terça-feira, 31 de outubro de 2017

Você não vai se curar voltando para o que o deixou em pedaços!

Há um ditado que diz: “Gato escaldado tem medo de água fria”. Isso serve para diversas situações da vida, e significa que aqueles que sofreram com alguma situação, farão de tudo para que ela não se repita.
Você não precisa viver blindado, protegendo-se de sentir demais, amar demais, confiar demais.
Porém, é necessário aprender a se resguardar, a se preservar, a não entregar seu coração para qualquer um, a não expor suas dores de graça nem ser publicitário de suas dificuldades e carências.
Jamais estaremos imunes a sermos machucados pelas circunstâncias da vida. Viver é um exercício de resiliência e aprendizado, e somente aqueles que não se aprofundam, preferindo viver superficialmente, não se expõem aos riscos. Mas também não vivem. Também não experimentam os desatinos e delícias de amar profundamente; não conhecem o gosto salgado da pele que transpira e dos olhos que choram; não saboreiam a conquista da intimidade e a dor da vulnerabilidade com a mesma coragem.
Porém, às vezes a gente se confunde. E sente falta de um relacionamento ruim por causa das emoções oscilantes que ele proporcionava. Essa adrenalina vicia. Você pensa que sente falta da pessoa, mas o que está fazendo falta é a emoção _ nem sempre positiva _ que a relação despertava em você. E agora que está livre e pode surfar em águas mansas e cristalinas, você se pergunta onde foi parar aquela tempestade que o(a) movia?
Não caia nessa. Você não vai se curar voltando para o que o deixou em pedaços. Você não vai se reerguer reprisando a mesma história dolorosa.
Pois as pessoas não mudam, e aquilo que o(a)machucou e o(a) fez menor do que realmente é, não pode se repetir. Não há segundas chances para aquilo que um dia lhe causou dor e sofrimento. Não há segundas chances para aquilo que algum dia o(a) despedaçou. Só quando você aprender a recusar a dor, vai adquirir amor-próprio. Só quando você desistir de tentar compreender o incompreensível, conquistará uma fé enorme em si mesmo.
O que nos cura não é o retorno para aquilo que nos feriu. O que nos cura é deixar de tentar consertar o que não tem conserto e parar de dar desculpas para justificar nosso desejo de olhar para trás, para aquele lugar de dor e sofrimento. O que nos cura é dar um basta à tentação de imaginar que as coisas poderiam ser melhores se a gente tivesse agido diferente.
O que nos cura é nos redimir pelo que não deu certo e seguir em frente dando uma nova chance à bela e dolorosa passagem do tempo…

*Fabiola Simoes

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

“O Porco e a Galinha”. Estás envolvido ou comprometido?


Um porco e uma galinha passeavam pela fazenda, quando  o fazendeiro chegou  propôs-lhes um desafio:
– Vocês serão responsáveis por preparar o meu pequeno-almoço diferente todos os dias da semana durante as próximas duas semanas. No caso de falharem, por falta de um menu variado num desses dias, o pequeno-almoço será preparado por mim próprio, sem opção, prepararia bacon com ovos para começar o dia.
Ficaram ambos muito motivados, o porco e a galinha, a cumprir a tarefa de preparar um menu diferente todos os dias.
Tudo correu bem nos dois primeiros dias, o porco sempre de maneira muito pró-ativa começava o dia a pensar no menu para o dia seguinte, separava os ingredientes, planeava as tarefas necessárias, controlava o tempo necessário, inovava na forma de preparação, sempre com o objetivo de cumprir a metas e era ajudado pela galinha que cumpria as tarefas que lhe eram atribuídas.
Os dias passaram, as receitas aumentavam de complexidade, e o porco gastava a maior parte do dia a preparar o menu do dia seguinte, para o fazendeiro. Deixou de ter tempo para atribuir as tarefas à galinha. A galinha passava o tempo livre para picar o chão e a procurar minhocas. Isto diminuía drasticamente o tempo disponível do porco, que se via obrigado a trabalhar ainda mais para cumprir as metas estabelecidas pelo fazendeiro.
Até que um dia antes de terminar o prazo, não conseguiu preparar um pequeno-almoço diferente, devido à exaustão e cansaço acumulado.
O fazendeiro não ao ver que não tinha sido cumprido o objetivo traçado, foi preparar o seu pequeno-almoço, dando indicações aos seus criados:
– Matem o porco para fazer bacon e tragam ovos da galinha!

