terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Como diferenciar o ciúme normal do exagerado?

Todos nós gostamos de sentir que a pessoa que amamos sente algum ciúme de nós, pois entendemos isto como uma demonstração de amor, um sensor, uma medida de segurança do nosso relacionamento.

É normal e natural que você sinta um certo ciúme quando vê o seu companheiro dançando com uma ex-namorada, por exemplo... Claro, isto gera uma certa insegurança em você, afinal a ex é uma pessoa que já se relacionou com seu companheiro!

Você pensa: E se ela continuar a ser importante para ele? E se ele ainda gostar dela? Será que ele vai me largar para ficar com ela? Mas isto é apenas um pensamento que vem e vai...No dia seguinte, tudo continua normal, pois o seu companheiro continua com você e você está tranquila...

Estamos aqui falando de um ciúme que é normal, que não interfere no relacionamento...como dizia o poeta, o ciúme é o tempero do amor, ele revela que o interesse mútuo permanece!

Todas as pessoas ciumentas tem um forte sentimento de posse em relação ao outro, a ponto de considerá-lo como alguém que lhes pertence, como se ele fosse um objeto seu.

O ciúme deixa de ser normal quando passa a dominar o relacionamento.

Quando se chega a este ponto é fácil ver-se ameaças de perder a pessoa amada por todos os lados e são estas ameaças que despertam o ciúme: um olhar diferente, um nome desconhecido, um telefonema, um bilhete, um pequeno atraso...

Mas, afinal, em que ponto o ciúme deixa de ser normal, torna-se exagerado e passa a dominar o relacionamento?

Quando a pessoa se deixa dominar pelo ciúme, ela coloca de lado tudo o que lhe dá prazer, tudo o que é bom no seu relacionamento e passa a espionar, espreitar, buscando fatos e coisas que provem a infidelidade do outro.

E quando isso acontece, a tendência é tentar exercer controle sobre TODOS os passos da pessoa amada.

Você quer saber quem ligou para ele, de quem é aquele número registrado no celular, de quem é aquele bilhetinho, por que demorou tanto tempo na padaria e ainda não trouxe tudo o que você pediu...

Enfim, a pessoa ciumenta vê ameaças de perder a pessoa amada por todos os lados!

E então começam as cobranças...as brigas são constantes e a vida a dois vai se transformando num verdadeiro inferno, tanto para a pessoa que esta sendo acusada de infidelidade quanto para aquela que sente ciúmes, pois qualquer olhar, qualquer atitude "diferente" que só existe na cabeça do ciumento, já é motivo de sofrimento.

Imagine que seu parceiro resolveu dar um presente para você... um relógio novo, por exemplo. Ele esconde o presente para dar a você no final de semana, quando vocês forem viajar...

Mas você, bisbilhotando o armário dele, acaba descobrindo o relógio... Você começa a imaginar mil coisas!!!

Seu parceiro explica porque escondeu o relógio, que seria uma surpresa...Você não acredita nisso e não para de torturar o parceiro perguntando de quem ele ganhou aquele presente. Ele pode explicar mil vezes a mesma coisa!!

Você não vai acreditar em nada do que ele disser porque você já tirou as suas próprias conclusões! Foi a outra quem lhe deu o presente e seu parceiro VAI TER QUE CONFESSAR, custe o que custar!

A pessoa ciumenta tem a capacidade de fantasiar, imaginar e criar a sua própria história, tirar as suas próprias conclusões e achar que está certíssima!

Nada do que disserem a fará mudar de idéia porque ela ACREDITA em sua própria fantasia, considera real a sua história inventada! E ela alimenta esta fantasia real com pensamentos e imagens distorcidos que, por sua vez, levam a novos pensamentos distorcidos...um ciclo vicioso!

Sinais que indicam um ciúmes exagerado:

- não aceitar que o parceiro faça um programa (com amigos, por exemplo) sem a sua companhia.

- mexer nas coisas pessoais do seu parceiro (gavetas, armários, pastas, bolsos, carteira, celular, etc...);

- sentir a necessidade de saber sempre onde o outro está. Ligar para casa dos amigos para confirmar a sua presença ou aparecer no local;

- preparar armadilhas. Pedir a alguém que se insinue ao seu parceiro para ver qual a reação dele;

- desconfiar de tudo e de todos.

O ciúme nunca aparece sozinho. Surge sempre acompanhado por medo (de perder a pessoa amada), baixa auto estima, insegurança e desvalorização de si mesmo. Vale dizer que pessoas seguras de si, de seu valor, costumam lidar bem com o seu ciúme, não se deixando levar por ele.

Infelizmente, poucas pessoas se acham predispostas a aceitar que o ciúme excessivo é um problema pessoal e subjetivo. Poucas consideram a possibilidade de que ele não corresponda à realidade.

A maioria delas não percebe que seu ciúme exagerado pode destruir um relacionamento, mesmo que nesse relacionamento exista o mais forte, puro e verdadeiro amor.

Quando o ciúme toma conta do relacionamento e você não visualiza formas de acabar com ele; quando a maioria das pessoas queridas por você considera seu ciúme sem fundamento, quando você está indo contra as evidências e ainda acha que está certa, é hora de buscar ajuda profissional!

Afinal...você quer mesmo perder de vez a pessoa amada?

ATENÇÃO!
Você acabou de ler um texto redigido por Dra Olga Inês Tessari Autora do livro "Dirija a sua vida sem medo"Escritora - Palestrante - Pesquisadora - ConsultoraPsicóloga e Psicoterapeuta desde 1984 (CRP06/19571) atuando nas áreas de ansiedade, auto estima, medos, timidez, pânico, stress, depressão, orientação de pais, problemas específicos da criança, do adolescente, da mulher, do homem, da terceira idade, dificuldades e problemas nos relacionamentos em geral (do casal, de pais com filhos, entre amigos, parentes, vizinhos, colegas de trabalho, etc...), distúrbios da alimentação (compulsão, obesidade, anorexia, bulimia).
Atendimento e aconselhamento de adolescentes, adultos, pais, casais, grupos e famílias.
Desenvolve e ministra palestras, cursos, além de projetos específicos para empresas.
Consultora em temas de Psicologia para a mídia em geral
Visite o site: ajudaemocional.com

Sobre os ciclos e recomeços da vida…

Nossa vida é uma eterna construção, mesmo quando erramos, algo está sendo construído. Toda construção requer tempo e mais do que qualquer ou...