sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Vá para onde quiser ir

Que tal levantar essa cara e olhar pra frente? Vem, me dá sua mão, te ajudo a levantar. Às vezes, tudo que precisamos é de alguém que nos abra os olhos na medida certa, e estou aqui para tentar fazer isso por você. 

A vida é curta demais para ficarmos parados pensando no que passou e no que deixou de passar, as coisas acontecem como precisam acontecer e, como deixamos acontecer, é algo sem explicação, mas algumas situações somos nós que permitimos, sabia? O que plantamos, colhemos, fazer o que… É como a vida costuma a ensinar as pessoas que compartilham o mesmo plano.

Mas não adianta se fechar em um mundo de sombras e lembranças, a vida é curta demais para nos fecharmos dentro de nós mesmos, venha, vamos viver um pouco do tempo que ainda nos resta, tudo passa rápido demais para ficarmos sentado nos lamentando… 

Se o namoro acabou, é por que ele chegou onde precisava chegar, se foi despedido do seu emprego, com certeza foi por razões mais fortes que imaginamos, se brigou com um amigo que gosta muito, com certeza foi por um ótimo motivo, mas agora não há razões para ficar sentado se lamuriando, os segundos passam rápido e são eles os responsáveis pela passagem das horas e aumento dos dias, sabia? Não damos valor ao segundo, mas de segundo em segundo, as horas voam e os meses sobrevoam…

A vida é curta demais para nos darmos o luxo de vê-la passando sem atuar em nosso papel, já teve o tempo para as lágrimas e para os pensamentos, agora precisamos levantar e seguir em frente, erros acontecem, afinal de contas, sem eles jamais saberemos como acertar. Pense nisso.

Adriano Villa

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Recomeçar

Não importa onde você parou…
em que momento da vida você cansou…
o que importa é que sempre é possível e necessário “Recomeçar”.

Recomeçar é dar uma nova chance a si mesmo…
é renovar as esperanças na vida e o mais importante…
acreditar em você de novo.

Sofreu muito nesse período?
Foi aprendizado…

Chorou muito?
Foi limpeza da alma…

Ficou com raiva das pessoas?
Foi para perdoá-las um dia…

Sentiu-se só por diversas vezes?
É porque fechou a porta até para os anjos…

Acreditou que tudo estava perdido?
Era o início da sua melhora…

Pois é…

Agora é hora de reiniciar… de pensar na luz…
de encontrar prazer nas coisas simples de novo.

Que tal um novo emprego?
Uma nova profissão?
Um corte de cabelo arrojado… diferente?
Um novo curso… ou aquele velho desejo de aprender a pintar…
desenhar…
dominar o computador… ou qualquer outra coisa…

Olha quanto desafio…
Quanta coisa nova nesse mundão de meu Deus te esperando.

Tá se sentindo sozinho?
Besteira…

Tem tanta gente que você afastou com o seu “período de “isolamento”…
Tem tanta gente esperando apenas um sorriso seu para “chegar”  perto de você.

Quando nos trancamos na tristeza…
Nem nós mesmos nos suportamos…
Ficamos horríveis…
O mau humor vai comendo nosso fígado…
Até a boca fica amarga!

Recomeçar… Hoje é um bom dia para começar novos desafios.
Aonde você quer chegar?

Ir alto… Sonhe alto…

Queira o melhor do melhor…
Queira coisas boas para a vida…
Pensando assim trazemos prá nós aquilo que desejamos…
Se pensamos pequeno… coisas pequenas teremos…
Já se desejarmos fortemente o melhor e, principalmente, lutarmos pelo melhor,
o melhor vai se instalar na nossa vida.

E é hoje o dia da faxina mental…
Joga fora tudo que te prende ao passado…
Ao mundinho de coisas tristes…
Fotos… Peças de roupa, papel de bala…
Ingressos de cinema, bilhetes de viagens…
E toda aquela tranqueira que guardamos quando nos julgamos apaixonados…

Jogue tudo fora…

Mas, principalmente, esvazie seu coração…
Fique pronto para a vida… Para um novo amor…

Lembre-se: somos apaixonáveis…
Somos sempre capazes de amar muitas e muitas vezes…

Afinal de contas…
Nós somos o “Amor”…

“Porque sou do tamanho daquilo que vejo e não do tamanho da minha altura.”
*Esse texto foi postado como sendo de (Carlos Drummond de Andrade)

*Por http://www.horademudar.com.br/

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Dores do Amor

Olhe para um lugar onde tenha muita gente: uma praia num domingo de 40º, uma estação de metrô, a rua principal do centro da cidade. Metade deste povaréu sofre de Dor de Cotovelo. Alguns trazem dores recentes, outros trazem uma dor de estimação, mas o certo é que grande parte desses rostos anônimos tem um amor mal resolvido, uma paixão que não se evaporou completamente, mesmo que já estejam em outra relação.
Por que isso acontece? 

Tenho uma teoria, ainda que eu seja tudo, menos teórico no assunto. Acho que as pessoas não gastam seu amor. Isso mesmo. Os amores que ficam nos assombrando não foram amores consumidos até o fim.

