sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

O problema é que tem sempre alguém com o opinômetro ligado e o venenômetro ativado


Poupe energia para o que realmente vale a pena, para quem torce por você, para enfrentar as batalhas que valem a pena.


Talvez porque a quantidade de pessoas no mundo esteja a cada dia maior, talvez porque as vidas estão sendo cada vez mais expostas nas redes sociais, talvez sei lá por quê, mas o que tem de gente opinando sobre o que não lhe diz respeito e destilando veneno por aí não é brincadeira.


É CADA PALPITE INFELIZ, CADA MALDADE GRATUITA, QUE CHEGA A DAR MEDO. E TRISTEZA.


O problema nem é opinar, afinal, interagir requer lidar com outras pessoas, outros mundos, outros modos de enxergar o mundo, requer ajustes que se consolidam, à medida que confrontamos pontos de vista que nem sempre se afinam.



Além disso, o ser humano precisa se colocar, argumentar, expressar o que sente, para que se posicione e deixe claro o que aceita ou não, o que quer e o que não permitirá. Isso evita aproximações tóxicas.


O problema é opinar com deselegância, de forma rasa e agressiva, incoerente, em momentos inoportunos e para pessoas que não pediram opinião alguma.


Temos que evitar a intromissão no que não nos cabe, pois ninguém merece gente desagradável e invasiva.


É necessário saber qual é o seu lugar, quem faz parte de sua vida e quem quer ouvir o que você tem a dizer, ou acabará, inevitavelmente, ultrapassando limites indevidamente.


O problema maior é quando a opinião vem carregada de maldade, violência, difamação, veneno.


No trabalho, tem aquele que critica nosso serviço enquanto não faz nada.


Na rua, tem aquelas cobras que sorriem na sua frente e te derrubam pelas costas. Nas redes sociais, quanto mais famosa a personalidade, mais tentam encontrar motivos para que ela tenha sua imagem depreciada.


Inveja, ciúmes, falta de caráter, psicopatia, chamem como quiser, mas não deve existir quem passe pela vida sem ser alvo de gente ruim.


O MELHOR A SE FAZER COM QUEM LIGA O OPINÔMETRO E ATIVA O VENENÔMETRO É IGNORAR.


Se ali não tiver nada, nadinha, a ser absorvido, ligue o seu fodômetro, e continue a viver.


Tenha certeza de que está no caminho certo e melhor para você e caminhe.


Poupe energia para o que realmente vale a pena, para quem torce por você, para enfrentar as batalhas que valem a pena.


Sigamos!


*Marcel Camargo


*Foto de Harry Cunningham no Unsplash

Descanse a mente e o coração. Se for de Deus, vai dar certo!

Precisamos nos permitir confiar em que Deus está fazendo o seu trabalho e o melhor da vida nos chegará no momento certo. Muitas vezes, quand...