que irá iluminar nossa existência e permitir-nos sentir a presença do Mestre ao nosso lado.
Cultivemos o amor sincero, benigno e estaremos sempre acima das vicissitudes terrenas.
Amor... É o que Jesus nos pede desde o primeiro instante:
"Amai-vos uns aos outros?(Mateus 22:39)
Sem amor, a nossa vida permanece em constante tempestade, afinal, como sermos aquecidos pelo Mestre se descremos do sentimento mais sublime?
Muitas vezes parece impossível acreditar e consequentemente cultivar o amor devido as tantas tormentas que chegaram em nossa vida, mas é justamente esse nobre sentimento que nos fortalece para seguirmos adiante.
O amor é a chave de todas as prisões, é o farol que vence a escuridão da noite mais fria.
Que nos aproxima da Providência Divina, afinal, quem não investe no amor jamais conseguirá sintonizar-se por completo com as forças do bem, haverá sempre uma barreira.
Aquele que não ama não conhece a Deus. porque Deus é amor. 
I João 4:8
Não deixemos essa bela semente morrer em nossas mãos!
Na nossa jornada, podemos ser feridos por duros golpes e fragilizados pensarmos em desistir do amor, mas é ele que curará nossas feridas e nos auxiliará a levantarmos e prosseguirmos.
Um olhar de amor dissipa qualquer nuvem.
Para o amor se manifestar não existe tempo, distância ou ocasião, mas sim, boa vontade, ou seja, que abramos o nosso coração para que ele possa habitar, que façamos dos nossos olhos e das nossas mãos suas extensões.
Quantos se encontram a esperar por um gesto de amor?
O amor verdadeiro não fica a perguntar: onde, como, quando ou quanto. não fica a escolher, não tem limites e jamais morre. Renasce a cada manhã
É amando que somos amados, mas saibamos diferenciar o amor terreno do amor de Jesus, porque esse não cobra tributos, não se rende à vaidade e desvencilha-se de todo e qualquer ciúme ou inveja.
O amor verdadeiro faz brotar a fé, a esperança, a fraternidade, a união entre os homens e os eleva até Jesus!
Mestre que um dia pronunciou: Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida ( João 14:6).
E também podemos completar a frase com Eu sou o Amor!
Jesus definitivamente é Amor!
Assim, se quisermos a transformação moral, a renovação de nossos ideias, a higienização dos nossos pensamentos e o despertar espiritual, invistamos no amor!
Com o amor de Jesus, tudo suportaremos, evoluiremos e caminharemos firmes ao lado do Mestre.
Sem amor, só podemos reafirmar o que Paulo já asseverou em sua epístola aos Coríntios: nada serei (I Coríntios 13:2).
O amor... Eterno bálsamo que continua a ser derramado sobre nós.
Amor que não se prende a formas, mas é a essência.
Que disciplina unindo, respeitando, apresentando-nos como irmãos.
Que afasta personalismos e vaidades.
Não encontra tempo para olhares de censura nem contendas. Mas sempre disponível para auxiliar.
Que foge a rótulos, demonstrações, falações e qualquer conceito que instigue orgulho e julgamentos.
Que não aponta as fragilidades alheias, não se baseia em palavras vãs, mas sim, volta-se eternamente para o exemplo deixado por Jesus.
Não foi criado pelos homens, é divino, mas é a luz que guiará a humanidade a sua verdadeira transformação.
Está acima de qualquer filosofia, religião, poder ou diploma.
Humildade, companheirismo, misericórdia e caridade são suas constantes e fiéis companheiras.
Em uma única palavra, amor é Jesus!
Que possamos cultivá-lo e mais perto de Jesus estaremos.
E com o Mestre, não há o que temer!
Renovação? Amor!

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Um sentimento lindo

Bom dia...Vida que Segue!
Que Deus possa confortar seu coração nesse dia.
Abraços.

César

Você já conversou com alguém e teve a sensação de que foi amor à primeira vista ou melhor amor a primeira troca de palavras? É... há seres que encontramos e parece que já estávamos juntos em outras vidas e apenas tínhamos que nos reencontrar...

Pode não ser namoro ou amor...mas é um vínculo que surge e que se torna imprescindível para o bem estar de ambos. Uma força inexplicável que une os corações e que tornam necessárias a troca de elogios... de palavras de amor... de afeto...

Onde será que eles estavam que não se encontraram antes? A vida é mesmo uma incógnita... a única coisa que se sabe é que para o amor o acaso não existe... o que é real é que a Providência Divina age para que as almas solitárias se encontrem e se completem...

Amo... não sei... o que sei é que agora que conheço minha Alma Gêmea o amor tem sentido e asseguro que sem esse ser que está iluminando meus dias meu coração se entristeceria novamente... viveria nas Trevas... sem o calor dos escritos que ele me envia... sem a paz que irradia das mensagens que ele dedica a mim... tudo seria triste e sombrio.

Se é amor tenho dúvidas, mas certamente é um sentimento lindo que é capaz de mudar o curso de duas vidas!

terça-feira, 1 de novembro de 2016

O Ser humano é estranho

O valor que precisamos e qualquer um quer, tem que ser dado em vida.
Depois que morre não adianta mais.
Repense suas divergências, suas mágoas, seus pudores, seus valores...
Bom dia, Abaixo o texto base da mensagem do dia de hoje.

César



Briga com os vivos, e leva flores para os mortos;
Lança os vivos na sarjeta, e pede um “bom lugar para os mortos”;
Se afasta dos vivos, e se agarra desesperados quando estes morrem;
Fica anos sem conversar com um vivo, e se desculpa, faz homenagens, quando este morre;
Não tem tempo para visitar o vivo, mas tem o dia todo para ir ao velório do morto;
Critica, fala mal, ofende o vivo, mas o santifica quando este morre;
Não liga, não abraça, não se importam com os vivos, mas se autoflagelam quando estes morrem…
Aos olhos cegos do homem, o valor do ser humano está na sua morte, e não na sua vida.
É bom repensarmos isto, enquanto estamos vivos!

 (Papa Francisco)

Aprendi a não bater de frente com quem só entende o que lhe convém

Uma das coisas mais desagradáveis que ocorrem é sermos mal entendidos, quando o outro deturpa nossas palavras ou nossas atitudes, desconte...