Você sabe, o amor acaba. É mentira dizer que NÃO. Uns acabam cedo, outros levam 10 ou 20 anos para terminar, talvez até mais. Mas um dia acaba e se transforma em outra coisa: lembranças, amizade, parceira, parentesco, e essa transição não é dolorida se o amor for devorado até o fim.

Dor de Cotovelo é quando o amor é interrompido antes que se esgote. O amor tem que ser vivenciado. Platonismo funciona em novela, mas na vida real demanda muita energia sem falar do tempo que ninguém tem para esperar. E tem que ser vivido em sua totalidade. É preciso passar por todas etapas:atração-paixão-amor-convivência-amizade-tédio-fim.

Como já foi dito, este trajeto do amor pode ser percorrido em algumas semanas ou durar muitos anos. Mas é importante que transcorra de ponta a ponta, senão sobra lugar para fantasias, idealizações, enfim, tudo aquilo que nos empaca a vida e nos impede de estarmos abertos para novos amores.

Se o amor foi interrompido sem ter atingido o fundo do pote, ficamos imaginando as múltiplas possibilidades de continuidade, tudo o que a gente poderia ter dito e não disse, feito e não fez. Gaste seu amor. Usufrua-o até o fim.

Enfrente os bons e maus momentos.

Passe por tudo que tiver que passar, não se economize!

Sinta todos os sabores que o amor tem, desde o adocicado do início até o amargo do fim, mas não saia da história na metade. Amores precisam dar a volta ao redor de si mesmo, fechando o próprio ciclo. Isso é que libera a gente para SER FELIZ novamente.

Um complemento: “O amor não é eterno mas a capacidade de amar, esta sim é eterna.”

http://www.horademudar.com.br/Arnaldo Jabbor

terça-feira, 26 de agosto de 2014

O velho, o menino e o burro

Um velho resolveu vender seu burro na feira da cidade. Como iria retornar andando, chamou seu neto para acompanhá-lo. Montaram os dois no animal e seguiram viagem.

Passando por umas barracas de escoteiros, escutaram os comentários críticos; " Como é que pode, duas pessoas em cima deste pobre animal !".

Resolveram então que o menino desceria, e o velho permaneceria montado. Prosseguiram...
Mais na frente tinha uma lagoa e algumas velhas estavam lavando roupa. Quando viram a cena, puseram-se a reclamar; " Que absurdo ! Explorando a pobre criança, podendo deixá-la em cima do animal."

Constrangidos com o ocorrido, trocaram as posições, ou seja, o menino montou e o velho desceu.

Tinham caminhado alguns metros, quando algumas jovens sentadas na calçada externaram seu espanto com o que presenciaram; "Que menino preguiçoso ! Enquanto este velho senhor caminha, ele fica todo prazeroso em cima do animal. Tenha vergonha !"

Diante disto, o menino desceu e desta vez o velho não subiu. Ambos resolveram caminhar, puxando o burro.

Já acreditavam ter encontrado a fórmula mais correta quando passaram em frente a um bar. Alguns homens que ali estavam começaram a dar gargalhadas, fazendo chacota da cena; " São mesmo uns idiotas ! Ficam andando a pé, enquanto puxam um animal tão jovem e forte !"

O avô e o neto olharam um para o outro, como que tentando encontrar a maneira correta de agir.
Então ambos pegaram o burro e o carregaram nas costas !!!

Além de divertida, esta fábula mostra que não podemos dedicar atenção irracional para as críticas, pois estas acontecerão sempre, independente da maneira em que procurarmos agir.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Quantas vezes

Quantas vezes estacionamos a um passo daquilo que mais desejamos!

Quantas vezes chegamos mesmo a esticar a mão na direção daquilo que desgosta, martiriza e amargura a nossa vida!

Quantas vezes ficamos com água na boca, desejando o fruto que mataria a nossa fome e não temos coragem de o agarrar com toda a força e mastigar, saborear e saciar nosso apetite de felicidade!

São muitas as vezes em que recusamos aquilo que mais desejamos; em que nos limitamos, reprimimos, frustramos, acovardamos.

Tudo por medo de arriscar, medo de fracassar, medo de quebrar a cara...

Às vezes, medo da rejeição ou medo do que os outros vão pensar. E assim o tempo vai testemunhando o medo a roubar nossas oportunidades, a surrupiar nossas vidas e a zombar de nossa covardia.

Que acordemos hoje dispostos a cumprir nossa missão mais importante: perseguir a felicidade a todo custo, conscientes de que tudo tem um preço neste mundo.

Que já despertemos conquistando os impagáveis instantes de alegria e prazer com que sonha nosso coração... Pois o que é a vida senão uma soma de momentos?

Façamos sublimes os momentos que nos esperam.Tenhamos a coragem de esticar a mão e agarrar com força o copo de água que saciará a nossa sede.

Medo, saia da frente porque vamos começar o dia atropelando a indecisão, a vergonha tola, a ridícula covardia, por que tudo isso é passado!

Saia da frente medo, que hoje a felicidade nos espera! E se não for assim, com mais razão ainda, sai da frente!

Por que iremos ao seu encalço. Tudo aquilo que persistimos em fazer, se torna fácil.