Fonte: Contada por Marta Vasconcelos, adaptado!


Moral da história: O porco comprometeu-se, a galinha apenas se envolveu!
Esta história fala do envolvimento e comprometimento.
– No teu trabalho.
– Na tua família.
– Na Sociedade.
Apesar de parecer a mesma coisa, envolvido e comprometido é completamente diferente!
Exemplo no trabalho:
Os envolvidos executam a sua função e reclamam se lhes pedem outras tarefas. Os comprometidos, por seu lado, fazem tudo o que está ao seu alcance para que os objetivos sejam atingidos, encarando novas tarefas como oportunidades de aprendizagem.
Na tua vida, onde já definiste objetivos de sucesso e felicidade. Como estás : comprometido ou envolvido?

*Jader Menezes

sexta-feira, 27 de outubro de 2017

Não desista diante das dificuldades!

Primeiro, deixe que eu lhe diga uma coisa: As dificuldades que você possa vir a encontrar durante as suas mudanças não são mais do que testes que a própria vida lhe traz, para que entenda o grau da sua certeza.
A vida não quer saber mais nada a não ser se você está seguro daquilo que quer. Para ela, não importa o que seja, mas apenas se está mesmo determinado a obtê-lo. É por essa razão que ela vai testá-lo até aos seus maiores limites, apenas porque deseja que você saiba bem aquilo que está a escolher.
A vida, como processo vivo que é, quer sempre o seu bem. Ela sabe que se você escolhe sem ter a certeza do que quer, vai sofrer mais à frente com as consequências da sua escolha.
Assim, ela o  provoca para que a sua resistência às dificuldades possam lhe dar também  a certeza daquilo que quer.
Parece complicado? Muito pelo contrário! Você quer algo? Então mostre a si mesmo até onde está disposto a ir para obtê-lo! Só isso. Simples como tudo aquilo que é precioso na vida.
Como lhe disse lá atrás: o importante é que não se compare a ninguém, nem faça suas escolhas dependendo de nada nem ninguém. Agora, com este ponto digo-lhe mais uma coisa:
As resistências sempre existirão nas suas mudanças, mas em menor quantidade quando você escolhe com o coração.
A pergunta que me faz é também simples: Como faço para saber se estou escolhendo com o coração?
Você não sabe. Você sente. E sabe o que sente? Sente que está a fazer o que deve fazer, que está a dizer o que deve dizer, que está onde deve estar, simplesmente porque sente um sorriso formar-se em seus lábios e uma sensação de liberdade e bem-estar no seu peito. Toda a pressão desaparece no momento em que você escolhe com o coração o que sente ser o melhor e não o mais fácil.
Todos temos uma natural tendência para escolher o mais fácil e rápido do que o melhor para nós mesmos. Como pessoas carentes que somos, queremos respostas e soluções imediatas. Como tal, escolhemos aquilo que parece mais fácil e rápido. O demorado, aquilo que precisamos esperar, faz-nos ansiosos e não queremos viver com a ansiedade como companhia. Assim, escolhemos quase sempre o que remedia em vez do que resolve. O resultado dessa escolha vai-nos fazer viver mais à frente as consequências não tão boas de quase tudo o que é fácil e rápido.
A partir de hoje, entenda que, nas suas mudanças, a resistência é natural. Assim, em cada uma delas, não veja mais um obstáculo, mas antes um desafio para provar a si mesmo que está decidido a mudar. Nem sempre tudo é fácil, sobretudo mudanças de atitude e de vida. Você sabe que a sua maior resistência é o medo do que pode perder ou quais as consequências se falhar. No entanto, já várias vezes disse-lhe que, hoje, querer já não é poder.
Querer é, antes de mais nada, não desistir.
Se sente que o que escolhe é o que faria se não tivesses medo ou a opinião dos outros não fosse importante para você, está escolhendo com o coração, e só o que é escolhido com o coração tem a ver consigo, com o seu propósito aqui.
Não tenha medo de escolher aquilo que sente ser para você. É lá que está o seu caminho e a sua felicidade. Não tenha medo do tempo que lhe possa tomar. Lembre-se sempre de que não é o final que conta, mas a viagem, o tempo em que vive suas escolhas.
Só o presente existe. O resto já não faz parte ou ainda não faz parte de quem você é.

