quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Se o amor morreu, enterra o defunto!


Sabe este relacionamento que já dura anos, que não tem mais a mesma magia e encanto do começo, mas você ainda se prende a ele? Quantas vezes deve ter procurado uma explicação para esta sua inércia, tentando se enganar, achando que ainda existe algum amor entre vocês? E por acaso já parou para pensar que o amor de vocês já morreu há muito tempo, ficando apenas as sobras do que um dia foi um relacionamento?

Eu sei que muitas vezes é duro abrir mão dos sonhos e planos que vocês fizeram para o futuro, mas é muito mais importante ver que o futuro não existe mais! Por mais que tente encontrar dentro de sí uma força milagrosa que faça tudo voltar a ser como era antes, sem perceber está apenas eternizando este sofrimento.

"Mas, como um amor tão grande como o nosso acabou deste jeito?"

Oras, acabando igualzinho uma porção de coisas acabam: por desgaste!

E, cá entre nós, não existe nada mais frágil às mudanças da vida do que o amor. Sim, o amor é tão inconstante que, muitas vezes o que parecia ser o homem de sua vida, pode se tornar o maior erro que cometeu. Deixe

de lado esta sua preocupação com o fim dos seus sonhos dourados, é importante escutar seu coração quando ele lhe diz para largar o osso!

Se a vida entre vocês é tão emocionante quanto um documentário sobre a vida sexual das minhocas do Kilimanjaro, e a ultima vez que teve uma noite de sexo de qualidade foi há tanto tempo que nem sabe mais se é fruto da sua imaginação, então você não o ama mais, aceite!

Tanto o seu coração quanto o dele já broxaram, por isto que esta bimbadinha tem ficado cada vêz mais chinfrim!

Fala a verdade: se ele sumisse por alguns dias você nem ia dar falta, não é? Então, que amor é este onde não existe mais tesão, aquela vontade gostosa de engolir o outro até a alma? Está

se prendendo tanto por que? O que te faz ficar tão acomodada que não é capaz, sequer, de tomar uma atitude sensata?
Este homem já é passado, nem tesão mais você sente por ele. E por mais que faça planos, ele não estará lá para participar de seus sonhos!

Minha amiga, a vida entre vocês tem muita tristeza, muito descaso e, por incrível que pareça, deve ter muita cobrança, não tem?

É capaz dos dois passarem horas sentados, um do lado do outro, sem trocarem uma palavra, mas se você der uma saidinha com as amigas, é capaz dele reclamar que não liga para ele, não é?

Cuidado, porque este tipo de relacionamente tende a ficar cada vez mais neurótico! Sem querer, num comportamento possessivo, um vai começar a querer prender o outro, vampirizando até a alma, tudo para se sentir menos solitário!

Que tal voltar a viver com o mesmo briho nos olhos que tinha antes?

Que tal desocupar este espaço, que está sendo preenchido por alguém que não te interessa mais, pra começar? Um coração vazio é bem melhor que um coração amargurado e ferido, sabia?

Sem contar que se não desocupar a cova, dificilmente terá a chance de viver um novo amor, com alguém que lhe faça reviver aqueles momentos tão simples, mas tão confortantes, como ficar feliz apenas por saber que ele está para chegar.

E mesmo que você não ame ou sinta aquela paixão fulminante, tenho certeza de que viver sem sentir que falta um grande pedaço de sua alma já será um grande alívio!

"Com a nossa separação, ambos perdemos muito. Eu perdi porque vc foi a
pessoa que mais amei em minha vida. Você perdeu, porque fui a pessoa que
mais te amou em toda sua vida. Mas de nós dois, você foi a pessoa que mais
perdeu, porque eu posso vir a amar outra pessoa como eu te amei, e vc jamais
terá alguém que te amou tanto quanto eu...!"

Nattany Argélia


Sobre os ciclos e recomeços da vida…

Nossa vida é uma eterna construção, mesmo quando erramos, algo está sendo construído. Toda construção requer tempo e mais do que qualquer ou...