Não porque a natureza mude, mas porque nossa capacidade aumenta!.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

A inveja só traz infelicidade

Um quebrador de pedras estava muito insatisfeito consigo mesmo e com sua posição na vida.

Um dia, passando em frente à casa de um rico comerciante, pensou com inveja: "Como esse homem deve ser rico e poderoso...". 

Para sua surpresa, tempos depois, ele mesmo se transformou num homem rico e poderoso, embora fosse invejado e detestado por todos aqueles menos poderosos e ricos do que ele.

Um dia, olhou para o sol e pensou: "Como o sol é poderoso! Gostaria de ser o sol!". Então ele se tornou o sol, lançando seus raios sobre a terra, sobre tudo e sobre todos. Depois, começou a invejar o vento: "Como o vento é poderoso!", pensou. "Gostaria de ser o vento!" 

Então ele se tornou um furacão, soprando as telhas dos telhados das casas. Em determinado momento, porém, encontrou algo que ele não foi capaz de mover nem um milímetro, não importasse o quanto ele soprasse e lançasse rajadas de ar. Ele viu que o objeto era uma grande e alta rocha. "Como a rocha é poderosa!", pensou. "Gostaria de ser uma rocha!" 

Então ele se tornou uma rocha, mais poderosa do que qualquer outra coisa na terra, eterna e irremovível. Mas enquanto ele estava lá, orgulhoso de sua força, ouviu o som de um martelo que batia sobre uma superfície dura, e percebeu que estava sendo despedaçado. "O que poderia ser mais poderoso do que uma rocha?!", indagou, surpreso. Então, ao olhar para baixo, viu a figura de um humilde quebrador de pedras.

Uma das causas mais freqüentes da infelicidade no trabalho é a inveja, o inconformismo de não ser o que os outros são na estrutura da empresa. Lembre-se: cada um tem seu próprio tamanho, o que não significa ser mais ou menos importante.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

O véu do orgulho

 
O homem orgulhoso apresenta em si constante inclinação no julgamento das falhas e imperfeições de seu próximo, mas quanto a si mesmo, nada vê de errado.

  Pobre daquele que assim age, pois não viemos neste mundo para julgar ninguém que não seja a nós mesmos. Viemos corrigir nossas próprias imperfeições, não a dos outros.

  Para conseguir se avaliar, ele precisaria olhar em um espelho, transpor sua imagem a sua frente, imaginar que aquele para quem olha é outra pessoa e então sim conseguiria julgar a si mesmo.

  Jesus quando recebeu a prostituta disse a todos que a condenavam do crime de adultério: atire a primeira pedra aquele que nunca errou e assim todos se foram sem atirar uma só pedra a ela. Sendo mais humilde e amoroso ainda, Ele, nosso mestre e irmão Jesus, nos abençoou com mais uma lição linda, a perdoando de seus pecados sem julgá-la e lhe deu nova chance de recomeçar.

  Irmãos, remova a trave que lhes cega os olhos, afaste o véu do orgulho que lhes inclina a não perdoar as falhas do seu irmão imperfeito, e avalie a si mesmo, coloque sua pessoa no lugar dele durante o erro e analise, será que eu nunca fiz isso ou será que nessa situação eu teria condições de não errar? Será que sou tão puro a ponto de poder julgá-lo?

  Se lhe for difícil trabalhar o orgulho, mude o ponto de vista e trabalhe a humildade. Sendo a humildade o sentimento diretamente oposto ao orgulho, cada ação humilde de coração que realizamos é uma forma de reduzirmos o orgulho ao pó. Sorria mais quando alguém quer lhe agradar, mesmo quando você não se sentir agradado por isso, ouça mais do que fale quando alguém precisa desabafar, doe mais do que peça para si próprio, se contentando com o pouco que tem mas compreendendo ser o necessário. 

Antes de julgar devemos AJUDAR e PERDOAR, pois ai estaremos compreendendo melhor a situação que o próximo enfrenta e talvez, quem sabe talvez, consigamos julgar de forma benéfica afim de analisar a situação e buscar um caminho que remedie o mal, transformando trevas em luz.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Se me amas de Verdade

Se Me Ama de Verdade
Não deixe para Mostrar este Amor depois
Pois o Depois, poderá ser tarde "Demais ".

Se Me Ama de Verdade,
Não me digas, "me preocupo com você" ...
Mas sim, esteja ao meu lado sempre,
pois juntos, dividiremos e superaremos as adversidades do dia-a-dia.

Se Me Ama de Verdade,
Não espere eu te chamar para um passeio ...
Pegue-me pelas mãos e me faça uma surpresa
Me leve para qualquer lugar,
pois por mais simples que seja o mais importante,
Será ao seu lado, sempre estar.

Se Me Ama de Verdade,
Se me sentires triste, não me digas "não fique assim" ...
Brinque, conte-me uma piada e
Tente arrancar aquele sorriso dos meus lábios, 
Me fazendo esquecer, pelo menos, naquele momento,
O que estiver doendo em minha alma.

Se Me Ama de Verdade,
Não me digas
Vou tentar te ajudar no que for possível ...
Me mostre que está tentando o impossível
Pois para quem ama, o impossível é pouco,
Mas vale sempre a intenção, e jamais esquecerei que um dia,
Você pelo menos tentou.

