sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

O Guru e o Discípulo Soberbo

O ancião Guru estava sentando em sua sala, num estado tranqüilo e sereno que apenas quem possui a sabedoria consegue atingir. De repente, um dos novos discípulos adentra o compartimento com um ar ofegante, uma aparência impositiva, arrogante e obviamente irritado com alguma coisa. Então, sem pedir licença, bradou ao Mestre:

- Eu não recebo ordens de ninguém!


O mestre que estava em silêncio no outro lado da sala, assim permaneceu até que ele repetiu a mesma frase. Assim, tranquilamente o guru respondeu:

- Desculpa, podes repetir o que você falou
- “Eu não recebo ordens de ninguém” – tornou a dizer o discípulo
Então, o Guru falou – “podes chegar mais perto porque não te ouço?”:
O discípulo aproximou-se e disse novamente – “Eu não recebo ordens de ninguém!”
O guru com um olhar ingênuo e sossegado disse ao discípulo – podes falar perto deste ouvido para que eu possa ouvir-te.
O discípulo quase exasperando reproduziu sua sentença – “Eu não recebo ordens de ninguém!”

Então, o mestre tranquilamente fitou com um olhar inquisitivo e respondeu:

- "E o que você pensa que vem fazendo até agora?!(Cargnin dos Santos, Tadany. Contaram-me 12.)
MORAL DA HISTÓRIA
A soberba nos impede de ver a realidade claramente...o colirio para estes casos se chama humildade. Pense nisso...e tenha um bom dia...

Sobre os ciclos e recomeços da vida…

Nossa vida é uma eterna construção, mesmo quando erramos, algo está sendo construído. Toda construção requer tempo e mais do que qualquer ou...