*Jose Micard Teixeira

quinta-feira, 26 de outubro de 2017

Quem realmente ama não se afasta nas dificuldades!

Quem ama alguém de verdade não some do mapa após cada pequena discussão porque “não leva jeito para lidar com drama e frescura”, e porque deve aproveitar sua vida com quem não lhe traz problemas. Também não corta a comunicação porque acha que desacordos ao longo do caminho são um sinal de que a relação não vai durar e que é melhor terminar logo.
Aqueles que sabem amar resolvem os problemas como adultos, através de conversas sinceras.
Essas pessoas reconhecem a importância de cada um ter o seu tempo para falar e expressar seus pensamentos, para que possam chegar a um consenso sobre o melhor a fazer juntos, como deve ser. Elas, verdadeiramente, estão comprometidas com o relacionamento. Estão sempre abertas a dicas de como podem melhorar e usam os desentendimentos como uma maneira de fortalecer a sua relação.
Aqueles que amam lutam por seus parceiros e se dedicam a eles. Quem ama não desiste, não condena o relacionamento ao fim a cada coisa que não sai conforme o planejado e sempre está disposto a fazer mudanças para que as coisas aconteçam da maneira mais positiva possível.
Quem realmente ama está do lado de seu parceiro em todos os momentos da vida, bons e ruins.
A pessoa que nutre um amor verdadeiro não some nas lutas e reaparece para colher os frutos de uma batalha que preferiu não travar, não abandona seus amados em momentos de vulnerabilidade porque não consideram isso um “problema seu” e nem permite que seu parceiro sofra sozinho, porque são uma equipe e devem permanecer juntos.
Essas pessoas sabem que relacionamentos não são fáceis, que requerem compromisso e esforço diário, que é impossível conviver com outra pessoa sem nunca discordarem em algo, pois ninguém é igual a ninguém. Problemas acontecem em um momento ou outro, mas quem realmente ama sabe que pode superar qualquer dificuldade ao lado de seu amado.
Quando uma pessoa realmente ama alguém, não vai embora ao primeiro sinal de dificuldade ou problema, muito pelo contrário, essa pessoa se esforça ainda mais do que antes.
Ama ainda mais do que antes. Trabalha em equipe para ficarem muito mais fortes do que antes. Porque, quem realmente ama sabe que deve ficar junto de seu amado e que podem ser vitoriosos em qualquer circunstância, e não permite que nada os impeça de viver sua felicidade a cada dia.

*Luiza Fletcher

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

EMBORA NÃO ESTEJAMOS JUNTOS, VOCÊ SEMPRE SERÁ O AMOR DA MINHA VIDA…

”Você sempre será o amor da minha vida…”