Se Me Ama de Verdade
Não me digas, "quero te beijar" ...
Corra para os meus braços e me beije loucamente
Como se fosse sempre a primeira vez
Em que com ele você me enlouqueceu.

Se Me Ama de Verdade
Não me pergunte, "quer fazer amor comigo?" ...
Me arraste para e contra você, viremos um só.
Me encante com todos os seus encantos,
Me ame arrebatadouramente,
E me eleve aos céus, e depois repousaremos nas nuvens.

Se Me Ama de Verdade
Não me digas que um presente não pode me comprar,
Seja lá por que circunstância for ...
Mostre simplesmente que se lembrou, que aquela data,
Era muito importante para mim.
Pois já estar ao seu lado, é o maior presente
Que recebo de você, diariamente.

Agora, Se Me Ama de Verdade
Não me digas simplesmente "Eu Te Amo" ...
Jamais me mostre este amor apenas com palavras.
Pois as palavras, o vento as levam.
Mostre-me este amor
Com toda a sua capacidade de amar,
Com seus gestos, seus carinhos, e principalmente
Com as suas atitudes mais inesperadas
Que me surpreendem e até roubam-me algumas lágrimas
Lágrimas estas de felicidade, pois sentirei sempre em Você
Que Você Me Ama "De Verdade"

Quanto a Mim, me dê a chance de lhe mostrar
O tamanho do Meu Amor por Você,
Mas não lhe mostrarei por Simples Palavras
Me entregarei a você de Corpo e Alma
Porque Eu, Te Amo de Verdade.

Dizem que o tempo cura qualquer coisa
Mas será que isso é verdade?
A única verdade que sei é que te amo...
Passa horas, passa dias, passa semanas, passa meses,
Mas mesmo assim continuo te amando
Eu te amo mesmo tentando te esquecer
E se o tempo cura qualquer coisa
Porque apesar de pensar o tempo todo em te esquecer, Ainda TE AMO?

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Família, nosso maior bem

Eu estava correndo e de repente um estranho trombou em mim:

- Oh, me desculpe “por favor”, foi a minha reação.

E ele disse:

- Ah, desculpe-me também, eu simplesmente nem te vi!

Nós fomos muito educados um com o outro, aquele estranho e eu. Então, nos despedimos e cada um foi para o seu lado. Mais tarde naquele dia, eu estava fazendo o jantar e meu filho parou do meu lado tão em silêncio que eu nem percebi. Quando eu me virei, tomei o maior susto e lhe dei uma bronca.

- Saia do meu caminho filho!

E eu disse aquilo com certa braveza. E ele foi embora, certamente com seu pequeno coração partido. Eu nem imaginava como havia sido rude com ele.

Quando eu fui me deitar, eu podia ouvir a voz calma e doce de Deus me dizendo:

- Quando falava com um estranho, quanta cortesia você usou! Mas com seu filho, a criança que você ama, você nem sequer se preocupou com isso! Olhe no chão da cozinha, você verá algumas flores perto da porta. São flores que ele trouxe para você. Ele mesmo as pegou. A cor-de-rosa, a amarela e a azul. Ele ficou quietinho para não estragar a surpresa e você nem viu as lágrimas nos olhos dele.

Nesse momento, eu me senti muito pequena. E agora, o meu coração era quem derramava lágrimas. Então eu fui até a cama dele e ajoelhei ao seu lado.

- Acorde filhinho, acorde. Estas são as flores que você pegou para mim?

Ele sorriu.

- Eu as encontrei embaixo da árvore. Eu as peguei porque as achei tão bonitas como você! Eu sabia que você iria gostar, especialmente da azul.

Eu disse:

- Filho, eu sinto muito pela maneira como agi hoje. Eu não devia ter gritado com você daquela maneira.

- Ah mamãe, não tem problema, eu te amo mesmo assim!

- Eu também te amo. E eu adorei as flores, especialmente a azul.

Você já parou pra pensar que, se morrermos amanhã, a empresa para qual trabalhamos poderá facilmente nos substituir em uma questão de dias. Mas as pessoas que nos amam, a família que deixamos para trás, os nossos filhos, sentirão essa perda para o resto de suas vidas. E nós raramente paramos para pensar nisso.

Às vezes colocamos nosso esforço em coisas muito menos importantes que nossa família, que as pessoas que nos amam, e não nos damos conta do que realmente estamos perdendo.

Perdemos o tempo de sermos carinhosos, de dizer um “eu te amo”, de dizer um “obrigado”, de dar um sorriso, ou de dizer o quanto cada pessoa é importante para nós.

Ao invés disso, muitas vezes agimos rudemente, e não percebemos o quanto isso machuca os nossos entes queridos.

A família é o nosso maior bem!

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

A lição das nuvens

Havia, certa vez, uma região, cujo céu era sempre cheio de nuvens, mas não chovia. Nuvens belas, dos mais variados formatos, mas inúteis.

Que adianta uma nuvem ser bela, se não chove? Se uma nuvem passeia pelo céu, mas não chove, ela não vale nada. É preferível uma nuvem, mesmo que não seja tão bonita, mas que chova.

