segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Remédio Infalível

Um vendedor ambulante percorria os povoados oferecendo remédio contra coice de burro. Instalou-se numa pracinha, junto à capela, e começou a gritar com aquela habilidade própria dos charlatões:

- Alô, pessoal! Ouvi contar que aqui há muito burro chucro. É só agente passar perto e já vem o coice. Mas tenho aqui um remédio infalível. Querem experimentar?…

Os curiosos se juntavam. Então ele mostrava um pacotinho bem fechado, dizendo:

- Cada pacotinho desses contém o remédio. Cura quem levou o coice e previne contra coices futuros. O pacotinho custa apenas … E dava o preço de um, de dois, de três pacotes, sempre com o desconto de praxe. Mas, cuidado, perde o efeito.

Muitos roceiros compraram o tal remédio. Chegando às suas casas, abriram curiosamente o embrulho e encontraram dentro três metros de barbante e o conselho por escrito:

“Para evitar coice de burro, basta ficar longe do animal numa distância correspondente ao comprimento deste barbante.” Desapontados e lubridiados, foram atrás do vendedor para lhe aplicar uma boa surra. Mas o espertalhão já havia sumido da praça.

Clóvis Bovo

MORAL DA HISTÓRIA - AMIGOS, NÃO ACREDITEM EM TUDO O QUE LHE FALAM, SOBRE AS COISAS DO MUNDO E SOBRE OS OUTROS. NÃO FAÇA UM PRÉ JULGAMENTO SEM ANTES SE PERMITIR EXPERIMENTAR AS COISAS OU CONHECER MELHORAS PESSOAS. BOA SEMANA!

Fuja de quem se lembra dos pecados de todo mundo, mas se esquece do mal que fez.

Ninguém consegue ser bom o tempo todo, falar com doçura, sorrir com verdade. Somos humanos e, portanto passíveis de erros e vacilos, somos s...