Espero que esta carta te encontre bem. Como você está? Eu acho que nunca vou saber, mas espero que esteja indo bem. Me entristece que esta seja a primeira vez em muito tempo que não vou passar o seu aniversário com você. E para ser honesta, não passou um dia que eu não tenha pensado em você. Eu ainda vejo nossos vídeos de vez em quando e ainda me fazem sorrir, e ao mesmo tempo me fazem chorar.
Nunca te esquecerei. Mesmo que as memórias doam, eu não quero te esquecer. Você sempre terá um lugar especial no meu coração, porque você era meu amor “especial”. Tivemos algo especial. Você entrou na minha vida um dia e me fez perceber que era tudo o que eu precisava e queria. Eu pensei que você era o único para mim, e queria passar o resto da minha vida com você. Você era meu amante e melhor amigo. Eu sempre podia contar com você. Tínhamos tudo planejado. Depois que eu me formasse, me mudaria para lá, então iríamos nos casar.
Mas em algum lugar ao longo do caminho, começamos a duvidar do nosso futuro, e estávamos constantemente brigando. Tentamos reacender a chama, mas acabamos queimando tudo.
Eu sinto muito. Eu estaria mentindo se dissesse que não sinto sua falta. Porque mesmo antes de terminarmos, eu sentia a sua falta. Eu sentia falta do ‘nós’. Sentia falta das vezes em que ríamos das piadas um do outro, então, de repente, ficávamos sérios e dizíamos o quanto nos amávamos. Sinto falta de dormir em seu peito. Eu sinto falta de você me beijando mesmo quando estávamos em lugares públicos. Era só você e eu. Ainda sinto falta disso. Mas perdemos o respeito um pelo outro, esquecemos de valorizar um ao outro.
Eu quero que você entenda que eu entrar em um novo relacionamento não significa que estou te substituindo. Você me amou de uma maneira que ninguém mais fez. Você se tornou uma parte de mim, e é muito mais do que todos os caras que conheço. Eu cresci no amor que você me deu, e vou ser eternamente grata.
Você é o amor da minha vida. Sempre será.
Mas o amor não conquista tudo, e a realidade é que nem todos conseguem se agarrar ao amor de suas vidas. Mas isso não significa que estou desistindo da possibilidade de ficarmos juntos novamente. Se formos um para o outro, vamos encontrar o caminho de volta.

*Luiza Fletcher

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Não se esqueça de agradecer a Deus por tudo que acontece em sua vida!

DEPOIS DE ALGUNS DIAS AFASTADO DA EMPRESA, ESTAMOS DE VOLTA.
QUERO AGRADECER O CARINHO E ORAÇÃO DE TODOS.
ABAIXO A MENSAGEM DO DIA DE HOJE!