A beleza é passageira. O que dura em nós é o amor e a solicitude em produzir frutos. Se, à noite, refletindo sobre o nosso dia, não descobrirmos nenhuma boa obra, perdemos o tempo, somos nuvens que não chovem.

"Não existe árvore boa que dê frutos ruins, nem árvore ruim que dê frutos bons. Cada árvore se conhece pelos seus frutos... Quem é bom, tira coisas boas do tesouro do seu coração. Mas quem é mau tira coisas más do seu tesouro, que é mau" .

http://www.a12.com/formacao/detalhes/a-licao-das-nuvens

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Semear o Bem

Onde estiveres, não percas a oportunidade de semear o bem.

Se a conversa gira em torno de uma pessoa, destaca-lhe as virtudes, recordando que todos ainda nos encontramos muito longe da perfeição.

Se o assunto descamba para comentários maliciosos, à cerca de certos acontecimentos, procura, discretamente, imprimir um novo rumo ao diálogo, sem te julgares superior a quem quer que seja.

Onde estiveres, não permitas que o mal conte com o teu apoio para se propagar.

Se muitos falam em tom de pessimismo sobre os problemas que afligem a Humanidade, demonstra a tua confiança no futuro, recordando aos interlocutores que nada acontece sem a permissão de Deus.

Se outros se transformam em profetas da descrença, quais se fossem eles mesmo os únicos a se salvarem do naufrágio dos valores morais em que o homem se debate neste ocaso de milênio, trabalha com todas as tuas forças na construção de um mundo melhor, porquanto um só exemplo tem mais poder de persuasão sobre as almas do que um milhão de palavras.

Onde estiveres, não te esqueças de que o bem necessita de ti como instrumento para manifestar-se e não cruzes os braços, como se nada tivesses a ver com o que acontece ao teu redor.

Chico Xavier

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

O urso

Um dia dois viajantes caminhavam por uma estrada no meio de uma floresta.

De repente, ouviram um barulho que parecia ser de um grande animal. 

Viraram para trás e perceberam que um enorme urso os seguia. 

Um dos homens, rapidamente escalou uma árvore à beira do caminho e lá em cima estava a salvo.

O outro, que não tinha tanta habilidade, logo viu que não conseguiria subir na árvore. 

Enfrentar o animal seria impossível. 

Percebendo que não tinha como fugir e não via onde se esconder resolveu jogar-se no chão e se fingir de morto. Ficou ali imóvel, mas suando frio. 

Ele estava morrendo de medo por dentro.

O urso se aproximou dele, deu uma volta completa no homem, empurrou com uma das patas o corpo do viajante e começou a cheirar sua orelha. 

Convencido de que estava morto, foi embora.

O amigo começou a descer da árvore e perguntou:

- O que o urso estava cochichando em seu ouvido? 

- Ora, ele só me disse para pensar duas vezes antes de sair por aí viajando com gente que abandona os amigos na hora do perigo.

Moral da história: "Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade; na desgraça, a qualidade." 

(Confúcio)

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Despedida do Amor

Tudo que fica, fica para sempre um amor, uma longa conversa e um abraço apertado... Essas memórias nunca serão esquecidas não importa quanto tempo passe.

Assim será a nossa história, uma memória que nunca desaparecerá, será uma marca eterna. Em meio a uma música e outra nossos pensamentos cruzaram a distância para nos conectamos um ao outro.

Você foi meu anjo, meu escudeiro meu amante, com você fui do céu ao inferno. Com você eu atravessei barreiras, enfrentei meus piores medos e venci alguns deles. Me reinventei de forma mais simples, mas não consigo ser tão doce, sabe, coisa de instinto, sou assim azedinha mesmo.

Você fez meu coração ficar mais leve, leve de desejos e sonhos e de histórias bonitas, ele ficou tão leve e acabou saindo do peito e voando para longe, tão longe que eu acabei perdendo-o nessa busca de tentar fazer as coisas certas.

Eu nunca fui boa em fazer as coisas certas, sempre gostei do que não está escrito, do que é irreal, do que está fora do padrão, e de nunca fazer as coisas certas. Escolhi me arriscar de cabeça nessa nossa história, mesmo sabendo que ela estava fadada a não funcionar, mesmo sabendo que tudo isso seria uma daquelas histórias com finais dramáticos e bem clichês.

Eu arrisquei, arrisquei meu coração, guardei meus sonhos e desejos mais devassos em um caixinha e tranquei com setes chaves para tentar ser a menos errada possível. 

Mas eu não consegui deixar a minha vida de lado, não consegui deixar minha bagagem no caminho, as minhas pegadas continuaram comigo, todas as dores e mágoas que ganhei nessa minha vida de erros continuaram comigo, pois essa era eu, essa sou eu, um conjuntos de derrotas e acertos, de medos e incertezas. 

E mesmo sabendo de tudo isso, você mostrou que daria conta, que suportaria cada peso, que curaria cada ferida. E juntos apostamos tudo que tínhamos.

Todas as moedas apostadas não valeram muito, acabaram jogadas em qualquer fonte dos desejos, porque esses desejos nunca se realizaram ou talvez nunca foram cultivados da forma certa.

Nos perdermos não por falta de amor, talvez por amar de forma errada, por não compreender a forma do outro de amar, por não acreditar na forma do outro de amar. 

Por não aceitar as escolhas do outro, e a minha escolha é buscar meu coração que sair voando por aí, e a sua foi encontrar um coração sem tantos defeitos.

Tudo que vivemos foi verdade, pelo menos para um lado da história. E nunca será esquecido.

(Moni)

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Escolhendo o importante

Existem pequenas coisas em nossa vidas que
em determinado momento se tornam mais 
importantes que todo o resto.

Disse Jesus: qual o pastor que, 
tendo perdido uma ovelha, não deixa 
seu rebanho e sai buscando aquela que se perdeu?”

Muitas vezes por semana 
precisamos fazer esta escolha.

Pegar o telefone e dizer a palavra de carinho 
que adiamos, abrir a porta e deixar entrar 
quem precisa de nossa ajuda.

Aceitar um emprego. Abandonar um emprego. 
Tomar a decisão que estávamos deixando 
para depois.

Pedir perdão por um erro que cometemos 
e que não nos deixa em paz. 
Exigir um direito que temos.

Se uma ovelha se perdeu, 
vamos agir como o Bom Pastor: 
caminhar por montanhas e riachos, 
planícies e desertos, até encontrá-la 
e traze-la de volta. 
Afinal de contas, o diabo mora nos detalhes.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Simplesmente Pai

Ser pai é acima de tudo, não esperar recompensas. Mas ficar feliz caso e quando cheguem.

É saber fazer o necessário por cima e por dentro da incompreensão. É aprender a tolerância com os demais e exercitar a dura intolerância (mas compreensão) com os próprios erros.

Ser pai é aprender errando, a hora de falar e de calar. É contentar-se em ser reserva, coadjuvante, deixado para depois. Mas jamais falar no momento preciso.

É ter a coragem de ir adiante, tanto para a vida quanto para a morte. É viver as fraquezas que depois corrigirá no filho, fazendo-se forte em nome dele e de tudo o que terá de viver para compreender e enfrentar.

Ser pai é aprender a ser contestado mesmo quando no auge da lucidez. É esperar. É saber que experiência só adianta para quem a tem, e só se tem vivendo.

Portanto, é aguentar a dor de ver os filhos passarem pelos sofrimentos necessários, buscando protegê-los sem que percebam, para que consigam descobrir os próprios caminhos.

Ser pai é saber e calar. Fazer e guardar. Dizer e não insistir. Falar e dizer. Dosar e controlar-se. Dirigir sem demonstrar. É ver dor, sofrimento, vício, queda e tocaia, jamais transferindo aos filhos o que, a alma, lhe corrói.

Ser pai é ser bom sem ser fraco. É jamais transferir aos filhos a quota de sua imperfeição, o seu lado fraco, desvalido e órfão.

Ser pai é aprender a ser ultrapassado, mesmo lutando para se renovar. É compreender sem demonstrar, e esperar o tempo de colher, ainda que não seja em vida.

Ser pai é aprender a sufocar a necessidade de afago e compreensão. Mas ir às lágrimas quando chegam.

Ser pai é saber ir-se apagando à medida em que mais nítido se faz na personalidade do filho, sempre como influência, jamais como imposição. É saber ser herói na infância, exemplo na juventude e amizade na idade adulta do filho. É saber brincar e zangar-se.

É formar sem modelar, ajudar sem cobrar, ensinar sem o demonstrar, sofrer sem contagiar, amar sem receber.

Ser pai é saber receber raiva, incompreensão, antagonismo, atraso mental, inveja, projeção de sentimentos negativos, ódios passageiros, revolta, desilusão e a tudo responder com capacidade de prosseguir sem ofender. De insistir sem mediação, certeza, porto, balanço, arrimo, ponte, mão que abre a gaiola, amor que não prende, fundamento, enigma, pacificação.

Ser pai é atingir o máximo de angústia no máximo de silêncio. O máximo de convivência no máximo de solidão.

É, enfim, colher a vitória exatamente quando percebe que o filho a quem ajudou a crescer já, dele, não necessita para viver.

É quem se anula na obra que realizou e sorri, sereno, por tudo haver feito para deixar de ser importante.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Meu Grande Exemplo ( Pai )

Pai de verdade mesmo sabe que ser pai não é simplesmente recolher o fruto de um momento de prazer, mas sim perceber o quanto pode ainda estar verde e ajudá-lo a amadurecer.

Pai de verdade mesmo não só ergue o filho do chão quando ele cai, mas também o faz perceber que a cada queda é possível levantar. Ele não é simplesmente quem atende a caprichos: ele sabe perceber quando existe verdadeira necessidade nos pedidos.

Pai de verdade mesmo não é aquele que providencia as melhores escolas, mas o que ensina o quanto é necessário o conhecimento.
Ele não orienta com base nas próprias experiências, mas demonstra que em cada experiência existe uma lição a ser aprendida.