César


Hoje me peguei reflexiva sobre uma coisa: sobre o quanto a gente esquece de agradecer a Deus pelas coisas que acontecem em nossas vidas, isso é bem normal eu diria, acho que a maioria das pessoas está mais acostumada a pedir e não a agradecer.
Mas você já parou para agradecer pelas coisas que NÃO deram certo?
Sério, pense comigo, se não deu certo, é porque Deus não achou que fosse a hora, ou que não fosse necessário, ou que você não estivesse pronto para aquilo.
Porque cara, Deus manja de todas as coisas, Ele entende de tudo que você precisa e tudo que você nunca vai precisar conhecer e viver porque não vale a pena, porque vai lhe machucar. E Deus cuida da gente.
Eu tenho uma séria mania de agradecer várias vezes ao dia por tudo que não deu certo, porque eu penso que: se algo não deu certo, é porque outras melhores estão por vir.
Vamos pensar sobre todas as vezes que algo não rolou, que simplesmente determinada coisa não fluiu naturalmente. Vamos pensar sobre todas as vezes que você perdeu um ônibus e teve que pegar outro que o deixa LONGE À BEÇA da sua casa. Sobre aquele estágio que você queria MUITO mas acabou indo para outra pessoa, sobre a festa que você queria ir mas seu pai disse que não, ou sobre aquele relacionamento que todo mundo jurava que era pra sempre, mas teve ponto final. Tudo isso, REPITO, tudo isso, serve como aprendizado, para melhorarmos, e para nos lembrar SEMPRE, de que se algo foi embora, se algo não aconteceu, se algo não fluiu, é porque MILHÕES de outras coisas melhores estão por vir, é porque Deus está preparando coisa muito melhor para você, ok?
Vamos fazer uma reflexão pessoal aqui: pensa aí sobre todas as vezes que algo lhe derrubou, deixou mal MESMO, sabe? Que lhe feriu, fez chorar, sofrer, ficar com raiva, culpando Deus e o mundo, várias coisas que te fizeram ficar láaaa no chãozinho, pensando em desistir de tudo.
Porque desistir é sempre o caminho mais fácil, acreditem! Mas a vida é assim, dá tudo errado, das pequenas às grandes coisas, parece bobeira isso, mas é a verdade.
Se você não se segurar em alguma coisa, você cai, e cai feio.
De cara a gente não sabe entender porque tal coisa não deu errado, a gente fica procurando respostas, fica procurando um porquê, até que OPA, a gente percebe que não tem um motivo específico, que as coisas simplesmente acontecem, e não acontecem. É tão natural!!
A gente tem uma mania muito feia de agir por impulso e de achar que tudo é no nosso tempo, que a gente que decide, que é do nosso jeito. MAS OLHA SÓ, TENHO UM NEGÓCIO PARA  LHE CONTAR: NÃO É!! Quem decide tudo, é Deus, e Ele não brinca em serviço, posso te garantir.
Os dias vão passando e você automaticamente, sem perceber, vai recebendo as respostas, de uma forma toda linda, vai compreendendo de forma bem tranquila tudo aquilo que seu coração teimava em não escutar.
Parece louco né? E é, mas confiar é uma coisa maluca mesmo. Olha, confiança é uma parada muito doida, requer doses pesadas de amor, paciência, discernimento, sabedoria, fé… É difícil, mas não impossível. Porque confiar em Deus é um troço bom demais, você se segurar nesse amor e nessa leveza, é um sentimento todo único. RECOMENDO!!
Deus ama você e cuida de você, e sabe o tempo certo para tudo, então só espera e confia, eu sei que é difícil, caraca e como sei, é maior missão entender tudo isso e esperar em Deus, mas se você quer muito uma coisa, não pede por ela, simplesmente fala com Deus que seja feito o melhor para você e para todos que estão a sua volta.
E aí, Deus vai saber o que fazer. Deus age quando estamos prontos para viver aquilo que Ele vem moldando lindamente pra gente, para momentos magníficos.
Resta a gente se deixar ser preparado para tudo isso, não dói nada!

*Thalyta Souza

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Você precisa de alguém que torça por você, não necessariamente de uma alma gêmea!

Fique com alguém que torça por você e que o ame, muito além das palavras…
Você não precisa, necessariamente, de uma alma gêmea, mas de equilíbrio. Precisa de uma pessoa que saiba o que fazer para confortá-lo em momentos de tristeza e descontrole. Alguém que tenha os instrumentos certos para limpar as lágrimas em seu rosto e mantê-lo de pé e firme, quando sua vontade é apenas deitar-se e deixar o mundo acabar ao seu redor.
Você precisa de alguém que o ouça verdadeiramente. Que entenda o quanto essa oferta de emprego em outra cidade importa para você, mas que saiba que deixar seus amados é uma dor incompensável e o ajude a tomar a decisão que parecer mais correta e alinhada aos seus valores.
Uma alma gêmea não é a pessoa mais indispensável na sua vida. Indispensável é aquela pessoa que está sempre ao seu lado, motivando-o em seus momentos de dúvida.
Indispensável é o alguém que o lembra que você sempre será bom o suficiente e capaz de realizar seus sonhos.
O que você precisa é se sentir valorizado e incluído nos momentos importantes de sua vida. Você precisa de alguém que se orgulhe de apresentá-lo como parte de sua vida. De uma pessoa que imagine um lar feliz com a sua presença. Alguém para lhe dar o conforto e amor de uma família.
Você precisa de alguém que verdadeiramente o apoie. Que se ofenda quando o tratarem de forma rude e que se levante de seu lugar em sua defesa. Alguém que entenda sua conexão de equipe e que o protegeria de tudo porque o ama e valoriza de verdade.
Uma alma gêmea não é tão importante quanto a pessoa que se alegra por todas as suas conquistas, que sabe que existem oportunidades para todos e que sua felicidade lhe traz motivação para  lutar ainda mais por seus sonhos. Alguém que sentirá orgulho de você e não transformará suas vidas em uma competição.
Você precisa de alguém que entenda que a louça, os lixos e as roupas são responsabilidades de ambos. Alguém que saiba que oferecer uma mão não é nada além de uma obrigação em um relacionamento altruísta e saudável.
Você precisa de alguém que saiba como lidar com desentendimentos, que se comprometa e seja verdadeiro mesmo em meio a desacordos. Ninguém é igual a ninguém, e a pessoa que você merece em sua vida está mais ocupada descobrindo maneiras de resolver os problemas de forma saudável para ambos, do que em tentar ser superior a você.
Em sua vida, você precisa de uma pessoa que o veja como um ser humano igual a ela. Não alguém inferior que não liga em ser manipulado. Você precisa de alguém que respeite suas peculiaridades, opiniões, sonhos e faz questão de demonstrar isso em suas ações.
Uma pessoa que se dedica ao relacionamento é mais valiosa do que uma alma gêmea. Alguém que o faz perceber que o seu amor é o maior presente em sua vida, é alguém que vale a pena manter. Fique com alguém que torça por você e que o ame, muito além das palavras.