Pai de verdade mesmo não coloca modelos de conduta, mas aponta aqueles cujas condutas não devem ser seguidas.
Ele não sonha com determinada profissão para o filho, mas deseja grande e verdadeiro sucesso com sua real vocação.
Ele não quer que o filho tenha tudo que ele não teve, mas que tenha tudo aquilo que merecer e realmente desejar.

Pai de verdade mesmo não está ali só para colocar a mão no bolso para pagar as despesas: ele coloca a mão na consciência e percebe até que ponto está alimentando um espírito de dependência.
Ele não é um condutor de destinos, mas sim o farol que aponta para um caminho de honestidade e de Bem.

Pai de verdade mesmo não diz " Faça isto " ou " faça aquilo " , mas sim " tente fazer o melhor de acordo com o que você já sabe " .
Ele não acusa de erros e nem sempre aplaude os acertos, mas pergunta se houve percepção dos caminhos que levaram o filho a esses fins.

Pai de verdade mesmo é o Amigo sempre presente, atento e amoroso - com a alma de joelhos - pedindo a Deus que o oriente na hora de dar conselhos... por isso e por tudo
Quem disse
que por de trás daquela barba que nos arranha o rosto não tem um coração moleque querendo brincar?

Quem disse
que por detrás daquela voz grossa não tem um menino criativo querendo falar?

Quem foi que falou
que aquelas mãos grandes não sabem fazer carinho se o filho chorar?

Quem foi que pensou,
que aqueles pés enormes, não deslizam suaves na calada da noite, para o sono do filho velar?

Quem é que achou
que no fundo do peito largo e viril não tem um coração de pudim, quando o filho amado, com um sorriso largo se põe a chamar?

Quem foi que determinou
que aquele coroa, de cabelos brancos não sabe da vida para querer me ensinar?

Pai, você me escolheu filho, eu te fiz exemplo!

Autor desconhecido

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Como Viver sem Você

Como Viver sem Você

Se a cada dia que nasce, tudo o que mais quero é sentir seus beijos.

Se a cada anoitecer o que mais quero é sentir seus braços
me fazendo carinho até cairmos de sono.

Se só a luz e o brilho do teu sorriso e olhar me dão motivação para acordar
todo dia e enfrentar o que esse mundo tem a nos trazer.

Se a cada dia que acordo me lembro do seu rostinho de anjo
e sei que enquanto você estiver do meu lado
me amando eu sempre serei a pessoa mais feliz do mundo.

Se durante minhas noites, só você abita nos meus sonhos
e faz da minha noite a melhor possível.

Se tudo o que eu preciso esta na pessoa que eu mais amo neste mundo.

TE AMO!

A minha vida vida não tem mais sentido sem você.

Só você sabe como me fazer feliz e como só você, só você me completa.

Se eu pudesse resumir a felicidade em uma só palavra eu escolheria você.

Sua presença é a única que eu quero sentir por perto
e seus lábios são os únicos que quero beijar, pois a eternidade ao seu lado
é como um minuto ao lado de qualquer outra pessoa.

Se um dia houver alguma dúvida do que sinto por você
basta fechar os olhos e pensar em tudo o que já passamos
e tudo o que ainda vamos passar juntos.

Nunca se esqueça do imenso amor que eu sinto por você!

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Ao meu querido Pai


Olá, pai! Eu, que já fui criança um dia e que agora sou jovem, quase adulto, gostaria de dizer o que vai aqui dentro do meu coração, neste dia especial. Eu sei que temos tido alguns desentendimentos, mas creia papai, você é e sempre será meu grande herói. Sabe, pai, quando observo suas mãos fortes, embora algumas marcas feitas pelo tempo, penso no quanto elas significam para mim, pois foram as primeiras a acariciar as minhas, inseguras na infância. 

Quando vejo seus passos firmes, não esqueço de que foram eles que orientaram meus primeiros passos... Quando você me pede para ler algumas palavras que seus olhos já não conseguem ver com precisão, faço isso com carinho, pois não esqueço das palavras que você repetiu inúmeras vezes para que eu aprendesse a falar. Percebo que hoje suas decisões são mais lentas, mas sei também que minhas primeiras decisões foram por elas balizadas. 

Talvez você não esteja tão atualizado, quanto às novas tecnologias, mas eu me lembro bem que você pensou muito pouco em si mesmo, para fazer de mim uma pessoa de bem. Se hoje sua saúde anda um pouco debilitada, sei que muito do seu desgaste foi para garantir a minha saúde. 

E se você não pronuncia corretamente alguma palavra, eu entendo, pois se esqueceu de si mesmo para que eu pudesse cursar uma universidade. Se hoje sua memória o trai, não esqueço das tantas vezes que advogou a meu favor, nas situações difíceis em que me envolvia. Hoje eu cresci, papai, já não sou mais aquela criança indefesa, graças a você. Hoje a juventude me empolga as horas... 

Mas eu não esqueci minha infância, meus primeiros passos, minhas primeiras palavras, meus primeiros sorrisos... Acredite que tudo isso está bem vivo em minha memória, e eu sei que nesse seu peito, já cansado, ainda pulsa o mesmo coração amoroso de outrora... É verdade que o tempo passou, mas eu nem me dei conta, pois você esteve sempre ao meu lado, disposto a me proteger e a me ensinar... 