*Luiza Fletcher

terça-feira, 3 de outubro de 2017

QUANDO TUDO SEMPRE ACABA EM PIZZA É SINAL QUE A COISA NÃO VAI BEM

Pode parecer fácil perceber isso, mas nem sempre é: um relacionamento não vai bem quando faz desprender mais energia do que agrega, quando nos faz sentir mais esgotados do que renovados. Quando causa mais canseira do que ânimo, gera mais luta do que calmaria, precisa de esforço para manter a paz ao invés de fluir naturalmente.
A coisa já desandou faz tempo quando a gente se percebe pisando em ovos para não despertar o mal humor do outro, quando a gente se encantoa, fala menos, mente, evita certos assuntos, toma muito cuidado para não invadir espaços, quando a gente tem que se moldar ou esquecer de si mesmo para evitar conflitos.
Acho que é um sinal de que algo precisa mudar quando a gente se vê fazendo malabarismo com as boas vibrações, quando a gente evita conversar sobre assuntos difíceis, quando a vida começa a parecer um jogo de palitos, e a gente tem que viver tendo cuidado para mover as peças e não fazer tudo estremecer.
É difícil ter clareza, e mais difícil ainda é perceber que se quer romper essa paz frágil, inventada. Mas, se a vida anda assim, talvez seja mesmo o momento de pisar e quebrar os ovos, tocar nos assuntos trabalhosos, enfrentar a canseira da alma para olhar a fundo uma história que a rotina parece querer te impedir de esmiuçar. E a preguiça e o comodismo parecem querer proteger.
É bom ter olhos para perceber que não está tudo bem quando depois de tanto desgaste, distancia, individualidade, tudo termina em pizza e a pizza alivia aquela noite, mas não o resto da vida. É interessante ter coragem de se expressar, de impor limites, mesmo para a dor, mesmo para a solidão, mesmo para esses excessos de cuidados que já não tapam buracos. É bom parar e olhar, falar, começar a mudar.
Porque é por querer evitar um estresse maior que a gente o fatia e distribui pelos dias.
É por querer evitar que a bomba exploda de uma vez que a gente abre diariamente a válvula de escape, mas ela não se desmaterializa.
É por medo da ideia de solidão, que a gente acaba vivendo o pior tipo delas: a solidão a dois.
É por excesso de proteção e compaixão pelo outro que a gente atrasa o seu desenvolvimento existencial.
É por falta de energia para enfrentar um drama e dar uma guinada, que a gente acaba adoecendo em conta gotas.
E é por evitar entrar na dança da vida de alma aberta que a gente acaba evitando a própria vida.
Porque o que ela quer da gente é coragem e abertura para sermos em plenitude a nossa melhor versão.