Sabe velho, embora eu não tenha muito jeito para falar coisas bonitas, desejo lhe dizer o quanto você têm sido importante em minha vida. Hoje você pode não ser mais aquele moço forte, quanto ao corpo, mas tem um certo ar de sabedoria que na sua imagem de ontem não existia. Eu sei, pai, que apesar de o tempo ter passado, em seu peito o coração ainda pulsa no mesmo compasso... Que o afeto que você cultivou agora floresce em minha alma... Que as emoções vividas ainda podem ser sentidas como nos velhos tempos... 

Hoje eu reconheço, meu pai, que apesar dos longos invernos suportados, você ainda mantêm acesa a chama de amor e ternura pelos seres que embalou na infância... Por isso tudo, e muito mais, eu quero lhe agradecer de todo meu coração:

 "Pela amizade que você me devota... Pelos meus defeitos que você nem nota... Por meus valores que você aumenta... Pela minha fé que você alimenta... Por esta paz que nós nos transmitimos... Por este pão de amor que repartimos... Pelo silêncio que diz quase tudo... Por esse olhar que me reprova mudo... Pela pureza dos seus sentimentos... Pela presença em todos os momentos... Por ser presente, mesmo quando ausente... Por ser feliz quando me vê contente... Por ficar triste, quando estou tristonho... Por rir comigo, quando estou risonho... Por repreender-me quando estou errado... Por meus segredos, sempre bem guardados... Por me apontar Deus a todo instante... Por esse amor fraterno sempre tão constante..."

(Texto final, entre aspas, de uma mensagem recebida pela Internet, sem menção ao autor)

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Mostre-se

A maior parte das suas dores acontece porque você esconde alguns sentimentos. Quando você sente medo, seja lá do que for, os outros podem saber, sim. Não é vergonhoso sentir medo: ele é só um sinal de autoproteção.

Quando você sente raiva, expresse-a! Ela é um sentimento tão natural quanto a afeição. Se você pode dizer a alguém que o quer bem, por que não pode dizer-lhe que sente raiva também?

Se no seu coração existem mágoas, lave-o! Fale sobre elas com quem magoou você. Não deixe que elas corroam sua alma e seu espírito. Muitas vezes a pessoa nem sabe o quanto magoou e, se você lhe disser, talvez vocês tenham a chance de, em conjunto, esclarecer algo pequeno que pareceu tão grande.

Se é ressentimento o que sente, por que esconde-lo?
O ressentimento, depois de expressado, fica mais leve para quem o sente e, um dia, desaparece. Quando menos esperar você notará que veio o perdão em seu lugar.

Se há depressão, há outros caminhos diferentes da opção pelo isolamento. Escolha ouvidos amigos, fale e abra-se para ouvir as respostas, sejam elas quais forem. Mesmo que venham palavras pouco agradáveis de ouvir, elas podem ser o gancho para trazer-lhe de volta a alegria de viver, a capacidade para enxergar que nem tudo são trevas.

Amigo não é só aquele que lhe empresta o ombro para chorar:
Muito mais amigo é aquele que traz o tapa que desperta, que o faz acordar para a Vida. Não há ninguém neste mundo que nunca foi ferido, magoado, machucado. E também não há quem não conheça a alegria de retornar ao porto da felicidade. Você será entendido e compreendido.

Esteja você como estiver, não se esconda! Mostre-se! Todo sentimento tem seu próprio e real valor. Ponha a boca no mundo! Não há barreiras que possam impedi-lo de encontrar AMOR!

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Deixe a Mágoa para Trás

Mágoa, uma palavra pequena, mas um sentimento enorme. É incrível como ela consegue nos dominar, por ela deixamos pessoas importantes partirem, deixamos de confiar, deixamos de arriscar por medo. 

Confesso que guardo mágoas sim, afinal quem não guarda que atire a primeira pedra! Eu estou percebendo o quão caro ela está me custando, estou deixando para trás pessoas que já me fizeram sorrir, já pediram desculpas e eu percebi que foram de coração, já me fizeram chorar de felicidade, fizeram eu me sentir única em vários sentidos. 


Percebi que estou errada e que tenho que mudar nesse aspecto, afinal todos erramos de uma forma ou de outra, ninguém é perfeito.


Já conheço bem a palavra MÁGOA, agora pretendo conhecer o sentido da palavra PERDÃO, aquele ditado "eu perdôo mas guardo nomes" isso é verdade, mas na hora que você perdoa uma pessoa e você vê que ela se arrependeu realmente, tem que deixar isso de lado, prestar atenção nas qualidades e relembrar os momentos bons.


Por isso, não deixe a mágoa te dominar, se for para quebrar a cara de novo, deixa quebrar, é só mais um aprendizado. Vai doer? Vai, mas você vai aprender novas lições da vida. Perdoe, não sabemos o dia de amanhã, todos erramos, e amanhã poderá ser você pedindo perdão.


(Priscielle Ramos)

Aprendi a não bater de frente com quem só entende o que lhe convém

Uma das coisas mais desagradáveis que ocorrem é sermos mal entendidos, quando o outro deturpa nossas palavras ou nossas atitudes, desconte...