*Clara Baccarin

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Você já agradeceu hoje? – A poderosa energia da gratidão!

Você já agradeceu hoje? “Mas agradecer ao quê”?
Ora, agradecer por você estar aí em pé, sentado, deitado, respirando, caminhando, ter dormido esta noite numa cama confortável, com um teto sobre a sua cabeça, ter tomado banho, até quentinho, ter feito as três refeições do dia, ter tomado água limpa, ter dinheiro para pagar seu transporte, ter o seu transporte, seu trabalho, seus ganhos, seu talento, sua inteligência, sua saúde, sua voz para comunicar , sua audição, poder enxergar, ter discernimento, inteligência, um filho, que está na escola e com saúde, ter amigos, família, pelas bênçãos que chegaram e àquelas que estão a caminho…  Você já agradeceu?
É hábito reclamar. É necessário trocar reclamação por gratidão.
Quando percebemos que nossas realidades são resultado da nossa vibração mais dominante, passamos, então, a ter o senso de responsabilidade.
Isso é o princípio da física – ação e reação. Além disso, a gratidão desbloqueia o fluxo da abundância, conecta com o coração e com a energia mais poderosa do universo: o amor.
Passamos a ter olhos mais amorosos para a vida, e entender que é preciso agradecer por aquilo que se tem e aquilo que está a caminho, como algo já concreto em nossas vidas. 
A gratidão garante o que é bom e traz sempre o que pode ser melhor. Pessoas que reclamam costumam ter a vibração baixa e dessa forma a vida delas se torna bastante bagunçada, já que interagem assim com o campo quântico. A vibração dominante delas é a da reclamação e, naturalmente, pessoas se afastam. Ninguém consegue conviver com um reclamão. Elas acabam ficando bastante solitárias. É importante trocar este hábito para ter, acima de tudo, qualidade de vida.
Não começar frases com “ai”, por exemplo… Essa interjeição acompanhada da reclamação sintoniza com uma vibração que não favorece o campo vibracional.
Perceba o lado positivo das coisas. Seja mais responsável por aquilo que você emite, pela realidade que você cria. Se perguntarem como você está, esteja bem. Como vão a casa, as finanças a família? Vão bem! Pense antes de expor seus problemas e  perceba se realmente vale a pena expor sua vida e sintonizar nesta vibração.
Agradeça! Encontre motivos para agradecer. Eu entendo que é muito mais fácil reclamar, porque o ato de reclamar tira toda a responsabilidade de quem reclama. Trocar a reclamação por gratidão torna-o uma referência  e luz na Terra. São tempos em que mais pessoas precisam seguir as boas referências de condutas.
É preciso lembrar da gratidão, dos elogios, dos olhares amorosos e sorrisos. Importante agradecer, até mesmo quando a situação não é agradável. Sempre há o que agradecer.
E isso não é ser otimista, é agir com inteligência, porque dessa forma o universo pode trabalhar a nosso favor. Ele pode refletir aquilo que estamos emitindo,  não tem erro. O universo vai sempre nos dar de volta aquilo que estamos vibrando em maior dominância. Se você está vibrando a gratidão, o amor, a compaixão, o universo responde em chuva de bênçãos.
Agora, se você só reclama, acha tudo ruim, ou que nada dá certo, prepare-se para a avalanche de coisas negativas que chegarão até você. Isso não é Deus lhe punindo é você mesmo criando a sua própria realidade.
Por isso é importante ser dono da própria realidade, comandar a própria vida dentro da responsabilidade. Somos cocriadores a todo momento. Estamos com o pincel e tinta na mão. Que tela você quer pintar hoje?
Comece o dia agradecendo e eu tenho certeza que seu dia será diferente, muito mais positivo, harmonioso, amoroso e repleto de abundâncias!

*Anieli Talon

Aprendi a não bater de frente com quem só entende o que lhe convém

Uma das coisas mais desagradáveis que ocorrem é sermos mal entendidos, quando o outro deturpa nossas palavras ou nossas atitudes, desconte...